quinta-feira, novembro 25, 2021

GRAMPOS

Vacinado – Na noite de quinta, 11, o prefeito Neto esteve na Ilha São João para tomar a sua terceira dose da vacina contra a Covid-19. Aproveitou para postar uma fotinho em suas redes sociais e cravar: “Vamos vencer a Covid-19”, disparou. Que assim seja!
Amém – Por falar em Neto, o prefeito almoçou na segunda, 9, em sua casa, com o Bispo Primaz Manoel Ferreira, presidente mundial das Assembleias de Deus Ministério de Madureira; a esposa dele, Bispa Irene Ferreira; o pastor Rinaldo Dias, pastor da Catedral das Assembleias de Deus Ministério de Madureira em Volta Redonda; e a esposa pastora Simone Chaves. “Foi um almoço muito gostoso, da mais famosa comida árabe do Brasil. Falamos sobre tudo um pouquinho e aproveitamos para pedir orações para nossa cidade”, disse Neto.

Samuca (I) – Os mais antigos conhecem o ditado ‘quem com ferro fere, com ferro será ferido’. O dito popular servirá, em breve, para as próximas sessões da Câmara de Volta Redonda, quando os vereadores vão apreciar as contas do governo Samuca referentes a 2017 e 2018. A tendência é que uma seja rejeitada, o que pode deixar o ex-prefeito inelegível. A reprovação está sendo articulada por aliados do prefeito Neto, que teve contas rejeitadas durante o mandato de Samuca com articulação do prefeito.

Samuca (II) – A conta de 2017 teve parecer prévio favorável do Tribunal de Contas do Estado (um órgão palpiteiro), e o parecer tende a ser mantido. Já a de 2018, que teve parecer contrário do TCE, deve ser rejeitada pelos parlamentares. A votação estava marcada para quinta, 11, mas foi adiada por conta de falhas no processo. “Folheando o processo, percebi que falta o Projeto de Resolução da Comissão de Finanças e a comprovação de que o Samuca foi notificado sobre o processo para apresentar sua defesa. Sem isso, pode haver judicialização do caso”, alertou o vereador Sidney Dinho.

Samuca (III) – Contrariado, o presidente da Casa, vereador Neném, adiou o processo. “Por cerca de 15 ou 20 dias”, disse. “Nós enviamos através do Correio a notificação para o ex-prefeito, mas também vou pedir para mandar por e-mail, entregar em mãos e ainda vou mandar por Zap (WhatsApp) para que não tenha motivo de reclamação”, completou.

‘Não vou me meter’ – Coincidência ou não, no mesmo dia em que estava marcada a votação das contas de Samuca, o prefeito Neto recebeu 18 parlamentares em seu gabinete. Mas jurou que não foi para pedir que rejeitassem as contas de Samuca. “Não é problema meu, jamais vou fazer o que ele fez comigo”, disse, fazendo alusão ao fato de que Samuca teria trabalhado para a rejeição de suas contas em 2017. “Os vereadores receberam, em sua grande maioria, cargos para votar contra a minha conta, ele (Samuca) organizou juntamente com o ex-vereador Granato”, ressaltou. “Eu jamais vou fazer o que ele fez comigo”, acrescentou.

Adiamento – Após o aQui revelar, com exclusividade, que a prefeitura de Volta Redonda ia contratar empresas para realizarem regularizações fundiárias na cidade, ao custo de R$ 2,4 mil para os moradores, o Palácio 17 de Julho resolveu suspender o projeto. Pelo menos por enquanto. O motivo oficial não foi informado.

Reforma – Mesmo em crise financeira, as reformas do Palácio 17 de Julho não param. No próximo dia 25, vai haver uma licitação para contratar uma empresa para adequar o prédio para receber mais um elevador.

Eita – Neto, como sempre, não perde a chance de cutucar o ex-prefeito Samuca Silva, seu desafeto declarado. Ao anunciar que vai pagar os servidores públicos até o dia 30, Neto disparou. “Dinheiro tem, o que faltava era gestão”, disparou em entrevista ao radialista Dário de Paula. Tem ou não tem?

Projeto – O vereador Lela apresentou projeto de lei para proibir a cobrança das sacolinhas de supermercados. Fez bem. A história do meio ambiente é só pra boi dormir. Na verdade, na verdade, os supermercados estão ganhando dinheiro quando cobram alguns centavos pelas horrorosas sacolinhas de mercado. Podem até não ganhar, mas economizam milhares de reais quando não as distribuem.

Secretaria – Cerca de um mês após a criação da secretaria de Ordem Pública de Volta Redonda, o tenente-coronel Luiz Henrique ainda não tomou posse oficial como chefe da pasta. Mas já anda dando ordens e pitacos, principalmente no Centro Integrado de Segurança Pública (Ciosp).

Líder – Em reunião com um grupo de vereadores na quinta, 11, o prefeito Neto confirmou o vereador Vander Temponi como líder de governo na Câmara. A indicação não agradou a todos…

Reclamação – Por falar em Temponi, o vereador disse na sessão de quinta, 11, que até sonha com a votação das contas do ex-prefeito Samuca. “A gente precisa responsabilizar o que foi aquele desgoverno”, disse. Temponi e Samuca já quase saíram, literalmente, no tapa, quando uma empresa representada pelo vereador não teve o contrato renovado com a prefeitura.

Novo app (I) – O prefeito Neto recebeu na quinta, 10, a visita do prefeito Eduardo Paes para tratar da implantação do aplicativo ‘Taxi.Rio.Cidades’, que envolve cerca de 100 taxistas volta-redondenses.

Novo app (II) – O aplicativo, para quem não sabe, permite que os passageiros acionem o serviço pelo smartphone a qualquer hora do dia e os taxistas deverão oferecer descontos da ordem de 20% a 40%. Os interessados devem baixar o app e fazer o pré-cadastro, que será validado na sede da STMU, na Rodoviária.
Hospital – Boatos dão conta que um dos grandes hospitais da região estaria sendo negociado com um concorrente direto. Uma das partes já disse que o boato é falso.

Automóveis – A Assembleia Legislativa aprovou o Projeto de Lei 4.915/21, de autoria dos deputados Luiz Paulo (Cidadania) e Subtenente Bernardo (PTB), que estabelece que o Certificado de Registro de Licenciamento Anual seja obtido, exclusivamente, pelo recolhimento da taxa de licenciamento anual. A proposta altera a Lei 8.269/18, que prevê que o licenciamento anual compreenda o recolhimento do Documento Único do Detran de Arrecadação (DUDA), referente ao licenciamento anual, da taxa de emissão de CRLV e do seguro obrigatório (DPVAT). “Com a evolução tecnológica e adoção do Certificado de Registro de Licenciamento Anual digital (CRLV-e) o documento em questão deixou de ser emitido em papel moeda. Configura-se como ilegal a manutenção de cobrança de taxa de emissão do CRLV sem que exista a contrapartida da prestação do serviço”, justificou Luiz Paulo.

Consórcios de saúde – Os consórcios públicos intermunicipais de Saúde poderão contar, a partir de agora, com a participação do governo do Estado do Rio. É o que prevê a Lei 9.447, já em vigor. Na prática, a iniciativa amplia e fortalece o atendimento à população fluminense. O texto indica que, nos casos de consórcios já constituídos, como o que envolve Volta Redonda e Barra Mansa, a participação do Estado será formalizada mediante celebração de termos aditivos aos respectivos protocolos de intenções e contratos.

Passaporte da vacina – O primeiro teste do ‘passaporte da vacina’ será no jogo entre Flamengo e São Paulo, marcado para o Raulino de Oliveira, às 17 horas de segunda, 15. Para ver a decisão do torneio, os torcedores terão que apresentar o comprovante de vacinação contra a Covid-19. Os comprovantes podem ser os digitais, como da plataforma do Sistema Único de Saúde (Conecte SUS) ou o próprio cartão de vacinação em papel. Poderão acessar o estádio somente aqueles que receberam pelo menos uma dose, cujo cronograma ainda não prevê a segunda dose.
Além do comprovante vacinal, haverá aferição de temperatura corporal e o uso de máscara é obrigatório. Álcool em gel estará à disposição dos torcedores.

Previous articleGRAMPOS
Next articleLazer
ARTIGOS RELACIONADOS

GRAMPOS

Grampos

Grampos

LEIA MAIS

COMENTÁRIOS RECENTES

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp