TRE já começou a julgar caso Neto

Ex-prefeito tem 4 votos contra e deverá ter que recorrer a Brasília

O processo de impugnação da candidatura do ex-prefeito Neto deveria ser julgado na próxima quarta, 11. Mas, para surpresa geral, acabou sendo antecipado para a tarde desta segunda, 9. No entanto, o suspense ainda vai continuar: quando o julgamento estava com o placar de 4 a 0 contra Neto, o desembargador Gustavo Teixeira pediu vistas do processo, que foi classificado, inclusive pelo relator, desembargador Guilherme Couto, como “sensível e diferente”.

O relator se referia ao fato de – como sustenta a defesa de Neto – não ter havido dolo ou dano ao erário público, e ainda à questão da Câmara Municipal, segundo as palavras do próprio relator “estar sob influência da oposição (a Neto)”. Outro desembargador, Vítor Marcelo, também afirmou que esperaria o retorno do processo para dar seu voto. O que deverá ocorrer na sessão de amanhã terça, 10.
Independentemente do placar (4 a 0, 4 a 2, ou 5 a 1), em rápida entrevista ao aQui, Neto, através da sua assessoria, disse que irá até às últimas instâncias, ou seja, irá recorrer ao TSE.

A ação contra Neto foi movida por cinco autores diferentes – Ministério Público, três candidatos à Câmara e uma coligação partidária – e estava desde o dia 31 de outubro no Tribunal Regional Eleitoral, que é considerado a segunda instância da Justiça Eleitoral. Como perdeu, Neto deverá esperar que a ação suba para o TSE para entrar com novo recurso para tentar reverter a sua inelegibilidade.

Deixe uma resposta