Grampos Barra Mansa

Fiscalização – Agentes da Fiscalização de Postura e da Defesa Civil, da secretaria de Ordem Pública de Barra Mansa, receberam diversas denúncias sobre aglomerações na área externa das Lojas Americanas, na Avenida Joaquim Leite. Eles estiveram no estabelecimento na quarta, 31, e comprovaram que a loja estava mantendo filas na calçada, sem o devido distanciamento social. Na nota enviada aos jornais, a assessoria de imprensa da prefeitura não informou se a loja foi multada.

Revolta (I) – Com o título “Pena mais dura para quem comete violência contra a mulher”, o deputado Antônio Furtado (PSL) soltou o verbo nas redes sociais na quinta, 31. Motivo: a morte da jovem Jéssica de Moraes Pereira, assassinada na noite de sábado, 27, pelo seu ex-companheiro. “É lamentável que as estatísticas sobre feminicídio, ao invés de diminuir, aumentem de forma alarmante. Mesmo a medida preventiva não foi suficiente para assegurar a vida da Jéssica”, desabafou Furtado.

Revolta (II) – Maior defensor da implantação da Delegacia da Mulher em Barra Mansa, o parlamentar lembra que propôs um projeto de lei que dobra a pena mínima em todos os crimes praticados contra a mulher, como calúnia, difamação, injúria e feminicídio. “Por essa razão que defendo penas cada vez mais duras para punir os agressores e inibir, tanto quanto possível, a prática de novos crimes de violência contra a mulher”, finalizou.

Interdição – As equipes da força-tarefa de Barra Mansa trabalharam muito na noite de sexta, 26, atendendo denúncias pelo não cumprimento das medidas de enfrentamento à Covid-19. E interditaram quatro bares, além de fechar três praças, no Ano Bom, Centro e na Vila Orlandélia.


Coisa feia – A Guarda Ambiental de Barra Mansa deteve na noite de domingo, 28, um homem por promover uma queimada na Barbará, mais precisamente à Rua Ariovaldo da Rocha Pimentel. O rapaz que estava ateando fogo não foi identificado.

 

Deixe uma resposta