Testagem em massa

Rodrigo diz que casos positivos da Covid-19 serão mapeados

Após realizar testes da Covid-19 em profissionais de Saúde, motoristas de táxis e líderes religiosos, a prefeitura de Barra Mansa começou uma nova fase de combate ao coronavírus, promovendo a testagem em massa da população local. A ação começou no sábado, 24, na Praça das Nações Unidas, no Ano Bom. Já na segunda, 26, a ação aconteceu na Praça Ponce de Leon, no Centro. Antes de serem testadas, as pessoas passam por uma triagem e os dados colhidos são registrados na secretaria de Saúde e encaminhados ao Estado. A realização dos exames é rápida e os resultados saem em apenas 15 minutos.

Em entrevista exclusiva ao aQui, o prefeito Rodrigo Drable (DEM) destacou a importância da testagem em massa para monitorar a evolução da doença em Barra Mansa e preservar a saúde dos barramansenses. “Na Europa, isso foi feito há mais tempo. No Brasil, houve grande escassez de testes rápidos. Barra Mansa foi uma das primeiras cidades a testar taxistas, pastores, médicos, profissionais da Segurança Pública. Ampliamos para mercados, comércios, empresas de ônibus, e nosso planejamento era que, quando o movimento nas ruas estivesse próximo à normalidade, e tivéssemos os testes, iniciássemos a testagem em massa. Com ela, poderemos mapear os casos positivos, mas também os que já tiveram a doença sem saber, e aqueles que ainda não tiveram e precisam manter cuidados ainda mais rigorosos”, justificou Rodrigo.

O prefeito vai além. Lembra que a orientação da secretaria de Saúde de Barra Mansa é que se o usuário perceber um agravamento dos sintomas, que busque a emergência de uma unidade hospitalar imediatamente para passar pelo teste rápido e o Swab. No caso de o mesmo estar com sintomas leves de gripe, deve procurar a Unidade de Saúde do bairro onde reside.

 

Volta às aulas (I) – Apesar do Comitê de Educação de Barra Mansa, que reúne 18 representantes de diferentes setores do setor, ainda estar elaborando um protocolo de retorno seguro das aulas, o prefeito Rodrigo Drable decidiu liberar as aulas presenciais em todos os cursos de línguas estrangeiras que funcionam na cidade. “Conseguimos firmar um acordo com o Ministério Público para (liberar, grifo nosso) os cursos de inglês, os cursos profissionalizantes e congêneres”, detalhou, referindo-se ao Decreto 9990, que entrou em vigor no último dia 22 de outubro. A liberação dos cursos de inglês, entre outros, só poderá ocorrer para os alunos que tenham mais de 18 anos.

Volta às aulas (II) – O protocolo que está sendo elaborado ainda terá que ser apreciado pelo Conselho Regional de Medicina e, em seguida, pela Justiça local. Segundo o secretário de Educação, Marcus Vinicius, ainda não há uma data para o retorno das aulas. “É lógico que estamos priorizando a segurança de todos, por isso desenvolvemos um protocolo de forma minuciosa, preservando a saúde dos nossos estudantes e profissionais. Agora, o nosso retorno depende de dois vieses, o da saúde e da justiça, mas estamos avançando”, disse.

OS – Jackson Emerick, candidato à sucessão de Rodrigo Drable, garante: se for eleito, não vai trabalhar com OS na área de Saúde. “A população não aguenta mais ouvir falar em OS”, disparou, anunciando que poderá criar uma Fundação Estatal de Saúde, que ficaria responsável pela contratação dos profissionais que atuam no atendimento da população.

Reforço – Uma indústria especializada no ramo de acabamento galvanizado, pequenos produtos da cadeia automotiva e motores está prestes a se instalar em Barra Mansa. Trata-se da AçoVisa, a primeira empresa do setor metalmecânico a vir para a região através da nova lei de incentivo de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do Estado. A previsão é de que em até 30 dias ela seja instalada em área próxima da Via Dutra, no São Luiz.

Youtube – A secretaria de Educação de Barra Mansa está comemorando o sucesso do seu canal no Youtube, criado em setembro, e que já conta com mais de dois mil inscritos. O canal, batizado de ‘Do aprender ao Ensinar – mãos que constroem conhecimento dão significado à aprendizagem’, tem o objetivo de promover a interação dos alunos e profissionais da Educação na produção de vídeos de curta duração que oportunizem os conhecimentos e informações para enriquecimento pedagógico. As gravações são feitas no prédio da prefeitura, onde foi montado um estúdio e todos os vídeos são interpretados por profissionais do Cemae (Centro Municipal de Atendimento Educacional Especializado) e do laboratório do Colégio Municipal Marcello Drable, em Libras, objetivando atender os alunos com deficiência auditiva. Aos interessados em conhecer mais sobre esse projeto, basta acessar o link: https://www.youtube.com/channel/UCrV4LDxe
MytDblMD8oILb4A

‘Minha Casa, Minha Vida’ – O subsecretário de Habitação e Interesses Sociais de Barra Mansa, Alberto Almeida Carneiro, informou na quinta, 29, que a assinatura dos contratos das 240 unidades habitacionais do ‘Minha Casa, Minha Vida’ no Paraíso de Cima será realizada na próxima quarta, 4 de novembro. A assinatura será no salão de festas do empreendimento imobiliário, na Rua Isalino Gomes da Silva. Importante: é necessária a apresentação do documento RG original e CPF do responsável pelo cadastro do imóvel e do cônjuge, se casado ou em situação de união estável. As assinaturas acontecerão ao longo do dia, em quatro etapas, com horários pré-estabelecidos: moradores do prédio 1 assinarão os contratos entre 8 e 10 horas; do prédio 2, entre 10 e 12 horas; do prédio 3, de 13 às 15 horas e do prédio 4, de 15 às 17 horas.

Candidatura deferida – O candidato da coligação ‘Prosperidade Barra Mansa’, Bruno Marini, teve seu registro de candidatura deferido após recurso ser apreciado em sessão on-line do TRE. De acordo com o empresário, a motivação da denúncia do PSB e a decisão da juíza da 94ª Zona Eleitoral de Barra Mansa, Flávia Fernandes de Melo Balieiro Diniz, foram políticas, visto que sua certidão já tinha sido concedida ao PSD dentro do prazo estabelecido pela Justiça Eleitoral após convenção eleitoral. “Tenho certeza que nossa campanha está no rumo certo. Nós iríamos até a última instância para preservar o direito de o povo escolher seu governante. Afinal, apresen-tamos e foram aceitas todas as certidões necessárias no processo democrático. Infelizmente existem pessoas interes-sadas em nos tirar do pleito de qualquer jeito”, explicou Marini.

Deixe uma resposta