Lazer

Após mais de um ano de pandemia, de isolamento social, quem é solteiro teve que se reinventar. Os casais também tiveram a rotina alterada dentro de casa e estão tendo que buscar alternativas diferentes, bem diferentes, para apimentar a relação. A pergunta que não quer calar é ‘como ficou a vida sexual dessas pessoas?’. Quem quiser a resposta pode acessar o site do Sexlog, a maior rede social de sexo e swing do Brasil, com mais de 14 milhões de usuários cadastrados e que lançou, recentemente, um e-book com dicas para quem quer evitar o tédio na quarentena e curtir o momento para dar asas ao prazer. O bom é que você pode baixá-lo gratuitamente através do link: https://bit.ly/2U79zAs . No canal do Sexlog no Youtube, também há diversos conteúdo para quem quer saber tudo sobre sexo liberal: bit.ly/YtSexlog. Vejam só: o número de novos seguidores no site cresceu 37% em relação ao mesmo período no ano anterior. Segundo o CEO do Sexlog, Leandro Kitamura, o crescimento foi motivado pelas medidas restritivas impostas com a Covid-19, pois com o isolamento social, as pessoas solteiras e casais precisaram se reinventar para satisfazer seus desejos. “Em março de 2020, a plataforma registrava 11.4 milhões de cadastros. Hoje, atingimos a marca de 14.7 milhões de usuários no site, no intervalo de apenas um ano”, destaca. Diferente de outras redes sociais, o Sexlog gera entretenimento sem bombardear seus frequentadores com notícias que geram ainda mais ansiedade. “O público realmente se diverte e os nudes não são censurados. Estamos promovendo, também, ações temáticas, como concursos, sorteios e lives patrocinadas especiais para que a plataforma seja o lugar ideal para curar o tédio e lidar com aquele tesão reprimido”, comenta a diretora de marketing do Sexlog, Mayumi Sato.


A pandemia gerou um surto de ansiedade e depressão que atinge milhares de pessoas, entre elas a musa absoluta do OnlyFans, Suzy Cortez. “Assim como muita gente, eu somatizei meus medos, o que me jogou no fundo do poço da depressão e das crises de ansiedade. O medo do vírus, da morte de perder quem amo, da situação financeira, da solidão causada pelo isolamento social me deu um knockout psicológico! Eu me agarrei com todas as forças na produção de conteúdo para a plataforma e na troca com os fãs. Acho que formamos uma corrente positiva com eles e isso me sustentou, para não pirar. Nunca foi tão bom tirar a roupa e me exibir”, avalia.

A modelo Bruna Fermmiano, com apenas 19 aninhos, esquentou a web usando e abusando da sensualidade ao exibir suas belas curvas ao lado da famosa garota de programa, Lays Peace, durante um ensaio fotográfico em um quarto de motel para uma revista masculina. “Fui convidada por uma revista para posar nua quando eu tinha 18 anos, mas não me sentia madura o suficiente para arcar com as consequências da exposição. Hoje, um ano depois, estou no ponto para tirar a roupa e estampar a edição de uma revista masculina”, disse a modelo.

O projeto ‘Musa do Brasil’ já tem as suas campeãs da edição de 2020. A representante de Santa Catarina, Andréia Menegon, 34, foi a grande vencedora e recebeu o título de mulher mais bela do país. A Musa Revelação foi a representante do Rio Grande do Sul, Luciane Schneider, 36, natural de Novo Hamburgo e residente em Ivoti. A Musa Simpatia foi bela representante do Maranhão, Raquel Onoe, 29, nascida na cidade de Turiaçu. O desfile para entrega das faixas ainda será marcado.

A influenciadora Dine Azevedo sempre posta vídeos bem-humorados em seu Instagram. Aliás, o humor é essencial para ela. A blogueira, que está solteira, diz que, além de caráter, um homem precisa ser divertido para conquistá-la. ”Ser bem-humorado é primordial”, afirma a influenciadora que vai além. Na hora da paquera, descarta o machismo: “Falar ou ter atitudes machistas já corto. Não rola”, disparou.

Deixe uma resposta