terça-feira, janeiro 18, 2022

Curtas 1282

É com muita alegria que a diretoria da nossa associação recebe vocês aqui. Ainda, é claro, cumprindo as normas de segurança, com a utilização do álcool e das máscaras, mas a possibilidade do retorno deste evento já é uma esperança de que dias melhores estão por vir e que teremos um 2022 muito melhor do que está sendo este ano”. Foi com estas palavras que o vice-presidente da AAP-VR, José Lúcio da Silva, o Jota Lúcio (na foto), comemorou a volta de uma das mais procuradas atividades da instituição, a Roda de Seresta, que, antes da pandemia, acontecia todo mês nas instalações do Centro Integrado de Saúde e Assistência (CISA), no bairro Nossa Senhora das Graças.
Já o diretor de Assistência Social da AAP-VR, Manoel Messias dos Santos, anunciou que no próximo ano, a programação será feita em todas as últimas sextas-feiras, como acontecia até o início da pandemia. “Devagar, com todo cuidado e ainda obedecendo todas as recomendações das autoridades de saúde, estamos conseguindo retornar com vários serviços, como os grupos de convivência, hidroterapia e outros. Hoje é um dia muito feliz para nós, da diretoria, e, tenho certeza, para todos os que vieram curtir o evento”, disse.

Na segunda, 13, o Papai Noel fez bonito e sua ação deveria ser copiada por todos: esteve na sede do Hemonúcleo de Barra Mansa para doar sangue. “Sou doador há mais ou menos 29 anos, mas esse ano tem uma importância maior. Depois de tudo o que passamos nos últimos meses, por causa da pandemia, fomos levados a valorizar ainda mais a vida. Como vocês sabem, todos os anos eu saio para fazer aquilo que mais amo: presentear. Mais uma vez estou aqui para dar a alguém o que há de mais importante, que é vida e esperança. Fico sempre muito feliz por vir aqui e ter a certeza que esse presente vai salvar vidas. É um sentimento de realização e vitória por estar cumprindo a minha missão. Espero que essa minha atitude toque o coração de todos aqueles que acreditam na magia do Natal”, disse o Papai Noel.
Aos que estiverem dispostos a fazer como Papai Noel, e que tenham de 16 a 69 anos, é só seguir as seguintes orientações: estar com a saúde em dia, pesar no mínimo 50 quilos, não ter ingerido bebida alcoólica no mínimo 12 horas antes da doação. Caso tenha feito tatuagem, a pessoa deve aguardar um ano após a realização dela. Idosos devem ter realizado a primeira doação até os 59 anos, 11 meses e 29 dias. Menor de idade só mediante autorização dos responsáveis.

A Casa do Papai Noel, na Praça Brasil, na Vila, já  recebeu nada mais nada menos que cerca de 10 mil visitantes. A morada do bom velhinho, que foi inaugurada quando da abertura oficial do “Natal  da Cidadania”, estará aberta até o próximo dia 23, e funciona sempre das 15 às 22 horas. Nela, papai Noel, acompanhado por seis noelitas (ajudantes), recebe as crianças e distribui brindes em um total de 18 mil. “Achamos que a  população de Volta Redonda merece um pouco de alegria, desde que não esqueça de usar máscara e tomar a vacina contra a Covid-19. Agradeço a  todos que ajudaram, direta ou indiretamente, para que a cidade ficasse tão bonita. O povo de Volta Redonda merece, pois é um povo que  acredita em sua cidade. Um feliz Natal a todos”, desejou o prefeito de Volta Redonda, Antônio Francisco Neto.

Três irmãos- todos estudantes do Colégio Municipal Prefeito Marcello Drable do Ano Bom – foram condecorados pela brilhante participação que tiveram na Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR). Resultado: receberam as medalhas e os certificados das mãos da própria vice-prefeita de Barra Mansa, Fátima Lima, e do secretário de Educação, Marcus Barros. A OBR é feita por etapas: estadual/regional e nacional. Marcus Vinícius Vidal, aluno do 5º Ano da Escola Marcello Drable, ficou com a medalha de bronze nacional; seu irmão Miguel Vitor Vidal, 7º Ano, ganhou a medalha de ouro na modalidade estadual. Já Luiz Octávio Vidal, 9º Ano, foi contemplado com a medalha de honra ao mérito. “Esse resultado reflete o potencial que os nossos alunos possuem, assim como a dedicação dos nossos professores. Essas premiações são de grande importância para todos nós; para todos os estudantes da rede”, avaliou o secretário de Educação, Marcus Barros.

Artigo anteriorTá osso!
Artigo seguinteNa bucha
ARTIGOS RELACIONADOS

Curtas VR

Vai uma gelada?

Prêmio Jacaré

LEIA MAIS

“Não enganei ninguém”

Luto sem fim

Grampos

Grampos Barra Mansa

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp