quarta-feira, janeiro 19, 2022
CasaEditoriasEsporteBate bola - Sérgio Luiz

Bate bola – Sérgio Luiz

Varandão da Saudade

A foto é do time do DMU (Departamento de Manutenção da Usina da Presidente Vargas (CSN), na década de 50/60. Pertence ao acervo do Dr. Lula. Colaboraram na identificação dos atletas o Eduardinho, do Clube de Bocha, e o ex-jogador Lulu.

Em pé, da esquerda para a direita: Murtha, Niraldo, Nelson, Fala Fina, DPI e Raul. Agachados: Coração, Lu, Amario, NI e NI. Obs.: (NI) Não identificado.

 

Pau que dá em Chico dá em Francisco

O Ituano sentiu na pele o que o Voltaço viveu quando enfrentou o Boa Esporte. Na oportunidade, o tricolor de aço perdeu uma série de gols e acabou cedendo o empate em 2 a 2, depois de estar duas vezes à frente no placar. Foi o que ocorreu com o time paulista, que dominou o jogo e perdeu várias oportunidades. Parou nas mãos do paredão chamado Douglas Borges, que fez pelo menos seis grandes defesas.

E, mesmo saindo na frente do placar, o Ituano acabou derrotado pelo Volta Redonda, que superou a má atuação anterior e, com garra, venceu o jogo, de virada, por 3 a 1, com gols de João Carlos, Pedrinho e do pé-de-coelho Saulo Mineiro.

Foi uma importante vitória, que recupera, pelo menos em parte, os dois pontos que ficaram em Varginha. Tem mais. Serviu para colocar o Voltaço na vice-liderança do grupo B, com quatro pontos, atrás do Brusque, que lidera com seis pontos. É preciso, porém, que alguns erros sejam corrigidos já para a partida contra o Tombense, marcada para hoje, sábado, 22, às 15h30min, no Estádio Luso Brasileiro, na Ilha do Governador. Vencendo, o Voltaço poderá assumir a liderança do grupo. Quem viver verá!

Desorganização

A definição do local de Voltaço x Tombense foi um verdadeiro ‘parto de ouriço’. A diretoria chegou a dizer que o clube não jogaria em Resende, preferindo atuar no Luso Brasileiro, campo da Portuguesa. No entanto, para surpresa geral, a partida com o Tombense foi marcada para Resende e, somente na quinta, 19, decidiram que o jogo será mesmo na Ilha do Governador, a pedido da comissão técnica, do gerente de Futebol, Wilson Leite, do técnico Luisinho Vieira e ainda do zagueiro Heitor, que vetaram o estádio do Trabalhador.

 

Tombense

A incerteza do local da partida deixou os dirigentes do Tombense tontos e p… O clube, inclusive, já havia reservado hotel em Resende e teve que mudar toda a sua logística. O time mineiro, para quem não sabe, vai decidir o título do ‘Mineirão de 2020’ enfrentando o Atlético-MG, no dia 26. É fio desencapado para o Voltaço.

 

História

Vida de repórter de rádio não é fácil. Transmitir jogos em certos estádios da segunda divisão exige coragem e disposição. Certa vez, o saudoso narrador Paulo Miranda, o comentarista Gino Lopes e o repórter João Bosco foram transmitir, pela Rádio Sul Fluminense, uma partida do Barra Mansa em Miguel Couto, no Rio de Janeiro. A cabine de rádio improvisada ficava em uma laje, em cima do vestiário. Tiveram que pedir a um funcionário da Telerj uma escada que usava para instalar as linhas de transmissão. Maravilha! Galho quebrado. O problema foi no final do jogo. Quando foram descer, não acharam a escada. O funcionário da Telerj havia ido embora e a levado, deixando os três em situação difícil. Como descer? Ao lado do vestiário havia um monte de areia. Os três tiveram que saltar e saíram todos sujos, como se estivessem saído da praia. É mole?

 

 

Reforços

A diretoria do Voltaço anunciou a contratação do atacante Robertinho, 20 anos, ex-Tubarão (SC), cedido por empréstimo até o final da série C. O jogador trabalhou com o técnico Luisinho Vieira, que o indicou. Trata-se de um jogador veloz e que joga pelas pontas. Uma boa!

 

 

Barra Mansa

Aguarda o Arbitral do Estadual da série B2 para definir o início do campeonato e a autorização para o início dos treinamentos, de acordo com o protocolo ‘Jogo Seguro’ da Federação. Enquanto isso, o presidente Genivaldo Silva vem fazendo reformas no Estádio da Colônia, incluindo obras nos vestiários, banheiros, nas arquibancadas, cabines de rádios e placar. Serão construídos dois mini campos atrás dos gols para treinamentos físico e dos goleiros. Os bancos de reservas foram deslocados para o meio do campo. Tudo fruto da parceria do Leão com a empresa Fut Talent, do Paraná, que vai assumir o futebol do clube.

 

Bola fora

Para os dirigentes do Voltaço, que estão demorando muito para definir o local em que vai mandar os seus jogos. Com a falta do Raulino, ocupado pelo Hospital de Campanha, já deveriam ter definido o estádio da Portuguesa, na Ilha do Governador. Insistir no Estádio do Trabalhador, em Resende, em péssimas condições, não é uma ideia muito inteligente.

Bola dentro

Para o goleiro Douglas Borges, que salvou o Voltaço de ser derrotado pelo Ituano, com uma atuação de gala. Atravessa uma grande fase e desperta interesse de clubes como Vasco, Fluminense, América-MG e até do exterior. Não foi à toa que foi escolhido o melhor goleiro do Estadual de 2020. Hoje está entre os melhores goleiros do futebol brasileiro. Só não vê quem não quer. Valeu!

Artigo anteriorGrampos
Artigo seguinteEdição 1214
ARTIGOS RELACIONADOS

Bate bola – Sergio Luiz

Bate bola – Sergio Luiz

Bate bola – Sergio Luiz

LEIA MAIS

“Não enganei ninguém”

Luto sem fim

Grampos

Grampos Barra Mansa

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp