Leilão mantido


O empresário Paulo Afonso, da Viação Elite, esteve ontem, sexta, 5, no Detro (Departamento de Transporte Rodoviários do Estado do Rio) para entregar oficialmente à direção do órgão a ‘carta de arrematação” das linhas intermunicipais da Viação Sul Fluminense, que o seu grupo adquiriu por R$ 6,2 milhões em leilão realizado no final do mês passado. O documento (uma espécie de escritura) serve para agilizar o processo de incorporação das linhas, liberando até o processo de demissão (da Sul Fluminense) e contratação (por parte da Elite) dos 60 motoristas que operavam os ônibus das oito linhas adquiridas.
Paulo Afonso aproveitou para negar os boatos de que o leilão, organizado pela Justiça, teria sido suspenso devido a um liminar impetrada por uma sócia da Sul Fluminense, que está sob intervenção judicial. “O leilão está consumado”, disparou, explicando que a venda das linhas foi determinada pelos próprios credores que se habilitaram junto à Justiça para receber o que têm direito da empresa. “O leilão foi determinado por esse grupo de credores e não pela Justiça. Eles entenderam que (o leilão) era a única forma de reduzir as dívidas da Sul Fluminense. Fizeram uma assembleia, aprovaram a realização do leilão e pediram à Justiça que nomeasse um leiloeiro. Tudo correu dentro do normal e o resultado foi homologado pela Justiça. Está mantido”, detalhou Paulo Afonso.

Deixe uma resposta