Grampos

Cimenteira – A CSN acaba de inaugurar sua unidade de cimentos localizada em Arcos (MG). O investimento foi de R$ 1,6 bilhão. A unidade poderá produzir até 2,3 milhões de toneladas de cimento por ano.

Avaliação (I) – O poderoso presidente da CSN, Benjamin Steinbruch, foi bem sincero na terça, 13, em seu artigo semanal na Folha. “Vai aí, para otimistas e pessimistas, um artigo que gostaria de nunca ter escrito. Sinto, todavia, a obrigação de dizer: 2016, que afinal está terminando, ficará para a história como o ano em que o Brasil deu errado… É irresponsável – e não há outra palavra para qualificar isso – ficar assistindo à queda de produção nacional de 3% neste ano sem nada fazer”, pontuou.

 Avaliação (II) – Steinbruch foi além. Entende que o Brasil perdeu um PIB do tamanho do Uruguai, estimando a perda em R$ 180 bilhões ao ano. E lembra que o desemprego já atingiu 12 milhões de pessoas (incluindo milhares de voltarredondenses, grifo nosso), mas que continua a crescer. BS defende um choque de juros com a redução da Selic em pelo menos 2 pontos percentuais.  “O impeachment da presidente Dilma Rousseff paralisou o país. As reformas que poderiam dar algum alívio a custos de negócios nada avançaram. A indústria foi entregue à sua própria sorte, e nada se fez de importante a favor do emprego”, lamenta.

Acordo coletivo – Na quinta, 15, o Sindicato dos Metalúrgicos encerrou as negociações para a renovação do acordo coletivo 2016/2017 dos trabalhadores da base do MetalSul e ficou acertado um reajuste salarial para quem ganha acima do piso, dividido em três prazos: 3% retroativos a 1° de outubro de 2016; 3% no dia 1° de janeiro e outros 4% em março de 2017. O piso também foi reajustado em três etapas, conforme tabela abaixo: 

tabela

 

Investimentos – A Votorantim vai implantar em Barra Mansa, em 2017, uma central de distribuição e vendas do grupo para toda a região Sul Fluminense e ainda a zona da mata mineira. O anúncio foi do diretor da empresa para a América do Sul, Marcelo Passos, em reunião com empresários que compõem o Conselho de Desenvolvimento Econômico de Barra Mansa. No encontro, Marcelo até garantiu que a fábrica da Votorantim na cidade não será fechada, disse, tentando desmentir boatos que davam como certo o fechamento da unidade. “Os últimos dois anos foram desafiadores para o setor siderúrgico. Infelizmente, em outubro tivemos que paralisar as operações da aciaria da unidade diante da redução na demanda por aços longos no país. Mas a previsão é que a reativação ocorra já em janeiro de 2017”, prometeu. “A operação da fábrica no município é estratégica para a companhia”, ressaltou. Quanto aos funcionários que foram transferidos para a Votorantim Resende, na época da desativação da aciaria, Marcelo Passos disse que eles voltarão para Barra Mansa.

 

Transnordestina – Benjamin Steinbruch conseguiu R$ 430 milhões do governo Federal para tocar mais um trecho da ferrovia Transnordestina. As obras se arrastam há mais de 10 anos e fazem parte do PAC do governo Lula. A ferrovia vai ligar os estados do Piauí, Ceará e Pernambuco.

inaug-memorial-olimpico-no-estadio-15-12-16-6

Memorial Olímpico (I) – O prefeito Neto inaugurou na manhã de quinta, 15, o Memorial Olímpico no Estádio Raulino de Oliveira, onde está exposta uma réplica da tocha olímpica que passou pela cidade do aço durante o revezamento. A cerimônia contou com a presença da secretária de Esporte e Lazer, Rose Vilela (que está prestes a assumir pasta semelhante em Barra Mansa), além dos idealizadores do memorial: Cláudia Freitas (arquiteta responsável pelo projeto) e o professor José Eduardo Rezende (assessor especial de Gabinete). “Na época que a tocha olímpica passou por Volta Redonda, os organizadores falaram que a cidade preparou com dignidade a passagem dela. E agora, prestamos uma homenagem àquele evento. Com certeza vai marcar. Resumindo em uma palavra: maravilhoso”, disse Neto.

 

Memorial Olímpico (II) – Medindo cerca de 2 metros com a réplica da tocha, o Memorial Olímpico está sobre um pedestal de mármore e é feito de alumínio pintado na cor verde e todo iluminado com lâmpadas LED. Nele estão afixadas placas com os nomes dos condutores da tocha em Volta Redonda, um texto com um trecho sobre a Olimpíada e outro sobre o trajeto da tocha pela cidade. “Quando me pediram para idealizar o memorial, comecei a rabiscar no papel e achei que tinha que ser alguma coisa que desse uma sensação de elevação, como a pessoa eleva a tocha para acender a pira olímpica. Utilizamos o verde, primeiro porque é a cor do Brasil, da nossa bandeira. Também é uma cor que estava em todas as logomarcas olímpicas”, disse a arquiteta Cláudia Freitas. O Memorial Olímpico está em exposição permanente no saguão do Acesso Branco do estádio, que fica localizado na Rua 545, s/nº, bairro Jardim Paraíba.

casamento-comunitario-1

Casamento Coletivo (I) – A secretaria de Ação Comunitária (Smac), em parceria com a Defensoria Pública do Estado do Rio e com os cartórios do 1º e 2º Ofício de Volta Redonda, promoveu na tarde de quinta, 15, o Casamento Social Gratuito de 328 casais. A cerimônia de união dos casais, todos vivendo juntos há pelo menos dois anos, foi realizada, no Cine 9 de Abril, pelo juiz de Paz José Nereu Militão (na foto) e um juiz de Paz assistente. Cada casal teve direito a levar três convidados. O evento contou com a presença do prefeito Neto e do secretário de Ação Comunitária, Munir Francisco.

 

Casamento coletivo (II) – Numa referência ao projeto do Casamento Social Gratuito desenvolvido pela Smac, o prefeito Neto – muito aplaudido pelos noivos e convidados – agradeceu ao juiz de Paz José Nereu, aos casais que acreditaram no projeto, e desejou a todos “um feliz Natal e feliz 2017”. “Continuem acreditando em Volta Redonda, porque é uma cidade diferente, justamente porque as pessoas confiam no potencial de crescimento e numa melhor qualidade de vida aqui construídos”, disse.

anexos_checkurl-jpg

Vai Thiago!!! – O medalhista olímpico Thiago Pereira estará amanhã domingo, 18, às 10 horas, em Volta Redonda para inaugurar sua estátua. A homenagem ao maior vencedor da história da natação brasileira será no Parque Aquático da Ilha São João. A obra da artista plástica Dilma Carvalho tem a mesma altura de Thiago – 1,85 m – e foi feita por meio de um molde positivo em argila, depois fundida em resina de poliéster e fibra de vidro. A estátua foi concluída em 40 dias. ‘’Ela foi feita em homenagem a esse menino tão querido para o povo de Volta Redonda. Ele é um orgulho para todos nós. Ela foi feita em agradecimento pela difusão do nome da cidade pelo mundo através do potencial do Thiago Pereira’’, disse Dilma Carvalho.

A mãe de Thiago Pereira, Rose Vilela, adorou. ‘’O Thiago vai se emocionar com a estátua. Ficou muito bonita. Ele merece’’, pontuou.

 

Fazendo m… – Tem secretário do primeiro escalão do prefeito Neto que – só pensando  onde vai trabalhar a partir de 1º de janeiro – anda espalhando m… pelos corredores do Palácio 17 de Julho. O pior é que quem paga o pato é o próprio prefeito Neto. Menos, companheiro, bem menos, afinal o salário de dezembro ainda é por conta de Volta Redonda. Ou já recebeu?

 

Angra dos Reis – José Carlos Abreu, secretário de Fazenda de Volta Redonda, deve assumir um cargo na prefeitura de Angra dos Reis com o prefeito eleito Fernando Jordão. Pode ser titular ou sub. Só o tempo dirá. 

 

Absurdo (I) – Antes de deixar o Palácio, Abreu mandou avisar aos contribuintes com débitos atrasados com o Palácio 17 de Julho – como IPTU, ISS, ITBIM – que eles têm até o próximo dia 29 para quitar as dívidas com os valores vigentes no ano de 2016. Tem mais. Quem deixar para efetuar o pagamento em janeiro de 2017 será penalizado, pois a dívida terá um acréscimo de 20%, mais o IPCA, que é a inflação do período, que pode chegar a 6,5%. Isso é sacanagem! Nem agiota cobra tanto de multa.

 

Absurdo (II) – Não satisfeito, Abreu também mandou dizer que os contribuintes que não pagarem os impostos poderão ter o nome protestado. “Além destes acréscimos, o contribuinte estará sujeito a protesto por estar na dívida ativa. O devedor poderá ter restrição total, inclusive bancária”, disparou. O detalhe é que o Palácio 17 de Julho nunca foi tão rigoroso assim. “O Abreu deve estar tomando remédio errado”, ironizou uma fonte. É. Pode ser. 

 

Absurdo (III) – O ainda secretário de Fazenda de Volta Redonda salienta que o contribuinte deve efetuar o pagamento até o dia 29, já que na sexta, 30, a rede bancária não estará funcionando. “Além de ficar em dia com a prefeitura, os cidadãos contribuem para que a cidade ganhe mais investimentos como obras e serviços”, pontuou José Carlos de Abreu, fazendo média com o seu chefe. Ou seria com Samuca, que acabará sendo beneficiado se houver uma corrida aos bancos, não é mesmo?  

 

Na praia – Mais um da equipe de Neto que deve ir para Angra dos Reis: Carlos Macedo, o polêmico secretário de Administração do Palácio 17 de Julho. Fernando Jordão, prefeito eleito, teria até pensado em levar Franco, o mais odiado dos assessores de Neto. Foi desaconselhado e teria cancelado o convite. Maldade… 

 

Da série… – O que teria levado a direção da CDL-VR a publicar no dia 12 de dezembro uma errata de um edital que ela veiculou em jornais do dia 12 de novembro? Ou seja, 30 dias depois. Estranho, não é?

 

Fechadas – Um leitor do aQui, interessado em abrir uma loja na região da 207, foi para o bairro à  procura de um imóvel para alugar. Só no trecho da Rua 207 encontrou 20 lojas, podendo escolher tamanho e localização. O preço, diz ele, podia ser negociável em todas elas. Sai, Satanás!

 

Orçamento 2017 – A Câmara votou na segunda, 12, em primeira votação,  a Lei Orçamentária para 2017, com previsão orçamentária de R$ 965 milhões em arrecadação, dinheiro que Samuca teoricamente terá para administrar a cidade do aço.  O vereador Pedro Magalhães, presidente da Comissão de Finanças da Câmara, fez um amplo estudo mostrando que a previsão orçamentária é pura ficção, que nunca arrecada o que prevê. Só que na hora de aprovar o percentual que Samuca terá para movimentar sem pedir autorização dos vereadores, Pedro, a velha raposa, apresentou duas emendas:  com percentuais de 10% e 12,5%. Dá para entender?

 

– O vereador Pedro Magalhães reclamou bastante pelo fato de Samuca da Silva, a quem prometeu apoio na campanha eleitoral, não ter procurado a Câmara (ele, é claro) para saber detalhes sobre o Orçamento que a equipe do prefeito Neto preparou para ele. Não satisfeito, disse que o orçamento está superestimado e que o governo Samuca terá que ter bastante cuidado na hora de gastar os recursos. 

 

Maldade – O ex-prefeito, atual vereador, Paulo Cesar Baltazar definiu assim a nova administração na questão de recursos: “Ele pensa que terá (recursos) para fazer o que quer fazer, mas não terá como fazer”. É. Pode ser.

 

Sem reajuste – Na sessão que aprovou, em primeira discussão, o Orçamento de 2017 encaminhado por Neto para prevalecer no governo Samuca, um detalhe passou despercebido pela maioria: a peça orçamentária não prevê nenhum reajuste salarial para o funcionalismo público municipal. Ou seja, no ano que vem, os servidores terão zero de aumento salarial.

 

Ficou – Como já era de se esperar, o vereador eleito Luciano Mineirinho (PR) venceu a guerra que travava na Justiça com seu colega de partido, Geraldinho Libório. Ele foi denunciado por Libório por ter supostamente utilizado um trio elétrico na campanha eleitoral, o que não é permitido. O juiz eleitoral André Aiex Martins, da 131ª Zona Eleitoral, julgou improcedente a ação. “Sempre tive a certeza de que não tinha violado a lei, entretanto deixei a decisão nas mãos de Deus e do Juiz. Meu sorriso estava congelado”, celebrou o vereador eleito com 2,7 mil votos. Caso fosse condenado, Mineirinho deixaria sua cadeira para Libório. Agora já pode rir , afinal ri melhor quem ri por último, não é mesmo?

 

Apreensão – Enquanto Mineirinho era julgado na Justiça Eleitoral, o clima era de apreensão na Câmara de Volta Redonda. Isso porque se o vereador do PR fosse condenado, ele perderia seus votos e o quociente eleitoral seria alterado. Com isso, tinham chances de serem eleitos o vereador Sukinho (PSD) e Pedro Magalhães Filho (PSDB). Ficaram sem rir.

 

Condição – Por falar em Mineirinho, ele é muito amigo de Samuca, tanto o prefeito eleito é seu padrinho de casamento. Ao ser questionado se poderia assumir um cargo no primeiro escalão do governo verde, o parlamentar se saiu com essa. “Só se o Geraldinho Libório for expulso do PR”, brincou. É. Tem razão.

 

Negou – O vereador Jari (PSB) negou que tenha ficado irritado com o prefeito eleito Samuca, como publicou o aQui na semana passada. Tem mais. Garante que, mesmo fazendo parte do ‘Grupo dos 13’, vai fazer parte da base parlamentar verde. “Eu o ajudei na campanha, então é coerente essa minha posição”, jurou. Então tá!

 

Empréstimo – A Associação Comercial, Industrial e Agropastoril de Volta Redonda, a Aciap, vai receber R$ 50 mil da prefeitura de Volta Redonda. Motivo: aluguel de um imóvel, no Aterrado, embaixo da sede da entidade para o projeto Telecentro Comunitário. O contrato de aluguel é de um ano.

 

Dá série… – Quando a Aciap vai realizar algum evento na Ilha São João, como o Liquida VR, a prefeitura não cobra aluguel da entidade. Os empresários bem que poderiam retribuir a gentileza, não é mesmo?

 

Pena – Durante a semana, o Cais do Aterrado ficou sem suco e leite que oferece aos pacientes internados.

dsc_0599

Diplomação (I) – Samuca Silva, o vice Maycon Abrantes e os 21 vereadores eleitos foram diplomados na quinta, 15, pela Justiça Eleitoral. A cerimônia, presidida pelo juiz eleitoral André Aiex Martins, da 131ª Zona Eleitoral, aconteceu no Fórum de Volta Redonda. “Na função dos seus mandatos, pensem nos cidadãos que os colocaram nesse lugar tão importante”, discursou o juiz, que teve o vereador Edson Quinto (PR), presidente da Câmara de Volta Redonda, o acompanhando na mesa principal.

 

Diplomação (II) – Nenhum político eleito, nem Samuca, discursou durante a cerimônia de diplomação. O que chamou a atenção de muitos, pois em 2012, quando da reeleição do prefeito Neto, o peemedebista pôde usar da palavra.

 

Diplomação (III)– Ao final do evento, e depois de tirar inúmeras fotos, Samuca Silva concedeu uma pequena coletiva de imprensa. Emocionado, disse que tem uma gratidão enorme para com os voltarredondenses. “Ninguém acreditava nessa eleição, mas eu acreditava. A sensação que sinto agora é de muita emoção, passa um filme na cabeça, uma retrospectiva”, destacou. A posse oficial acontecerá, entretanto, em 1º de janeiro, às 10 horas, na Câmara de Volta Redonda. Samuca espera que Neto compareça para lhe transferir o cargo. “Eu gostaria muito. Ele é o maior prefeito da história de Volta Redonda até agora e tem uma grande história. Acho que a população ficaria honrada”, completou Samuca.

 

Cadê? – Samuca ainda revelou que ainda não encontrou a pessoa ideal para assumir a direção-executiva do Serviço Autônomo de Água e Esgoto. “Temos a preocupação em acertar em todos os níveis, então não há ansiedade. Podemos nomear temporariamente algum servidor de carreira”, pontuou. “O Saae é uma referência, há questões pontuais que identificamos durante a transição, então estamos buscando o melhor nome”, completou Samuca.

 

 

Deixe uma resposta