Grampos Barra Mansa

Vacina – Na manhã de quinta, 2, a prefeitura de Barra Mansa promoveu uma reunião com as enfermeiras de alguns postos de saúde do município no Parque da Saudade para tratar de uma possível descentralização da vacinação contra a Covid-19. A ideia é tirar do Parque da Cidade e usar, inicialmente, 24 postos, abrangendo todos os cantos da cidade, que foi dividida em quatro regiões: Região 1: Bocaininha, Floriano, Cotiara, Km 4, Rialto, Ano Bom e Colônia; Região 2: Vista Alegre, Belo Horizonte, Amparo, Santa Rita de Cássia e Vila Coringa; Região 3: São Pedro, Nova Esperança, Jardim Primavera, Vila Orlandélia e São Francisco; e, Região 4: Sirene 3, Vila Principal, Santa Rita de Fátima, Paraíso de Baixo, Mangueira e Boa Vista 2.
“Agora que a população maior de 18 anos já recebeu a primeira dose, podemos descentralizar, porque será a continuidade do serviço, e nós queremos que seja feita nos postos de saúde e tenha a mesma organização, a mesma logística e o mesmo trabalho bonito que foi feito quando era centralizado, com o mesmo foco e o mesmo objetivo de atendimento dos usuários”, disparou a coordenadora de Imunização, Marlene Fialho.

Trem – ‘Marco inicial de mais uma luta pelo desenvolvimento econômico da cidade e da região’. Assim foi definida a reunião entre a Aciap-BM, empresários, autoridades políticas e entidades do estado, realizada na quarta, 1o, para tratar da reativação da ligação férrea entre Barra Mansa e o porto de Angra. Entre os benefícios do projeto está a redução do custo logístico, principalmente para escoar a produção agrícola. A iniciativa também visa beneficiar o Cluster Automotivo Sul Fluminense, que reúne seis montadoras e mais de 100 empresas fornecedoras de produtos da linha automotiva, e ainda ajudar a desafogar outros portos do Sudeste, como o de Santos.
Além disso, o ganho ambiental e a melhoria da mobilidade também foram questões ressaltadas, bem como a oportunidade de atração de novas empresas e geração de empregos. “Nossa localização é privilegiada no eixo Rio-São Paulo pela rodovia, e reativar essa ligação férrea com o porto de Angra criará mais oportunidades de negócios e crescimento para nossa cidade e nossa região”, destacou o presidente da entidade, Matheus Gattás.

Contadores – O secretário de Finanças de Barra Mansa, Leonardo Ramos, recebeu a direção do Conselho Regional de Contabilidade do Rio de Janeiro para discutir a assinatura de um ‘Termo de Cooperação Técnica’, que tem como objetivo controlar processos contábeis, visando o equilíbrio econômico financeiro e uma boa cooperação e reconhecimento dos profissionais de contabilidade. Além disso, o termo prevê ajudar a cidade na melhoria da arrecadação, através de um controle mais adequado da Declan, que é a declaração que os contadores prestam para a Receita Federal.
Segundo Leonardo, o reconhecimento do termo vai permitir que se promova uma dinâmica sistemática junto ao CRC, que beneficiará não só o poder público, mas também a cidade. “Eu fico muito feliz em poder ter recebido o Conselho hoje aqui, até em nome do prefeito Rodrigo Drable. Nós prezamos pelas melhores práticas, então eu tenho certeza de que a proposta realizada aqui irá trazer benefícios concretos para a sociedade como um todo”, afirmou ele.

Recanto do Sol – Na terça, 21, o prefeito Rodrigo Drable entregou oficialmente o campo de futebol João Batista de Souza, o ‘João da Vaca’, no bairro Recanto do Sol. No espaço, com 500 metros quadrados, localizado na Rua Dois, também foram instalados brinquedos e uma praça, com mesas e bancos. No discurso, uma gafe: ao falar de quem ajudou a tocar o projeto, Drable citou o deputado Marcelo Gomes. Coincidência ou maldade, afinal, por este nome, Marcelo Cabeleireiro, a quem ele queria se referir, quase não é conhecido em Barra Mansa. Na região, ninguém nunca ouviu falar.

Nas redes – Vereadores, como Furlani, presidente da Câmara, e secretários do governo Rodrigo Drable, como o da Saúde, Sérgio Gomes, já estão, literalmente, trabalhando para 2022. Os dois passaram, inclusive, a postar novidades dia sim, outro também nas redes sociais para agradar aos eleitores (ops, internautas). Resta saber qual dos dois terá o apoio do prefeito de Barra Mansa para chegar à Alerj.

Hemonúcleo – Na próxima segunda, 6, véspera do feriado da Independência do Brasil e ponto facultativo no município, o Hemonúcleo de Barra Mansa estará aberto para captação de sangue, em especial, de O positivo e O negativo. A unidade funcionará das 7 às 11 horas apenas para coleta de bolsas, com o objetivo de manter o estoque regularizado.
Nota – A prefeitura de Barra Mansa soltou nota lamentando o falecimento do mestre Lindinalvo Natividade, ocorrida no domingo, 29, vítima de um infarto. Ele era professor na rede municipal de ensino, chegou a diretor adjunto no Colégio CEI Vieira da Silva, no Centro, e era mestre de capoeira no grupo Quarto Crescente.

Parceiros – A vereadora Rayane Braga, de Barra Mansa, e o vereador Rodrigo “Nós do Povo”, de Volta Redonda, caminharam juntos e felizes na manhã de sexta passada pelo distrito de Santa Rita de Cássia, que faz divisa com a área rural da cidade do aço. Ouviram várias reivindicações, como a necessidade de asfalto, saneamento básico, além de investimentos em escolas e unidades de saúde das ‘famílias fronteiriças’.

Animais soltos – A secretaria de Desenvolvimento Rural de Barra Mansa em campanha para que os proprietários dos animais das espécies bovina, equina, suína, caprina e ovina mantenham seus animais presos e não soltos nas vias públicas ou locais de livre acesso ao público, conforme determina a Lei 2.937, de 27 de agosto de 1997.Segundo o titular da pasta, Carlos Roberto de Carvalho, o Beleza, têm ocorrido muitos casos de animais soltos nas vias públicas do município. “É necessário que zelem por seus animais para que ninguém saia prejudicado”, disparou.

Cachaça – O deputado estadual Marcelo Cabeleireiro é um dos autores do Projeto de Lei 262/20 que prevê a suspensão do regime de Substituição Tributária (ST) nas operações de saída interna de leite, derivados, cachaça e outras bebidas destiladas e fermentadas produzidas no estado do Rio. A proposta foi aprovada pela Alerj, em discussão única, na sessão de quinta, 2, e seguiu para sanção do governador Cláudio Castro. Representa um pleito de dois anos da Federação de Agricultores Fluminenses. “Fato é que a sobrecarga tributária atrapalha muito ambos os setores de produção. A suspensão da ST criará ambiente favorável, aumentando a competitividade com outros estados brasileiros e estimulando novos investimentos. Consequência disto será a geração de emprego e renda, fortalecendo as indústrias especialmente neste momento de crise e incentivando a produção rural”, destacou o deputado.

Deixe um comentário