quarta-feira, maio 25, 2022

Sobrevida

Neto dá mais ‘um pouco de tempo’ para Sul Fluminense resolver problemas em linhas municipais

Na edição passada, como o aQui noticiou, o prefeito Antônio Francisco Neto prometeu intervir em algumas linhas municipais da Viação Sul Fluminense. Iria entregar as linhas problemáticas à concorrência. Motivo: os horários não estariam sendo cumpridos e, como os ônibus não passavam, os passageiros pagavam o pato. A promessa foi adiada por alguns dias. Até quarta, 16, para ser exato, anunciou Neto na manhã de quinta, 9, em entrevista a Dário de Paula.
Segundo o prefeito, a Sul Fluminense – que já foi a maior empresa de ônibus de Volta Redonda – desde que entrou em crise (está sob intervenção judicial, tendo demitido centenas de motoristas e trocadores) não consegue melhorar as condições de transporte de passageiros das linhas municipais que ainda opera. “Existem horários que têm que ser cumpridos. Muita gente não sabe, mas o Poder Público tem o controle dos horários. E a informação que temos é de que a Sul Fluminense tinha que ter 54 ônibus para cumprir todos os horários, mas ela só tem 34 funcionando”, detalhou.
Ele foi além. “Não estou falando que o único problema que temos é a Sul Fluminense. Tem ouvinte (da rádio) lá do Parque do Contorno/Primavera dizendo que a Viação Pinheiral não passou hoje no horário das 5 da manhã, e ontem também não. Ou seja, não é só a Sul Fluminense, mas com certeza o nosso maior problema é com a Sul Fluminense”, disparou, insistindo em exemplificar a atual situação. “(A empresa) Tem que ter 54 carros, e só tem 34. Estamos com uma defasagem de 20 ônibus”, comparou. “Todos os ônibus têm GPS, e a gente sabe se estão cumprindo horário, se estão rodando ou não”, completou.
Na entrevista a Dário de Paula, Neto confirmou ter se reunido no dia anterior (quarta, 9) com o interventor da Viação Sul Fluminense e com representantes da Viação Pinheiral e Viação Elite, e ainda com um representante do Sindpass (Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros). “Neto, você pode dizer que foi uma reunião tensa?”, indagou o radialista.
“Muito, muito tensa”, respondeu Neto. “(A reunião) Não foi só em função dos horários, mas a discussão foi grande também em função do ISS que as empresas não recolhem, ou melhor, recolhem uma parcela muito pequena”, informou, voltando à questão dos horários não cumpridos. “A discussão maior foi sobre horários, que é a maior reclamação da população. Nós temos tudo sob controle. Eles (empresários) sabem que estamos bem estruturados, que sabemos de todas essas reclamações, e elas são muitas, não são poucas”, pontuou.
Neto também confirmou que procurou as empresas que operam na cidade do aço para cumprir a promessa de intervir nas linhas da Sul Fluminense. “Sim, elas foram consultadas e cada uma tinha 10 ônibus sobrando. Como nós estamos precisando de 20, iríamos dividir essas linhas com eles”, afirmou, salientando, entretanto, que a Sul Fluminense o procurou para evitar que a intervenção fosse decretada. “Eles compraram cinco carros usados, que eu disse que não adianta nada. Pegaram 15 ou 16 ônibus da linha de Barra Mansa, que já tinham vendido (para a Viação Elite, grifo nosso) e pegaram emprestado”, explicou.
“O Paulo Barenco (secretário de Transporte) vai fazer uma vistoria nas condições dos ônibus. Vai ver se estão com bancos rasgados, o estado dos pneus, principalmente, né?”, acrescentou o prefeito de Volta Redonda. “O compromisso que eles assumiram é de que de segunda (14) em diante, eles vão estar preparados. Que vão melhorar até segunda-feira. Isso foi o acertado. Se nós sentirmos que a coisa não deu certo, vamos nos reunir na quarta (16) e colocar para funcionar o planejamento (intervenção, grifo nosso) que foi feito”, detalhou Neto.
Ainda falando dos motivos que o levaram a dar um novo prazo a uma empresa que há anos não consegue sair da crise (explodiu no governo Samuca), Neto destacou a sua dificuldade em convencer Paulo Barenco a concordar em dar mais alguns dias à Sul Fluminense. “Eu tive uma dificuldade grande de convencer o Paulo Barenco a dar essa oportunidade à Sul Fluminense. Estamos cansados de ouvir essa conversa, que vai melhorar, que vai comprar ônibus. Estamos indo lá hoje (quinta) para vistoriar os 20 ônibus e vamos fazer algumas exigências, que serão cumpridas com toda a certeza”, crê. “Acredito que a partir de segunda (16) não tenhamos mais problemas com horários de ônibus”, aposta. “Eles sabem que nós sabemos que eles não estão cumprindo horários. Toda reclamação que chega no seu programa (Dário de Paula) é verdadeira. Nem eles têm dúvidas. Eles confessaram isso”, revelou o prefeito.
Na entrevista, Dário de Paula abordou a questão de os ônibus estarem rodando com superlotação. “Quando você diminui os ônibus, corta (oferta) pela metade, os horários são muito carregados. Mas Dário, a partir de segunda (16) isso vai acabar, custe o que custar”, disparou Neto, confirmando que se nos dias 16 e 17 nada acontecer, na quarta, 18, ele vai promover uma nova reunião. “Nós vamos cumprir o acordo que fizemos de ir lá hoje e fazer a vistoria em relação à qualidade dos ônibus. O nosso compromisso é com a população de Volta Redonda. Estamos cansados de ouvir blá-blá-blá, que vai melhorar. A licitação que o governo passado (Samuca Silva) tentou fazer era de brincadeirinha, pois o edital foi muito malfeito e eles sabiam que o Tribunal de Contas do Estado não ia aprovar, como não aprovou”, disse.
A colocação, é claro, foi suficiente para que o radialista atirasse no ex-prefeito, seu adversário. “Quer dizer que você acha que o Samuca estava jogando para a galera?”, perguntou. “Com certeza. Isso também é passado. O Poder Público está agindo e vai agir. A crise que existe hoje no Brasil todo, de transporte de ônibus, é grave, mas o único que não pode pagar e está pagando essa conta é a população da nossa cidade, do Brasil, do Estado e de Volta Redonda. Está muito ruim, está muito ruim mesmo. E nós não vamos aceitar mais isso. O nosso compromisso é com a população”, finalizou.

Veja as linhas que a prefeitura de Volta Redonda ameaça intervir caso a Sul Fluminense não cumpra os horários previstos:

Eucaliptal-Jardim Amália
Aero Clube
Siderlândia Circular
Linhas do Dom Bosco e São Luiz
Santa Cruz-Açude
Açude

Artigo anteriorColuna Social
Artigo seguinteDerrapando na pista
ARTIGOS RELACIONADOS

Crime animal

Pela via legal

Mistério a sete chaves

LEIA MAIS

Lazer

Mudo e com a mão no bolso

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp