Grampos

Respiradores – No domingo, 18, pelas redes sociais, o prefeito Neto deu as boas novas: a cidade do aço tinha recebido mais cinco respiradores, que seriam montados no anexo da FOA no Hospital do Retiro (HR). Lembrou que no dia anterior (sábado, 17), a prefeitura tinha montado outros 10 respiradores adquiridos pelo próprio Palácio 17 de Julho, e que, em breve, muito em breve, deverão chegar os 10 respiradores que a Federação Paulista de Futebol prometeu doar para o município por ter permitido a realização de duas peladas (no bom sentido, pois os jogos foram ruins mesmo) no Raulino de Oliveira. “Já comprou e está enviando”, escreveu.

Camas – Neto também anunciou que o HR tinha recebido (no domingo, 18) 30 camas hospitalares, “já instaladas no anexo do Hospital do Retiro”, disse, aproveitando para fazer média com dois políticos: “Os cinco respiradores que chegaram foram enviados pelo Ministério da Saúde, com apoio do deputado federal Felício Laterça e do vereador Temponi”, escreveu.

Alfinetada – Para não perder a mania, e irritar os adversários ligados ao ex-prefeito Samuca Silva, Neto encerrou sua postagem com duas mensagens: A primeira foi “Assim, Volta Redonda estará melhor preparada para enfrentar a pandemia”, referindo-se aos novos respiradores e camas que estão quase em operação. A segunda foi direta: “Lembrando: pegamos a cidade com apenas cinco leitos de UTI e tudo que estamos anunciando foi comprado. Tudo ficará de legado para nossa cidade, ao contrário dos hospitais que foram alugados no ano passado”, disparou, procurando atingir o fígado de Samuca Silva.

Ele voltou (I) – Na noite de terça, 20, na sua página do Facebook, onde conta com mais de 30 mil seguidores, o ex-prefeito Samuca Silva deu o ar da graça.
Estava preocupado com o avanço da pandemia. “Volta Redonda contabiliza 21 óbitos em 48 horas. O total vai a 691”, detalhou, reclamando a seguir da postura do atual governo. “Falta transparência e leitos, falta tratamento imediato. Falta vacina e fiscalização nas ruas, não há cestas básicas e não vejo sanitização, nem lavatórios. Não há orientação, não há testagem. Não vejo uma posição técnica de infectologista e autoridades, nem em libras. Não vejo cobrança alguma de certos segmentos da sociedade”, pontuou. “Não entendo o motivo que alguns segmentos estão restritos e uma avenida com tanta gente sem atuação do poder público. Até boates estão funcionando”, escreveu, sem citar os segmentos e as boates que estariam abertas. “Sobra desorganização e arrogância das autoridades”, disparou.

Ele voltou (II) – Não satisfeito, Samuca defendeu a prevenção como a melhor forma de se combater a Covid. “Estão jogando para a população os erros na condução da Covid. O custo de investimentos em leitos de UTI, além de serem caros, são quase um milagre, já que 80% dos que são entubados não conseguem sobreviver. Prevenção é a melhor forma de combate ao Covid”, defendeu. “Que Deus proteja nossa gente”, filosofou.

Ele voltou (III) – Até o fechamento desta edição, a postagem de Samuca tinha rendido mais de 600 comentários. A maioria dos internautas, entretanto, criticava o ex-prefeito. Uma internauta, identificada como Marcilene, no entanto, concordou com Samuca. “Desta vez tenho que concordar com você. Meus pais, por exemplo, estão hoje no 28° dia depois da aplicação da primeira dose e não conseguem a segunda, não temos vacina. Não temos hospitais, não temos prevenção, cuidado nenhum com a população. Volta Redonda está sem direção!”, escreveu.


DC – O deputado estadual Marcelo Cabeleireiro, presidente estadual da Democracia Cristã no Rio de Janeiro, acompanhado do secretário-geral do diretório fluminense, Anderson Arpini, esteve em São Paulo na segunda, 19, para uma reunião com o presidente nacional da legenda, José Maria Eymael, e o secretário-geral nacional, Rubens de Araújo Pavão. Na pauta, a reestruturação do partido do Rio de Janeiro, a ampliação dos diretórios municipais e as eleições de 2022. “A nossa intenção é fazer com que o DC esteja cada vez mais organizado e forte, ampliando a nossa atuação nos municípios e a nossa relação com o estado. Fico feliz em poder contar com o apoio do presidente Eymael nessa jornada, um exemplo na vida pública por sua conduta ilibada e por toda a sua história e obra”, disse Marcelo.

Um é bom… (I) – Para mostrar sua posição diante de assuntos relacionados à política, ao mandato e também sobre segurança pública, o deputado federal Antônio Furtado passou a gravar uma série de podcasts intitulada “Um dia é do delegado, o outro do deputado”. Os episódios são semanais e podem ser vistos pela plataforma de streaming Spotify e nas redes sociais do parlamentar todas as quartas-feiras, sempre às 11 horas.

Um é bom… (II) – “Gosto de estar perto das pessoas e conversar sobre o que temos desenvolvido e realizado em nosso mandato em Brasília. Com a pandemia, fica muito mais difícil essa ação. Sou um fã de podcasts e vi nesse formato uma possibilidade de voltar a ter as conversas que tanto gosto. Assim, posso falar do meu conhecimento de delegado com os assuntos de segurança pública e também apresentar o que temos desenvolvido como parlamentar”, explicou o deputado. Para acompanhar a série basta acessar https://open.spoti-fy.com/show/0WK4MTKjiGOG3Ko
yGv6xoR?si=P1fxzT9nQByBDj1khcA3ig ou as redes sociais de Furtado.

Um é bom… (III) – “Espero que gostem do material que estamos produzindo e que realmente seja um canal de conversa. Assim posso falar a minha opinião e mostrar o que estamos fazendo. As pessoas também podem deixar seus comentários e opiniões. Conto com a audiência de todos. Será uma honra ter vocês para ouvir a minha série e participar”, comentou.


Da série “perguntar…” – A ilustração da série “Um dia é do delegado, o outro do deputado” foi bem-feita. Mas fica a pergunta: por que o delegado aparece todo sorridente, contrastando com a seriedade do deputado?

Boa medida – Colega de Furtado em Brasília, o deputado Fábio Trad (PSD-MS) apresentou um projeto de lei dos mais interessantes, e vamos torcer para que seja aprovado e entre em vigor. É o PL 1919/20, que prevê a possibilidade de prestação de serviço comunitário em hospitais ou entidades que prestam serviços essenciais para quem infringir as medidas de isolamento, quarentena ou outras restrições determinadas por autoridades para combater a Covid-19. “Quem infringe medidas de prevenção sem justificativa não acredita no risco que esse vírus traz à saúde e à vida”, explicou. “Assim, já que não enxerga o perigo, propomos uma saída proativa”, completou. Tá mais do que certo.

Leão (I) – Conforme edital 013/21, publicado no VR em Destaque, o diretor do Departamento de Impostos Mobiliários da secretaria de Fazenda da prefeitura de Volta Redonda autuou o Barra Mansa Futebol Clube por infração ao artigo 72, inciso I, item 4 da LM 1896/84. O Leão, tadinho, já à beira da falência, poderá apresentar defesa ou pagar a multa com abatimento de 60% até o próximo dia 12 de maio.

Leão (II) – Dois detalhes chamam atenção: o primeiro é que a multa foi aplicada pelo governo Samuca Silva – Auto de Infração 10773/20, de 20/11/2020. O segundo é que a dolorosa é alta: na casa de R$ 32 mil. Tadinho do Leão.

Quem conhece – Já através do edital 014/21, o mesmo diretor do Departamento de Impostos Mobiliários da prefeitura de Volta Redonda pegou no pé da Asmul – Associação dos Servidores Municipais do Sul Fluminense, uma entidade que pouca gente já ouviu falar. Foi autuada por dificultar a ação do fisco municipal. Cabe recurso.

Nomeada – A secretaria de Saúde de Volta Redonda é quase uma casa da Mãe Joana. É um tal de nomeia, exonera, nomeia, exonera, que ninguém sabe quem é quem. A última da pasta, comandada por Conceição Souza, que é de Piraí, foi nomear Suely Pinto como responsável técnica da secretaria de Saúde, a partir de 1º de abril. E olha que não era mentira, não.

Mil vagas (I) – A CSN anunciou a abertura de um processo seletivo para contratar novos colaboradores para atuar na Usina Presidente Vargas e na Mina de Casa de Pedra. São, no total, mais de mil oportunidades de trabalho para profissionais com ensino médio e superior.

Mil vagas (II) – Para Volta Redonda, as vagas são para os cargos de Operador (Ponte Rolante, Máquinas e Ferramentas), Mecânico (Manutenção, Soldador, Montador de Andaimes), Eletricista Industrial e Motorista. Ter o ensino médio concluído é requisito para as oportunidades operacionais em Volta Redonda (RJ). Para Congonhas, as oportunidades são para Engenheiro de Projetos e Implantação e Engenheiro de Barragens e Infraestrutura. Como diferencial, é importante os candidatos já possuírem experiência em mineração.

Mil Vagas (III) – As vagas para a CSN estão abertas para candidatos de ambos os sexos. Todos os interessados devem acessar o site: www.csn.com.br/oportunidades para mais informações e cadastro de currículo.

Demitido – Durou pouco a alegria do ex-vereador Paulinho do Raio-X que foi contratado, no início do governo Neto para ser um CC (cargo comissionado) da secretaria de Saúde de Volta Redonda. Depois do arranca-rabo que promoveu com uma antiga funcionária do seu gabinete, nas dependências do Hospital do Retiro, o polêmico político foi sumariamente demitido.  Literalmente, pode-se dizer que Neto se livrou de um abacaxi.

Leite derramado (I) – A entrevista de Neto na manhã de quinta, 22, ao Programa Dário de Paula, foi uma das mais curtas do ano. Pra começar, foi por telefone. E, logo de cara, o prefeito foi questionado sobre o boato a respeito de uma possível demissão de Sebastião Leite, ex-vereador. “Não é verdade. O Tião Leite é muito importante para Volta Redonda”, disse Neto, desmentindo o boato.

Leite derramado (II) – Para quem não sabe, o ex-vereador, nomeado para comandar a área de Iluminação Pública da cidade, se desentendeu com o vereador Vair Duré (noticiado pelo aQui) e o parlamentar deixou claro que iria ‘pedir’ que ele fosse demitido do governo Neto.

Leite derramado (III) – Apesar de garantir a permanência de Leite, Neto afirmou que o serviço até então prestado por ele, será entregue a outra pessoa, mais acostumada a tratar com os vereadores de Volta Redonda, antigos e novos: Edmar Borges de Oliveira que chegou a ser homem forte no Saae-VR.  ”O Leite é a pessoa que mais conhece de iluminação pública. Então, nós colocamos uma pessoa pra fazer a manutenção, que é o Edmar do Saae. O Leite, a gente deixou pros grandes projetos de Volta Redonda”, explicou, garantindo que na nova função, o ex-vereador vai ficar encarregado de “arrumar todas as fontes luminosas” da cidade.

Led – Segundo Neto, Leite vai poder ajudar Edmar Borges de Oliveira a promover, em um mês, a troca da iluminação das ruas e avenidas de Volta Redonda, “que passará a ser de Led”, disse o prefeito garantindo que com a troca da lâmpada comum por lâmpada de led dará uma economia de 60% na conta de luz.

Enfermagem – Neto aproveitou a rápida entrevista para fazer um chamamento público, de enfermeiros para o Hospital do Retiro, já que espera colocar em uso os 30 leitos de UTI para pacientes com a Covid-19 que está providenciando para a unidade. “Eu espero que na semana que vem ele (anexo da FOA) já esteja funcionando. Eu quero aproveitar pra dar um recado aos enfermeiros e aos técnicos de enfermagem. Quem tem experiência em CTI pode deixar seu currículo na portaria da prefeitura. Nós vamos fazer uma seleção”, revelou. Ou seja, a contratação será quase que imediata.

MP (I) – Antes de encerrar a entrevista, Dário de Paula provocou Neto ao dizer que não haveria, como o prefeito informou anteriormente, nenhuma investigação no Ministério Público envolvendo os ocupantes de cargos comissionados no governo Samuca.  ”Ô Dário, a informação que eu tenho é que pode até não ter chego (sic) ainda lá no Ministério Público, mas há uma denúncia de pessoas que não trabalhavam”, respondeu, tratando logo de mudar de assunto.

MP (II) – Passou a falar dos pagamentos devidos aos CCs e RPAs do governo Samuca, todos atrasados. “Eu gostaria muito de estar pagando a todos. Mas, infelizmente, o poder público não tem recurso para isso. Volta Redonda atravessa o pior momento da sua história. Eu arrecado R$ 27 milhões e a minha folha de pagamento custa R$ 38 milhões. Não tem condições, não consegui pagar o 13º ainda do funcionário público que tem direito”, detalhou.

MP (III) – Refeito da casca de banana, Neto deixou claro que quem era Samuca vai ter que ficar esperando por dias melhores. “Quando eu conseguir algum recurso público, eu vou dar prioridade aos inativos e pensionistas. Não tenho escondido isso de ninguém, e os últimos serão, com certeza, os cargos comissionados. Esses serão os últimos a receberem porque falta recurso”, anunciou, ciente do que o espera. “Vamos ter muita surpresa aí em relação ao que acontecia com os cargos comissionados. Posso garantir aqui pra você, Dário”, pontuou.

Impeachment – O julgamento do pedido de impeachment do governador afastado, Wilson Witzel, foi marcado para a próxima sexta, 30, por decisão do desembargador Henrique Carlos de Andrade Figueira, presidente do Tribunal de Justiça do Rio, que também preside o Tribunal Especial Misto (TEM). O relator do processo, deputado estadual Waldeck Carneiro, protocolará o relatório final do processo até quinta, 29, e dará seu voto na sessão de julgamento do TEM. O voto do relator poderá ser seguido ou não pelos outros nove integrantes do TEM (cinco desembargadores e quatro deputadosestaduais). Se houver sete votos pelo impeachment, Witzel deixará definitivamente o cargo.

Rotativo – O Volta Redonda em Destaque, diário oficial do Palácio 17 de Julho, publicou em uma de suas últimas edições, um termo aditivo de redução do valor cobrado pela empresa que explora o rotativo quando emite algum ‘aviso de irregularidade’. Pena que não tenha revelado mais nada… Os motoristas agradecem, mas queriam saber mais sobre a redução o valor…

Roma-Getulândia – Na quinta, 22, a secretaria de Infraestrutura de Volta Redonda saiu tapando buracos na Estrada Francisco Vilela Arantes, que liga o bairro Roma ao distrito de Getulândia, em Rio Claro. Ao todo, cinco quilômetros de asfalto foram recuperados.

Vila Americana – A prefeitura de Volta Redonda reabriu na quinta, 22, a unidade de atendimento do Centro de Referência da Assistência Social (Cras) da Vila Americana. A unidade atende, além da comunidade da Vila Americana, os moradores do Aterrado e Nossa Senhora das Graças, num total de 2,5 mil famílias cadastradas.

Mais uma – A C&A inaugurou na quinta, 22, a sua loja de número 300, localizada no Shopping Park Sul, em Volta Redonda. Além da loja física, a C&A do Park Sul vai trabalhar com a modalidade ‘Clique & Retire’, que permite à cliente realizar a compra online e retirá-la na loja. Também vai atender por WhatsApp.


Drive-thru (I) – Na manhã de terça, 20, a prefeitura de Volta Redonda, viva, começou a vacinar os idosos da cidade do aço pelo sistema de drive-thru. Ia começar às 8h30min, mas antes das 6 horas já tinha uma fila gigantesca de veículos nas proximidades da Ilha São João. Por volta das 11 horas, a fila ainda era imensa. No interior do espaço, entretanto, tudo corria normalmente. Ainda bem.

Drive-thru (II) – Segundo números oficiais, 2.300 idosos passaram pelo drive-thru e foram devidamente vacinados. Pena que, sem explicações, a prefeitura não informou se o sistema, que ela entende que deu certo, será mantido. “Os próximos serão informados nos canais oficiais da prefeitura”, avisou, como se todos os moradores acompanhassem o site todos os dias.

Drive-thru (III) – Envolvido na organização da vacinação na Ilha São João, o presidente da Fundação Beatriz Gama, Vitor Hugo, afirmou que o objetivo foi garantir maior comodidade para todos. “Foi o nosso primeiro drive (sic) muito aguardado pela população. A organização geral foi boa (e) em média a espera era de 15 minutos após o início da vacinação”, falou, sem contabilizar que os idosos levavam mais de uma hora para chegar ao portão de acesso à Ilha São João.

Segunda dose – Na manhã de quarta, 21, algumas idosas estiveram na sede da secretaria de Saúde de Volta Redonda para cobrar explicações da titular da pasta, Conceição Souza. Reclamaram do fato de não terem sido vacinadas mesmo com o prazo de 28 dias, entre uma vacina e outra, estar vencendo justamente naquele dia. “O prazo de 28 dias entre a primeira e a segunda dose vence hoje, quarta, dia 21. Só que não vão me vacinar. E nem sabem quando poderão fazer isso. Quem é o responsável por isso”, desabafou uma delas, ao ligar para a redação do aQui na frente de funcionárias do órgão.  ”As meninas estão nervosas, mas eu sei que elas não têm culpa. Isso é coisa da secretária de Saúde? Onde ela está? Ficou em Piraí, desabafou, referindo-se a Conceição Souza. “Vou rasgar meu título de eleitor”, comentou, ironizando o envolvimento de políticos na vacinação contra a Covid-19.

Documentos – Essa não dá para entender: a prefeitura de Volta Redonda exige que, para ser vacinado, os idosos devem apresentar “um documento de identidade ou cartão do SUS e o comprovante de residência (nominal), obrigatoriamente”. A identidade tudo bem, mas comprovante de residência e ainda por cima nominal parece ser um exagero. E, é. No caso de muitos casais, por exemplo, o comprovante, na maioria das vezes, está no nome do idoso, e não da idosa. A regra deveria ser revista, afinal, o prefeito Neto não andou dizendo que não pode deixar de vacinar quem não mora em Volta Redonda?

Vacina (I) – Na terça, 20, por volta das 14 horas, a secretaria de Saúde de Volta Redonda soltou um comunicado para informar que já tinha aplicado todas as segundas doses de Coronavac disponíveis no município para quem completou os 28 dias após a aplicação da primeira dose. Há controvérsias.

Vacina (II) – Segundo a pasta, a partir de então, as pessoas que estavam agendadas para receber a segunda dose nos próximos dias deveriam aguardar a chegada de novas remessas que seriam enviadas pelo Ministério da Saúde. “Tão logo as novas doses cheguem, será feito o comunicado oficial pelos meios de comunicação da Prefeitura”, prometeu, garantindo que todos receberiam a segunda dose. Sem dizer quando, é claro. “É importante frisar que no caso de desabastecimento será mantida a conduta de aplicação da segunda dose assim que houver a disponibilidade, ou seja, todos receberão a segunda dose preservando a eficácia da primeira dose que não será perdida”, explicou Carlos Vasconcellos, médico sanitarista, coordenador da Vigilância em Saúde. Há controvérsias. Exemplo: e se as novas vacinas só chegarem na primeira semana de maio, sendo otimista?

Testes de antígeno – Mais uma da prefeitura de Volta Redonda: garante que sua ‘parceria inédita’ com a Unimed-VR, já teria feito, na terça, 20, mais de mil testes de antígeno para o diagnóstico da Covid-19.  ”Foram realizados 1.093 testes de antígeno, até essa segunda-feira, dia 19, sendo que 699 apresentaram resultado negativo para a doença e 368 positivos, outros 26, no momento, passam por análise”, informou através de nota aos jornais.

Teleconsultas – Na mesma nota, a prefeitura de Volta Redonda informou que também implantou consultas médicas online para pacientes suspeitos de Covid-19, por meio de teleconsultas com médicos da Unimed. Só não disse quantas teriam sido feitas pelo site https://new.voltaredonda.rj.gov.br. Nem revelou, apesar dos pedidos do aQui, quem vai pagar ou receber pelas consultas..

Deixe um comentário