Curtas 1248

 

A equipe Silver Wolves de Robótica da Escola Firjan Sesi Volta Redonda, composta pelos alunos Gabriel Cabral, Carolina Cabral, Ana Clara Genuel e Isabelly Vitória, está se preparando para a etapa regional do First Lego League (FLL), que será disputado nos dias 7 e 8 de maio. O torneio visa estimular a exploração científica sendo escolhido anualmente um tema principal, um desafio, baseado em um conjunto de problemas do mundo real, os mesmos vivenciados por profissionais como cientistas e engenheiros.
Esse ano, o tema da temporada é RePlay, com a finalidade de fazer com que os competidores busquem soluções para um problema de escala mundial: a pouca prática de atividade física, o que ocasiona inúmeros problemas, como o sedentarismo.
Mediante pesquisas feitas pelo grupo, um dado chamou atenção, a constatação da OMS de que quatro em cada cinco adolescentes não praticam atividade física suficiente e que o Brasil é considerado o país mais sedentário da América Latina. Dentro desse princípio, os jovens de Volta Redonda da equipe Silver Wolves de Robótica buscaram desenvolver um projeto inovador voltado para amenizar o problema através da criação de um protótipo que estimule crianças, adolescentes e jovens à prática de atividades físicas, sabendo que o índice de sedentarismo é alto, utilizando a tecnologia como aliada.
Para acompanhar os jovens da Silver Wolves, assim como as ações que acontecem na Escola Firjan Sesi Volta Redonda, o leitor pode acessar o Instagram @herdeirosdofuturoemacao.

‘Grande Corrente do Bem’ – A meta é ambiciosa: conseguir a doação de mais de 10 toneladas de alimentos até o próximo dia 16 de maio. A campanha solidária, lançada na quarta, 21, tem como protagonistas a secretaria de Ação Comunitária e o NAC (Núcleo de Ação Comunitária). “A pandemia da Covid-19 aumentou o número de famílias que precisam de ajuda para suprir necessidades básicas, como alimentação, e cabe ao poder público desenvolver e apoiar estratégias para garantir esta ajuda”, justificou Munir Francisco, titular da Smac.

Sangue – Outra campanha solidária em Volta Redonda é a da gerência de Enfermagem do Hospital São João Batista. Essa campanha pretende sensibilizar os funcionários da unidade a se tornarem doadores periódicos de sangue. Motivo: O Hemonúcleo Municipal, que funciona em prédio anexo ao hospital, registrou queda no número de coletas diárias por conta da pandemia da Covid-19, fato que tem deixado o estoque abaixo do recomendável. O Hemonúcleo funciona de segunda a sexta, das 7 às 12 horas, anexo ao Hospital São João Batista.

Ricos – Essa vai fazer tremer os ditos grandes empresários de Volta Redonda. A Câmara aprovou um requerimento do vereador Luciano Mineirinho, que visa descobrir quem são os 50 maiores devedores de impostos na cidade e os respectivos valores devidos. A prefeitura tem 30 dias para responder.

Prazo – O prefeito Neto solicitou a Câmara – e foi atendido – estender por mais 30 dias o prazo para responder ao requerimento nº 21/2021 do vereador Edson Quinto, que quer que a prefeitura publique o nome das pessoas que já foram vacinadas contra a Covid-19 em Volta Redonda. É mole?

Veto – Por falar em Neto, o prefeito vetou o projeto 05/2019, aprovado na Câmara, que cria o Programa de Castração Móvel destinado ao controle populacional de cães e gatos. O projeto é de Paulo Conrado. Os parlamentares têm até 30 de abril para manter ou derrubar o veto do prefeito.

Aumento – A reforma da previdência enviada pelo prefeito Neto para ser apreciada na Câmara já causa polêmica. A proposta visa aumentar de 11% para 14% a contribuição previdenciária. Só que os parlamentares não querem votar tema tão polêmico. O primeiro a se posicionar contra foi Jari, que é aliado de Neto.

Encontro – Falando em Jari, o vereador postou em suas redes sociais que tentou se encontrar com a secretária de Saúde, Conceição Souza, na quarta, 21, para falar sobre a vacinação em Volta Redonda. A resposta: a secretária não estava na cidade. Ficou para segunda, 26. Se ela vier, é claro.

Nome – A ex-vereadora do Rio, Marielle Franco, assassinada em 2018, está prestes a virar nome de rua em Volta Redonda. O projeto é de Edson Quinto, que foi aprovado em primeira discussão. Se vingar, Marielle dará nome a uma via projetada de acesso – pela Avenida Bahia – na ocupação D. Waldyr Calheiros, no Belmonte.

Sem sinal – Os moradores do bairro São Sebastião vão ficar sem sinal de telefonia celular pelos próximos 30 dias. A antena vai passar por manutenção.

Virtual – Os 38 anos de fundação da Associação de Moradores do Açude será comemorado hoje, sábado, 24, às 18h30min, de forma virtual pelo Facebook, com direito a inauguração da subsede da entidade, batizada de Naides Maria Vicente Rosa, uma das primeiras moradoras do bairro.

Entre as melhores – O UniFOA, pelo nono ano consecutivo, manteve-se com nota 4, numa escala de 1 a 5, no Índice Geral de Cursos 2019 (IGC/MEC) e permanece no seleto grupo das melhores instituições do Brasil. Com os resultados finais dos cursos, a instituição confirma, mais uma vez, seu compromisso com a qualidade da educação. O presidente da FOA, Eduardo Prado, enalteceu a força e o empenho de todos da instituição pelo resultado obtido. “A notícia chegou em um ano de pandemia, momento de (re) descobrimento e de aprendizado. A nota 4 reforça ainda mais a missão da instituição em promover um ensino de qualidade. Graças aos alunos, professores e funcionários, sem distinção, graças ao esforço de cada um, conseguimos atingir novamente esse patamar. O reconhecimento é mais um motivo de alegria e orgulho, não somente para nós, mas para Volta Redonda, a região e, porque não, o Estado do Rio”, declarou Eduardo (foto).

Deixe um comentário