Grampos

Marketing – Além de patrocinar as transmissões da rádio Jovem Pan, a CSN comprou uma cota de patrocínio do SBT para a transmissão dos jogos da Copa América 2021. Benjamin Steinbruch, pelo visto, não teme a choradeira da TV Globo.

Condomínio de aço – O Sindicato dos Metalúrgicos ainda não começou a pesquisa que vai fazer junto aos trabalhadores da CSN para saber a opinião deles quanto à proposta de construção de casas financiadas com o apoio da siderúrgica. A pesquisa iniciaria no dia 15 último, mas o Sindicato ainda está conversando com os bancos, em busca de um melhor financiamento para aquisição das moradias.

14º salário (I) – O senador Paulo Paim usou uma carta que recebeu da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Volta Redonda e da Federação das Associações dos Aposentados e Pensionistas do Estado do Rio para defender a aprovação do seu projeto de lei que institui, ainda este ano, o 14º salário para aposentados e pensionistas. Paim cita, nominalmente, Rômulo de Carvalho, diretor previdenciário da AAP-VR (na foto), e Yedda Gaspar, presidente da Faaperj, como autores do documento que mostra o empobrecimento brutal das pensionistas brasileiras.

14º salário (II) – O PL ganhou força nos bastidores do Senado após a sanção do presidente Jair Bolsonaro ao projeto que antecipou o 13º dos aposentados. Na prática, os beneficiários seriam segurados e dependentes do INSS que recebem auxílios, como doença, aposentadoria, acidente, reclusão ou pensão por morte. O projeto mostra que 85 mil pessoas devem ser beneficiadas e R$ 42 bilhões devem ser injetados na economia do país.

14º salário (III) – Na carta encaminhada ao senador Paulo Paim (e também aos deputados federais), Rômulo de Carvalho e Yedda Gaspar lembram que cerca de 70% dos mortos por Covid-19 são idosos, e que a maioria sustentava a família. Tem mais. Que por causa da famigerada reforma da previdência, os pensionistas terão cortados quase 50% de sua renda familiar.
Emendas (I) – A Câmara de Volta Redonda aprovou na terça, 15, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2022. O vereador Renan Cury (foto) conseguiu, vejam só, aprovar 100% das emendas que apresentou para a área de saúde do município. “Estamos em um momento muito difícil, e a saúde é prioridade total. Com a ampliação de leitos no Hospital do Retiro e o aumento no fluxo de pacientes, direcionei a aquisição de ambulância para atender a unidade, assim como um carro para a Saúde”, detalhou Renan.

Emendas (II) – Renan foi além. “Também buscamos a aquisição de um retinógrafo com angiofluoresceinografia. Esse exame tem sido feito fora de Volta Redonda e auxilia na identificação e no diagnóstico de lesões ou anomalias de retina, sendo indicado para pacientes com retinopatia diabética, oclusões vasculares retinianas, alterações na retina por hipertensão arterial, alterações da mácula, tumores oculares e trombose”, acrescentou.

Saúde (I) – Renan Cury, que está em seu primeiro mandato, tem acompanhado de perto os problemas de saúde em Volta Redonda. E não deixa por menos: o maior deles ‘continua sendo a falta de médicos’.

Saúde (II) – O vereador aproveitou para revelar que esteve, logo após a sua posse, em janeiro, acompanhando o prefeito Neto e o deputado federal Dr. Luizinho até o Rio de Janeiro, onde os três conversaram com o governador Cláudio Castro sobre a situação delicada do município. “Saímos da reunião com R$ 50 milhões para a Saúde, que possibilitaram quitar os salários dos funcionários e fazer o pagamento em dia. O Dr. Luizinho foi fundamental nessa conversa e agradeço ao governador pelo carinho com que tem tratado Volta Redonda”, pontuou Renan.

Saúde (III) – Provocado pelo aQui a explicar a situação, Renan Cury contou que na época o prefeito Neto foi aconselhado a decretar estado de calamidade pública devido à pandemia de Covid-19. E, por conta disso, o município teve direito a participar de um repasse milionário do Tesouro Estadual a partir de fevereiro. Para a cidade do aço foram destinadas 6 parcelas de R$ 7 milhões e uns trocados. “Os recursos foram usados para o pagamento dos salários do funcionalismo da área da Saude”, acrescentou. Ou seja, até julho, o pagamento dos servidores de Volta Redonda está garantido, destaca Renan Cury.

Cedae – Renan contra outra boa novidade da reunião que teve com Neto, Luizinho e o governador Cláudio Castro. “O governador prometeu que, se a Cedae (companhia de águia) fosse vendida, ele destinaria R$ 90 milhões para as obras de Mobilidade Urbana em Volta Redonda”, destacou. “Como a Cedae foi vendida…”, completou o vereador. Para quem sabe ler nas entrelinhas…

PT – O vereador Walmir Vitor também fez bonito na discussão sobre a LDO e conseguiu aprovar 70 emendas à Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2022. Entre as emendas, a reforma de várias escolas, complexos esportivos, creches, praças e postos de saúde de diversos bairros. Ou seja, ‘cercou por todos os lados’, como se diz na gíria do jogo do bicho.

Fim da festa – A Guarda Municipal agiu rápido na manhã de sábado, 12, e conseguiu flagrar cinco pessoas que estavam usando uma quadra da Praça Moub Ugliose Telles, no Laranjal, como moradia. Três deles aceitaram retornar ao Centro Pop, no Aterrado, mas dois preferiram ficar nas ruas. Abandonaram para trás tudo o que tinham de móveis, inclusive uma cama de casal, como mostra a foto, roupas, frutas e legumes. O material foi levado para um depósito municipal.

Na Vila – O comandante da GM de Volta Redonda (GMVR), João Batista dos Reis, que continua com a cabeça a prêmio entre seus subordinados, esteve com representantes da Associação de Moradores da Vila Santa Cecília. A presidente da associação, Quênia Fernanda Braga Esteves, reclamou dos constantes atos de vandalismo e depredação do patrimônio público nas praças do bairro, geralmente à noite. João Batista prometeu aumentar o patrulhamento na Vila, especialmente na Praça Japão e no Jardim dos Inocentes, que não tem nada de inocente.

Da série ‘perguntar não ofende’ – O que leva o comando da GM a destacar cerca de 10 GMs para patrulhar a Avenida Amaral Peixoto, como aconteceu no domingo passado (13), por volta das 8 horas? Nesse horário, a avenida estava deserta e não se via uma alma penada fazendo compras.

Animais – Alguém saberia dizer o significado de ‘acumuladores de animais’, termo usado em um release da secretaria de Meio Ambiente de Volta Redonda sobre doação de animais que teria ocorrido no domingo, 13?

A4 – A prefeitura de Volta Redonda vai gastar R$ 91.700 durante o ano com a compra de papel A4 para atender a demanda de todos os departamentos da secretaria de Administração. “A sua falta pode acarretar na descontinuidade ou na ineficiência do serviço público”, justifica Claudio dos Santos Franco, titular da pasta ao quebrar a ordem cronológica de pagamento da despesa.

Mudanças – O Conselho de Administração da CSN mudou a composição da diretoria executiva da empresa, que passa a ser comandada por: Benjamin Steinbruch, como diretor presidente, e pelos diretores Luis Fernando Barbosa Martinez, David Moise Salama, Eduardo Gotilla, Milton Picinini Filho e Stephan Heinz Josef Victor Weber, e ainda pelo diretor de finanças e de Relações com Investidores, Marcelo Cunha Ribeiro.

Vai vendo – Coisas difíceis de se entender: um determinado deputado federal fluminense apresentou uma proposta de moção de aplausos aos policiais envolvidos no caso do menino Henry, agredido e morto pelo padrasto. É um direito dele, e os homenageados mereceram. Mas fica a pergunta: os policiais de Porto Real que elucidaram o assassinato da pequena Ketelen, de 6 anos, também foram homenageados?

Gripe – A OAB-VR promove na segunda, 21, em sua sede, uma campanha de vacinação contra a gripe aos advogados de Volta Redonda. Será das 10 às 16 horas, em sistema drive-thru.

Artistas – A prefeitura de Volta Redonda está aceitando inscrições de artistas especializados na área do grafite e que queiram participar do chamamento público Nº 002/2021. As inscrições vão até o dia 5 de julho e as contratações serão definidas no dia seguinte, 6 de julho. Mais informações pelo site www.voltaredonda.rj.gov.br.

Da série “perguntar não ofende” – Por que será que o Saae-VR vai gastar mais de R$ 6 mil para adquirir ração para peixes e milho para galinhas? O processo leva o n° 114/2021. Estaria diversificando suas atividades?

13° – Na sua entrevista semanal a Dário da Paula, na manhã de quinta, 17, o prefeito Neto não escondia sua satisfação. Afinal, como tinha prometido, estava zerando a dívida da prefeitura para com os servidores públicos. “Hoje, com exceção dos cargos comissionados, o município está rigorosamente em dia com o funcionalismo”, comentou, garantindo que a última parcela do 13° de 2020 estava sendo depositada na conta dos funcionários do Palácio 17 de Julho. Tem mais. Prometeu pagar o salário de junho no dia 30, último dia do mês.

CC – Para reduzir a dor dos cargos comissionados do governo Samuca que estão sem receber os salários de novembro e dezembro, além do 13°, Neto fez uma promessa: “Vamos tentar, na semana que vem ou na outra, pagar o mês de novembro dos cargos comissionados”.

Balanço (I) – Ontem, sexta, 18, o Palácio 17 de Julho fez um balanço da situação. E informou que pagou a importância exata de R$ 7.757.000,00 correspondente ao 13° salário dos servidores da ativa concursados, referente a 2020. “O pagamento significa o fim da dívida herdada da administração anterior com os funcionários de carreira”, comemorou, acrescentando já ter pagado mais de R$ 50 milhões em salários atrasados para servidores ativos e inativos.

Cataratas – Na entrevista a Dário, Neto voltou a falar das cirurgias de cataratas que vem anunciando semana sim, outra também. Agora, parece que sai. “No dia 5 de julho (que vai cair em uma segunda-feira, grifo nosso) a gente começa a fazer as primeiras cirurgias. Vai ser na Ilha São João”, anunciou, confirmando que uma empresa de Angra dos Reis teria vencido a concorrência feita pela secretaria de Saúde. Só não disse o nome da firma.

OS – Provocado a falar mal do governo Samuca, prato que Neto e Dário adoram dividir, o prefeito abordou o fato de a CPI da Covid ter decidido investigar a atuação das OSs (Organizações Sociais) que dominaram a Saúde fluminense, incluindo as que operaram na cidade do aço. “Você tem muita munição para fornecer a eles, não é?”, indagou o jornalista. “Dário, o que eles fizeram no Hospital do Retiro e no São João Batista fizeram em outros municípios onde eles estiveram à frente de hospitais, de secretarias. Com certeza cabe à CPI apurar, e nós aqui ficamos assustados com o que o prefeito (Samuca) fez com a contratação do Hospital de Campanha”, comparou Neto, referindo-se talvez ao caso de Itatiaia, onde várias pessoas estão sendo investigadas por corrupção na área da Saúde.

HC – Logo a seguir, Neto, de forma indignada, abordou o caso das despesas com a criação e manutenção do Hospital de Campanha e que terminou, como o aQui revelou com exclusividade na edição passada, com a instalação de uma Comissão de Investigação por parte da Procuradoria Geral do Município para apurar a existência – ou não – de irregularidades. “O que ele fez, a população de Volta Redonda tem que saber. Ele alugou um Hospital por seis meses, montou um Hospital de Campanha por seis meses, que não funcionou, não tinha UTI, não tinha ninguém, por 1 milhão, 600 e pouco. Eu garanto a você: se ao invés de alugar, você tivesse comprado o que ele alugou, você teria pago menos de 500 mil reais”, comparou Neto, indo além: “Eu tô lhe afirmando isso, entendeu? Ele alugou por seis meses ar-refrigerado, cama, piso. Isso que ele alugou por seis meses. Se ele tivesse comprado, hoje você teria 30 ares-refrigerados, camas e etc. Você pagaria ? do que ele pagou!”, teorizou.

Vacinas – Depois de sentar o pau em Samuca, Neto fez o que sua equipe adora. Passou a falar bem da maioria deles. Foi o caso de Conceição Souza, secretária de Saúde. “Volta Redonda conseguiu 15 mil vacinas a mais em função de um trabalho (da titular da Saúde). Ela mostrou que nós vacinamos as pessoas de fora e não poderia ser diferente, mas conseguimos repor esse número de vacinas para atender as pessoas de Volta Redonda”, disse sem revelar, pelo menos, o nome das cidades das pessoas de fora que teriam sido vacinadas em Volta Redonda.

Revelação – Antes do término da entrevista, Neto falou do Santa Margarida, hospital adquirido pelo governo Samuca. “Aquilo foi um lugar que foi destinado para a secretaria de Saúde sem condições nenhuma. Nós estamos nos adaptando à nossa realidade. Hoje consertamos o problema da energia. Se você ligasse um micro-ondas, acabava a luz, faltava energia. Essa história de que ele deixou 14 leitos (na verdade, 44, grifo nosso) lá prontos é mentira”, disparou. “Como ele mentiu muito!”, acrescentou, referindo-se a Samuca, claro.

Câmeras – Mais uma de Neto: anunciou que Volta Redonda vai adquirir mais de 600 câmeras (de vigilância). Isso, segundo ele, fruto do apoio que recebe dos deputados. “Eu tenho agradecido muito aos deputados federais, o Luisinho. O doutor Luisinho nunca veio a Volta Redonda, mas fica em Brasília ajudando muito”, disse, lembrando ainda do nome do deputado estadual Marcelo Cabeleireiro. “O reduto dele é Barra Mansa, mas constantemente ele tem nos procurado oferecendo ajuda”, destacou.

Partido (I) – O PSD tem um novo presidente estadual: Eduardo Paes, prefeito do Rio, que se filiou recentemente à legenda e foi direto para a primeira janela do bonde, deixando o ex-presidente, deputado Hugo Leal, lá atrás, bem escondidinho. Há quem aposte que Neto, Munir e Deley peçam abrigo a Paes.

Partido (II) – Será que os ex-deputados Nelson Gonçalves e Paulo Baltazar vão permanecer na legenda de Paes? Pule de dez que não.

Bairro – O vereador Jari segue desenvolvendo seu projeto ‘Vereador no bairro’, visitando uma localidade diferente por semana, montando sua tradicional tendinha para conversar com os eleitores. Na quinta, 17, esteve na São Geraldo, perto da Igreja Católica. Detalhe: a 100 metros da casa do vereador Vander Temponi.

Móveis – Secretário de Governo, Carlos Macedo homologou a compra de veículos – viaturas – adaptadas para a GM de Volta Redonda no valor de R$ 372 mil. A empresa vencedora foi a VRIO Soluções e Serviços de Montagens de Móveis. Cumé que é?

Cargo – A Câmara de Volta Redonda rejeitou na sessão de terça, 15, por unanimidade, o pedido de cassação do mandato do vereador Hálison Vitorino (PP) apresentado pelo seu suplente, Guilherme Sipe, que ficou guardando a cadeira de Vitorino por 10 dias. Detalhe: todos os vereadores votaram contra Sipe, seguindo orientação da Consultoria Jurídica. Terminou em pizza, diriam.

Homenagem – A sessão da Câmara de Volta Redonda, na terça, 14, foi marcada por uma grande ‘rasgação de seda’ para Munir, secretário de Ação Comunitária, irmão do prefeito Neto. Não que ele não mereça, mas a bajulação foi demais. Começou com Buchecha, pedindo aprovação de uma Moção de Aplausos para o futuro deputado estadual, ops, para Munir. Quase todos pediram para assinar a moção e fizeram um discurso para elogiá-lo. Como chefe da Smac, Munir tem uma das estruturas mais ‘gordas’ do Palácio 17 de Julho, com muitos cargos e milhares de idosos para atender…

Feira (I) – Vendedores ambulantes da Baixada Fluminense estariam invadindo a feira livre de Volta Redonda e ocupando espaços destinados a manter o distanciamento de um metro e meio entre as barracas. Essa foi apenas uma das denúncias apresentadas por um grupo de feirantes ao secretário de Fazenda, Erick de Souza Higino. Eles foram levados pelo vereador Rodrigo Furtado, que se sensibilizou com os problemas da classe. O parlamentar pretende sensibilizar o governo Neto para que reveja as restrições impostas aos feirantes por conta da pandemia. Exemplo: que tudo volte a ser como era, sem a separação das barracas entre gêneros alimentícios e de vestuário.

Feira (II) – A reunião promovida por Rodrigo Furtado começou a dar certo. A feira livre, às quartas, na Sessenta, será com as barracas de gêneros alimentícios e vestuário funcionando juntas. Agora os feirantes, com ajuda do vereador, buscam o retorno do funcionamento normal da feira – sem divisão de gêneros – no Aterrado e na Vila.

Dieta – Por falar em Rodrigo Furtado, o vereador não gostou nadica de nada de saber que os animais do Zoológico receberam uma dieta comemorativa às Festas Juninas até com paçoca. Mas calma, a reclamação nada teve a ver com os animais. “É que as crianças da rede municipal de educação estão há seis meses sem receber cestas básicas”, disparou.

Capacitar especial – A CSN está com inscrições abertas para o Programa Capacitar especial para mulheres e para pessoas com necessidades especiais (PcDs), que busca promover a formação e qualificação de mulheres e PcDs por meio de cursos profissionalizantes oferecidos gratuitamente. No total, são mais de 200 vagas para os cursos de Operador de Processo Siderúrgicos e Operador Ferroviário. Ao longo de todo o curso, os participantes serão capacitados para atuar nas áreas operacional e ferroviária da empresa.

Capacitar especial – A CSN está com inscrições abertas para o Programa Capacitar especial, que busca promover a formação e qualificação para mulheres e para pessoas com necessidades especiais (PCDs), por meio de cursos profissionalizantes oferecidos gratuitamente. No total, são mais de 200 vagas para os cursos de Operador de Processo Siderúrgicos e Operador Ferroviário. Ao longo de todo o curso, os participantes serão capacitados para atuar nas áreas operacional e ferroviária da empresa. “O processo seletivo será on-line, e os aprovados poderão ser contratados pela CSN. Para participar da seleção, é necessário ter no mínimo 18 anos e ser mulher ou PCD, com ensino médio completo. As inscrições podem ser feitas até quarta, 23, pelo site www.csn.com.br/oportunidades.

Deixe uma resposta