Grampos

Açude (I) – Em e-mail à redação, Alan Cunha, presidente da Associação de Moradores do Açude, jurou que ‘nunca foi inimigo ou oposição ao governo Samuca’. Muito pelo contrário. Garante que seu “papel à frente da entidade comunitária é de cobrar (do prefeito, grifo nosso), e que exerce essa função de maneira voluntária”.

Em relação às obras feitas na comunidade, Alan garante que sempre agradeceu ao prefeito a execução das mesmas, “portanto, existe reconhecimento sim”, cutucou, garantindo que reivindica, mesmo de maneira ostensiva e incisiva, por ser ‘muito cobrado pelos moradores da comunidade’.

Quanto à presença do prefeito no bairro, Alan diz que não foi avisado da visita do mesmo. “Visita surpresa, o nome já disse, é surpresa”, pontuou, garantindo que, se tivesse sido avisado da presença de Samuca, iria ao seu encontro. Aproveitou para se queixar do Palácio 17 de Julho, afinal, jura que o prefeito, apesar de ser convidado, nunca foi às reuniões da Associação. “O prefeito também nunca participou, mandando sempre alguém para representá-lo”, ponderou.

 

Só que em outro e-mail, Alan Cunha fez questão de omitir o nome de Samuca no título da mensagem, que era “Associação de Moradores do Açude recebe Governador”.  Witzel realmente esteve lá, Samuca também, tanto que os dois – e outros – receberam certificados de agradecimento da entidade por conta da futura Escola Militar a ser criada no Ciep 403. Na foto, Samuca aparece ao lado do governador Wilson Witzel e, na outra extremidade, está Alan Cunha, lá longe. É a velha história de que os extremos não se atraem, não é?

 

Cortesia (I) – O prefeito Samuca Silva, como fez nos dois últimos anos, prestigiou a reabertura dos trabalhos da Câmara, que em 2019 será presidida pelo vereador Edson Quinto. Samuca estava acompanhado pelo vice-prefeito Maycon Abrantes, que mostra estar recuperando seu prestígio nas hostes palacianas.

 

Cortesia (II) – Na abertura da sessão Legislativa, Edson Quinto pediu um minuto de silêncio em homenagem póstuma às vítimas da barragem de Brumadinho (MG), ao jornalista Ricardo Boechat e aos jovens guerreiros do Ninho do Urubu, em especial a Arthur Vinícius, atleta do sub-15, que era natural de Volta Redonda. Depois, como de praxe, agradeceu a cortesia dos visitantes. “Nossa Casa abre suas portas ao Executivo para que neste plenário se realize o debate das ideias, e que leis sejam aprovadas com o único objetivo de melhorar a qualidade de vida do cidadão voltarredondense”, enfatizou Edson Quinto.

 

Balanço (I) –  Samuca, por sua vez, elogiou a responsabilidade conjunta das ações dos dois Poderes em benefício da população: “Temos conseguido avançar, e a Câmara de Vereadores tem um papel fundamental porque ninguém faz nada sozinho”, destacou Samuca. Ele tem razão.

 

Balanço (II) – No seu rápido discurso, Samuca citou que mais de duas mil indicações, apresentadas pelos vereadores, teriam sido atendidas. E destacou a criação de um grupo de trabalho para avançar nas emendas impositivas que foram criadas. Por fim, agradeceu o apoio dos vereadores que fazem parte da sua base parla-mentar. Como a noite era festiva, ficou por isso mesmo. As próximas ses-sões ao longo do ano não serão marcadas por tanta cordialidade assim, né?

 

Coincidência (I) – Parece combinado, mas não deve ser. No mesmo dia em que o governador Wilson Witzel anunciou a criação de uma secretaria de Iniciativas Estratégicas, nomeando seu amigo Roberto Moura, o prefeito Samuca Silva criou uma nova pasta, que ganhou o nome de secretaria de Projetos Especiais e Convênios, nomeando o contador e professor Carlos Rosa, que terá a missão de dar celeridade às demandas do Executivo. 

 

Coincidência (II) – Carlos Rosa era da Controladoria Geral do Município (CGM), que passou a ser comandada pelo advogado e professor Lúcio Claudio Graziadio Fernandes. Ele é formado em MBA pelo Ibmec Business School do Rio de Janeiro e tem MBA em Administração Pública pela Estácio de Sá.

 

Suspense (I) – Na manhã de sábado, 16, o suspense sobre quem seria o padrinho político de Daniela Vasconcelos, ex-secretária de Meio Ambiente de Volta Redonda que foi parar à frente do Inea no Sul Fluminense, parece ter sido elucidado por uma fonte do aQui. Com trânsito na cidade maravilhosa, ela garante que a jovem teria sido apadrinhada pelo deputado federal Otoni de Paula, da Baixada Fluminense.

 

Suspense (II) – Já o suspense sobre quem seria o ‘pai político’ do barramansense Horácio Delgado, nomeado para a poderosa secretaria de Infraestrutura e Obras do governo Witzel, o drama tem tudo para render mais capítulos. Mas há quem garanta que Horácio é daqueles sortudos que estavam no lugar certo e na hora certa. Explica-se: Horácio teria tido o nome incluído em uma listra tríplice feita por gente ligada à Uerj, onde ele dá aulas.

 

Suspense (III) – Para decidir quem seria o sortudo, Witzel começou a entrevistar um por um. Na vez de Horácio, papo vai, papo vem, o tempo foi passando. Ao olhar para o relógio, o profes-sor Horácio assustou-se. Ficou de pé e, na lata, mandou: “Governador, tenho que ir embora! Se não for, meus alunos vão perder a aula”. Mostrou que era um bom cdf (na boa) e ali mesmo, na hora, foi convidado a integrar a equipe de Witzel.

 

Uber (I) – Como a edição do aQui de sábado, 16, já estava na gráfica, nossos leitores ficaram sem saber que na noite de sexta, 15, para surpresa geral, o prefeito Samuca Silva assinou o decreto 15.544 para regulamentar a exploração de serviço de transporte individual privado de passageiros – o do Uber e 99 Táxi, entre outros. Segundo Samuca, o decreto está em conformidade com a legislação federal, que dá autonomia aos municípios o direito de regulamentar a atuação dos aplicativos. “Mais de 90% da população era favorável aos aplicativos. Diante disso, buscamos fazer uma regulamentação justa, privilegiando os moradores de nossa cidade, pensando na segurança dos passageiros”, justificou Samuca.

 

Uber (II) – Entre os pontos mais importantes da regulamentação, destaque para a obrigatoriedade de os motoristas de aplicativos se cadastrarem na secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana (STMU), tendo que apresentar comprovação de bons antecedentes criminais. Tem mais. Os veículos deverão passar por vistoria anual, entre outros. A regulamentação passa a valer em 180 dias. 

 

Uber (III) – Outro ponto da regulamentação é a cobrança de outorga das operadoras de todos os aplicativos que atuarem na cidade do aço. “Uber e outros aplicativos não podem explorar o serviço dentro de uma cidade sem que paguem impostos, isso seria injusto. Diante disso, o Decreto aponta a cobrança de uma outorga de 1% do valor de cada corrida. Esse é o mesmo valor da outorga de outras grandes cidades e também elogiada pelos aplicativos”, explicou Samuca. Ah, o número de veículos que poderão circular na cidade do aço operando através de aplicativos não será mais limitado. “Os motoristas deverão ser moradores de Volta Redonda e comprovar isso através do cadastro imobiliário”, acrescentou.  

 

Uber (IV) – Desde o anúncio da regulamentação, apenas 190 motoristas de aplicativos foram se cadastrar na prefeitura de Volta Redonda. O número, segundo as autoridades, não deve aumentar muito, não.

 

Palestra – O deputado federal Antônio Furtado (PSL) estará em Volta Redonda na noite de terça, 26, às 19 horas, para dar uma palestra aos universitários do UGB, no Aterrado.

 

Barra Mansa – Hoje, sábado, 23, e amanhã, domingo, 24, a partir das 14 horas, o Calçadão Dama do Samba Paula de Jesus Francisco, na Aveni-da  Beira Rio, em Barra Mansa, promove uma grande roda de samba, com a presença de vários músicos da cidade e região. 

Crise (I) – O prefeito Samuca Silva foi pego desprevenido e, segundo uma fonte, não gostou nada, nadica de nada da postura do seu secretário de Meio Ambiente, Mauricio Ruiz, de ter divulgado que a pasta iria fazer algumas contratações ‘por currículos’, que deveriam ser enviados para [email protected]

 

Crise (II) – Samuca também teria ficado possesso com Maurício Ruiz pelo fato de o secretário ter prometido que os profissionais seriam contratados para trabalhar em jornadas de 40 horas semanais. É que, segundo a fonte, a prefeitura não estaria contratando ninguém. “É fake da pasta”, ironizou.

 

Crise (III) – Para arrumar a furada de Ruiz, Samuca teve que liberar o edital de um Concurso Público (página 12) para o preenchimento de 223 vagas. Detalhe: praticamente as mesmas que estavam sendo oferecidas pela secretaria de Meio Ambiente.

 

Crise (IV) – Até ontem, sexta, 22, por volta das 12 horas, 945 currículos tinham sido enviados para o e-mail da secretaria de Meio Ambiente. Ou seja, quase mil pessoas acreditaram na ‘fake’ de Ruiz. Agora estão à espera de um chamado para trabalhar na pasta.  

 

Concurso – A secretaria de Saúde de Barra Mansa anunciou ontem, sexta, 22, a realização de um concurso público para preencher 88 vagas de ‘agente de combate às endemias’, além de formação de cadastro de reserva. O salário inicial é de R$ 1.250,00 para uma jornada de trabalho de 40 horas semanais.

As inscrições são gratuitas e devem ser realizadas na segunda, 25, e terça, 26, no pátio da prefeitura, à Rua Luiz Ponce, 263, Centro, entre 8 e 16 horas.

 

Posto – As obras de um novo posto de combustíveis, localizado na Avenida Paulo de Frontin, devem começar logo após o Carnaval. O nome do posto será Gil Power, e é ligado a uma das mais tradicionais famílias da cidade do aço.    

 

Mais – Volta Redonda vai ganhar mais dois ônibus elétricos para compor a frota do ‘Tarifa Comercial Zero’. O anúncio é do prefeito Samuca. Ele espera que até o final do ano, os três veículos estejam rodando pelas áreas centrais da cidade. 

 

Menos – Apesar do otimismo do prefeito e, principalmente, de Joseli-to Magalhães, dublê de secretário e empresário, em termos práticos, hoje ‘a novidade’ só beneficia mil pessoas por dia, que andam de graça apenas entre os centros comerciais do município. “Hoje já é indispensável esse meio de transporte que o ‘Tarifa Comercial Zero’ oferece na cidade. Por conta da grande demanda, resolvemos adiantar a vinda do segundo ônibus”, disse Joselito, o mais entusiasmado de todos no Palácio 17 de Julho.

 

Interesses – Por essas e outras que Joselito ficou queimado como presidente da Aciap. Como tal, ele deveria defender os interesses dos empresários do setor de transportes, que vivem pedindo a Deus por aumento no preço das passagens dos ônibus das linhas municipais.  

 

Triagem Odontológica – O curso de Odontologia do UniFOA promove na segunda, 25, das 13 às 16 horas, mais uma Triagem Odontológica de adultos, crianças e adolescentes, até os 16 anos. A atividade será na Clínica Integrada do curso, no campus Olezio Galotti, em Três Poços.    

Barro – Quem  caminha ao longo da Rodovia dos Metalúrgicos deve estar amaldiçoando o fim da pista que existia entre o Park Sul e o Portal da Saudade. Hoje, com o fim das obras do shopping, eles são obrigados a enfrentar o barro, em dias de chuva, e a falta de luz, à noite.

 

Malhação – Samuca poderia aproveitar a reclamação acima para dar ‘uma dura’ nos empreendedores do shopping, afinal eles prometeram construir uma nova pista e até hoje nada. Aliás, a prefeitura de Volta Redonda poderia aproveitar para instalar uma academia de ginástica pública em área disponível entre o Park Sul e o Portal da Saudade.    

Radial Leste – De vez em quando o vereador Carlinhos Santana, de oposição, acerta uma. No domingo, 24, ele foi conferir a Rua de Lazer da Radial Leste e não gostou do que viu. “Não tem ninguém e isso vem acontecendo a (sic) muito tempo”, postou em sua página do Facebook. Na mesma postagem, fez um pedido a Samuca: “Va-mos reabrir novamente pra ajudar a população e ainda vamos economizar o serviço de uma viatura e um guarda”, justificou.

 

Vai vendo – Em entrevista a Betinho Albertassi, na manhã de terça, 19, o prefeito Samuca Silva mandou um agradecimento um tanto quanto irônico a certo vereador (Paulinho do Raio X, grifo nosso). “Eu quero agradecer ao vereador que em um dia estava na porta do Hospital São João Batista falando que era horrível e, de repente, mudou de opinião, falando que a unidade era maravilhosa”, disparou. “Como é que um vereador pode ir pra porta do HSJB e falar que é contra a eficiência do dinheiro público, não entendo isso”, desabafou.

 

Candidato (I) – Granato, ex-presidente da Câmara, já se movimenta para sair  candidato a prefeito em 2020. Para tanto, teria convidado Rogério Loureiro para ser seu vice. E pensa em lançar seu irmão, Junior Granato, à Casa de Leis.

 

Parceiros – Granato conta até com o apoio do prefeito de Belford Roxo,  Waguinho, do MDB. Granato apoiou a esposa do prefeito, Daniela do Waguinho, a deputada federal. Detalhe: os dois são velhos conhecidos, já que eram aliados do ex-deputado Eduardo Cunha, hoje preso pela Lava Jato.

 

Conversa – Segundo fontes do Palácio 17 de Julho, Granato e Samuca Silva falam pouco sobre 2020, mas quando o assunto surge, o vereador diz que não será candidato a prefeito. Ou seja, Granato finge que engana e Samuca finge que acredita.

 

Candidato (II) – Outro vereador que estaria sonhando com o Palácio 17 de Julho é Dinho (PEN). Detalhe: estaria conversando com o delegado Antônio Furtado (PSL) e até com o ex-aliado e ex-desafeto, o ex-prefeito Neto.

 

Discussão – O clima entre os vereadores de Volta Redonda não é muito bom. Na segunda, 18,  eles tiveram uma longa reunião para tratar de ‘problemas internos’.  É que alguns estariam ‘invadindo’ a área de outros. 

 

Fora – O vereador Paulinho do Raio-X  não conseguiu fazer parte da Comissão Permanente de Saúde. Ela caiu nas mãos de Fernando Martins, José Augusto e Paulo Conrado.

 

Ninguém esquece – O primeiro projeto do mais novo vereador de Barra Mansa, Mauro Sabino (PDT), que assumiu a cadeira até então ocupada por Marcelo Cabeleireiro, hoje deputado estadual, foi pedir a cassação do titulo de cidadão barra-mansense concedido, em 2005, ao ex-deputado federal Eduardo Cunha (MDB). 

 

Cópia – A prefeitura de Barra Mansa promove hoje, sábado, 23, um projeto de Ação Social no Bom Pastor, que é muito parecido – pra não dizer idêntico – ao ‘Prefeitura + Presente’, de Volta Redonda. Quando do anúncio, foi o bastante para um gaiato zoar com o prefeito Rodrigo Drable. “Só falta se filiar ao PSDB”, disparou. Que maldade.

Arthur (I) – A ideia da direção do Voltaço, de lançar um uniforme promocional – estilizado com as cores do Volta Redonda e do Flamengo – na partida de ontem, sexta, 22, contra o Resende, em homenagem ao garoto Arthur Vinícius, que morreu no incêndio do Ninho do Urubu, deu com os burros n’água. É que a mãe do ex-jogador, Marília Barros, recusou a homenagem e, não satisfeita, disse que não receberia um tostão com a venda das camisas.

De acordo com Marília Barros, mãe de Arthur, o Volta Redonda não era assim tão aliado da jovem promessa do futebol, como todo mundo imaginava. “A verdade é que, em vida, o Arthur não teve o menor apoio do Volta Redonda. E agora o clube vem com esse discurso de comercializar camisas e doar parte da renda. Não quero parte de nada de lá. Todos sabem como funciona. A palavra é forte, mas a verdade é que são oportunistas”, desabafou Marília, conforme notícia veiculada pelo portal G1.

 

Glencore (I) – A CSN fechou um contrato de R$ 2 bilhões com a Glencore para fornecer 22 milhões de toneladas de minério de ferro à empresa, que é suíça, pelo prazo de cinco anos.

 

Lucro – A CSN divulgou os resultados financeiros obtidos no quarto trimestre de 2018. O lucro líquido foi de quase R$ 1,8 bilhão – cinco vezes mais do que no mesmo período de 2017.

 

Mais resultados – Em 2018, a CSN lucrou R$ 5,201 bilhões, ante um lucro de R$ 111 milhões em 2017. A receita líquida de vendas atingiu R$ 6,051 bilhões, indicando um crescimento de 21% em relação ao mesmo período de 2017.

 

Investimentos – Outra novidade da CSN é que a empresa pretende investir cerca de R$ 400 milhões nos próximos cinco anos, com o programa de segurança e revisão das atividades das barragens. A CSN tem sete barragens de rejeitos de minério, sendo três em Casa de Pedra, duas em Pires e duas em Fernandinho.

 

Reajuste – A CSN vai aumentar (de novo) de 10% a 15% o preço do aço. O reajuste é esperado para 25 de março.

 

Forno – A CSN vai fazer uma parada no Alto Forno 3 por cerca de 60 dias. A perspectiva é de queda na compra de minério de ferro, com a paralisação e mudança de controle de fornecedores.

 

Audiência – Está marcada para 13 de março, às 19 horas, na Câmara de Volta Redonda, uma audiência pública para discutir o caso da escória da CSN. O pedido partiu do vereador Rodrigo Furtado (PTC).

Concurso público – Outra boa notícia dada por Samuca foi a de que a prefeitura de Volta Redonda vai promover um concurso público para preencher 223 vagas em 44 cargos do seu quadro funcional. As inscrições foram abertas ontem, sexta, 22, e serão encerradas às 17 horas do dia 8 de março. As oportunidades são para cargos de nível fundamental, médio/técnico e superior nas áreas administrativas, Educação, Saúde e Comunicação Social.
As inscrições serão realizadas exclusivamente através do site www.voltaredonda.rj.gov.br/concursopublico. A taxa de inscrição vai variar de acordo com o cargo e a formação exigida: nível superior: R$100; nível técnico/médio: R$60; nível fundamental: R$40. Aqueles que não possuem computador ou acesso à internet podem fazer a inscrição na sede do ‘Na Hora’, na Avenida Antonio de Almeida, nº46, no Retiro.

Ninho do Urubu – Como não tem o hábito (e deveria ter) de chamar a imprensa para os eventos que realiza no Palácio 17 de Julho (e em outros), o prefeito Samuca Silva acabou mantendo um encontro reservado, na manhã de sexta, 15, com Marília de Barros Silva, mãe do jovem Arthur Vinícius, que faleceu no Ninho do Urubu. Na oportunidade, Samuca se colocou à disposição para ajudar a família do atleta e anunciou que vai pedir à sua equipe que desenvolva um projeto para ocupar o tempo dos jovens, iniciando pelo Volta Grande I, onde morava o ex-futuro craque do Flamengo.
“A ideia inicial é mapear os jovens matriculados na rede pública naquela região, colocá-los para treinar como se fosse um centro de treinamento de clubes de futebol, com toda a estrutura necessária. Na próxima sexta (22), quero tudo mapeado para colocarmos logo em prática essa ação”, prometeu o prefeito.

Voltaço – No encontro que manteve com a cúpula do Voltaço na manhã de sexta, 15, o prefeito Samuca Silva deixou claro que o clube deve evitar marcar jogos para o Raulino às quartas-feiras. Motivo: não quer que os jogos atrapalhem o funcionamento da Policlínica. “Eu só não quero ter que remarcar consultas da população por causa de jogo. Entre o jogo e as consultas, eu vou dar prioridade para as consultas”, alertou Samuca, lembrando que as atividades da policlínica ficam nas dependências do estádio. Tá mais do que certo!

Lei – Em se tratando de educação, os funcionários da secretaria Municipal de Educação têm muito o que aprender ainda. Seus vizinhos do bairro Niterói que o digam. Faixa amarela, contramão e calçadas são ignoradas solenemente. Por lá, não há lei de trânsito respeitada. Na última quarta, 20, antes das 8 da manhã, o motorista do Gol 502, placa final 4353, parecia bem nervoso. Arrancou com o veículo, sem cinto de segurança e levantando poeira. É o famoso “faça o que eu digo, não faça o que eu faço”.

Deixe uma resposta