segunda-feira, junho 27, 2022

Grampos

Encontro – No final de maio, segundo publicação do jornalista Guilherme Amado, o presidente da CSN, Benjamin Steinbruch, se reuniu com o ex-presidente Lula em um jantar na casa do advogado Walfrido Warde, em São Paulo. O encontro foi protocolar, disparou. “O gesto valeu mais do que a conversa em si”, avaliou. Faz sentido. Afinal, Steinbruch é, além de presidente da CSN, dono de uma das maiores mineradoras do Brasil. Se Lula derrotar Bolsonaro, o clima já não será azedo entre eles, não é?

Pífio – O comunicador, vereador e pré-candidato a deputado estadual pelo União Brasil, Betinho Albertassi, aproveitou a manhã de quarta, 15, para tentar fazer média com os metalúrgicos da CSN, que passariam o dia votando na proposta de 12% de reajuste salarial oferecido pela siderúrgica, entre outras. “Pífio”, resumiu ao se posicionar contra a proposta. Tem mais. Criticou o Sindicato dos Metalúrgicos por não lutar pelos interesses da classe. O resultado da votação – 62,9% aprovaram a proposta da CSN – mostrou que Betinho estava errado. Ele e a oposição sindical.

Oposição – Aliás, antes, bem antes de sair o resultado, uma fonte do aQui com trânsito junto à direção da CSN, já previa que a proposta seria aprovada por 60% dos votos. Errou por pouco, deu 62,9%. Apesar de ter acertado o prognóstico, ela deixou o seguinte comentário: “Foi a votação (de acordo coletivo) mais difícil dos últimos anos”. Foi mesmo.

Avaliação (I) – No entender de quem sabe de sindicalismo e de chão de fábrica, a oposição metalúrgica errou feio ao misturar a votação do acordo com a eleição sindical. E o resul-tado mostrou que o operário de Volta Re-donda não gostou de ver o Sindicato de Mi-nas Gerais, ligado à oposição, aprovar o acordo em Congonhas e propor a rejeição na cidade do aço. Ou deixava aprovar tudo ou trabalhava pela rejeição geral. Deu no que deu.

Avaliação (II) – Para piorar a situação, em uma jogada de marketing, a oposição postou um vídeo para defender a tese de que a derrota teria sido uma vitória. Que, se não fosse por ela, os operários da CSN só teriam tido 8% de reajuste salarial, e não os 12,9% obtidos. Os líderes do movimento só esqueceram de citar que defendiam, com unhas e dentes, 30% de reajuste salarial.

Ponto final – Na quarta, 15, por volta das 17h52min, quando o ‘sim’ dos operários já tinha sido anunciado, a fonte da CSN soltou o seguinte comentário. “Foi excelente (a vitória). Agora é uma página virada”.

Nereu – O advogado e ex-juiz de Paz, José Nereu Militão, de 84 anos, morreu na manhã de quinta, 16. Como juiz de Paz, Nereu, como era conhecido, deve ter feito a cerimônia de casamento de 9 em cada 10 casais de Volta Redonda. Deixa esposa, filhos e netos.

Juventude – Na quarta, 8, na sede do diretório estadual do União Brasil, na cidade maravilhosa, aconteceu a posse do novo presidente da Executiva da Juventude da Capital do Rio de Janeiro, Kaio Brazão. “Estou muito feliz em embarcar nesse lindo e desafiador propósito que é estar à frente da juventude do União Brasil-RJ. Agradeço pela oportunidade e confiança do presidente do União-RJ, Waguinho, que tem desenvolvido um trabalho sério, responsável e inovador, assim como já tem feito como prefeito de Belford Roxo”, declarou Kaio. O jovem ficou encarregado de percorrer todos os municípios fluminenses, como Volta Redonda e Barra Mansa, para instalar um comitê da juventude local, anunciou Waguinho, presidente estadual do UB.

Fazendo bonito – O jovem Caio Souza, que é de Volta Redonda, entrou para a história da ginástica artística brasileira ao conquistar quatro medalhas em uma mesma etapa da Copa do Mundo da modalidade, disputada na Croácia. Foi prata no salto sobre a mesa e nas argolas, e bronze no cavalo com alças e barra fixa. Vai ter direito de ser recebido com honras no Palácio 17 de Julho. E ser paparicado pelos políticos, como fizeram recentemente com outro voltaredondense que ficou famoso ao participar de um BBB. E olha que Caio é uma fera mundial.

Fofa (I) – A secretaria de Ordem Pública de Volta Redonda usou a sua rede no Instagram (@ordempublica_voltaredonda) para desejar um ‘Feliz Dia dos Namorados!’ aos internautas. Não é fofa? E depois dizem que o tenente-coronel Luiz Henrique, comandante da Semop, ex-comandante da GM do governo Neto, não quer mudar sua imagem de homem mau… Na fotomontagem que ilustra a mensagem do Dia dos Namorados, a pasta utiliza até uma foto do casal Luiz Henrique.

Fofa (II) – O Dia dos Namorados foi comemorado, inclusive, por vários políticos que buscam votos em Volta Redonda e na região. Um deles postou a seguinte mensagem: “Aproveite o dia de hoje para comemorar o amor com muito respeito, companheirismo e dedicação”. Na teoria, perfeito.

Imagem – Outra que vive postando fotos nas redes sociais é a sucessora de Munir Francisco, irmão de Neto, na poderosa secretaria de Ação Social da prefeitura de Volta Redonda, Carla Duarte. Dia sim, outro também, ela aparece lá toda sorridente. Toda poderosa. Agora de aparelho, ela está se sentindo…

Marcha (I) – Jornais da grande imprensa divulgaram que a cantora Anitta se posicionou pela legalização do uso da maconha. Podia ter dado uma força para a Marcha da Maconha de Volta Redonda, né? Não é nada, não é nada, não seria o fiasco que foi. Aliás, a Marcha da Maconha em São Paulo, capital, bombou, atraindo milhares de seguidores. Os políticos de Volta Redonda, que se insurgiram contra a marcha na cidade do aço, perderam a chance de aparecer se tivessem postado suas críticas nas postagens feitas pelos organizadores do evento em São Paulo.

Marcha (II) – Depois do fiasco da Marcha da Maconha, Volta Redonda vai sediar neste sábado, 18, a partir das 13 horas, a Marcha da Família, promoção da Catedral das Assembleias de Deus – Ministério de Madureira (Cadevre). O evento evangélico tem o objetivo de valorizar a importância das famílias e vai percorrer diversas ruas da cidade do aço. A concentração será às 13 horas na Praça da prefeitura, no Aterrado e vai passar pelas seguintes vias: Avenida Paulo de Frontin; Viaduto Nossa Senhora das Graças; Avenida dos Trabalhadores; Ruas 33, 12 e 23-B; finalizando no Memorial Getúlio Vargas, na Vila, em um total de três quilômetros.

Boca fechada – O ex-prefeito Samuca Silva, como pré-candidato a deputado federal pelo União Brasil, deu uma entrevista a um jornal diário da região. Falou, falou, e não disse quase nada.

Da série ‘perguntar não ofende’ – Será que o União Brasil (UB), ao lançar uma penca de candidatos à Câmara por Volta Redonda, vai conseguir eleger pelo menos um deles? Veja a lista dos pré-candidatos: Vereador Neném, ex-prefeito Paulo Baltazar, empresário Geraldinho do Gelo, ex-prefeito Samuca, e mais um que diz ser de Volta Redonda, mas não é. É do Rio de Janeiro. Aliás, na capital tem vários nomes de peso do União Brasil com votos de verdade e não de ondas, tipo Bolsonaro. É o caso de Domingos Brazão, de Daniela, mulher de Waguinho.

Alerj – Para a Assembleia Legislativa, o UB foi mais prático: deve lançar apenas o nome do vereador Betinho Albertassi e do ex-vereador Mauricio Batista. Duas feras com grandes chances de se elegerem.

Aterrado – Há meses, os moradores e comerciantes do Aterrado reclamam que estão sendo ‘reféns da bandidagem’. “São assaltos, furtos e arrombamentos em casas, apartamentos e estabelecimentos comercias”, desabafou um deles em contato com a redação. “Os bandidos, convictos de que o bairro não tem segurança, estão retornando aos locais na maior tranquilidade num pequeno espaço de tempo”, denuncia.

Aterrado – O morador vai além. Diz que até o apartamento de um integrante do Conselho Tutelar de Volta Redonda já foi ‘arrombado duas vezes”. “Levaram joias e TV”, detalhou, revelando que os moradores estão pensando em promover uma manifestação exigindo mais segurança para o bairro.

Aterrado – Segundo o morador que entrou em contato com a redação, o comando do 28 Batalhão da PM está ciente da situação e teria prometido tomar providências. “Criaram um novo serviço (Segurança Presente, grifo nosso) para as áreas centrais e incluíram o Aterrado. Mas não adiantou nada”, avalia, lembrando que no bairro existem a 93 DP, a Delegacia da Policia Federal, a sede da Câmara e da prefeitura de Volta Redonda. “Deveria ser mais seguro”, dispara. Ele está certo.

Positivo e negativo – A prefeitura de Volta Redonda mandou, aleluia, retirar a manilha que esqueceu na Rua Gil Ferreira, abandonada no local há quase três meses. Em compensação, até ontem, sexta, 17, não tinha recolhido os galhos de uma árvore que podou, há mais de um mês, na Praça do Jardim Normândia.

Ano – Em 2023, Dom Waldyr Calheiros completaria 100 anos. Por isso, o prefeito Neto sancionou a Lei 5.995, instituindo o ano que vem como ‘Ano do Centenário de Dom Waldyr Calheiros Novaes’. A ideia é promover durante todo o ano atividades diversificadas de cunho religioso, social, educativo, cultural e político em homenagem ao ‘bispo vermelho’. No dia 30 de novembro, data de aniversário de D. Waldyr, uma missa será celebrada.

Contas – A Câmara de Volta Redonda vai julgar na segunda, 20, as contas do ex-prefeito Samuca Silva referentes a 2019. O Tribunal de Contas do Estado defende a rejeição das contas, entre outras, pela aplicação de receitas com impostos e transferências em ações e serviços públicos de saúde de 13,93% – abaixo do limite mínimo de 15%. A tendência é que os vereadores reprovem as contas. Com isso, seria a terceira conta do ex-prefeito rejeitada pelos parlamentares.

Solidários – O ex-prefeito Paulo Baltazar, apesar de estar filiado ao União Brasil, anda unha e carne com o deputado estadual Noel de Carvalho, do Solidariedade. Baltazar estaria até nomeando aliados para o gabinete de Noel na Alerj.

Veto – O prefeito Neto vetou o Projeto de Lei 014/22, de autoria do vereador Lela, que criava o Programa CMC – Cartão da Mulher Cidadã, um auxílio financeiro destinado a mulheres em situação de violência doméstica, vulnerabilidade econômica e familiar. Os vereadores vão apreciar o veto até 23 de junho.

Sanção – Mais uma de Neto: o prefeito sancionou o Projeto de Lei 6.001, de Paulinho AP, que institui o Dia da Pizza Frita, a ser celebrado em 17 de junho. O projeto também declara a pizza como comida típica volta-redondense. Há controvérsias.

Bafômetro – A licitação para a compra de etilômetros portáteis (bafômetros) e mil bocais descartáveis para a Guarda Municipal deu ‘fracassada’. Ou seja, nenhuma empresa se interessou em vender os materiais para a corporação. Uma nova data para o certame deve ser anunciada em breve.

Nomeada – A jovem Larissa Garcez anda com moral com o prefeito Neto. Ela foi nomeada como subsecretária de Ação Comunitária e irá acumular o cargo com a função de coordenadora Municipal da Juventude. Os salários, entretanto, não são acumulativos. Seu salário será do cargo na Smac.

Viagens – A secretaria de Saúde de Volta Redonda pode gastar, em 12 meses, até R$ 104 mil com viagens, hospedagem, passagens aéreas, translado, entre outros. A empresa Facto Turismo, surpresa, venceu a licitação e será responsável pelo serviço.

Arigó – O projeto de construção de um ‘Monumento a Arigó’, já divulgado pelo aQui na edição 1299, será, segundo avaliação do prefeito Neto, tão importante, tão importante que a obra, quando pronta, vai entrar para a história “tamanho é a beleza e o carinho com que está sendo construído”, comentou Neto. A obra está sendo feita na Torre de TV, no Mariana Torres e deve contar com apoio financeiro da CSN.

Para reflexão (I) – Em recente entrevista a Dário de Paula, o prefeito Neto se autodefiniu para o radialista: “Eu sou brasileiro, eu não desisto nunca, nunca, nunca, e nem posso”.

Para reflexão (II) – Foi por pensar assim que Neto, segundo um dos seus mais próximos auxiliares, estava macambúzio na noite de quarta, 15, véspera de mais um feriado. “Ele fica triste”, disparou. Resultado: na quinta, 16, Neto trabalhou duro como se fosse mais um dia normal pela frente. Só não teve toda a equipe ao lado… Afinal, nem todos são de aço.

Faculdade – A futura Faculdade de Medicina que Neto quer criar em parceria com a Uerj, se sair do papel, será construída em terreno ao lado do Hospital Regional. Detalhe: os prefeitos da região, tendo à frente o prefeito Neto, pediram ao presidente da Alerj, André Ceciliano, uma verba de R$ 20 milhões para construir a Universidade da Saúde de Volta Redonda. “Ele ficou de nos ajudar”, garantiu Neto referindo-se a Ceciliano.

Leilão – A Guarda Municipal de Volta Redonda vai promover no dia 14 de julho, a partir das 10h30min, um leilão de 141 veículos removidos por infrações de trânsito. O evento será on-line. Serão leiloados: 102 motos, 39 carros para serem regularizados pelos arrematantes e 106 veículos de sucata. Para participar, os interessados deverão fazer o cadastro de forma antecipada, com pelo menos 24 horas de antecedência do início do leilão, no site www.jvleiloes.lel.br. A visitação será permitida nos dias 12 e 13 de julho, das 9 às 11h30min, e das 14h30min às 17 horas.

Cirurgias – O Hospital São João Batista voltou a realizar cirurgias de artroplastia total de joelho e de quadril, quando as articulações são substituídas por próteses. Na segunda, 13, feriado municipal, foram realizados mais dois procedimentos. Desde 2017, durante toda a gestão municipal anterior, a unidade não ofertava mais este tipo de cirurgia. A previsão é realizar, até o final de 2022, 50 cirurgias de joelho e 15 de quadril.

Rua 33 – No feriado de quinta, 16, equipes do Saae-VR davam duro para tocar as obras de revitalização e infraestrutura da Rua 33, na Vila. Os trabalhos começaram há duas semanas com a escavação e a troca total da rede de água e esgoto da Rua 60 até a Rua 44, no sentido Praça Brasil. Ao todo, a autarquia fará a substituição de dois quilômetros de tubulação. No local, todo cuidado é pouco, pois as pedras portuguesas estão sendo retiradas e largadas ao longo da calçada.

Tá feia a coisa – Apesar de estar oferecendo milhões para obras pelo interior, o nome de Cláudio Castro não decola junto aos eleitores, tanto que pesquisas divulgadas na capital mostram que ele e Freixo, candidato mais forte da oposição, estariam empatados tecnicamente para o governo do Estado. Castro teria 18%, contra 13% de Freixo. Já indecisos são 46%.


Covid-19 – A lista dos que contraíram recentemente a Covid-19 continua aumentando. Deley de Oliveira, assessor especial do governo Neto e pré-candidato a deputado federal, descobriu ontem, sexta, 17, que estava ‘covidado’. Sorte é que passa bem. Deve ser resultado das quatro doses que já tomou contra o vírus. Que volte logo ao batente e à campanha.

Parabéns pra você! – Em uma jogada estratégica para beneficiar Deley, que é o seu pré-candidato a deputado federal, o prefeito Neto participou na noite de terça, 14, da festa dos 57 anos do deputado estadual Marcelo Cabeleireiro, como mostra a foto. Deley também foi cantar o ‘Parabéns para você’, mas Munir, que busca votos para a Alerj em Barra Mansa, é claro que ficou de fora.

Salário (I) – Neto, aliás, aproveitou o feriado de Corpus Christi para dar boas notícias aos servidores públicos. Em entrevista ao programa Dário de Paula, anunciou que irá pagar a primeira parcela do 13° salário dos servidores no mês que vem. “Em 22 de julho, uma sexta-feira, a metade do 13° será paga”, disse, garantindo ainda que ‘com certeza’ todos da prefeitura receberão os 50% do décimo terceiro.

Salário (II) – Quem também recebeu uma boa notícia de Neto foram os ex-cargos comissionados do governo Samuca. O prefeito prometeu pagar o 13° de 2020 aos comissionados DAS 101. “Vou pagar agora no dia 22, quarta-feira que vem”, disse.

Catarata – Mudando de assunto, Neto anunciou que a partir de segunda, 20, o município irá retornar com as cirurgias de catarata. Que bom!

Apoio – A vice-prefeita de Pinheiral, Sediene Maia, está com moral alta com Neto. Ela, que deve apoiar Munir e Deley nas eleições de outubro, ganhou até um afago do prefeito de Volta Redonda. “Queria mandar um abraço para ela, que é a futura prefeita de Pinheiral”, pontuou Neto na entrevista a Dário de Paula.

Artigo anteriorGrampos Barra Mansa
Artigo seguinteLazer
ARTIGOS RELACIONADOS

Grampos

Grampos

Grampos

LEIA MAIS

Grampos

Grampos Barra Mansa

Voltou a subir

Vagas abertas

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp