Curtas 1235

Pediatria do Hospital do Retiro

Apesar das dificuldades financeiras, o prefeito Antônio Francisco Neto vem trabalhando para reconstruir a cidade do aço. Nesta semana, por exemplo, a prefeitura finalizou a reforma do setor de pediatria do Hospital do Retiro. No final do ano passado, devido às chuvas, o teto da unidade desabou, felizmente sem vítimas. Coube ao diretor-médico do hospital, Rafael Galvão, informar a gravidade da situação ao vice-prefeito, Sebastião Faria, que no mesmo dia fez uma visita à unidade e determinou o imediato início das obras para a reforma.
De acordo com o supervisor do setor de Pediatria do HR, médico Amaro Inácio Filho, em 10 dias, com a equipe trabalhando aos sábados e domingos, a reforma foi concluída, com direito a melhorias na iluminação, rede elétrica e refrigeração, além de uma pintura.
O prefeito Neto agradeceu o empenho dos profissionais envolvidos: “Agradeço a todos, incluindo pessoal de apoio e limpeza, enfermagem e médicos, que mantiveram uma atenção ainda adequada, mesmo com todas as dificuldades. Agora temos um ambiente ainda mais humanizado para nossas crianças”, destacou Neto.
Vale lembrar que Márcia Cury, nomeado para comandar o Hospital da Retiro, contraiu a Covid-19, e felizmente poderá assumir a unidade a partir desta segunda, 25. 

 

Retorno das aulas presenciais

A secretaria de Estado de Educação (Seeduc) anunciou que vai priorizar os 70 mil alunos em situação de maior vulnerabilidade social – cerca de 10% da rede estadual de ensino – no retorno das aulas presenciais em março. Por não possuírem dispositivo eletrônico que dê a eles condições de acompanharem as aulas remotas, os estudantes poderão ir à escola em sistema de revezamento de dias e turmas. O plano a ser adotado dependerá das recomendações do Comitê Científico e das autoridades de saúde.
“Esse aluno socialmente vulnerável, que não possui nenhum tipo de dispositivo eletrônico, ficou à margem da educação no ano de 2020. Isso não pode se repetir este ano. Se esse jovem não tem condição de ter acesso às aulas remotas, ele terá prioridade no plano presencial”, explicou o secretário de Educação, Comte Bittencourt, que informou, também, que esses alunos receberão material didático impresso produzido pelos professores da rede.
Ainda de acordo com o secretário, 90% dos 700 mil alunos que compõem a rede estadual possuem celular com algum acesso à internet. Para ofertar o ensino remoto a esses jovens, em março, a secretaria irá lançar um link patrocinado para que os estudantes tenham acesso ilimitado aos conteúdos on-line sem gastar seus próprios pacotes de internet. Um novo aplicativo também reunirá as videoaulas e material didático para consulta e impressão.
“O estado já está contratando uma plataforma que vai abarcar todo o conteúdo de ensino remoto, além das aulas ao vivo no Google Classroom. O acesso a esse material estará disponível para profissionais da educação e alunos, que vão poder navegar 24 horas nos sete dias da semana, usando exclusivamente a nossa conectividade. Com o link patrocinado e o aplicativo, resolveremos os problemas de ensino de 90% da nossa rede”, afirmou.

 

Santuário fechado temporariamente 

As missas e demais atividades realizadas no Santuário do Pai das Misericórdias, na Canção Nova, em Cachoeira Paulista (SP), voltaram a acontecer sem a presença dos fiéis. A medida restritiva vale por tempo indeterminado, já que o município decidiu adotar as regras da fase vermelha decretadas pelo governo do Estado de São Paulo para conter o aumento do número de casos de Covid-19, pois as unidades de assistência à saúde na região já estão com uma taxa de ocupação próxima dos 80%.

O Sistema Canção Nova de Comunicação permanecerá transmitindo todas as atividades, mantidas mesmo sem público, que também podem ser acompanhadas pelas redes sociais do Santuário – @santuariodopaidasmisericordias – e da Canção Nova – @cancaonova.

 

“Do Aprender ao Ensinar”

A vice-prefeita de Barra Mansa, Fátima Lima, esteve reunida com o secretário de Educação, Marcus Vinicius Pires de Barros, a gerente de Educação Básica, Saionara Maciel, e a professora Flávia Fernanda Ferreira Faria, para debater as ações futuras da rede municipal de ensino, principalmente a continuidade e ampliação das atividades do canal “Do Aprender ao Ensinar”, disponível no Youtube.
A ideia é transformar o canal em uma ferramenta pedagógica, visando destrinchar de forma mais aprofundada os temas abordados, mostrando como diversas disciplinas atuam sobre um mesmo assunto. “Nossa preocupação é passar por todos os momentos, inclusive os mais difíceis, oferecendo uma educação de qualidade. Para isso, tivemos que nos adaptar e uma das formas que nós encontramos foi o canal. Essa é uma ferramenta importantíssima para mudar a Educação de Barra Mansa”, destacou Fátima Lima.
Ela foi além. Entende que o canal serve como um multiplicador de conhecimento e talentos. “Ter um canal próprio da Educação é uma forma de avançar. Estamos levando saberes e conhecimentos além dos limites de Barra Mansa, e a professora Flávia é um desses exemplos. Estamos descobrindo na rede municipal muitos talentos. Nosso objetivo é investir em algo que não seja momentâneo, mas em serviços que possam ser usados a longo prazo, assim como fizemos na Saúde, investindo na UPA Leste”, disse.
Já o secretário de Educação, Marcus Vinicius, explicou como será a próxima fase do projeto. “O canal tinha o objetivo de tratar sobre temas multitransversais da educação, mas ele acabou tomando uma dimensão que a gente não esperava. O canal já teve uma segunda etapa, com a transmissão de lives, eventos, formações de professores e agora estamos fortalecendo a terceira etapa, ampliando a plataforma como uma ferramenta de gestão, pedagógica e de divulgação”.
A plataforma foi lançada em setembro de 2020 para auxiliar e oferecer atividades para alunos da rede municipal de ensino durante a suspensão das aulas presenciais, por conta da pandemia da Covid-19. O conteúdo é oferecido através de vídeos de curta duração. Já foram realizados importantes eventos do calendário da rede municipal de ensino, como Formação em Movimento: Descobrir e recriar territórios de aprendizagem, III Leiturar fora da Estante e a III Mostra de Arte.

A professora Flávia Fernanda falou sobre a importância o canal. “Essa ferramenta é muito importante, pois não tem como desvincular mais a tecnologia da educação e da nossa vida. Esse ensino híbrido, que mistura aulas presenciais e remotas, veio para ficar. Através do canal, meu ensino foi propagado, através do compartilhamento do vídeo. O conhecimento saiu de dentro da escola e alçou voos”, afirmou.
Até o momento, o canal já conta com 2,85 mil inscritos, 40.730 visualizações e mais de 90 vídeos. Os conteúdos podem ser acessados através do link https://www.youtube.com/c/DoAprenderaoEnsinarSMEBarraMansa.
Foto: Paulo Dimas

Deixe uma resposta