Grampos

Carro – A Câmara de Volta Redonda comprou mais três carros – tipo sedan – para atender aos vereadores da Casa. Tudo ‘zero bala’ (quilômetros), sendo que a despesa chegou a R$ 230 mil.

Uma boa – O vereador Paulinho AP copiou seus colegas de São Paulo e Pinheiral (ver aQui edição ….) e apresentou o Projeto de Lei 080/2021 para que a prefeitura forneça absorventes higiênicos para as alunas da rede municipal de ensino.

Veto – O prefeito Neto vetou o Projeto de Lei 023/2021, apresentado por Betinho Albertassi, que proibia o Saae de cobrar, dos consumidores, a substituição de hidrômetros que fossem furtados. O veto será apreciado em uma das próximas sessões do Legislativo.

Privatização – A Câmara dos Deputados aprovou a privatização dos Correios. Dos 513 deputados, apenas dois não quiseram votar. Ficaram, no popular, em cima do muro. Um deles foi Antônio Furtado (PSL).

Elevador – A prefeitura de Volta Redonda vai gastar R$ 64,8 mil com a modernização do elevador do Palácio 17 de Julho. Conforto é tudo!

Cadeira – O vereador Jari (PSB), suplente de deputado estadual, segue na maior expectativa de vir a ser chamado para ocupar uma cadeira da Alerj. É que Rubens Bomtempo, o titular, tenta, junto ao TSE, assumir a prefeitura de Petrópolis. Ele venceu o pleito em 2020, mas uma ação judicial impediu sua posse. Na terça, 3, um pedido de vista adiou a decisão do caso. O pedido foi do ministro Alexandre de Moraes.

Dia dos Pais – Para amanhã, domingo, 8, a prefeitura de Volta Redonda programou uma série de atividades, todas gratuitas, para reunir pais e filhos. No Espaço das Artes Zélia Arbex, na Vila, quem curte cultura poderá apreciar a exposição “Entre Pigmentos e Expressões”, do artista plástico David Neri. O público poderá visualizar as obras pelos vidros da galeria, que segue fechada, por conta da pandemia. Para os pais atletas, a Arena Esportiva da Voldac estará aberta das 6 às 10 horas.

Biblioteca (I) – A Biblioteca Municipal Raul de Leoni, localizada na Vila, foi reaberta na manhã de quarta, 4. O espaço ganhou uma revitalização geral, após ficar fechado por cerca de um ano. O local foi adaptado e ganhou até uma “galeria/biblioteca” no segundo andar, onde funciona a secretaria de Cultura.

Biblioteca (II) – Neste primeiro momento, a Biblioteca retomará seus atendimentos de segunda a sexta, das 8 às 18 horas, com empréstimos e devoluções de 20 mil exemplares dos mais variados tipos, como: literatura brasileira, livros didáticos e temas específicos como Psicologia, Filosofia e Educação, por exemplo. Para ter acesso ao serviço, é preciso possuir um cadastro, que é realizado por meio de apresentação de um documento de identificação com foto, comprovante de residência e uma foto 3×4.
Biblioteca (III) – O secretário de Cultura, Anderson de Souza, aproveitou para informar que todo o acervo da Biblioteca está sendo digitalizado e estará disponível para consulta através de computadores e também por um site, que a pasta ainda vai criar até o fim do ano. No endereço virtual será possível acessar todo o conteúdo do acervo. “A parte de estudos dentro da biblioteca será oferecida ao público junto com o retorno das aulas presenciais da Rede Municipal de Educação, prevista para o dia 13 de setembro”, comentou.

‘Galeria biblioteca’ – Para inaugurar o espaço “galeria/biblioteca”, localizado no segundo andar da Biblioteca, o artista plástico Antônio Geraldo expõe a mostra “Técnicas com Cinza”.

Tão voltando – Assim como Paulinho do Raio-X, ex-vereador cassado, o ex-prefeito Samuca Silva, que denunciou o ex-parlamentar de tê-lo chantageado, também voltou a ocupar as redes sociais para se reaproximar dos eleitores. Mostram que só pensam em 2022, e que não estão nem aí para as críticas que recebem dos internautas. Samuca, por exemplo, postou um velho vídeo da reinauguração do Restaurante Popular durante o seu governo. Deve ter matado Neto de raiva.

Guarda Municipal sob pressão
Como o aQui mostrou na edição 1261, a Guarda Municipal de Volta Redonda vive um clima de tensão diante das denúncias de assédio moral e abuso de poder por parte do comandante da corporação, João Batista dos Reis. Nas últimas semanas, mais de dez GMs foram punidos. O troco poderá ser dado pelos vereadores, que ameaçam criar uma Comissão Especial de Inquérito (espécie de CPI) para apurar o caso.
Sidney Dinho (Patriotas), presidente da Comissão de Segurança da Câmara, anunciou na terça, 3, que irá entrar com o pedido de investigação já na próxima sessão da Casa. “Precisamos investigar essas denúncias”, disparou. “A cada dia que passa, absurdos maiores acontecem e a gente recebe mais denúncias de supostos abusos por parte do comando. Nosso papel como Legislativo é fiscalizar o Poder Executivo, e a Guarda Municipal faz parte do governo e precisa ser apurada”, comentou.
Dinho foi além. “A gente precisa ir em busca da verdade. Na próxima sessão vou apresentar o pedido de abertura da CEI. Vamos apurar esses possíveis casos de assédio moral e abuso de autoridade e até algumas coisinhas mais. Chega de abusos. Mas, de antemão, eu já peço o voto de vocês (vereadores) para a gente abrir essa investigação”, disse, sem revelar as ‘coisitas’ que sabe.
O vereador disse apenas que ficou sabendo de casos de GMs que pediram exoneração por conta das perseguições que estariam sofrendo. “Por isso vamos trazer aqui, para dar depoimento, possíveis vítimas e até os suspeitos de terem cometido abusos”, comentou. Para entrar com o pedido de investigação, Dinho vai precisar coletar sete assinaturas (um terço) de vereadores. Ele já conseguiu algumas.
Uma das assinaturas para a criação da Comissão de Inquérito é a do vereador Betinho Albertassi (PSD). “Eu vou votar a favor. Qual o problema de se abrir essa investigação? Quem não deve não teme”, disparou. “Constantemente chegam à nossa Casa denúncias relacionadas à Guarda Municipal”, completou o vereador Jari (PSB), que também prometeu assinar o pedido de investigação. A próxima sessão da Câmara está marcada para terça, 10.

 

Deixe uma resposta