Grampos Barra Mansa

diretor-asrtistico-recebe-homenagem-3

O fundador e atual diretor artístico do Projeto Música nas Escolas de Barra Mansa, Vantoil de Souza, foi condecorado com a Ordem de Mérito Cívico da Liga de Defesa Nacional, criada pelo poeta Olavo Bilac. A homenagem se deu pela evolução social e educacional que ocorreu em Barra Mansa, por meio do Projeto Música nas Escolas. “Essa homenagem é uma grande forma de reconhecimento do trabalho de educação musical e formação humana desenvolvida pelo projeto. E claro que para mim também é um grande reconhecimento pessoal, já que o projeto é referência em educação musical. Mas o mérito não é só meu e sim de todos os professores do Música nas Escolas, que se dedicam o ano todo para fazer do projeto esse sucesso”, disse Vantoil. A cerimônia aconteceu no Clube do Exército e marcou os 100 anos de criação da Liga, que anualmente homenageia cidadãos que prestaram serviços relevantes ao país

deyvison-silvestre-gabriel

Exonerado – O voltarredondense Deyvison Silvestre Rosa já não é mais o secretário de Fazenda do governo Jonas Marins. Sua exoneração foi assinada na quarta, 14 (ver foto). Motivo da saída: Jonas autorizou que a pasta fizesse o pagamento dos salários dos cargos comissionados e o secretário não quis obedecê-lo. Como quem manda é, até prova em contrário, sempre o chefe, Deyvison teve que catar tudo que tinha nas gavetas da sua mesa e deixar o Palácio Luiz Amaral. Dizem que saiu chorando. Tadinho…

 

Nomeado – Everton Rezende, que era sub de Deyvison, foi promovido a chefe e imediatamente mandou liberar os salários dos CCs comunistas. 

 

Reunião – Antes de ser dispensado, Deyvison recebeu o vereador eleito Gustavo Gomes (PTB), que estava acompanhado de mais oito vereadores. Todos estavam interessados em conhecer de perto a real situação financeira da prefeitura de Barra Mansa. “Fizemos esta reunião porque queremos saber das finanças da prefeitura, desde arrecadação até a folha de pagamento. Estamos preocupados com as contas para o próximo ano e por isso já estamos trabalhando e nos reunindo com frequência para tratarmos de assuntos de interesse do município. Inclusive hoje pela manhã alguns vereadores se reuniram na Câmara”, pontuou Gustavo. “A cidade tem que passar por um reordenamento financeiro, organizar as ações voltadas para a economia e rever a questão de aluguéis de imóveis e carros e também de cargos. O município terá uma arrecadação 20% menor para o próximo ano, por isso a importância de nos inteirarmos”, finalizou.

 

Boato – Assim que deixou a sala de Jonas, o nome de Deyvison passou a constar de uma lista de pseudos secretários de Rodrigo Drable. Justamente para assumir a secretaria de Fazenda do governo do futuro prefeito. Boato furado. O ainda vereador Rodrigo Drable negou ao aQui que o ex-assessor de Jonas tivesse sido convidado. “Secretário? Meu, não. De onde você tirou isso?”, indagou ao repórter do aQui ao ser provocado a falar sobre o boato. Aliás, Rodrigo nem sabia que Jonas e o ex-secretário de Fazenda tinham brigado. Soube pelo aQui, na noite de quarta, 14. 

 

Mistério – Na bolsa das apostas existentes em Barra Mansa, crescem as chances do ex-prefeito Zé Renato assumir a direção do Saae-BM. O prefeito eleito Rodrigo Drable, segundo uma fonte, estaria só acertando alguns detalhes para oficializar a escolha. Aliás, Rodrigo cismou de só anunciar os nomes da sua equipe após a posse. Dá pra entender?  

 

Sem sacanagem – O prefeito eleito de Barra Mansa surpreendeu o meio político ao dizer ao jornal A Voz da Cidade que não vai tolerar esquemas no Palácio Luiz Amaral. “Acabou a sacanagem”, disse ele, prometendo – como todos fazem, é claro – agir sempre com transparência. Para provar que estava ciente do que disse, Rodrigo disse ao diário de Barra Mansa que quer ser fiscalizado pelos vereadores locais. “Quem é honesto não tem que ter medo de fiscalização”, destacou. É. Faz sentido.

 

Especulação (I) – O único nome certo e confirmado, por enquanto, é o do médico Sérgio Gomes para a secretaria de Saúde. Mas há quem garanta que Ruth Coutinho, ex-vice-prefeita, será nomeada para a secretaria de Ação Social. O engenheiro Fernando Balduíno pode ganhar a Susesp; Marcelo Bravo pode vir a ocupar a secretaria de Cultura; Jefferson Mamede, a secretaria de Administração.

 

Especulação (II) – O ainda vereador Luis Furlani, segundo uma fonte, também deve ganhar cargo de destaque no governo Rodrigo.

 

Demissões – Essa é para preocupar os atuais 500 ocupantes de cargos comissionados, contratados ou não pelos comunistas ao longo dos anos: Rodrigo Drable tem dito a amigos que o número de CCs será bem reduzido. Os salários dos secretários também serão reduzidos. Dos atuais R$ 7 mil para R$ 3 mil, no máximo. Ah, o prefeito eleito pretende dar uma enxugada nas pastas da administração. Das atuais 23 para em torno de 15 secretarias, diz uma fonte. “Isso não vai causar a redução (financeira, grifo nosso) suficiente, mas cortes são necessários. A realidade é que o país mudou. Se você não mudar o modo de viver e atuar dentro de uma crise, não dá para sair dela”, argumentou Rodrigo. 

 

Pacote – Ao jornal barra-mansense, Rodrigo disse que vai encaminhar aos vereadores, logo no seu primeiro dia de governo, um pacote de decretos. Ainda bem que não é um pacote de maldades, não é mesmo? Ou é? 

 

0800 – A diplomação de Rodrigo Drable, da vice-prefeita Fátima, e dos 19 vereadores de Barra Mansa está marcada para segunda, 19, às 15 horas, no Fórum local. Detalhe: sem festas. Já a posse está marcada para o dia 1º de janeiro de 2017, às 18h30min, no Palácio Barão de Guapi, no Centro. Detalhe importante: sem quitutes e bebidas. Será tudo na base da água mesmo.

Alternativa – Mas quem quiser prestigiar os políticos terá a chance de fazê-lo indo a uma festa programada pela Apae-BM, marcada para acontecer no Clube Municipal, com ingressos a R$ 50,00. A renda será revertida para a entidade.

 

Trocado – Todas as cidades brasileiras devem receber no ano que vem, assim que o PL 47/2016 for aprovado pelo Congresso Nacional, alguns trocados do governo Federal. Os recursos são do Fomento das Exportações (FEX). Confira quanto cada cidade da região vai receber.

Angra dos Reis 

R$ 1.214.583,00

Barra do Piraí                R$ 122.787,00

Barra Mansa                 R$ 320.893,00

Pinheiral          

R$ 64.558,00

Piraí                             R$ 258.866,00

Porto Real                     R$ 396.211,00

Quatis                          R$ 65.191,00

Resende                      

R$ 705.078,00

Rio Claro                      R$ 106.648,00

Volta Redonda 

R$ 756.346,00

 

 

Acervo histórico – Na segunda, 19, às 15 horas, o prefeito Jonas Marins vai dar posse, nas dependências do antigo BIB, quartel do Exército, aos integrantes do Grupo de Trabalho que ficará responsável por gerenciar as informações, coletar dados e dar continuidade à busca de depoimentos que constituirão o acervo da memória onde funcionou o 1º Batalhão de Infantaria Blindada de Barra Mansa. A decisão faz parte de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta), assinado em novembro, que visa assegurar reparações simbólicas em favor da preservação da memória e do patrimônio nacional existente no local. A solenidade terá a presença do Procurador da República Júlio José Araújo Júnior.

 

A partir da iniciativa, o município deverá dotar um dos pavilhões do antigo quartel do acervo histórico sobre o período da ditadura, a ser exposto ao público de forma interativa. O GT terá pela frente a missão de se aprofundar nas investigações sobre os fatos ocorridos durante a ditadura militar.

 

Para fins de proteção do local, o município também deverá realizar intervenções que incentivem a utilização do local para a prática de esportes, apresentações culturais, palestras, cursos e visitações públicas. No entanto, a utilização do quartel e de suas adjacências será terminantemente vedada para a construção de empreendimentos privados e públicos que não tenham relação com a finalidade do TAC.

 

Pelo Termo de Ajustamento de Conduta fica proibida a destruição de qualquer das unidades onde funcionaram as repartições do quartel. A área não poderá sofrer intervenções, tal como o ginásio poliesportivo já construído. Desta maneira, o Parque da Cidade, criado com a finalidade de abrigar eventos de lazer e de entretenimento, deixará de existir. O objetivo é encaminhar, através do Conselho Municipal de Cultura, o pedido de tombamento histórico do local ao Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional). Fica assegurado o funcionamento do Tiro de Guerra no local.

 

O Grupo de Trabalho será formado por: Valdeci Correa Resende – Arquiteto da Prefeitura de Barra Mansa; José Maria Valva Duque – pesquisador da Fundação de Cultura de Barra Mansa; Carlos Roberto de Almeida – professor da rede municipal; Padre Ozanam Vicente Carrara – Diocese de barra do Piraí/Volta Redonda; Daniel Souza – Comissão da Verdade no município; Marco Aurélio Ramalho Gandra – da Comissão da Verdade de Volta Redonda; Raphael Jonathas da Costa Lima – professor da Universidade Federal Fluminense; Isabel Cristina Castro da Rocha – professora do Centro Universitário Geraldo Di Biase e Marcos Marques, do Conselho Municipal de Cultura de Barra Mansa.

O GT terá, entre outras atribuições, que realizar a interlocução com o Ministério Público Federal. No prazo de 30 dias, contados a partir da designação do grupo, deverá ser enviado ao MPF projeto físico-logístico de ocupação do local e, em seis meses, após coleta de dados, o pedido de tombamento ao Iphan.

Deixe uma resposta