Leão Amigo

A “Campanha Leão Amigo da Criança e do Adolescente 2021 – Mostre que seu Leão tem Coração!” já está sendo desenvolvida em Volta Redonda e ganhou um aliado de peso: o prefeito Antônio Francisco Neto, que prometeu se empenhar pessoalmente para atingir seus objetivos. A ideia é que quem for declarar Imposto de Renda possa doar parte do imposto devido, ampliando assim a captação de recursos do Fundo Municipal para Infância e Adolescência (Finad), que financia projetos sociais para este público. “Vou fazer minha doação e já convoquei todo o meu secretariado a fazer o mesmo. É muito importante que todos participem para arrecadarmos um valor significativo”, pontuou Neto. “Este dinheiro é fundamental para o financiamento de programas, projetos e ações voltadas para crianças e adolescentes do nosso município”, acrescentou, lembrando que a doação não aumenta em nada o imposto a ser pago.
A coordenadora da Juventude, Larissa Garcez, uma das incentivadoras da campanha, reforçou que os repasses são feitos por meio de chamamento público para as 16 Organizações da Sociedade Civil (OSC) registradas no Conselho Municipal da Criança e do Adolescente; e para as 10 Organizações Governamentais que têm assento no conselho. “O Finad já financiou ações de organizações como a Apae-VR, Lar Espírita Irmã Zilá, Instituto Dagaz, Ideais, Lar Escola Recanto das Crianças, Casa da Criança e do Adolescente e Apadefi. Todas com grande atuação no município”, lembrou Larissa.
O presidente do CMDCA, Guilherme da Silva Benedito, reforçou a importância da doação. “Temos que divulgar esta lei, que permite a doação de parte do imposto de renda devido, pois ainda é pouco utilizada pela população e tem muito potencial”, crê.
A campanha tem apoio do Conselho Regional de Contabilidade do Estado do Rio de Janeiro (CRCRJ) e o evento de lançamento contou com a participação online do presidente, Samir Nehme, e presencial da delegada do CRCRJ em Volta Redonda, Gisele Confort.
“É uma honra fazer parte desta iniciativa. A utilização deste artifício para aumentar a arrecadação de recursos para o Fundo Municipal da Infância e Adolescência vai potencializar a ação de organizações beneficentes para este público. Calculamos pelo número de pessoas que se enquadram no perfil de possíveis doadores que o Fundo pode receber cerca de R$ 2 milhões se todos participarem”, falou Samir, acrescentando que os contadores de Volta Redonda estão comprometidos na divulgação da campanha.
Quem pode doar e como fazer
Qualquer pessoa física pode doar até 3% do imposto de renda devido no ato da declaração, por meio do programa gerador do Imposto de Renda, desde que utilize o modelo completo. Outra opção é doar até 6% do imposto a pagar ao Fundo da Infância e Adolescência, também utilizando o modelo completo de declaração do IR.
Desta forma, o interessado deve fazer o depósito no Banco 104 – Caixa Econômica Federal, Agência 4375, Código da Operação: 006, Conta Corrente: 00000001-9, CNPJ: 39.560.297/0001-85. Para emissão do Recibo de Destinação basta enviar cópia do comprovante do depósito e cópia do CPF (Cadastro de Pessoa Física) para o e-mail: [email protected][1] ou entrar em contato pelo telefone: (24) 3341-7034.
Para Pessoa Jurídica que realiza apuração do imposto de renda com base no lucro real, ela poderá destinar até 1% de seu IR devido até o último dia útil do ano (calendário fiscal). A doação também pode ser feita por depósito na conta do Fundo, citada acima, e proceder da mesma forma para emissão do Recibo de Destinação.
O passo a passo está no link: www.voltaredonda.rj.gov.br/cmdca[2].

Deixe um comentário