Grampos

Verba (I) – O deputado federal Antônio Furtado vai destinar uma verba de R$ 500 mil para a Associação dos Aposentados e Pensionistas de Volta Redonda. A boa notícia foi transmitida pelo parlamentar ao visitar o Centro de Prevenção à Saúde do Idoso da entidade (CPSI), onde foi recebido pelo presidente da entidade, Ubirajara Vaz. “A AAP-VR desenvolve um trabalho belíssimo ajudando a nossa melhor idade. Muitos idosos estariam desassistidos se não fossem os atendimentos da Associação. Para ajudar a fazer esse atendimento ser ainda mais admirado, vamos destinar R$500 mil para os projetos que são realizados aqui”, prometeu.

Verba (I) – O deputado federal Antônio Furtado vai destinar uma verba de R$ 500 mil para a Associação dos Aposentados e Pensionistas de Volta Redonda. A boa notícia foi transmitida pelo parlamentar ao visitar o Centro de Prevenção à Saúde do Idoso da entidade (CPSI), onde foi recebido pelo presidente da entidade, Ubirajara Vaz. “A AAP-VR desenvolve um trabalho belíssimo ajudando a nossa melhor idade. Muitos idosos estariam desassistidos se não fossem os atendimentos da Associação. Para ajudar a fazer esse atendimento ser ainda mais admirado, vamos destinar R$500 mil para os projetos que são realizados aqui”, prometeu.

 

Verba (II) – Esse não é o primeiro envio de verbas feita pelo deputado federal à AAP-VR. No ano passado, foram destinados R$ 50 mil para reforçar os atendimentos de fisioterapia, na construção de um auditório no espaço de convivência e na melhora do Centro de Atendimento das Mulheres. “O deputado Furtado é um homem de confiança nosso não é de agora. Está sempre presente e é dedicado em atender às nossas solicitações para melhorar a qualidade de vida da terceira idade”, comentou Ubirajara Vaz.

 

Verba (I) – O deputado federal Antônio Furtado vai destinar uma verba de R$ 500 mil para a Associação dos Aposentados e Pensionistas de Volta Redonda. A boa notícia foi transmitida pelo parlamentar ao visitar o Centro de Prevenção à Saúde do Idoso da entidade (CPSI), onde foi recebido pelo presidente da entidade, Ubirajara Vaz. “A AAP-VR desenvolve um trabalho belíssimo ajudando a nossa melhor idade. Muitos idosos estariam desassistidos se não fossem os atendimentos da Associação. Para ajudar a fazer esse atendimento ser ainda mais admirado, vamos destinar R$500 mil para os projetos que são realizados aqui”, prometeu.

 

Verba (II) – Esse não é o primeiro envio de verbas feita pelo deputado federal à AAP-VR. No ano passado, foram destinados R$ 50 mil para reforçar os atendimentos de fisioterapia, na construção de um auditório no espaço de convivência e na melhora do Centro de Atendimento das Mulheres. “O deputado Furtado é um homem de confiança nosso não é de agora. Está sempre presente e é dedicado em atender às nossas solicitações para melhorar a qualidade de vida da terceira idade”, comentou Ubirajara Vaz.

Covid-19 – Até ontem, sexta, 16, a prefeitura de Volta Redonda contabilizava 6.533 casos confirmados do novo coronavírus e 22.412 notificados como suspeitos. Com a morte de um homem de 40 anos, o número de óbitos chegou 234. Há 5.695 curados e 12.242 exames deram negativo.

 

MP (I) – O Ministério Público do Estado do Rio, por meio do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa da Cidadania, divulgou na quarta, 14, um relatório que destaca Volta Redonda como uma das poucas cidades do estado que cumpriu todas as exigências legais de contratações e investimento no combate e controle da Covid-19.

 

MP (II) – Segundo o MP, apenas oito das 92 cidades fluminenses obtiveram resultado satisfatório quanto aos requisitos analisados pelo projeto e Volta Redonda se destacou  cumprindo todos os parâmetros estabelecidos pelo órgão em relação à transparência das contratações voltadas no combate à pandemia e aos padrões de acessibilidade do Portal da Transparência e do Portal da Transparência da Covid-19.

Ótica – Com a desativação do Hospital de Campanha, que funcionava no Estádio Raulino de Oliveira, a Ótica Municipal reabriu e já está atendendo 20 pacientes diariamente. Nesse primeiro momento, o local está priorizando as consultas que foram desmarcadas no mês de março, por conta da Covid-19. Os pacientes estão sendo atendidos das 8 às 16h30min.

 

Mutirão – Hoje, sábado, 17, das 9 às 16 horas, o Detran.RJ vai abrir as portas em Volta Redonda para oferecer serviços de licenciamento anual, transferência de propriedade, renovação da habilitação e segunda via de RG. O mutirão aos sábados vai continuar até o fim de novembro. Para participar, é preciso agendar o serviço pelos telefones 3460-4040, 3460-4041 e 3460-4042, ou pelo site www.detran.
rj.gov.br.

 

Correios (I) – O leitor Edson Prado não gostou muito dos grampos que o aQui publicou na edição passada sobre a ineficiência dos Correios, que levou quase cinco meses para entregar uma correspondência despachada de Santa Catarina para Volta Redonda. “A matéria (grampo, grifo nosso) sobre a ineficiência dos Correios foi pertinente, porém, creio que seria mais imparcial se o jornal não desse a opinião pessoal (ou do jornal), dizendo que seria melhor privatizar a empresa”, escreveu. ‘Porque não mostram a realidade e a intencionalidade do sucateamento da mesma? A falta de funcionários e de investimento por parte do governo? Quem garante que a privatização solucionará todos os problemas? Acredito que um jornal sério deve zelar pela imparcialidade da informação, pois, a mídia tem um grande poder de influenciar a opinião pública’, acrescentou.

 

Correios (II) – Antes de mais nada, devemos deixar bem claro que o aQui sempre foi um jornal sério. Se não fosse, não teria publicado a opinião pessoal do leitor. Quanto a defender a privatização dos Correios, esse também é um direito do aQui. Quem não concordar, que faça como Edson Prado e escreva para a redação do jornal, se for o caso.

 

Correios (III) – Em tempo, outro leitor, que não se identificou, ligou para reclamar dos Correios. Motivo: recebeu o boleto da Unimed-VR, que vencia  no dia 30 de setembro, com 13 dias de atraso. E olha que era de pertinho… Ele, como o aQui, defende a privatização do serviço de entrega de correspondência. Pior. Pagou, sem ter culpa, multa por atraso no pagamento do boleto.

 

Bebuns – A operação ‘Lei Seca’ flagrou 76 motoristas embriagados no primeiro fim de semana após a volta da fiscalização. No total, foram abordados 707 motoristas com sinais de embriaguez, o que representa 10,75% do total de abordados. A Operação estava suspensa por quase 7 meses por conta da Covid-19.

 

Covid-19 – O governador em exercício, Cláudio Castro, prorrogou, até o dia 20 de outubro, algumas medidas restritivas de prevenção e enfrentamento à propagação da Covid-19 em todo o estado. O decreto mantém a proibição da realização de atividades com presença de público que envolvam aglomeração, como eventos desportivos, comícios e passeatas.

 

Ônibus – A prefeitura de Rio Claro, assim como a de Volta Redonda (e até a de Resende), foi obrigada a remarcar a sua concorrência para o transporte de passageiros no município. A nova data é 6 de novembro. Ou seja, se o atual prefeito, José Osmar, se reeleger, a concorrência poderá ser sacramentada em 2021.  Caso contrário, vai pro beleléu, como a da cidade do aço, caso Samuca não seja reeleito. Aliás, fica a pergunta: o que leva um prefeito a marcar concorrências complicadas, quase sempre judicializadas, às vésperas do fim do seu mandato?

 

Maldade – Mais uma fake news para ser investigada pela Polícia Federal: internautas de Volta Redonda andam espalhando que os candidatos com números iniciados em 45 seriam ligados a um ex-prefeito, que não vai se dedicar à campanha de ninguém. A maldade é completada com a informação de que ele teria assumido o controle do PSDB, que tem entre os seus filiados o vice-prefeito Maycon Abrantes e o ex-vereador Jorginho Fuede.

 

Vai vendo – Os candidatos a prefeito de Volta Redonda estão se descabelando para motivar os internautas a interagirem com eles. Foi o caso de Alex Martins (PSB), que postou a seguinte mensagem:  “A melhor maneira de escolher em quem votar é conhecendo as propostas do candidato. Por isso, disponibilizamos um WhatsApp pra você receber informações sobre o nosso Plano de Governo.

É só clicar no link bit.ly/3mBFaXr. Do dia 4, quando postou seu recado, até ontem, sexta, 16, a mensagem contabilizava apenas 9 curtidas. E nada, nadica de nada de comentários e compartilhamentos.

 

Rio Paraíba (I) – Cida Diogo, que foi vice-prefeita de Neto, deve ter feito Samuca, atual prefeito, arrancar os cabelos da barba, como faz um influente jornalista local quando se irrita com alguma coisa que entende estar errado. Nas redes sociais, a petista denunciou que “mais de 70% do esgoto de Volta Redonda estaria sendo jogado ‘sem tratamento diretamente no Rio Paraíba do Sul’”. Para Samuca, a situação é justamente ao inverso. Só 30% ainda não seria tratado.

 

Rio Paraíba (II) – Cida foi além. Depois de garantir que os 70% de esgoto sem tratamento estariam destruindo o Rio Paraíba, ela e sua vice pretendem, se eleitas, “atingir a meta de 100% do esgoto tratado”.

 

Grande Retiro (I) – Se depender apenas de Granato e Geraldinho do Gelo, candidatos a prefeito e vice pelo Podemos, o Retiro vai virar uma cidade. “Nós temos uma proposta para o Grande Retiro, que é um bairro maior que 95% das cidades brasileiras e engloba outros bairros vizinhos. Ele precisa ser olhado com mais carinho e tratado como uma importante cidade. Queremos que o Retiro tenha o seu Restaurante Popular com refeições de qualidade a baixo custo oferecendo uma alimentação saudável com preço justo para melhorar a vida das pessoas. Eu acredito, e você?”, postou Granato nas redes sociais ao falar do bairro, onde os empresários locais já tentaram até criar uma Associação Comercial exclusiva para eles. E não conseguiram.

 

Grande Retiro (II) – Na avaliação de Granato, o bairro sofre com o tratamento dispensado ao ‘lado de lá do rio’, ou seja, ao fato de os prefeitos estarem sempre olhando para a Vila, Laranjal, Bela Vista etc. “Existe a diferença do lado de lá do rio e do lado de cá, né? Olha o progresso que chegou o lado de lá do rio. Aqui não tem uma delegacia da civil, uma delegacia da Deam e não tem um cartório. Nem subprefeitura nós temos mais”, comparou, esquecendo-se que Geraldinho do Gelo chegou a ostentar o título de subprefeito do Retiro. Assumiu o posto em janeiro de 2017 e saiu em março de 2018. Teve tempo para realizar muita coisa, né?

 

Evangélicos – Como candidato a prefeito de Volta Redonda pelo Podemos, Granato tem dedicado um bom tempo aos evangélicos. Esteve, por exemplo, com os pastores da Igreja Quadrangular. “Pude falar do nosso plano de governo e sobre o projeto ‘A Semana Cristã’, que visa disponibilizar um espaço para que instituições demonstrem os trabalhos sociais que são realizados em nossa cidade”, justificou. “Juntos vamos fazer a Volta Redonda que tanto desejamos. Eu acredito, e você?”, indagou.

 

Detalhe – No vídeo onde Granato e Geraldinho debateram a situação do Retiro, os dois estavam, para desespero de quem combate a Covid-19, sem máscara de proteção facial.

 

Debate (I) – O primeiro debate entre os candidatos à prefeitura de Volta Redonda, realizado na Band, teve cenas para lá de engraçadas. Principalmente nos bastidores. É que os assessores de todos os candidatos assistiram juntos ao debate, do lado de fora do estúdio. Os profissionais que acompanhavam Granato (SD), por exemplo, riam e debochavam de várias participações dos demais concorrentes. Mas quando o ainda vereador foi apertado pela professora Juliana, candidata do Psol, ficaram quietinhos. Resolveram até trocar de lugar e foram assistir ao debate na parte de dentro da emissora.

 

Debate (II) – A direção da Band marcou o horário de 21h10min para que todos os candidatos chegassem ao estúdio. A maioria chegou no horário certinho. O ex-prefeito Neto, entretanto, chegou com quase uma hora de atraso. O que, nos bastidores, gerou o murmurinho se ele iria ou não participar. Neto chegou e, sem cumprimentar ninguém, foi direto para o estúdio. “Nem eu sabia se ele vinha. Me avisou agora à tarde que era para acompanhar”, disse o segurança do candidato a um amigo.

 

Debate (III) – Apesar de ser do DEM e ter na sua coligação candidatos ainda do PTB e PMB, Neto foi para a Band em um carro com adesivo de uma candidata do… PSDB.

 

Debate (IV) – O ex-prefeito Paulo Baltazar fez uma, digamos, provocação a Samuca. Disse que no final de mandato o prefeito resolveu conhecer a cidade do aço andando de Uber. Foi o bastante para que um dos assessores do prefeito, que estava acompanhando o debate, disparar: “Deve ser de ambulância que se conhece a cidade”, disparou. Que maldade!

 

Aproximação – O ainda vereador Granato iniciou sua preparação para uma possível inelegibilidade de Neto. Ele quer se aproximar do ex-prefeito para herdar parte dos votos dos ‘netistas’ se o ex-prefeito não conseguir chegar às urnas. A estratégia só esquece do quanto Granato já bateu no ex-prefeito.

 

Candidatos – Os candidatos a vereador pelo PSD andam fulos da vida com o presidente do partido, Nelson Gonçalves, seu filho Nelsinho (ex-vice de Neto), e com o candidato Paulo Baltazar. Motivo: não colocam a mão no bolso para ajudar os postulantes à Câmara nem com materiais de campanha.

 

Santinhos (I) – Aliás, como o aQui mostra nesta edição, a maioria dos candidatos a uma vaga na Câmara de Volta Redonda adotou o uso do ‘voto-camarão’, aquele que não tem cabeça, como bem definiu a jornalista Berenice Seara, do jornal Extra. Resumindo: divulgam o nome e o número deles, mas escondem o do candidato a prefeito. Paulo Baltazar (PSD, legenda cuja chapa foi montada pelo Palácio 17 de Julho) é um dos mais traídos.

 

Santinhos (II) – Entre os que adotaram a tática do ‘voto-camarão’ estão o radialista Betinho Albertassi e o vereador Luciano Mineirinho (que busca a reeleição). Os dois são candidatos pelo PSD e não pedem votos para Baltazar. Também isso já era esperado, pois eles são ‘Samuca desde criancinha’.

 

Pastor – Até o pastor Washington, do Republicanos, segue a cartilha de pedir votos só para ele. E ignora Hermiton, seu candidato a prefeito. Pior que o pastor, nos seus santinhos, ainda pede ao eleitor que ‘vote certo e consciente’, sem revelar em quem para prefeito.

 

Baixinho – O ex-vereador Simar, candidato do PSC, faz o mesmo com Samuca, que é o candidato da legenda. Se depender do ‘baixinho do estádio’, o atual prefeito vai ficar no meio do campo à espera do seu apoio.

Mancada – Para o site do Tribunal Regional Eleitoral, o prefeito de Volta Redonda, que busca a reeleição, não é Samuca Silva (PSC). É o comunista Alexandre Habibe, pelo menos até ontem, sexta, 16.

Hospital – Na quinta, 15, a Unimed Volta Redonda promoveu a inauguração do seu hospital de uma forma diferente, ‘moderna’, digamos. Foi através de uma live, que durou mais de 2 horas, com direito a diversas participações de bandas da cidade do aço. Não é para menos, afinal, com o evento, a cooperativa passou a ter a maior unidade hospitalar de toda a região. A obra durou 22 meses e, a partir de agora, o Hospital da Unimed passa a contar com mais 30 leitos, além de acomodações especiais em ‘Quarto VIP’, garantindo mais conforto aos pacientes e acompanhantes.

O destaque da inauguração ficou por conta do Prisma, com entrada de luz natural, a partir do segundo andar, podendo ser visto por todo o prédio. A unidade infantil também ganhou cara nova, e conta com uma UTI Neonatal e Pediátrica. Tem mais. As crianças ganharam uma área kids equipada com jogos, videogames e espaços para atividades. “Hoje é um dia muito especial para nós. É um dia de emoção. Há 10 anos inauguramos o Hospital, e de lá pra cá foram muitos desafios, mas também muitas vitórias. Hoje concretizamos mais uma parte dos nossos sonhos, investindo em infraestrutura, atendimento de qualidade, conforto e segurança”, disse o presidente da Unimed Volta Redonda, Luiz Paulo Tostes Coimbra.

Regional – O doutor Ivan Montenegro desligou-se da direção do Hospital Regional, onde foi um dos responsáveis diretos pela luta incansável contra a Covid-19. A unidade hoje está sendo administrada pela OS Ideias.

Sinal branco (I) – A Saúde na cidade do aço deve ser sacudida por uma bomba nos próximos dias. A novidade envolve um dos ‘grandes’ do setor no Brasil e a aquisição ou fusão com um grupo local, de renome regional.

Sinal branco (II) – A empresa que resultar da novidade deverá sair em campo para investir na construção de uma nova unidade em uma área central de Volta Redonda ou, se for mais em conta, a compra de um prédio no município. De porteira fechada, se for o caso.

Deixe um comentário