sexta-feira, janeiro 27, 2023

Grampos

Reclamações (I) – As forças de segurança que atuam em Volta Redonda usaram as redes sociais para se vangloriar de não terem recebido nenhuma ‘ligação de reclamação’ acerca de motos barulhentas na virada do ano. Será que receberam reclamações contra o Palácio 17 de Julho, que prometeu que os fogos na virada do ano seriam silenciosos? Muito pelo contrário. Fizeram muito barulho, prejudicando idosos, crianças e animais.

Reclamações (II) – A solução dada por um leitor do aQui, idoso, é bem que se diga, é que algum vereador de Volta Redonda, com trânsito no Palácio 17 de Julho, apresente um projeto de lei para que na cidade do aço seja proibido soltar fogos de artifício, desde um simples estalinho a um rojão de alto poder destrutivo. Simples assim. Quem se habilita? Se algum vereador apresentar o projeto, ganha capa do aQui.

Boa ideia – Para amenizar o calor do verão, os servidores da prefeitura do Rio de Janeiro estão podendo usar bermudões, calças e bermudas na altura do joelho durante o expediente nas repartições públicas. A permissão vale até o dia 31 de março. Volta Redonda poderia adotar o mesmo critério, o que acham?

Má ideia – Vale lembrar que na Câmara de Volta Redonda, devido a uma determinação do ex- presidente da Casa, vereador Dinho, nem os eleitores podem entrar de bermuda. Que o bom senso prevaleça e a determinação seja revogada.

Interior (I) – No seu discurso ao ser empossado como governador reeleito do Estado do Rio, Cláudio Castro, finalmente, se rendeu ao interior. Não é para menos, afinal, ele contou com apoio ostensivo dos prefeitos Neto e Rodrigo Drable, entre outros, para se reeleger, e venceu em 92 das cidades fluminenses, perdendo apenas em Niterói. Assim, não era de se estranhar que o fato mexesse com ele. “O Rio de Janeiro precisa ser bom pra todo mundo, da capital ao interior. As pessoas vivem nas cidades e é nelas que buscam saúde, cultura, educação, qualidade de vida. A capital e a Região Metropolitana concentram, naturalmente, oportunidades e recursos, mas o interior guarda um potencial a ser explorado e precisa de mais atenção”, disse. “Ao longo de muitos anos, fez parte do discurso dos governantes que um estado só é forte quando tem um interior forte. Nós conseguimos tirar as palavras do papel e transformar esse discurso em realidade”, completou.

Interior (II) – Aviso aos desatentos: Cláudio Castro pode até ter mudado seu pensamento sobre o interior com a vitória nas eleições de outubro passado, mas é bom lembrar que ele passou cerca de dois anos sem aparecer em Volta Redonda. Nunca tinha se encontrado com o prefeito Neto até precisar dele. E vice-versa, é claro.

Denúncias – Ainda sobre o discurso de posse, nele Cláudio Castro falou da delação contra ele, feita por um ex-assessor, que está sendo investigada pela PGR. “Ao longo dos últimos dois anos sofri muito, eu e a minha família, seja com mentiras, ataques
gratuitos ou boatos maldosos. Mas eu aprendi a superar isso com a verdade, com trabalho, retidão e honestidade”, garantiu. Que assim seja.

Recomeço – O turismo no Brasil está vivendo “um dia de recomeço”, afirmou a nova ministra do Turismo, Daniela Carneiro, ao assumir o cargo. Ela só não sabia que seria crucificada a partir de então pela grande imprensa. Motivo: ligações dela e do marido, o prefeito Waguinho, de Belford Roxo, com as milícias da Baixada Fluminense. Para quem não se lembra, ela foi reeleita como deputada federal, sendo a mais votada do Rio de Janeiro, com 213 mil votos. Em Barra Mansa, se uniu à vice-prefeita Fátima Lima; em Volta Redonda, a Maurício Batista e Betinho Albertassi, entre outros.

Passagens – Indiferente às denúncias, que nega, Daniela disse que vai trabalhar pela redução dos preços das passagens aéreas, a fim de estimular o turismo regional.

CRA-RJ – O Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro (CRA-RJ) deu posse à sua nova diretoria para o biênio 2023/2024, que terá à frente Wagner Siqueira, como presidente; Fátima Ribeiro, como diretora de Registro Profissional; Firmino Carneiro, como diretor de Fiscalização Profissional; Jucimar Secchin, como diretor de Educação, Estudos e Pesquisas; Josué José, vice-presidente; Luiz Cezar Vasques, como diretor de Planejamento e Desenvolvimento Institucional; além dos conselheiros Fernanda Spinelli Tauil e Edison Sanromã.

ARTIGOS RELACIONADOS

Grampos

Grampos

Grampos

LEIA MAIS

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp