Grampos

Barra do Piraí (I) – A presença do governador Wilson Witzel não atraiu muitos prefeitos da região, como era de se esperar. Samuca Silva e Rodrigo Drable não prestigiaram o evento, que culminou com o anúncio da construção de uma UPA na cidade comandada por Mário Esteves. Estavam apenas Ednardo (Pinheiral), Luiz Antônio (Piraí) e ainda os prefeitos de Três Rios e Valença.

 

Barra do Piraí (II) – O investimento será da ordem de R$ 1,9 milhão e, quando entrar em operação, a unidade poderá prestar até 20 mil atendimentos mensais contra os 9 mil do único hospital na cidade. 

 

Rioprevidência – Witzel também participou da inauguração da 23ª agência do Fundo Único de Previdência Social do Estado do Rio de Janeiro (Rioprevidência), com capacidade para atender 15 mil pessoas, entre aposentados, pensionistas e servidores ativos do estado, que moram em Barra do Piraí, Barra Mansa, Engenheiro Paulo de Frontin, Itatiaia, Mendes, Paracambi, Pinheiral, Piraí, Porto Real, Quatis, Resende, Rio das Flores, Valença, Vassouras e Volta Redonda.

 

Beicinho – A equipe do governador Wilson Witzel havia estabelecido que, no máximo, 10 pessoas poderiam subir no palanque das autoridades. Ao ver que a deputada estadual Tia Ju (PRB) estava junto da comitiva do prefeito Mário Esteves (PRB), “plantada” bem ao lado de Witzel, o deputado estadual barramansense Marcelo Cabeleireiro insistiu com a segurança em subir. Foi barrado, fez cara feia e disparou: “Eu sou do partido do governador”. Tanto fez para chamar a atenção que um dos secretários estaduais presentes no palanque acabou chamando o parlamentar. Coisa feia, fazendo pirraça, hein, deputado?!

Insistente (I) – O vereador Marcel Castro, também de Barra Mansa como Cabeleireiro, era “mais um na multidão” e disputava, quase a tapas, a honra de ficar perto de Witzel. Para piorar, Marcel chegou atrasado. Só teve tempo de entregar, ao cerimonialista do governo do Estado, um cartãozinho singelo com suas informações, para que fosse repassado ao orador.

 

Insistente (II) – Marcel, coitado, ficou indócil ao perceber que seu nome não fora anunciado. Próximo ao palanque, chegou a se esticar, para cutucar o mestre de cerimônias, insistindo para que registrasse a sua presença. Acabou insistindo e conseguiu o que queria: seu nome foi anunciado no microfone.

 

Nem só flores – A inauguração da agência do Rioprevidência, cujo imóvel foi cedido, gratuitamente, pelo prefeito Mário Esteves, não agradou a todos. O pessoal de Valença, onde a agência funcionava antes de ser transferida para Barra do Piraí, torcia o nariz para a mudança. Na live feita pelo prefeito Mário Esteves, uma moradora da Princesinha do Vale disparou: “Eu votei no senhor, governador, e não no prefeito de Barra do Piraí”. É o velho ditado: não dá para agradar a gregos e troianos.

 

Ônibus (I) – Na tarde de terça, 13, o prefeito Samuca Silva (PSDB) garantiu que até o final de setembro três ônibus elétricos estarão rodando pela cidade do aço. “Com isso, o tempo de espera da população (hoje de uma hora) nos pontos vai diminuir para cerca de 20 minutos”, acrescentou, lembrando que o único veículo em operação transporta cerca de mil pessoas diariamente, ligando os bairros do Retiro, Aterrado, Vila e Amaral Peixoto.

 

Ônibus (II) – A novidade foi lamentada pelos empresários do setor, afinal, serão menos três mil passageiros a utilizar os ônibus das linhas municipais. Uma fonte, inclusive, comparou. “Os ônibus estão perdendo passageiros a cada dia. Perde por conta da crise financeira, já que muitos vão e voltam a pé do serviço; perdem por conta dos Ubers fantasmas (sem autorização, grifo nosso); perdem pelo mau estado dos veículos, perdem pelo horário que não é cumprido e perdem pela concorrência da prefeitura, que oferece ônibus gratuito, mesmo que a poucas pessoas, nas melhores linhas, pontuou. “E o prefeito Samuca Silva ainda se nega a aumentar o valor da passagem só pra fazer média com os usuários”, dispara. É. Faz sentido.     

 

Ônibus (III) – Azar dos empresários é que o segundo ônibus elétrico, segundo o secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Joselito Magalhães, já estará rodando a partir de terça, 20. “Assinamos o contrato com a empresa que produz os ônibus elétricos e, até o dia 20 de agosto, teremos dois ônibus circulando na cidade. O terceiro será integrado ao projeto até o final de setembro. Isso é muito para a população e para a economia de nossa cidade”, destacou. Ah, cada veículo custa em torno de R$ 1 milhão.

 

Entulho (I) – A secretaria de Infraestrutura do governo Samuca dá conta que, nos primeiros 12 dias de agosto, a pasta retirou cerca de 750 toneladas de entulho das ruas da cidade do aço. “A prefeitura está trabalhando de domingo a domingo. Neste período já limpamos cerca de 200 bueiros, recolhemos cerca de 750 toneladas de entulhos e resíduos, além de realizarmos operação tapa-buracos em vários bairros”, disse Toninho Oreste.

 

Entulho (II) – A presidente da FAM (Federação de Associação de Moradores), Fátima Martins, bate palmas. “Esses serviços (de limpeza) já vinham sendo feitos, mas o Poder Público, através de mutirões,  intensificou, colocando mais gente nas equipes de manutenção. As demandas estão sendo encaminhadas e atendidas pelo prefeito e secretários. Isto é muito positivo para a cidade e nos deixa muito satisfeitos”, comparou. Pena que a secretaria de Infraestrutura ainda não tenha passado pelo Jardim Normândia. Nas ruas, por culpa dos próprios moradores, existem cerca de oito entulhos, de árvores cortadas irregularmente, que seriam suficientes para encher um caminhão.

 

Hanseníase – A secretaria estadual de Saúde do Rio de Janeiro, em parceria com o Ministério da Saúde, deu início ao projeto ‘Roda-Hans’, iniciativa que consiste em uma carreta com consultórios e laboratório que vai percorrer 19 municípios fluminenses para conscientizar a população sobre a hanseníase e combater o preconceito associado à doença. Inédito no Rio, o projeto começou a rodar o estado a partir de segunda, 5, data que marca o Dia Estadual de Conscientização, Mobilização e Combate à Hanseníase. A carreta estará em Volta Redonda nos dias 23 e 24 de setembro. Pena que não vai passar por Barra Mansa

 

Parece piada, mas não é – Jornais da capital dando conta que o ex-deputado estadual André Corrêa pretende se converter e virar pastor, além de largar a política. Atualmente, André está em Bangu 8, preso desde novembro de 2018, ao lado de outros ex-parlamentares alvos da Operação Furna da Onça (Lava-Jato). Para virar pastor, o ex-parlamentar vai fazer um curso de Teologia na cadeia, com aulas presenciais.

 

Parece piada (II) – Até as vésperas de ser preso por suposto envolvimento em compra de votos com dinheiro da propina, André Corrêa tinha tudo para assumir a cadeira de Presidente da Alerj. O sono foi para as cucuias.

 

Psol (I) – O deputado federal Marcelo Freixo, do Psol, decidiu, segundo a imprensa da capital, promover uma pesquisa nas redes sociais para descobrir como seus eleitores querem que ele destine as verbas parlamentares a que tem direito. São cerca de R$ 15 milhões. Pena que Freixo esteja mais interessado em mandar as verbas para a cidade maravilhosa, já que pretende sair candidato a prefeito do Rio de Janeiro.

 

Psol (II) – Fica a dica aos 3.757 eleitores de Volta Redonda e outros 1.719 de Barra Mansa que votaram em Freixo nas eleições passadas: digam ao deputado federal que as duas cidades também precisam de verbas parlamentares. Que lancem, enquanto dá tempo, a campanha #dimdimparaVR e #dimdimparaBM.

Lista negra – Benjamin Steinbruch é um dos mais de 50 empresários e políticos citados na delação de Antônio Palocci, ex-homem-forte tanto do governo Lula quanto do governo Dilma. O dono da CSN e os demais teriam feito pagamentos ilícitos a ele, Palocci, a dirigentes do PT ou ao próprio partido.

 

Aman – O presidente Jair Bolsonaro e o seu filho mais velho, senador Flávio Bolsonaro, estarão hoje, sábado, 17, na Aman, em Resende. A Academia Militar realiza, a partir das 11 horas, a sua tradicional cerimônia de Entrega de Espadins aos cadetes do 1º ano. O governador Wilson Witzel também confirmou presença. Terá uma missão ingrata: convencer o clã que ele, ao contrário do que diz nos eventos extra-oficiais, não tem pretensões de disputar a presidência, em 2022.  

 

Apreensão (I) – As redes sociais foram sacudidas durante a semana por um vídeo de apreensão de caixas de morango de um ambulante na Amaral Peixoto. Até internautas neo-aliados ao governo Samuca curtiram a postagem e reclamaram que a prefeitura de Volta Redonda estaria proibindo uma pessoa de trabalhar.

 

Apreensão (II) – O que muitos não sabem é que o ambulante não era bem um ambulante. Isso mesmo. Seria um dos distribuidores de morangos para os ‘ambulantes de verdade’. Detalhe: dois dias antes da apreensão, fiscais estiveram conversando com o distribuidor de morangos e pediram que ele comparecesse ao Palácio a fim de regularizar sua situação. Não foi!

 

Concurso – Na terça, 13, a prefeitura de Volta Redonda fez a integração de 120 novos auxiliares de educação, aprovados em concurso público para atuar na rede municipal de ensino. Com isso, o governo Samuca já convocou cerca de 550 concursados, como parte da estratégia de Samuca de pôr fim aos RPAs na cidade do aço.

 

Propaganda – O aQui se destacou na propaganda de prestação de contas feitas pela prefeitura de Volta Redonda transmitida na Rede Globo no último final de semana. Ao falar de emprego, a peça mostrou uma reportagem do aQui, de julho de 2016. Motivo: mostrava que uma vaga de emprego era fechada a cada hora em Volta Redonda. 

 

Não conhece – O deputado Antônio Furtado, fiel escudeiro de Jair Bolsonaro do PSL, mostrou que em seis meses de parlamento ainda não domina o sistema legislativo. Tanto que foi obrigado a se explicar por ter votado pela urgência na tramitação da lei sobre abuso de autoridade. E disse, através de sua assessoria, que votou pela urgência no “meio da correria”. Pior. O delegado pode ter comprado uma briga com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, ao dizer, via sua assessoria, que a matéria teria sido votada de forma “excêntrica”. Vem bomba aí!

 

Matéria – A reportagem do aQui mostrando que Samuca foi ao Ministério Público, de forma espontânea, levando documentos sobre licitações e OSs, atrapalhou a estratégia da oposição. E deixou alguns peixes graúdos da política com orelha em pé. Afinal, quais seriam os documentos que Samuca entregou de bandeja ao MP? Quem tem… tem!

 

Aceno – Samuca pode até não falar abertamente que vai buscar sua reeleição, mas a cada dia que passa mais próximo fica das lideranças políticas. Conversou até com Wilson Witzel (PSC) e, depois, em entrevista a Dário de Paula, derramou-se em elogios ao governador. “O Witzel é o governador de todo o estado do Rio, e herdou um governo falido. Está no caminho de resgatar nosso estado. Temos certeza que o governador vai ajudar muito Volta Redonda e todo o Sul Fluminense”, aposta. 

 

Prêmio – A secretaria de Educação de Volta Redonda acaba de lançar o ‘Prêmio Praticando’, que tem o objetivo de valorizar as ações de sucesso implementadas pelos docentes na aprendizagem dos alunos da rede. As inscrições podem ser feitas até o dia 6 de setembro. Poderão participar os profissionais do primeiro ao quinto ano do ensino fundamental, sendo que os prêmios serão entregues nas comemorações pelo Dia do Professor, de 14 a 18 de outubro. Para participar, o professor precisa se inscrever através de um formulário, que é fornecido pela SME.

 

Gabarito – O prefeito Samuca Silva determinou que a partir de agora os prédios que forem construídos nos bairros Morada da Colina, Mirante do Vale, Mata Atlântica e Jardim Provence I e II, terão que ter, no máximo, três andares. O decreto é o de nº 15.488, com um detalhe: poderão ser aprovadas edificações com um 4º pavimento, desde que este pertença à última unidade do prédio. Ou seja, que seja a cobertura, e que as áreas privativas não excedam a 50% da área total privativa. O decreto não vai agradar a muitos gregos e troianos não, pois em todos os bairros citados já existem prédios com mais andares do que o estabelecido, aprovados ou não no governo Neto, é bom que se frise.  

 

Meia-verdade (I) -. O deputado federal Alexandre Serfiotis gaba-se de estar participando de uma votação para eleger os melhores parlamentares de 2019, e que está sendo feita pelo site ‘Congresso em Foco’. “Estou muito feliz de ser um dos parlamentares indicados a participar da votação do Prêmio Congresso em Foco. Isso já demonstra que o nosso mandato está no caminho certo. Claro que conto com o voto da população para que esse reconhecimento seja completo”, disse Serfiotis, conforme release enviado aos jornais. Disse até estar muito feliz “por ter o trabalho do mandato reconhecido”. Ou seja, quis dar a entender que teria sido convidado a participar do mesmo. Não é bem assim.

 

Meia-verdade (II) – A verdade verdadeira é que todos os 513 parlamentares poderiam participar da enquete. Principalmente os que já exerceram o mandato legislativo em 2019 por pelo menos 60 dias e, importante, não respondem a investigações ou acusações criminais. Detalhe: nas categorias especiais, disputam o prêmio apenas os congressistas com real afinidade com os temas propostos.

 

Meia-verdade (III) – A votação vai até o próximo dia 31 de agosto e qualquer internauta poderá votar e ajudar o Congresso a eleger os 10 políticos que melhor representam a população brasileira. Ou seja, além de Serfiotis, os deputados Antônio Furtado e Luiz Antônio também podem ser votados. O parlamentar voltarredondense também usou a mesma estratégia de Serfiotis – de dizer que foi convidado. Ou seja, também contou uma meia-verdade.

 

Caindo – Por falar em Antônio Furtado, a sua ficha anda caindo na pesquisa do site www.poli-ticos.org.br. Na edição 1160, ele ocupava a 89ª posição entre os mais bem cotados pelos internautas. Ontem, Furtado estava na 122ª posição.

 

2020 – Mais uma de Furtado: quer jogar duro contra os meios de comunicação. “Ele está de olho nos jornais, blogs, sites e rádios”, disparou uma fonte. Se for verdade, Furtado, que é do PSL de Bolsonaro, deve estar sendo influenciado pelo presidente e pelos filhos 01, 02 e 03, não é mesmo?

 

Sem sacolas (I) – O setor de comércio sonhava faturar R$ 5 bilhões e 600 milhões com o Dia dos Pais – algo como 2,1% a mais em relação a 2018. A estimativa era da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo. O otimismo foi por água abaixo. A queda foi de 4,0%, conforme dados do Serasa Experian. Em Volta Redonda, nas lojas dos shoppings, por exemplo, dava para observar que elas estavam vazias, com vendedores na porta laçando clientes no grito. E os clientes, bom, esses passeavam de mãos vazias.

 

Sem sacolas (II) – O resultado ruim no Dia dos Pais afetou muitos lojistas da cidade do aço. E todos culpam a secretaria de Desenvolvimento Econômico, comandada por Joselito Magalhães, ex-presidente da Aciap. Por vários motivos. Um deles é que ao marcar mais uma edição do ‘Rua de Compras’ para a Vila, ele acabou afetando o faturamento dos comerciantes do Aterrado, Amaral Peixoto e Retiro. Pior. Massacrou os pequenos comerciantes de bairros da periferia, já que boa  população foi para a Vila para ver shows de graça, comer, beber e passear.  

 

Empresários (I) – O engraçado é que a Aciap, que já foi comandada por Joselito, está cada vez mais distante do Palácio 17 de Julho. Apesar de desburocratizar, gerar emprego e melhorar o ambiente na cidade, alguns empresários não escondem a má vontade com o prefeito.   Sabem quem é membro do governo e da Aciap-VR? Nada mais nada menos que Maycon Abrantes, vice-prefeito e atual presidente da Cohab-VR, que estaria conversando com o deputado federal Antônio Furtado (ver página 12).

 

Empresários (II) – Ainda sobre a Aciap-VR: enquanto a entidade fecha suas portas para Samuca, o prefeito finge que acredita no apoio da classe e os empresários fingem que o enganam. Segundo uma fonte, o prefeito teria até uma gravação onde um empresário com, iniciais PA, teria falado muito mal do governo. A coisa vai feder.

 

Berço – O Hospital das Clínicas de Volta Redonda é um dos grandes hospitais da região. E ficou muito melhor desde que deixou de ser administrado pelo grupo Vita. Passou até a gerar lucros para os seus ‘médicos-sócios’. Mas é imperdoável que, do porte que é, não tenha nenhum berço na unidade. Os pequenos internados são obrigados a dormir com a mãe em camas como a da foto.

Será que um berço custa tão caro assim que justifique o HC correr o risco de uma criança cair do leito? Vale lembrar que, recentemente, um idoso morreu ao cair de uma maca a caminho do Hospital São João Batista…

 

Saiu – O jornalista Claro Mariano deixou a equipe do governo Samuca e está aguardando sua nomeação ser publicada no Diário Oficial do Estado para assumir uma subsecretaria no governo Wilson Witzel. O nome do seu substituto na secretaria de Estratégia Governamental ainda não foi escolhido. “Quero ressaltar que, nestes dez meses, foi uma honra fazer parte da administração do prefeito Samuca, a quem só tenho a agradecer pela confiança, podendo comprovar a seriedade com que ele administra a cidade e defende os interesses da população de Volta Redonda”, comentou Claro, em comunicado à imprensa.

 

Fundamp (I) – Na próxima quinta, 22, termina o prazo de entrega das novas carteiras de Saúde aos associados ao Fundamp, iniciado em julho conforme cronograma pré-estabelecido pela direção do Fundo de Assistência Médica Permanente dos Servidores Públicos Municipais de Barra Mansa. Ao todo, são cinco mil carteiras e, deste total, cerca de 2,5 mil ainda não foram retiradas pelos trabalhadores. A retirada pode ser feita de segunda a sexta, das 7 às 18 horas, na Rua Tenente José Eduardo, 104, no Ano Bom. 

 

Alunos (I) – O prefeito Rodrigo Drable recebeu na manhã de quarta, 14, representantes de turmas da Escola Sesi, localizada do município. A visita faz parte do projeto que envolve cerca de mil alunos da Educação Infantil ao 9º ano do Ensino Fundamental e tem como proposta a busca de soluções para os grandes problemas que afetam a cidade. Rodrigo não deixou por menos. Falou que ao assumir a prefeitura se deparou com problemas que, aos poucos, está conseguindo solucionar e outros que, no momento, as soluções são inviáveis.

 

Alunos (II) – Rodrigo falou, é claro, das dívidas encontradas com os servidores públicos e fornecedores e a necessidade urgente de reduzir as despesas. “Tivemos que adequar a nossa realidade às possibilidades, em função de um orçamento de R$ 500 milhões/ano e um total de despesa de R$ 640 milhões/ano. Diante do acúmulo de dívidas, priorizamos a folha de pagamento, o funcionamento da saúde, com a reabertura da UPA e dos atendimentos na Santa Casa, e a Educação, inclusive com a reabertura de algumas escolas. Diante da realidade – despesas maiores que a receita – foi preciso deixar de fazer alguns serviços, como o asfaltamento de ruas. Para se ter ideia, a retirada de entulhos das vias pública (que são despejados pela população) consume R$ 2 milhões/ano dos cofres públicos. Se esta situação fosse eliminada, teríamos condições de usar o dinheiro na construção de três postos de saúde ou ainda de duas creches”, pontuou.

 

Alunos (III) – O prefeito aproveitou a reunião com os alunos para dizer, comparando a situação da prefeitura com a casa dos jovens: “Quando os pais resolvem reformar a casa, eles compram os materiais necessários, mas, infelizmente, depositam o entulho da obra na calçada. Esse resíduo é particular e a prefeitura não tem obrigação de recolhê-lo. É preciso pensar numa maneira prática de reaproveitar esse resto de obras, possivelmente como material de aterro ou na produção de areia refratária”, sugeriu Rodrigo, afirmando que cada pessoa precisa ter responsabilidade com sua atuação na sociedade, de modo a não gerar prejuízos para a coletividade.

 

Alunos (IV) – Na avaliação do diretor da Escola Sesi, Virgílio Lisboa do Vall, a reunião com o prefeito foi uma grande experiência para os alunos. “Certamente, eles terão assunto para comentar com familiares e amigos durante a semana. Na escola, vão repassar as informações para seus colegas de turma para, juntos, decidirem sobre qual assunto pretendem aprofundar conhecimento, por meio de pesquisas. Os resultados serão exibidos na Feira de Ciências, que acontece em outubro”, explicou.

 

Reunião (I) – Na noite de segunda, 12, o prefeito Rodrigo Drable se reuniu com diversos empresários e autoridades, no auditório da Aciap-BM, para falar das obras de readequação ferroviária e da imponência do projeto para o município. “O primeiro grande trabalho foi conseguir o terreno ideal para a construção das casas das famílias que precisavam ser realocadas. Estamos trabalhando na construção de 17 imóveis no campo do Ferroviário, na Estamparia, para darmos continuidade às obras de readequação ferroviária. A expectativa é de que as chaves dos imóveis sejam entregues até outubro”, comentou. 

 

Reunião (II) – No encontro, Rodrigo ressaltou que o projeto do Pátio de Manobras conta com uma verba de 15 milhões, provenientes de emenda parlamentar, e que a remoção dos moradores será apenas o primeiro passo. “Após a realocação das famílias, vamos concluir a construção do viaduto da Barbará, asfaltar a Rua Pedro Paulino, alargar a Rua Eduardo Junqueira e melhorar as passagens de nível. Esse projeto é um trabalho contínuo, que vai proporcionar melhorias significativas no tráfego e na aparência da cidade”, avaliou.

 

Nova Biblioteca (I) – A prefeitura de Barra Mansa inaugurou na manhã de quarta, 14, na Escola Belo Horizonte, no Vista Alegre, uma biblioteca contendo 150 livros diferentes de obras editoriais infantis, sendo um deles em braile, direcionado à educação de alunos com deficiência visual, além de 40 mídias de DVD socioeducativas e um sistema de home theater. A cinemateca visa atender a demanda dos alunos e da comunidade, tornando-se um instrumento auxiliar nas ações culturais e pedagógicas.

 

Água – O prefeito Rodrigo Drable sancionou a lei 4805/19, do vereador Gilson Poxa Vida, que autoriza o Saae-BM a processar a ligação do sistema de água e esgoto no número do CPF ou CNPJ do locatório de qualquer imóvel em Barra Mansa. “Ao vincular a conta de água ao CPF do locatário também é possível, no caso de inadimplência, realizar a cobrança administrativa ou judicial diretamente ao titular do documento. Isso já ocorre com as concessionárias de energia elétrica e operadoras de telefonia. Na prática, significa a redução no quantitativo de ações ajuizadas pela autarquia”, explicou. 

 

Caixa de som – Após centenas de reclamações, a Coordenadoria de Fiscalização de Posturas de Barra Mansa deu uma dura nas famosas pererecas (carros de som) que circulam com som na maior altura pelas ruas da cidade.  Tem que continuar!!!

 

Caixa – Parece piada, mas não é. Um imóvel da Caixa Econômica Federal localizado à Rua Ildefonso Cunha, no Verbo Divino, foi interditado na manhã de segunda, 12, pela Defesa Civil de Barra Mansa, que teve que contar com o apoio de agentes da Divisão de Fiscalização de Obras e também da Guarda Municipal. A interdição foi motivada pelas precárias condições de conservação da residência, que, segundo vizinhos, estaria sendo usada por usuários de drogas.

 

Forró – A secretaria de Desenvolvimento Rural de Barra Mansa promove amanhã, domingo, 18, a partir das 13h30min, na Fazenda Sede Velha, Estufa do Nilton, a 14° edição da Agrofest, em Santa Rita de Cássia. Entre as atrações estão grupos de forró e sertanejo, que prometem agitar a galera. Além disso, o evento conta com praça de alimentação, exposição de verduras e degustação de saladas. A entrada é franca e durante o evento será disponibilizado ônibus extra para o transporte dos barramansenses do Centro até o distrito e vice-versa.

 

Milícia na Política – Essa está sendo guardada a sete chaves: a Polícia de Barra Mansa estaria apurando algumas ações criminosas em Barra Mansa que estariam sendo orquestradas, vejam só, por milicianos interessados em tomar o poder no município. Há quem garanta, por exemplo, que milicianos de Angra dos Reis estariam se preparando para ingressar na política de Barra Mansa já com vistas às eleições de 2020.

 

Bomba (I) – A filha do vereador Mauro Sabino teria sido demitida do Hospital da Mulher. A informação foi passada por uma fonte, que pede anonimato. “Ela dizia que ninguém teria coragem de tirar ela de lá…”, contou, para logo acrescentar: “Tiraram”, ironizou, garantindo que o parlamentar teria ficado com ódio no coração, “como se fosse uma questão pessoal”, contou.

 

Bomba (II) – A demissão da jovem, segundo a fonte, teria sido motivada por constantes faltas ao serviço. “Só porque é filha de vereador não precisa trabalhar?”, indaga a fonte, insistindo em se manter anônima. Tem mais. Jura que o pai da jovem, o vereador Sabino, também estaria sem aparecer no serviço – ele é motorista da prefeitura – há uns dois meses.

 

Rachide (I) – O vereador Thiago Valério começa a acumular problemas. Seu ex-assessor, que também é seu primo, e que havia entrado na justiça contra ele, conforme o aQui mostrou na edição passada, tendo desistido da ação, anda falando que recebia seu salário das mãos da chefe de gabinete do parlamentar, o que poderia comprovar a tese do famoso rachide (divisão de salário). Tem mais. Diz que a ação pode ser comprovada porque assim que o salário era pago, ela sacava para pagar a ele. Vixe!

 

Rachide (II) – O caso de Thiago pode não ser o primeiro e nem deverá ser o último. No passado recente, outros políticos de Barra Mansa, como alguns ex-prefeitos, também foram acusados de recorrer à prática.  

 

Droga – O vereador Gilmar Lelis passou, coitado, por um grande constrangimento. Conhecido por desenvolver trabalhos contra as drogas, ele não conseguiu evitar que o melhor amigo do seu filho, que frequenta sua casa, fosse preso por tráfico de drogas…

 

Revogaço (I) – O prefeito Rodrigo Drable, que é amigo do deputado Kim Kataguiri (DEM-SP), adotou uma pauta nacional do MBL, a de revogar leis em desuso, ou seja, leis que burocratizam as ações da máquina pública. Para que isso ocorra, Rodrigo convidou algumas entidades da cidade, e a OAB, para fazer os estudos das leis municipais em vigor e decidir as que serão revogadas. A Câmara de Barra Mansa já decidiu que os vereadores Wellington Pires e Luís Antônio Cardoso farão parte do grupo de estudos.

 

Revogaço (II) – O vereador Marcel Castro, famoso desde que chamou uma eleitora de “bem feinha”, não teria gostado da decisão do prefeito. É que ele tem várias leis esquisitas que podem ser revogadas. Uma deles é a que determina usar recursos públicos da Saúde para a construção de um cemitério para cachorros. Nada contra os animais, é claro.

 

Au au – Por falar em cachorros, a Clínica Veterinária de Barra Mansa deverá ser inaugurada em outubro.

 

Saae-BM (I) – O presidente do Saae-BM  deve estar rindo à toa. Não é para menos. O concurso público do órgão atraiu 4.288 candidatos, interessados em disputar apenas 25 cargos, abrangendo todos os níveis de escolaridade, como fundamental, médio, técnico e superior.  As provas objetivas serão realizadas no dia 1º de setembro.

 

Saae-BM (II) – Pena que o dirigente não tenha revelado quanto a autarquia faturou de inscrições, quanto vai gastar com a realização do concurso e o que o órgão fará com a grana que sobrar.

 

Saae-BM (III) – Após a realização da prova escrita, os candidatos aprovados para os cargos de agente de saneamento, auxiliar de serviços gerais e motoristas, passarão, nos dias 28 e 29 de setembro, pela prova prática.

 

Fundamp – Na próxima quinta, 22, termina o prazo de entrega das novas carteiras de Saúde aos associados ao Fundamp, iniciado em julho conforme cronograma pré-estabelecido pela direção do Fundo de Assistência Médica Permanente dos Servidores Públicos Municipais de Barra Mansa. Ao todo, são cinco mil carteiras e deste total, cerca de 2,5 mil ainda não foram retiradas pelos trabalhadores. A retirada pode ser feita de segunda a sexta, das 7 às 18 horas, na Rua Tenente José Eduardo, 104, no Ano Bom. 

 

Gol do Brasil! – A recuperação do futebol em Barra Mansa está avançando a passos largos. Depois de resgatar o Barra Mansa, o prefeito Rodrigo Drable fechou acordo com a CBF e o município terá, em breve, um núcleo de formação esportiva da entidade. O lançamento do projeto ‘Gol do Brasil’ em Barra Mansa, a ser marcado para o final de setembro, deverá contar com a presença do técnico Tite e de Branco, ex-lateral da seleção brasileira. “No momento em que estamos resgatando o futebol na cidade, queremos que as nossas crianças tenham a oportunidade de treinar com a metodologia e chancela da CBF. O projeto ainda vai dar oportunidade para qualificação de professores!”, comemorou Rodrigo, na foto ao lado de Walter Feldman, Fernando França, e Alexandre Martins.

Deixe uma resposta