Até que enfim

rodoviaria-vr

Todos os leitores devem conhecer o ditado que diz: antes tarde do que nunca. O ditado serve para definir a reforma da Passarela de Pedestre Luiz Vicente Sexto, que liga à Avenida Getúlio Vargas e a Avenida Integração, no Aterrado. Depois de quase um ano de muita reclamação por parte dos voltarredondenses, que sofriam com a precária situação da passarela – principalmente por conta dos buracos na cobertura –, a prefeitura de Volta Redonda vai inaugurar a reforma geral da passagem em 23 de dezembro.

 

A obra está em ritmo acelerado e o investimento total é de R$ 100 mil, segundo informou o diretor presidente do Furban, Marco Antônio Marques. “A reforma incluiu a recuperação estrutural da sua base, garantindo total segurança à sua utilização, e ainda a pintura geral e troca da cobertura de 1000 m² com telhas de aço galvanizado, ganhando uma vida útil de pelo menos 30 anos de durabilidade e resistência”, informou Marco Antonio.

 

Os pedestres continuam usando a passarela durante a obra – que começou em abril –, uma vez que meia passarela ficou interditada de um dos lados, tornando possível a passagem na parte liberada. Toda a cobertura antiga, que estava danificada, foi arrancada para as correções necessárias. “O prefeito Neto está saindo, mas deixando tudo pronto para o novo prefeito que vai entrar. Ele está de parabéns porque a passarela está ficando ótima”, diz o aposentado Vicente de Paulo, 80, após sair do Restaurante Cidadão, no Aterrado.

Rodoviária de Volta Redonda

A Rodoviária Prefeito Francisco Torres também está passando por obras de melhorias que devem ser concluídas até o fim do ano. Será mais uma obra a ser entregue pelo prefeito Neto (PMDB) antes de deixar o Palácio 17 de Julho. Com o objetivo de aprimorar a acessibilidade para os cadeirantes, está sendo construído um elevador que vai ligar a área de guichês à pista de embarque. O banheiro, as escadas e a área dos taxistas também estão recebendo melhorias. “São obras que vêm trazer bem estar, conforto, segurança, além de atender às necessidades de acessibilidade do local, conforme a legislação vigente. A rodoviária é um local de bastante movimento e temos que estar sempre atentos”, disse o ainda diretor-presidente da Suser, Paulo Barenco, citando que o investimento com o elevador foi de R$ 124  mil. enquanto as obras do banheiro e da área de taxistas somaram R$ 69  mil. Estão sendo feitas as trocas de bancada e mictório no banheiro utilizado pelos passageiros.

 

Outro espaço que também está em obras é a área dos taxistas que, segundo o assessor técnico da Suser, Wallace Luiz Gomes, vai melhorar a temperatura no local. “Atualmente, a telha é de policarbonato. Estamos trocando por telhas polimetálicas, com proteção térmica, para melhorar o clima lá dentro, que é muito quente. Também vai mudar a estrutura que está corroída, por causa do tempo. Estão sendo instaladas calhas, para não respingar água em dias de chuva, e iremos proteger em volta da área com alvenaria e blindex”, explicou Wallace, acrescentando que as equipes também estão recuperando o teto das escadas que ligam os guichês ao terminal, além de aplicar concreto nos canteiros em frente à rodoviária.

 

A Rodoviária de Volta Redonda recebe cerca de 6 mil pessoas por dia, que, além de utilizarem o transporte rodoviário, aproveitam outros serviços. A Suser, que também fica na rodoviária, oferece emissão de cartões de estacionamento para idosos e pessoas com deficiência, além de realizar serviços de fiscalização de táxis, ônibus e veículos de transporte escolar. O local conta ainda com auxílio a imigrantes (serviço oferecido pela secretaria de Ação Comunitária), unidades de fiscalização do Departamento de Transportes Rodoviário (Detro) e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), ponto da Guarda Municipal, seção de achados e perdidos, entre outros.

 

Pena que as autoridades responsáveis não atentaram para o problema do acesso à rodoviária e aos guichês de venda de passagens nos dias de chuva, como o aQui mostrou na edição 1001 Ou seja, quem não tiver um bom guarda-chuva vai se molhar… E cuidado para não cair se for correr da chuva…   

Deixe uma resposta