Grampos

Latas (I) – A Brasilata, uma das grandes fabricantes de embalagens de aço, produto que compra da CSN, vai inaugurar duas unidades fabris em Barra do Piraí. Ou seja, a ‘cadeia do aço’ perdeu a chance de aumentar o número das empresas que podem se instalar em Volta Redonda desde que o governo do Estado, a CSN e o governo Samuca lançaram o projeto de criação do polo metalmecânico da cidade do aço. Detalhe: uma das unidades, provisória, deverá ser lançada ainda em agosto.

 

Latas (II) – A primeira unidade da Brasilata, que é de São Paulo, será instalada em um galpão alugado de 8 mil m², localizado na Califórnia da Barra, divisa com Volta Redonda, bem pertinho da Usina Presidente Vargas. “A planta no estado do Rio era um sonho antigo da Brasilata, e a escolha do município se deu em função da sua localização privilegiada, não somente pela distância da CSN e posterior distribuição para outras unidades produtivas da Brasilata, mas também pela conhecida mão de obra qualificada do setor metalmecânico da região”, disse Tiago Heleno Forte, CEO da Brasilata, conforme noticiário de jornais da capital.

 

Latas (III) – Segundo o CEO, a Brasilata já adquiriu um terreno para a construção da segunda planta – de caráter definitivo –, que terá 100 mil m², dos quais 18 mil m² serão, inicialmente, de área construída. O investimento está calculado em R$ 70 milhões. Mais importante ainda é que a empresa vai abrir 46 vagas para a etapa inicial. No total, deverá gerar 200 empregos diretos.

 

Home office – O vereador Carlinhos Santana baixou estaleiro depois de passar por um procedimento cirúrgico de retirada de uma pedra dos rins. Em vídeo na sua página do Facebook, o parlamentar contou que, ‘graças a Deus tudo correu bem’, lembrando que faz parte do grupo de risco e não pôde ficar no hospital. Para não perder o costume, deixou o recado: “aqueles que acham que me parou (sic). Não parou não. Tô de volta. Em home office ”, comentou.

 

Vai vendo (I) – Na edição passada, a 1213, o aQui errou ao noticiar que a cassação do vereador Paulinho do Raio –X  poderia ser decidida na terça, 20 e não na quinta, 20. Apesar de o erro ter sido visto por centenas de assinantes, que recebem a versão digital antes de a mesma ir para as bancas, apenas o vereador Dinho percebeu. E nos alertou já na noite de sexta, a quem agradecemos.

 

Vai vendo (II) – O erro, é claro, não pôde ser corrigido na versão impressa, a que foi para as bancas na manhã de sábado, 15. Acabou servindo de chacota para alguns integrantes da equipe do programa Dário de Paula. “Terça, 20? Só em outubro”, disse um deles em tom sarcástico, aproveitando para dar uma risada nos bastidores. Faz parte, diriam nossas avós.

 

Vai vendo (III) – O engraçado é que o próprio radialista Dário de Paula, logo na abertura do programa de segunda, 17, também cometeu uma gafe sem tamanho. Foi quando passou a anunciar aos ouvintes de Volta Redonda e Barra Mansa as ofertas do dia de uma rede de supermercados, cliente do programa. Errou feio, pois na segunda, 17, a rede não abriu nenhuma loja na cidade do aço por conta do feriado do ‘Dia do Comerciário’, antecipado de outubro para agosto. Dário até teve tempo de corrigir a gafe e o fez. Faz parte, diriam nossas avós.

 

Segurança – O prefeito Samuca Silva inaugurou na semana passada o Centro de Inteligência e Segurança Pública (Cisp) de Volta Redonda. O órgão vai cuidar, entre outras, do monitoramento por câmeras do antigo Ciosp. Seriam 100, menos uma que está fora de serviço, pois foi quebrada por algum engraçadinho. Ela fica localizada no viaduto que passa em frente ao Hospital do Idoso.

 

CAU – O ‘centro de Inteligência’ vai cuidar também do ‘arroz com feijão’ do Palácio 17 de Julho. É que no local vai funcionar a Central de Atendimento Único (CAU), para cuidar das demandas da população no tocante a poda de árvores, pedidos de quebra-molas, troca de lâmpadas, etc.

 

Crises – O ‘centro de inteligência’ conta até com um ‘Gabinete de Crise’, espaço para se discutir situações de emergência, como a pandemia pela Covid-19 e desastres naturais.

 

Roubos e furtos – O Cisp, segundo Samuca, vai abranger a secretaria Extraordinária de Segurança  Pública (Sesp) e abrigar a estrutura do antigo Ciosp. O monitoramento por câmeras permite a leitura e a identificação de placas de carros furtados ou roubados. Será coordenado por  agentes da Sesp, Guarda Municipal e Polícia Militar, com acesso ao Sistema Córtex, que disponibiliza banco de dados de  veículos roubados ou furtados na cidade. “Graças à parceria entre o município e o Ministério da Justiça, Volta Redonda agora conta com o Sistema Córtex, que alia tecnologia a segurança pública”, destacou.

 

Parceria – Na inauguração do Cisp, Samuca anunciou que a prefeitura irá fechar uma parceria com a Polícia Rodoviária Federal. Mas não detalhou como irá funcionar.

 

Pedido – Samuca, entretanto, destacou que vai precisar da ajuda, mais uma vez, da base aliada na Câmara de Volta Redonda, para tornar definitiva a criação da secretaria de Segurança Pública, que é provisória. “Como uma secretaria extraordinária, a Sesp fica extinta após o próximo dia 31 de dezembro. É muito importante  para o município que a Câmara torne esta secretaria parte efetiva da estrutura da prefeitura”, justificou, obtendo apoio do vereador Maurício Pessôa, seu líder na Casa.

 

Interino – Marcus Vinicius Convençal, o Marcão, assumiu interinamente a pasta do Meio Ambiente no governo Samuca, em substituição a Jadiel Teixeira, que voltou a ser subsecretário enquanto faz tratamento médico, cuja doença não foi revelada. “Deve ser praga de Maurício Ruiz”, comentou um gaiato de plantão, dando a entender que o ex-homem das árvores estaria disposto a voltar para a cidade do aço se não conseguir se lançar como pré-candidato a prefeito de Miguel Pereira.

Hospital de Campanha (I) – Apesar de ter negado ao aQui na manhã de segunda, 17, que estava prestes a anunciar a desativação do Hospital de Campanha, o prefeito Samuca Silva acabou informando a todos, na quinta, 21, que a unidade será desativada em setembro.

 

Hospital de Campanha (II) – A desativação do hospital, segundo ele, não tem a ver com o combate à Covid em si. “Vai vencer o prazo dos contratos”, explicou, referindo-se ao aluguel das tendas, das camas, do gerador etc. Ou seja, o prefeito aposta que a Covid-19 ficará sob seu controle. Aposta arriscada…

 

Gastos – Até quinta, 20, quando fez a live, o Hospital de Campanha, instalado no campo do Raulino de Oliveira, já tinha consumido R$ 1 milhão de um total de R$ 1,63 mi previstos para serem gastos com a manutenção da estrutura da unidade. O gasto mensal do hospital gira em torno de R$ 272 mil. Fechar ou não fechar não é a questão. A dúvida é se era mesmo necessário ter feito o investimento.

 

Convênio (I) – Outra novidade anunciada por Samuca: 180 pessoas estariam sendo acompanhadas desde que teriam usado a Nitazoxanida, remédio que está sendo testado em pacientes de Volta Redonda. Segundo o prefeito, os voltarredondenses teriam tomado o medicamento e nem precisaram ser internados.

 

Convênio (II) – Ao comentar a situação, Samuca lembrou que o remédio está sendo ministrado por conta de um tratamento desenvolvido “em parceria com a UFRJ”. Com o doutor Edimilson Migowski. “180 (doentes) e nenhum teve internação”, destacou, fazendo um lembrete: “Se você tomar o medicamento até o terceiro dia inicial do sintoma (Covid), não vale no quarto e nem no quinto, até o terceiro dia, você tem grandes chances de conseguir passar por isso (Covid)”, crê.

 

Convênio (III) – Para provar que o teste da Nitazoxanida pode dar certo, Samuca revelou que sua mãe, a quem mandou um beijo na live, pode servir de exemplo. “Ela tomou o medicamento no segundo dia (de sintoma) e hoje está fazendo 11 dias. Graças a Deus que, apesar de estar com a doença, ela tomou o medicamento, procurou a unidade de atendimento e está hoje no 11º dia. Que ela, de 72 anos, sirva de exemplo pra todo mundo. Procure uma unidade de atendimento”, sugeriu.

 

Convênio (IV) – A prometida cópia do ‘convênio’, que teria sido firmado entre a prefeitura de Volta Redonda e a UFRJ, prometida por Samuca, até hoje não chegou às mãos do aQui. Será que enviaram pelos Correios?

 

Liberando (I) – O prefeito Samuca Silva decidiu fazer uma ex-periência pelos próximos 30 dias: vai permitir que idosos e crianças possam ir às igrejas e frequentar os shoppings em um horário determinado. “Os shoppings, as igrejas e templos religiosos estão autorizados a criar horários exclusivos para atender pessoas com mais de 60 anos e crianças. Os horários serão definidos por essas instituições”, completou.

 

Liberando (II) – Se tudo der certo e os casos da pandemia não aumentarem, Samuca vai liberar geral. “A partir do dia 21 de setembro, daqui a um mês, a previsão é que não haja mais horários específicos”, prometeu. “Nós vamos adotar para todas as entidades as mesmas regras. Comércios, shoppings, igrejas, todos os grupos, todas as entidades igualadas”, disse. “A intenção do município é que, se tiver que fechar tudo, fecha tudo. Se tiver que abrir tudo, que abra tudo”, completou.

 

Aulas (I) – Apesar de o governador Wilson Witzel ter liberado o reinício das aulas tanto nas escolas da rede pública (a partir de 5 de outubro) quanto da rede privada (a partir de 14 de setembro) e faculdades (5 de outubro), o prefeito Samuca Silva insiste que não vai adotar as regras na cidade do aço. “Já disse e reafirmo: As aulas na rede pública não voltarão esse ano”, sentenciou. “Não vamos colocar 39 mil alunos para circular pela cidade. Ainda não há segurança para uma tomada de decisão dessa magnitude. Isso coloca em risco nossos professores e educadores, as famílias de uma forma muito forte e os alunos”, alegou, embora esteja falando em liberar, a partir de 21 de setembro, todas as atividades em Volta Redonda.

 

Aulas (II) – Se depender de Samuca, as aulas nas escolas particulares também não serão retomadas. “Teremos uma reunião com as entidades privadas na segunda-feira (dia 24) e o Ministério Público para definir a questão das escolas privadas. A opinião do município é que aulas da rede pública não voltam, com certeza, e a orientação para as aulas particulares também será de não voltar”, anunciou, deixando uma pequena brecha. “Mas temos que respeitar todas as divergências e opiniões”, ponderou. Ou seja, vai depender mais dos donos das escolas convencerem o MP a permitir que retomem suas atividades.

 

Sob controle – Na live, Samuca aproveitou para fazer um balanço da epidemia de Covid-19 na cidade. Ele acha que ela está controlada. “Nós estamos conseguindo manter o vírus sob controle”, crê.

 

Internações – Um dos números que levou Sa-muca a fazer a previsão é o de internados, que vem se mantendo estável nos últimos dias. Teria caído um pouco na comparação com o mês passado. “No dia 20 de julho, havia 121 pessoas internadas, incluindo leitos de enfermaria e UTI da rede pública e privada. Na quinta, 20 de agosto, haviam 79 pessoas internadas”, revelou. “Mesmo com as medidas de flexibilização, com as pessoas circulando, nós temos menos pessoas internadas”, pontuou.

 

Mortes – Só que o dado mais sensível, o do número de mortes, cresceu 54,63%. Em 20 de julho haviam 108 óbitos e em 20 de agosto, 167 mortes. Ou seja, foram registradas 59 mortes em 30 dias. Para Samuca, entretanto, a média de mortes vem caindo. “Nós conseguimos diminuir essa curva (de mortes) comparando com os últimos 60 dias e os últimos 30 dias”, justifica.

 

Curados – A boa notícia é que o número de curados, de acordo com os números da prefeitura, aumentou 110,56%. “No dia 20 do mês passado haviam 1.940 pessoas consideradas curadas (com mais de 14 dias de testagem negativa para a Covid). Este mês, o número chegou a 4.085 pessoas”, comparou.

 

Letalidade (I) – Quanto à taxa de letalidade da Covid-19, Samuca diz que ela está em 3,86% – ou seja, morrem quase quatro pessoas em cada grupo de 100 infectados. No estado do Rio, o número é quase o dobro: 7.35%.

 

Letalidade (II) – Como informação, colocamos a seguir a taxa de letalidade da Covid-19 em Volta Redonda, mês a mês: abril – 3,33%; maio – 3,26%; junho – 4,56%; julho – 3,85%; e agosto – 3,56%. Tirem suas conclusões.

 

Letalidade (III) – Uma leitora, que gosta de números e estatísticas, enviou ao aQui um questionamento interessante: “se no último mês o número de internações caiu bastante (34,71%), enquanto o de confirmados aumentou consideravelmente (67,28%) e a taxa de letalidade teve uma queda quase insignificante (de 3,85% em julho para 3,56% em agosto), tem morrido mais gente sem ser internada?”. Com a palavra, os especialistas.

 

Suspeitos – O número de casos suspeitos também aumentou, e muito: 53,14%. Mas, segundo o prefeito, isso pode ser explicado por vários fatores: mais pessoas procurando fazer o teste, mais pessoas com sintomas etc. Há cerca de um mês – 20 de julho -, eram 10.476 casos suspeitos. Em 20 de agosto o número pulou para 16.043 casos.

 

Confirmados – O número de casos confirmados – até mesmo pela maior procura dos testes – aumentou 67,28% na comparação com os últimos 30 dias: 4.689 pessoas testaram positivo para a Covid-19 até 20 de agosto, contra 2.803 casos confirmados em 20 de julho.

 

Sentença – De acordo com o prefeito, Volta Redonda está mantendo as métricas de acompanhamento estipuladas no acordo com a Justiça para a flexibilização das atividades econômicas. “Nós temos 1,4% de casos suspeitos de ontem para hoje (dias 19 e 20 de agosto, respectivamente), 21% de leitos de UTI ocupados e 12% de leitos de enfermaria ocupados. Portanto, dentro das metas vinculadas na sentença judicial”, afirmou.

 

Médicos – A crise dos médicos que trabalham no Hospital São João Batista, e que ameaçaram pedir demissão em massa por divergir da administração da OS que cuida da unidade, está fazendo escola. É que, segundo uma fonte, os médicos que atendem nos postinhos de Saúde da prefeitura de Volta Redonda já estariam pedindo demissão em caráter irrevogável. Tem posto que nem abre mais. Outros só abrem quando a secretaria de Saúde consegue deslocar um médico de um posto para outro.

 

Matando as saudades – Na quarta, 19, a petista Cida Diogo, ex-vice-prefeita do ex-prefeito Neto, esteve visitando o Palácio 17 de Julho. Ela e Ernesto, seu marido. Os dois se reuniram com o prefeito Samuca Silva e trocaram alguns dedos de prosa. Será que foi apenas uma visita cordial de Cida, que retornou à cidade do aço para se lançar pré-candidata a prefeito?

 

Pizza (I) – Diante do confirma/cancela/confirma que envolveu a votação do caso ‘Paulinho do Raio-X’, o aQui chegou a fazer uma enquete na sua página do Instagram perguntando aos internautas o que eles achavam que iria acontecer. Se Raio-X seria cassado ou tudo terminaria em pizza. A maioria, 75%, estava certa de que tudo terminaria em pizza.

 

Pizza (II) – Até Samuca Silva chegou a temer pelo pior, que suas denúncias seriam em vão. Em vídeo postado na tarde de quarta, 19, ele não deixou por menos e falou sobre o mandado de segurança (derrubado no dia seguinte) que cancelava a votação do caso de extorsão que teria sofrido por parte de Paulinho de Raio-X. “Quero dizer que eu não acredito que isso vá terminar em pizza. Não acredito que a Câmara de Vereadores e a própria Justiça não vão oportunizar um momento histórico para a nossa cidade. Todo mundo sabe como isso começou”, pontuou.

 

Pizza (III) – Quem votou na enquete do aQui sobre o caso Raio-X foi o vereador Maurício Pessôa. O líder do governo Samuca cravou “será cassado”.

Viagem – Na quarta, 19, dois políticos de Volta Redonda estiveram no Rio de Janeiro para tornar público à direção da legenda, onde estão filiados, que são candidatos a pré-candidatos a prefeito. Estamos falando de Maurício Pessôa e Alfredo Peixoto. Há quem garanta, entretanto, que um terceiro personagem teria participado do encontro. Quem seria?

 

Aglomeração – Na quinta, 20, uma equipe de fiscalização da prefeitura de Volta Redonda autuou uma escolinha de futebol que estava dando aulas para cerca de 30 crianças no antigo campo do América, no Rústico. Os pais, inclusive, foram flagrados nas ‘arquibancadas do estádio’.

 

Parece piada – Na noite de terça, 18, os vereadores de Volta Redonda foram surpreendidos com a notícia de que não poderiam decidir se cassariam ou não o mandato de Paulinho do Raio-X na sessão marcada para quinta, 20. Por ordem da Justiça, a votação ficou adiada, graças a um mandado de segurança impetrado pelos advogados de Raio-X, que alegavam que o parlamentar não teria tido direito a ampla defesa. Parecia piada, mas não era.

 

Injeção (I) – O vereador Rodrigo Furtado, autor da CPI da Injeção, que investigou o caso de extorsão de Paulinho do Raio-X contra Samuca Silva, chegou a temer pelo pior quando a Justiça mandou suspender a votação da Câmara que trataria da cassação ou não do parlamentar do MDB. “Estou triste, muito triste”, dizia a todos que encontrava, certo de que tudo terminaria em pizza.

 

Injeção (II) – Para alguns, segundo uma fonte, a decisão da Justiça, que acabou revogada, iria demorar muito a ser cumprida se fossem seguidos todos os trâmites burocráticos e legais. Ou seja, Paulinho do Raio-X teria tudo para escapar da cassação. E, sem perder os direitos políticos, poderia pensar em 2022. “Os documentos pedidos pela defesa do Raio-X iriam demorar uma eternidade para serem entregues. E dificilmente o Paulinho seria cassado antes do fim do ano”, avaliou a fonte.

 

Injeção (III) – O vereador Sidney Dinho, presidente da Comissão Processante, também estava triste com o envolvimento do seu nome em uma possível pizza para poupar Paulinho do Raio-X. Uma fonte próxima a ele diz que Dinho viu uma tentativa do vereador acusado de tentar desmoralizá-lo. Como não é bobo, Dinho pegou a liminar que suspendia a sessão de cassação e foi até a 4a Vara Cível de Volta Redonda. E provou por ‘A’ mais ‘B’ que Paulinho do Raio-X teve, sim, direito a ampla defesa. “Abriu mão dos seus direitos e preferiu tumultuar o processo”, ponderou ao conversar com o juiz responsável pela liminar que poderia salvar a pele de Raio-X.

 

IPTU – Proprietários de imóveis na cidade do aço estão reclamando do site da prefeitura de Volta Redonda, onde não conseguem se cadastrar para pedir ou renovar a isenção do pagamento do IPTU para 2021. Segundo um deles, em contato com a redação, o endereço fornecido para efetuar o cadastramento está dando erro há mais de três semanas. Pode isso, Fabiano, secretário de Fazenda do Palácio 17 de Julho?

 

CSN (I) – A partir de terça, 25, a LIV Saúde começará a entregar as carteirinhas que serão usadas pelos colaboradores da CSN com direito a plano de saúde.  Vale lembrar que a LIV assumirá, em 1 de outubro, os atendimentos que eram feitos pelo Bradesco Saúde. Dado ao grande volume de colaboradores, as entregas acontecerão por ordem alfabética no auditório da Fox, das 6 às 19 horas, localizado ao lado da entrada principal da empresa na Vila. A entrega das carteirinhas na CSN Porto Real será feita nos dias 17 e 21 de setembro, das 6h30min às 12 horas.

CSN (II) – O cronograma separando os colaboradores de Volta Redonda por ordem alfabética tem como objetivo evitar aglomerações. “Disponibilizaremos mais de 40 mil máscaras e canetas para os colaboradores assinarem e permanecerem com elas, evitando contatos físicos. O local terá espaçamento e álcool em gel. Reforçamos também que os colaboradores ainda têm a opção de acessar o aplicativo da Liv Saúde para baixar a carteirinha digital”, explicou a diretora de Mercado da LIV, Elisa Miranda.

 

Aposentados – A LIV também preparou uma estratégia para a entrega das carteirinhas aos aposentados da CSN. Eles receberão em casa, e os entregadores adotarão todos os cuidados, como deixar a caneta que for usada para assinar o comprovante de entrega e o uso de máscaras.

 

Aposentados – A LIV também preparou uma estratégia para a entrega das carteirinhas aos aposentados da CSN. Eles receberão em casa, e os entregadores adotarão todos os cuidados, como deixar a caneta que for usada para assinar o comprovante de entrega e estarão de máscaras.

 

Falsas – A Guarda Municipal de Volta Redonda apreendeu, no domingo, 18, dois homens que estavam distribuindo notas falsas de R$ 100 na  feira-livre. No total, a dupla possuía quatro cédulas falsas e alegou que recebeu as notas com a venda de um celular, o que não foi comprovado. Os homens, não identificados, foram levados para a Polícia Federal. Só faltou usarem notas de R$ 200…

 

Lazer (I) – Os moradores da 249 vão ganhar, ainda este mês, uma nova Praça Marechal Ozório, com direito a bancos pintados, piso das calçadas recuperado, brinquedos reformados, com uma boa manutenção nos aparelhos da academia de ginástica para a terceira idade. O Ginásio  Poliesportivo Abraham Medina, que fica no bairro, também está recebendo uma pintura na fachada.

 

Lazer (II) – O prefeito Samuca Silva esteve no local e conversou com os operários que estão dando os  últimos retoques na revitalização da praça. “Sabemos da importância dos espaços públicos de convivência e lazer no dia a dia da população. E isso se reforçou com a pandemia da Covid-19, quando estar ao ar livre é a melhor opção. Com esta obra, os frequentadores passam a contar com um local mais bonito e seguro perto de casa”, afirmou em release aos jornais. Fica a pergunta: mudou o discurso do ‘fique em casa’ para ‘fique ao ar livre’?

 

Processo eletrônico (I) – O curso de Direito do UniFOA conta agora com um simulador para as aulas teóricas e práticas do seu Núcleo de Prática Jurídica, criado graças a uma parceria com o curso de Sistemas de Informação, utilizando um Programa de Iniciação Tecnológica (PIT).  O simulador é baseado no sistema do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro.

 

Processo eletrônico (II) – Por meio do simulador, os alunos ficam habilitados a manusear os autos digitais, experimentando todas as fases do processo eletrônico, seja no primeiro ou no segundo grau de jurisdição. O projeto é inovador porque faz uso da tecnologia, apro-ximando os alunos da realidade que enfrentarão na vida profissional.

 

Processo eletrônico (III) – Segundo a coordenadora do curso de Direito, Daniele Amaral, com a nova ferramenta, a instituição se destaca diante das novas metodologias de ensino. “A palavra é inovação e incentivo para a qualificação do ensino e do aluno, que será posto no mercado de trabalho com mais uma experiência, ou seja, mais capacitado para o trabalho”, pontuou.

 

Leilão – A Justiça do Trabalho de Volta Redonda, em conjunto com o leiloeiro oficial Fábio Guimarães, realizará um leilão eletrônico no dia 25, com encerramento às 14 horas, pelo site www.leiloesjudiciais.com.br/rj. Serão leiloados imóveis localizados em Volta Redonda e no Rio de Janeiro, veículos e outros bens. Interessados podem obter informações mais detalhadas pelo site www.leiloesjudiciais.com.br/rj ou então pelo 0800-707-9272.

Mais um – O voltarredondense Almazyr Mattos, formado em Ciências Contábeis, deixou a coordenadoria do Na Hora/Sine, cargo que ocupou nos dois últimos anos, para se lançar como pré-candidato a vereador.

Bagunçou geral – A GM de Volta Redonda teve trabalho no final de semana. A começar pela sexta, 14, quando aplicou 15 autos de infração em veículos que estavam descumprindo o Código de Trânsito. No Santo Agostinho, por exemplo, a força-tarefa encontrou moradores sentados em uma praça consumindo bebidas e alimentos, com direito a muito som. Só faltou o churrasquinho de ‘carne de gato’.

Deixe um comentário