Eleição no Gacemss

Após um ano de espera, ou melhor, de atraso, a eleição para a escolha dos novos dirigentes do Gacemss para o triênio 2020 a 2023 está por acontecer. Será na quarta, 31, às 19 horas, e de forma on-line, com três chapas concorrentes. Dentre elas, a “Cultura e União”, liderada pelo ator, diretor e professor de artes cênicas Lúcio Roriz. A novidade maior fica por conta da presença do empresário Rogério Loureiro como candidato a vice-presidente.
Loureiro já comandou o Voltaço, participou de várias eleições, inclusive para vice-prefeito, e fez parte da equipe do governo Samuca. Veja o que o levou a aceitar mais um desafio fora dos negócios de transporte da família. “Eu sou sócio do Gacemss há alguns anos, e a entidade tem uma história muito importante para a cultura da nossa cidade. A empresa da nossa família vem apoiando e patrocinando o Gacemss também há muito tempo, pois sempre entendemos o papel transformador da cultura e a importância do Gacemss para a nossa cidade. O nosso presidente, Lúcio, que tem uma ligação histórica com o Grêmio, me convidou para fazer parte dessa chapa e me senti muito honrado. Entendi que, como empresário, amante da cultura e cidadão, posso ajudar efetivamente os projetos culturais da cidade. Acredito que nesse momento delicado que a cultura está enfrentando, devido à pandemia, é fundamental que todos possam contribuir e, por isso, decidi oferecer minha contribuição”, disse.
Lúcio Roriz (foto acima) por sua vez, em entrevista ao aQui, falou sobre o motivo de manter sua candidatura. “Partiu da vontade de renovar e trazer soluções para fortalecer a entidade, visando o bem-estar dos associados, alunos, professores e funcionários”, afirmou Lúcio, que é associado ao Gacemss há 18 anos e conselheiro desde 2013.
O candidato está ciente dos obstáculos que terá pela frente, a Covid-19. “Os efeitos da pandemia não atingiram só o Gacemss. A receita da Instituição caiu bastante, mas as despesas também diminuíram. O Gacemss não sobrevive apenas com receita de espetáculos que foram suspensos. Temos os aluguéis das salas e lojas em torno do complexo”, explicou Lúcio, que espera unir forças com seu braço direito, Rogério Loureiro.
“Quando assumimos o Gacemss, em agosto de 2020, tivemos somente um mês de mandato. Nesse período, resolvemos os problemas de aluguéis atrasados, negociamos e facilitamos o pagamento para os inquilinos. Temos muito mais a fazer. Acreditamos que uma gestão experiente e competente pode trazer ainda mais benefícios, por isso conto com um empresário e economista como vice-presidente da chapa. Acredito que unir as minhas experiências com as experiências do Rogério Loureiro só agregam nesse próximo triênio”, ponderou.
Lúcio também explicou que, para convencer a prefeitura de que o Gacemss deve continuar aberto, ele promete seguir à risca os protocolos de saúde. “Estamos conscientes de que é necessário seguir as orientações do governo em todos os âmbitos, sejam eles municipais, estaduais ou federais. Nosso maior compromisso nesse momento é preservar nossos associados”, pontuou.
Por falar em preservar, o candidato a presidente garante que, apesar das demissões em massa que assombram o país por conta da pandemia, ele fará o que for possível para proteger os funcionários da entidade. “Faremos de tudo para evitar demissões. As pessoas que trabalham na instituição são muito importantes. Vamos continuar trabalhando com os aluguéis e tão logo essa pandemia acabe, retornaremos com a programação normal de espetáculos e cinema”, finalizou.

Deixe um comentário