Grampos

Petróleo (I) – Na segunda, 3, vários deputados estaduais e federais cobraram na Assembleia Legislativa do Estado do Rio a compensação financeira ao Estado do Rio pelas perdas causadas pela Lei Kandir, estimadas em cerca de R$ 40 bilhões. Em vigor desde 1996, a lei prevê a isenção do ICMS sobre as exportações de produtos primários e semielaborados, desde que os estados sejam compensados pela queda na arrecadação. A norma, porém, não foi regulamentada e a União nunca cumpriu inteiramente a contrapartida. O tema foi discutido em reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Casa, que investiga a crise fiscal fluminense. Uma das saídas propostas é a revogação dos dispositivos da Lei Kandir que determinam essa isenção.

 

Petróleo (II) – Segundo o presidente da CPI, deputado Luiz Paulo (PSDB), hoje o Rio recebe por volta de R$ 178 milhões ao ano como compensação, enquanto a perda anual do Estado, em estimativas conservadoras, está na casa dos R$ 2 bilhões. “Esse é um tema importante para o Brasil inteiro e a União não se mexe. Não fez nada no governo passado, não está fazendo neste”, criticou Luiz Paulo.

 

Petróleo (III) – Os deputados Eliomar Coelho (PSol), Chicão Bulhões (Novo), Martha Rocha (PDT) e Waldeck Carneiro (PT); e os deputados federais Chiquinho Brazão (Avante-RJ), Sargento Gurgel (PSL-RJ), Wladimir Garotinho e Flordelis (ambos do PSD-RJ) estavam presentes. Os parlamentares do Sul Fluminense não deram as caras.

Sacanagem – Na cidade maravilhosa, as agências da Caixa Econômica e as lotéricas não estão mais aceitando pagamento das cotas de IPTU da prefeitura do Rio de Janeiro. Motivo: o banco não presta mais o serviço para a administração municipal. Até aí, morreu Nero. O problema é que as lotéricas de Volta Redonda estão se recusando a receber o IPTU cobrado pelo Palácio 17 de Julho. E aí? Procurada, a prefeitura de Volta Redonda ficou de se posicionar a respeito. Não se posicionou.

 

Fiscalização – O aplicativo ‘Fiscaliza VR’ chegou ao seu quarto mês de funcionamento com 5.558 solicitações de serviços públicos. Do total, 50,8% já teriam sido atendidas. O diretor de Modernização e Inovação da Seplag, Igor Alves, deu detalhes dos números. “As secretarias com maiores ocorrências foram a de Infraestrutura, com 34%; a de Meio Ambiente, com 21%; e a de Transporte, com 17,5%. Juntas, somam aproximadamente 70% das solicitações de serviços públicos. E dentro desses atendimentos, os bairros que mais tiveram ocorrências foram Retiro, Vila Santa Cecília, Água Limpa, Aterrado e Jardim Vila Rica”, informou.

 

Aposentados – A direção da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Volta Redonda emitiu nota oficial para desmentir boatos de que estaria preparando ou já teria feito cortes em alguns dos serviços que oferece aos seus associados. “Lançados não se sabe por quem e com que finalidade”, justificou. “As mudanças ocorridas no nosso Centro de Prevenção à Saúde do Idoso (CPSI) são meramente administrativas, para cumprir o que determina o Ministério da Saúde a todas as instituições que detêm o Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social na Área de Saúde (Cebas)”, detalhou. “Quanto aos serviços prestados, continuam e continuarão em andamento, com o excelente padrão de qualidade demonstrado até aqui. Podemos assegurar que nenhuma vaga será afetada”, garantiu Ubirajara Vaz, presidente da AAP-VR.

Peugeot – A montadora francesa, instalada em Porto Real, pode encerrar um turno inteiro de trabalho até o final do segundo semestre de 2019. A empresa passaria a montar seus modelos na nova fábrica da Argentina, que deve ser inaugurada ainda neste ano. A ideia seria ficar apenas com a fabricação do C4 Cactus na unidade fluminense. Os modelos hatch 208, Citröen Aircross e C4 deixariam de ser produzidos em Porto Real.

 

Venceu – Benjamin Steinbruch venceu os primos no primeiro round de uma disputa familiar envolvendo o controle do patrimônio do grupo Vicunha. Na sentença da 2ª Vara empresarial de São Paulo, o juiz negou o pedido dos irmãos Leo e Clarice (primos de Benjamin) de dissolver o contrato que estabelecia as proporções de cada ramo da família nas empresas do grupo. O patrimônio líquido em disputa é da ordem de R$ 9 bilhões. À decisão cabe recurso.

 

CSN (I) – Para surpresa dos fluminenses, como Wilson Witzel e Samuca Silva, a direção da CSN anunciou que pretende investir R$ 1,5 bilhão na implantação de uma usina de galvanização no estado de São Paulo; e na criação de um polo metalmecânico de máquinas e equipamentos nas regiões de Campinas, Ribeirão Preto, São Carlos, São José do Rio Preto, Sorocaba, Vale do Paraíba e no ABC Paulista. Apesar da soma, a empresa espera gerar apenas 400 empregos diretos.

 

CSN (II) – No caso da usina, o nome da cidade que vai receber a nova linha de galvanização da empresa ainda não foi divulgado. A ideia, segundo uma fonte, é que nela sejam laminadas bobinas fabricadas em Volta Redonda para atender o mercado de linha branca e automotivo.

 

CSN (III) – Sobre a nova laminadora, a CSN anunciou que a reforma do AF-2 da UPV está diretamente ligada aos novos negócios da empresa. Isto porque, após a reforma, o equipamento terá capacidade instalada de produção ampliada para 500 mil  toneladas de aço/ano. A ideia é produzir mais para atender ao mercado automotivo e de linha branca (móveis de aço e eletrodomésticos). “Há gargalo para isto”, disse Fernando Martinez durante a teleconferência que anunciou o balanço financeiro da CSN para o primeiro trimestre de 2019.

 

CSN (IV) – Outra informação importante, obtida pelo aQui junto a uma fonte da CSN, é que a nova linha de galvanizados a ser implantada em São Paulo não afetará em nada a GalvaSud (que é a unidade de galvanização da CSN em Porto Real). É que a CSN pretende aproveitar o aumento da produção do AF-2 para atender à nova unidade paulista. “Os novos investimento fazem parte do plano da Companhia de investir R$ 10 bilhões em 4 anos”, anunciou Benjamin Steinbruch.

 

CSN (V) – A notícia dos novos investimentos da CSN no estado de São Paulo surpreendeu, porque a empresa chegou a anunciar a volta do cinturão do aço em Volta Redonda, e o projeto estacionou. Dizem até que já morreu.

 

CSN (VI) – “Eu não sei como estão as negociações do polo metalmecânico de Volta Redonda. Acho que o Dória (governador de São Paulo) está mais rápido e é mais esperto do que o governador do Rio”, comentou a fonte, acrescentando que os dois polos (fluminense e o paulista) são diferentes entre si, porque o de São Paulo seria para o setor de máquinas e equipamentos, e o do Rio para aproximar fornecedores e clientes. “As discussões não dependem apenas da CSN, mas sim do governo do estado do Rio e da prefeitura de Volta Redonda”, explicou. Não é bem assim. O polo encalhou porque Wilson Witzel não quer ceder aos pedidos de isenção de impostos feitos pela CSN.

 

Asfixia (I) – O comando do 28o Batalhão do Aço divulgou o balanço da Operação Asfixia, realizada em maio. No total, foram mobilizados 213 PMs e 72 viaturas. Os policiais abordaram 331 veículos, sendo 282 automóveis particulares, 36 motocicletas, seis ônibus e sete veículos de carga. No total, um veículo foi apreendido e 14 pessoas foram presas.

 

Asfixia (II) – A operação também conseguiu apreender armas e drogas em diversos bairros. No total, segundo o 28o BPM, foram apreendidas uma espingarda calibre 12; um revólver 38; uma cartucheira fabricação caseira calibre 32; seis munições calibre 38; e quatro munições calibre 32.

 

Asfixia (III) – As apreensões de drogas somaram 999 pinos de cocaína; 300 pinos vazios; 67 trouxinhas de maconha; dois pedaços médios de maconha; dois tabletes grandes de maconha; e 155 pedras de crack.

 

Asfixia (IV) – Também foram apreendidas uma máquina de jogo (bingo eletrônico), duas bobinas com papel para máquina (usada pelos apontadores do jogo do bicho), e uma máquina de cartão (também do jogo do bicho). Além disso, foram apreendidos 17 celulares; duas balanças de precisão; quatro rádio comunicadores; uma base de rádio comunicadores; três mochilas; uma japona camuflada; e R$ 4.799 em dinheiro.

 

Jogos Estudantis – Amanhã, domingo, 9, Volta Redonda vai sediar a primeira fase da etapa regional de handebol dos Jogos Estudantis do Rio de Janeiro 2019. Os jogos serão disputados na Ilha São João. Cerca de 100 alunos vão representar a cidade do aço nas categorias sub-14 e sub-17 masculino e feminino.

 

Gripe – A prefeitura de Volta Redonda vai continuar com a Campanha de Vacinação contra Influenza até atingir a meta de imunizar 90% da população-alvo, cerca de 70 mil pessoas. As doses estão disponíveis em todas as 44 unidades da Atenção Básica, de segunda a sexta, das 8 às 17 horas. Os grupos de trabalhadores de saúde, idosos e professores já atingiram a meta de vacinação.

 

Praça – Hoje, sábado, 8, a partir das 10 horas, o prefeito Samuca Silva vai inaugurar a Praça Sete de Setembro do Eucaliptal.

 

Prejú (I) – O Saae-VR contabilizou, até o fechamento desta edição, um prejuízo da ordem de R$ 150 mil com o rompimento da rede de abastecimento de água aos bairros da região do Jardim Belvedere. A conta será apresentada ao grupo CP, da família Campos Pereira, responsável pelas obras de canalização na Rodovia dos Metalúrgicos.

 

Prejú (II) – O ruim da história não é nem o valor, uma merreca para o grupo CP. O que pode atrapalhar a vida de quem mora na região é que, na pressa de consertar tudo, os serviços não estariam, vamos assim dizer, 100%. Ou seja, a tubulação pode romper mais uma vez, anuncia uma fonte.

 

Tocantins – Estudantes, pais de alunos e a comunidade do Retiro participam na manhã deste sábado, 8, da festa do Jubileu de Prata da Escola Municipal Tocantins. O café da manhã festivo, na própria unidade escolar, localizada na Avenida Retiro, 2.890, vai contar com apresentação dos alunos do projeto Volta Redonda Cidade da Música, além de números de dança preparados pelos alunos com os professores da escola.

 

Mudas  –  Parece piada, mas não é. A secretaria de Meio Ambiente de Volta Redonda retomou, ontem, sexta, 7, o plantio de mudas ao longo da Rodovia dos Metalúrgicos. Ao todo, segundo release, a pasta vai plantar 60 mudas de quatro espécies: cereja do rio grande, dedaleiro, imbiruçu e angico vermelho. “A ação faz parte do projeto de arborização que prevê o plantio de 400 km de mudas até 2020”, gabou-se o plantador de árvores, ops, secretário!, Maurício Ruiz.

 

Da série … Como o empresário Mauro Campos Pereira já anunciou que foi ele quem plantou cerca de 40 mudas no trecho da rodovia, onde prometeu criar uma rotatória, a pergunta que fica é a seguinte: Ruiz está plantando mais 20 mudas ou outras 60? 

 

Barraco na farmácia – Um advogado de Volta Redonda, hoje morando em Petrópolis, passou por maus bocados na manhã de ontem, sexta, 6, ao comprar remédios em uma das lojas da Drogaria Moderna. Apesar da compra ter sido alta – R$ 400 –, a impressão que ficou, a quem presenciou o imbróglio  foi que uma das funcionárias da loja não teria acreditado que ele tinha recursos para pagar a dívida. E o teria desacatado. Que triste.

 

De bem (I) – A foto mostra que o prefeito Samuca Silva já aceitou o pedido de paz de Alan Cunha, presidente da Associação de Moradores do bairro Açude que, recentemente, andou criticando a política do Palácio 17 de Julho. Ela foi tirada durante a inauguração do Colégio Militar do Corpo de Bombeiros, instalado no antigo Ciep 483, e que contou com a presença do governador Wilson Witzel.

 

De bem (II) – Alan Cunha, agora aliado a Samuca, lembrou durante o evento que a associação por ele comandada conseguiu mais de 1.500 assinaturas para evitar o fechamento do Ciep 483. Chegou até a impetrar mandado de segurança contra o ex-governador Luiz Fernando Pezão, que teria dado a ordem de fechar a única escola que atendia os bairros do grande Açude.

Convênio (I) – Para melhorar a rede de segurança da cidade do aço, o prefeito Samuca Silva protocolou pessoalmente (ver foto) na sede do Ministério de Justiça, em Brasília, um pedido de acesso aos dados nacionais da segurança pública, através do Sinesp (Sistema Nacional de Informação em Segurança Pública). Podendo acessar os dados, a prefeitura terá informações dos mais diversos crimes em tempo real. Outro fator será a identificação de carros roubados em qualquer estado pelas câmeras de monitoramento OCR de Volta Redonda. 

 

Convênio (II) – “Há alguns meses reativamos as câmeras OCR, que são capazes de identificar as placas dos veículos. Agora, pensando em aprimorar ainda mais esse projeto, estamos solicitando o acesso ao banco de dados nacional, o que permitirá identificar carros roubados em outras cidades e estados que trafegarem por Volta Redonda”, justificou Samuca.

De bem (I) – A foto mostra que o prefeito Samuca Silva já aceitou o pedido de paz de Alan Cunha, presidente da Associação de Moradores do bairro Açude que, recentemente, andou criticando a política do Palácio 17 de Julho. Ela foi tirada durante a inauguração do Colégio Militar do Corpo de Bombeiros, instalado no antigo Ciep 483, e que contou com a presença do governador Wilson Witzel.

De bem (II) – Alan Cunha, agora aliado a Samuca, lembrou durante o evento que a associação por ele comandada conseguiu mais de 1.500 assinaturas para evitar o fechamento do Ciep 483. Chegou até a impetrar mandado de segurança contra o ex-governador Luiz Fernando Pezão, que teria dado a ordem de fechar a única escola que atendia os bairros do grande Açude.

Deixe uma resposta