quinta-feira, novembro 25, 2021

Grampos

Mudança – A Volkswagen Caminhões e Ônibus acaba de criar a Diretoria de Relações Institucionais e Sustentabilidade. A nova área soma práticas de meio ambiente, responsabilidade social e governança (ESG) a atividades governamentais e institucionais. O diretor Marco Saltini se reporta ao presidente e CEO Roberto Cortes, e agora conta com a executiva Priscila Rocha (ver foto) para o foco da empresa em objetivos de desenvolvimento sustentável.

Arigó (I) – O prefeito Neto, pelo visto, não está nem aí para os riscos de ser acusado de preconceito nas redes sociais ao sancionar a Lei Municipal nº 5.869, aprovada pela Câmara, instituindo o Dia do Arigó em Volta Redonda. Será comemorado a partir do ano que vem, sempre no dia 5 de abril. Detalhe: no Dia do Arigó poderão ocorrer atividades relacionadas à cultura, ao turismo e à educação. Parágrafo único. Como parte das comemorações do Dia do Arigó poderão ser realizadas feiras de artesanatos, temáticas, exposições de artes, peças literárias (poemas, contos e crônicas), em locais a serem indicados pelo poder público, atividades nas escolas e circuitos turísticos por pontos estratégicos de Volta Redonda.

Arigó (II) – Para quem não sabe a história de Volta Redonda, Arigó foi o apelido dado aos operários que vieram trabalhar na construção da Usina Presidente Vargas. A maioria era do interior de Minas Gerais – quem vivia na roça, era um caipira, um roceiro – e acabou fixando residência na cidade do aço para continuar trabalhando na CSN. O termo não tinha nada de pejorativo, muito pelo contrário. Mas, com o patrulhamento nas redes sociais, e os exageros dos dias atuais, quando tudo que é passado pode ser julgado como politicamente incorreto, não se espantem se um engraçadinho qualquer não se insurgir contra a lei.

Arigó (III) – Há bem pouco tempo, o Arigó da CSN chegou a ser imortalizado em uma pintura em um dos prédios do Aterrado (ver foto), mas nem ele resistiu ao modernismo. Vale o registro: recentemente o aQui chegou a ser criticado ao usar a expressão Arigó em uma de suas capas para se referir aos metalúrgicos da CSN. Mostra que Neto pode ter mexido em casa de marimbondos.

Jaria (I) – Mais uma novidade do governo Neto. Decidiu criar a Junta Administrativa de Recursos de Infrações Ambientais (Jaria), que, até prova em contrário, terá funções idênticas às Jaris de trânsito, onde os cargos comissionados que delas fazem parte julgam – em reuniões com direito a jetons – se são provenientes ou não as multas aplicadas pela GM na cidade do aço. Os integrantes da Jaria ficarão encarregados de analisar as multas ambientais.

Jaria (II) – A primeira Junta de recursos do Meio Ambiente já foi nomeada. São eles: Anderson Silva de Azevedo, Celso José Carraro de Castro, Gizely Mirian Gomes, Sadoc Gangana Pessoa e Thaís da Silva Neto Nascimento. Na primeira reunião que fizerem vão eleger o presidente da Jaria.

Animais (I) – O vereador Betinho Albertassi conseguiu convencer seus colegas do Parlamento a aprovar a Lei Municipal Nº 5.867, que torna obrigatória “a prestação de socorro aos animais atropelados pelo atropelador no âmbito do Município de Volta Redonda”. Ou seja, todo motorista, motociclista e ciclista que atropelar qualquer animal nas vias públicas da cidade do aço será obrigado, a partir de agora, a prestar socorro ao bichinho. Quem não ajudar será multado, desde que seja pego pela GM, né?

Animais (II) – Betinho, que não é bobo, prevê na lei que a prefeitura faça parcerias com órgãos estaduais e federais para a melhor fiscalização e aplicação das multas. Será que vai adiantar?

Animais (III) – Chegado a Neto, o vereador espera que o prefeito regulamente a Lei no prazo de 60 dias a contar da publicação, que foi feita em 25 de outubro. Quer, inclusive, que o valor de referência da lei fique bem claro.

CSN – A secretaria de Meio Ambiente de Volta Redonda concedeu licença à CSN (edital 224/2021) para usar neobrita em alguns trechos das estradas internas da Fazenda Santa Cecília, no local denominado Fazendinha, em uma extensão de 10 km. Neobrita, para quem não sabe, é a escória – subproduto da CSN.

Concreto – Já pelo Edital 243/2021, a secretaria de Meio Ambiente autorizou a CSN a instalar e operar uma central de concreto no interior da Usina Presidente Vargas, com validade até 23 de agosto de 2026. Será que, além dos sacos de cimento, a empresa também vai passar a vender concreto bruto?

Levaram – Os moradores da Rua 154, no Laranjal, já estão mais tranquilos. O veículo que estava abandonado no bairro foi retirado já na manhã de sábado, 30, dia em que o aQui circulou com a notícia de que o carro tinha sido deixado na via há mais de uma semana. Sumiu e ninguém sabe dizer de quem era e para onde foi.

PIX (I) – Os planos privados de saúde e odontológicos, individuais ou coletivos, poderão ser pagos, a partir de agora, por PIX, boleto digital e cartão de crédito. É o que prevê a Lei 9.444, sancionada pelo governador Cláudio Castro. A nova regra amplia as formas de pagamento, beneficiando os consumidores do estado do Rio de Janeiro. Assim, fica a critério do cliente a melhor opção para quitar o plano.

PIX (II) – As operadoras que não cumprirem a determinação ficarão sujeitas a multas a partir de R$ 740, como prevê o Código de Defesa do Consumidor (CDC). Os valores serão revertidos para o Fundo Especial de Apoio a Programas de Proteção e Defesa do Consumidor (Feprocon). A lei é de autoria da deputada Martha Rocha (PDT).

‘Mutirão pela vida’ (I) – Na sua entrevista de quinta, 4, ao programa Dário de Paula, o prefeito Neto surpreendeu ao afirmar que ontem, sexta, 5, a prefeitura de Volta Redonda teria 30 mil doses de vacinas para aplicar na Ilha São João durante um super drive-thru que seria realizado das 8 às 22 horas. “Nós queremos aplicar todas elas, mas pelo menos 15 mil é a nossa previsão para amanhã”, anunciou.

‘Mutirão pela vida’ (II) – O horário estendido, segundo Neto, seria para facilitar a vida de quem não poderia se ausentar do trabalho diurno, entre outras. “Nós decidimos levar até às 22 horas para poder atender a todos os professores da rede pública e particular. Todos vão poder tomar a terceira dose. Isso é fundamental, e não é só para professor, é para todos os profissionais da |Educação. Vamos oferecer a terceira dose para todo mundo que tomou a segunda dose antes de 15 de agosto”, disse, calculando o público-alvo como em torno de 7 a 8 mil profissionais a serem vacinados.

‘Mutirão pela vida’ (III) – Para ter um estoque de 30 mil doses, Neto confessou a Dário de Paula que sua secretária de Saúde, Conceição Souza, teria pedido a doação de vacinas nas cidades vizinhas. “Vou contar pra você o que a maluca da minha secretária fez. Ela conseguiu essas vacinas em municípios (vizinhos, grifo nosso)”. “Nós vamos gastar a nossa vacina”, sentenciou, batizando o evento de ‘viradão pela vida’.

Máscara – Garantindo a Dário de Paula que a prefeitura respeita todos os decretos, todas as decisões (que venham de cima, grifo nosso), Neto anunciou que estaria fazendo mais algumas concessões no combate à Covid-19. “Nós não abrimos mão do uso de máscaras, mas vamos estender, abrir mais ainda o nosso decreto, principalmente para (atender) igrejas e templos. Mas a obrigação da máscara continua”, ressaltou, anunciando que a partir de ontem, sexta, 5, iria permitir a reabertura dos templos religiosos com a possibilidade da presença de 100% dos fiéis.

Vacinas (I) – Para Neto, só existe uma maneira de se evitar a Covid-19. “É usando máscara para diminuir a mortalidade nesse país”, pontuou, voltando a falar ‘da maluca da sua secretária de Saúde”, como brincou ao se referir aos ‘feitos’ de Conceição Souza. “A Conceição foi muito feliz em buscar (vacinas) nos outros municípios. Quem tem dose sobrando e está prestes a vencer, o município de Volta Redonda tem capacidade de aplicar”, avaliou. Ou seja, entre as vacinas que Volta Redonda recebeu, milhares estariam prestes a vencer.

Vacinas (II) – A decisão da ‘maluca secretária de Neto’, como ele a definiu, foi contestada por uma fonte do aQui. Ela garante que a doação é ilegal e entende que Volta Redonda pode ter dado um tiro no pé, ao aceitar imunizantes próximo do vencimento. Outra fonte, entretanto, garante que segundo o próprio Estado, não haveria qualquer ilegalidade ou irregularidade na questão. As doações seriam permitidas entre cidades, desde que as vacinas não estejam vencidas.

Vacinas (III) – A prefeitura de Volta Redonda foi procurada para explicar melhor o caso das vacinas que recebeu de cidades vizinhas. E confirmou que recebeu cerca de 15 mil doses prestes a vencer. “Vencem até domingo (dia 7), mas podem ser usadas sem qualquer risco para quem for vacinado”, disse Rafael Paiva, secretário de Comunicação.
Vacinas (IV) – Segundo o jornalista, as vacinas vieram de várias cidades da região metropolitana. “Não sei ao certo, mas de São Gonçalo eu tenho certeza”, comentou, aproveitando para tranquilizar a população. “Só vieram vacinas com datas válidas. Só existem riscos se a vacina estiver vencida, o que não é o nosso caso”, reafirmou. “Nenhuma dose vencida será aplicada”, disparou.

3D – Rafael garantiu ainda que a prefeitura de Volta Redonda vai manter o esquema de vacinar todas as pessoas que já tomaram duas doses de qualquer vacina, ou dose única, até o dia 15 de agosto, independentemente de faixa etária. A ideia, segundo ele, é ir reduzindo gradativamente os prazos. “Vamos continuar vacinando com a terceira dose todas as pessoas de 50, 40, 30 , 20 e até 12 anos, quando atingirem o prazo de seis meses da última vacina que recebeu”, detalhou.

Carro – Se a prefeitura de Volta Redonda está mesmo no vermelho, seria bom o prefeito Neto avisar a todos os seus secretários. Cláudio Franco, por exemplo, da Administração, quer comprar um carro zero por mais de R$ 76 mil. A licitação vai ocorrer em 18 de novembro. Ah, o veículo tem que ser ‘zero bala’, 2021/2022, álcool e gasolina e até com… kit multimídia com tela LCD de oito polegadas.

Dinheiro – Por falar em crise, Neto colocou à venda mais um terreno no parque industrial de Três Poços. A licitação será em 10 de dezembro. Trata-se de uma área de 2.219,40m², que deverá ser utilizada para o fim de industrialização, produção e a comercialização de produtos químicos orgânicos, inorgânicos, de metais e soldas biodiesel, respeitando a Concessão de Direito Real de Uso. O município espera receber mais de R$ 516 mil.

Transporte – A Câmara de Volta Redonda não desiste de atazanar a vida dos empresários de ônibus e marcou para o próximo dia 17, às 18 horas, a realização de mais uma audiência pública sobre o tema. O pedido dessa vez foi do vereador Hálison Vitorino. Fica a pergunta: por que não pressionam o prefeito a atender aos pedidos dos empresários para que, aí, possam investir na frota?

Assessoria – Essa é para o vereador Jari (PSB): tem assessor do parlamentar se comportando como se o parlamentar já tivesse vencido a eleição do ano que vem para deputado estadual. Menos, companheiros, bem menos.

Carinho – O vereador Vair Duré (PSC), que era aliado do ex-prefeito Samuca Silva, anda querendo agradar o novo Chefe do Executivo. Tanto que fez dois requerimentos para envio de Moção de Congratulação e Aplausos para o prefeito Neto e para o vice-prefeito Sebastião Faria. O motivo: os serviços prestados pela cidade.

Obras – O vereador Jorginho Fuede (PSDB) anda com uma pulga atrás da orelha: quer saber do prefeito Neto o motivo das obras de reforma da Rua 33 estarem paradas, e quando elas serão retomadas. Tem mais. Quer saber se o projeto de modernização da via foi discutido com os moradores e comerciantes do bairro. Será?

Holofote – A possível candidatura do prefeito Rodrigo Drable à Câmara ganhou holofotes na imprensa carioca. O jornal Extra publicou que Drable já teria recebido diversos convites para encarar o pleito. Detalhe: o jornal disse que o governador Cláudio Castro teria falado que, caso o prefeito de Barra Mansa encare o desafio, ele seria “seu” candidato. Tá com moral.

Força – A Covid-19 em Volta Redonda deve, de fato, ter acabado. É que a força-tarefa criada para fiscalizar as medidas de combate ao vírus está sendo desmontada.

Táxis – Na sua entrevista semanal obrigatória ao programa Dário de Paula, o prefeito Neto anunciou a visita do prefeito Eduardo Paes à cidade do aço. Será na quarta, às 18 horas. “Ele vem a convite do Deley (ex-deputado), para assinar um acordo com os taxistas para o início das operações de um aplicativo que funciona na cidade maravilhosa e que será estendido para Volta Redonda”, justificou.

Melou – Para surpresa geral, na entrevista, Neto confirmou que a famosa obra de recuperação da Rua 33 já parou. Motivo: a empresa que venceu a licitação pediu um aditivo (acréscimo) de valor e Neto negou. Para não ficar no prejú, a empresa largou o serviço. “Nós estamos rescindindo o contrato com a empresa. Ela não está tendo condições de fazer”, comentou. “Entrou na concorrência, ganhou, deu um preço baixo demais e aí não aguentou, né?”, perguntou Dário. “Não aguentou, pediu um aditivo”, respondeu o prefeito.

Solução – Segundo Neto, a obra de revitalização da Rua 33 será licitada novamente. E, segundo ele, isso vai permitir que o projeto seja melhorado. “Vamos melhorar um pouco o projeto. Vamos trocar toda a tubulação de água e esgoto da 33”, disse. “Nós vamos colocar gás e já chamamos a CEG para uma reunião, e o que é melhor, toda a fiação da 33 vai para debaixo da terra”, acrescentou, aproveitando para dizer que a licitação original foi de R$ 3 milhões e 900 mil e agora, com os acréscimos, deverá chegar a R$ 4 milhões e 200 mil. “A empresa ganhou por R$ 3 milhões e 300 e queria um aditivo, queria um realinhamento de 1 milhão de reais”, comentou. “Como não íamos conseguir de forma alguma atender o que ela quer, foi melhor, em vez de estar brigando, rescindir o contrato amigavelmente”, detalhou.

5G – A cidade do aço está entre as 19 do país aptas a receber a instalação de antenas para operação do 5G, segundo dados da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), que destacou as cidades que já contam com legislação para poder instalar as antenas e operar a nova tecnologia móvel. O leilão para operação de três lotes da faixa 3,5 GHz do 5G foi realizado na última quinta-feira, 4, pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações), tendo como vencedoras as operadoras Claro, Vivo e Tim.

Sem emenda (I) – A sessão de quinta, 4, que tratou do abono de R$ 5 mil a ser pago aos professores, anunciado pelo prefeito Neto, foi tensa. Um pequeno grupo de funcionários, que não vai ver a cor do dinheiro do Fundeb, tentou pressionar os vereadores. Não deu certo.

O anti-herói – Quem garantiu a vitória de Neto não foi Temponi, líder do governo. Foi o vereador Dinho, que chegou a discutir com um funcionário da escola, chamando-o pra briga. Foi o suficiente para acalmar os ânimos e encerrar a discussão do jeito que o Palácio 17 de Julho queria.

Até que enfim (I) – Uma boa notícia: o vereador Renan Cury anunciou que, atendendo seu pedido, a prefeitura de Volta Redonda vai voltar a fazer cirurgias de estrabismo pelo SUS. Os primeiros atendimentos serão feitos já a partir deste sábado, 6, no anexo da FOA no Hospital do Retiro. “Isso vai mudar a vida das pessoas de uma forma extraordinária, principalmente das crianças, pois muitas não conseguem conviver com os casos de bullying escolar que enfrentam. Desde 2012 não havia cirurgia de estrabismo na cidade”, justificou. Ele está certo.

Feira livre – A partir deste final de semana, a Feira Livre voltará a ocupar as antigas áreas do Aterrado, no sábado, e da Vila, no domingo.

Previous article‘Só falta o Saae’
Next articleGame Over (II)
ARTIGOS RELACIONADOS

GRAMPOS

GRAMPOS

Grampos

LEIA MAIS

COMENTÁRIOS RECENTES

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp