Grampos

Transnordestina (I) – Os senadores querem que a Transnordestina saia das mãos da CSN. A questão foi discutida em audiência pública na terça, 4, em Brasília, e os parlamentarem defenderam a caducidade da concessão das obras da ferrovia. Se isto acontecer, o projeto passa a ser tocado pelo governo Federal, e não mais pela CSN.

 

Transnordestina (II) – As obras da ferrovia começaram em 1997 e só devem ficar prontas em 2027. Serão necessários mais R$ 6,7 bilhões para concluí-la, por isto os senadores querem entregar as obras para a Valec. Detalhe: se for decretada a caducidade e os contratos caírem, a CSN terá de pagar R$ 3,4 bilhões de garantias que ela colocou. Ou ela paga ou terá de executar a obra sem novos aportes.

 

Investimentos – A CSN Mineração vai investir R$ 1,4 bilhão na implantação de uma planta industrial de beneficiamento em Itabirito (MG). A unidade deve entrar em operação em 2021.

 

Acidente – A CSN registrou mais um acidente com gás na UPV. Foi na noite de 1° de dezembro e vitimou o metalúrgico Marco Antônio de Almeida. Ele teria inalado nitrogênio e foi levado para o Hospital das Clínicas. Em nota, a CSN informou que o vazamento foi de “pequena duração” e que as causas estão sendo investigadas.

 

Saco vazio não para em pé – A CSN fez alguns ajustes na alimentação servida aos trabalhadores da UPV. A mudança inclui a adição de mais de uma opção de proteína no prato do trabalhador. A reivindicação é do Sindicato dos Metalúrgicos.

 

Transporte – O Sindicato dos Metalúrgicos está negociando com o Sindicato dos Rodoviários para conseguir mais ônibus para atender os trabalhadores que moram em Barra do Piraí. A pedida do Sindicato é por coletivos que circulem nos horários de 15 e 23 horas. As conversas estão avançadas.

 

Cicuta – O Conselho Gestor da Arie da Cicuta se reuniu na terça, 4, para apresentar os resultados e atividades desenvolvidas na Floresta da Cicuta ao longo do ano. O encontro foi na Arca do Saber, do Zoológico Municipal.

 

WhatsApp (I) – Vem de Sorocaba (SP) uma boa ideia, que poderia ser copiada em Volta Redonda e Barra Mansa, entre outras cidades fluminenses. A de permitir que qualquer cidadão use o WhatsApp para fotografar veículos estacionados em vagas de deficientes físicos, idosos e em frente de garagens, entre outras, para depois enviar o flagrante às autoridades de trânsito para que o proprietário do carro seja multado. A medida caiu no gosto da população sorocabana: em três dias, a secretaria de Trânsito da prefeitura local recebeu 145 denúncias.     

 

WhatsApp (II) – A iniciativa de usar o aplicativo contra infrações de trânsito partiu do juiz da 1.ª Vara Criminal do Fórum de Sorocaba, Jayme Walmer de Freitas, que vê a medida como forma de reduzir os abusos de motoristas. Ele propôs e a prefeitura criou a chamada Ferramenta Virtual contra Infrações de Trânsito, que funciona em parceria com as Polícias Civil e Militar, Guarda Municipal, Ministério Público, Poder Judiciário e a empresa de trânsito.

 

WhatsApp (III) – Pelas regras de Sorocaba, basta que qualquer cidadão registre a infração com o celular e use o aplicativo para enviar fotos, vídeo, áudio ou texto, informando data, horário e local da infração. Para que a denúncia se converta em multa, os agentes precisam confirmar se a infração existiu, mobilizando equipes que estão na rua, as polícias ou analisando imagens de câmeras.

 

WhatsApp (IV) – A novidade correu as redes sociais e, na notícia, o juiz disse acreditar que a ideia de usar o aplicativo para registrar a infração de trânsito contribui para a segurança. Ele está certo.

 

Alô, alô – As telefonistas do Ciops, que funciona na Rodoviária de Volta Redonda, foram transferidas para a sede do Saae-VR, no Aterrado. Até aí, morreu Nero. O pro-blema é que o serviço que elas fazem, de atender as reclamações e pedidos de ajuda da população, foi pro brejo. Deixou de ser ruim; virou péssimo. A ava-liação não é de nenhum leitor, não. É de integrantes da própria Guarda Municipal.

 

Demora – Para um simples caso de estacionamento irregular em frente a uma garagem de uma residência no Aterrado, cuja reclamação foi feita ao telefone 190 do Ciosp, por volta das 8h30min de quinta, 6, a GM, segundo o aQui apurou, só foi acionada às 11 horas. Ou seja, o carro só foi multado com um atraso de quase três horas. Tempo suficiente para irritar qualquer mortal, não é mesmo?

Enguiçado – A demora de três horas daria até para pedir a presença do reboque da GM para levar o carro estacionado em frente à garagem (ver foto). O problema é que o reboque da GM está na oficina. Tá na hora de adquirir outro.              

 

É mole – No sábado, 1, o ex-vereador Maurício Batista, atual secretário de Transporte e Mobilidade Urbana de Volta Redonda, estava na São João comprando ração para animais. Como estava perto da loja do vereador Washington Granato, decidiu visitá-lo. Foi o bastante para ser filmado por um motorista de Uber que postou a foto nas redes sociais comentando, de forma irônica, que os dois estariam se reunindo contra a classe dos Ubers. Menos, gente, bem menos.  

 

Sem pressão (I) – O deputado estadual reeleito Gustavo Tutuca (MDB) também foi  fotografado por um internauta, na noite de sábado, 1°, por volta das 20 horas, na área de Pronto Atendimento do Hospital das Clínicas de Volta Redonda. Estava acompanhado pela mulher e filho.   

 

Sem pressão (II) – Só que, ao invés de ser criticado como foi Maurício Batista, Tutuca foi elogiado pelo internauta por não dar a famosa carteirada de parlamentar para ser atendido com urgência. Ficou na sala, à espera de ser chamado, como um simples cidadão.

 

OS (I) – A prefeitura de Volta Redonda confirmou, em questão de horas, a notícia do aQui, divulgada com exclusividade na tarde de quarta, 5, pelo Facebook, que o Hospital Psiquiátrico Espírita Mahatma Ghandi vai assumir a administração do Hospital do Retiro pelos próximos 24 meses. O valor do contrato é de R$ 94.012.358,64, o que corresponde a cerca de R$ 4 milhões por mês.

 

OS (II) – A Mahatma Ghandi foi criada há 48 anos em Catanduva (SP) e atua também como OS na gestão de várias UPAs da cidade do Rio de Janeiro, como as de Bangu, Marechal Hermes e Realengo, entre outras, inclusive de cidades paulistas.

 

OS (III) – Em Catanduva, a Mahatma Gandhi atua como mantenedora do Hospital Mahatma Gandhi, que tem uma área de 80 mil metros quadrados, sendo 10 mil deles de área construída. Possui cinco clínicas e uma delas atende exclusivamente convênios e particulares.

 

OS (IV) – Pelo que o aQui apurou, Márcia Cury, ex-diretora do Hospital do Retiro, vai atuar no controle da Mahatma Gandhi à frente da segunda unidade de Saúde de Volta Redonda, em termos de atendimento à população, só perdendo em números para o Hospital São João Batista. Em termos de qualidade, a do Retiro também não deixa a desejar. Muito pelo contrário.

 

OS (V) – Na quinta, 6, o prefeito Samuca Silva bateu martelo com os representantes da Organização Social Mahatma Gandhi e a OS vai passar a comandar o Hospital do Retiro já a partir do dia 19 deste mês. A OS fará o gerenciamento, a operacionalização e a execução das atividades de saúde na unidade.  

 

Ônibus (I) – Na quarta, já na cidade do aço, Samuca Silva, acompanhado de Mauricio Batista, secretário de Transporte, madrugou na garagem da Sul Fluminense (chegou às 6 horas), localizada na Voldac, para fiscalizar os ônibus da empresa. Os dois não gostaram do que viram. 

 

Ônibus (II) – A Sul Fluminense tem 150 ônibus e é responsável por 30 das 47 linhas municipais. Transporta 69% dos voltarredondenses que andam de ônibus. É campeã disparada das reclamações, sendo que as principais dizem respeito ao ‘não cumprimento dos horários’ e, principalmente, das más condições dos ônibus, detalha Maurício Batista.

 

Ônibus (III) – Samuca, por sua vez, diz que continuará aberto ao diálogo, desde que a empresa passe a oferecer um transporte de qualidade, o que é pouco provável. “Não há outro caminho se não fiscalizar, notificar, multar e até impedir que os ônibus circulem”, disse o prefeito, que não descarta promover uma intervenção na Sul Fluminense. “Temos que melhorar muito o transporte em Volta Redonda”, disparou.

 

Prêmio – A prefeitura de Volta Redonda, através da secretaria de Planejamento, Transparência e Modernização da Gestão (Seplag), recebeu na quarta, 5, o prêmio Modelo de Excelência e Gestão do Núcleo de Qualidade e Excelência do Estado do Rio de Janeiro. O município recebeu a maior pontuação da categoria bronze, disputando com outras 35 organizações dos mais diversos segmentos.  

 

Furada (I) – A secretaria de Administração de Volta Redonda criou uma saia justa para o prefeito Samuca Silva ao anunciar que, ‘devido à Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)’,  haveria uma redução de gastos com pessoal da ordem de 10%, nos valores de todos os contratados por RPA, que ganhassem mais de R$1.600,00, (um mil e seiscentos reais), nos meses de novembro e dezembro. Apesar de prometer que a decisão seria suspensa em janeiro, a chiadeira explodiu no mesmo momento. Foi um Deus nos acuda. 

 

Furada (II) – Para acalmar os ânimos, Samuca desistiu de efetuar o desconto nos salários dos que recebem por RPA, que é o caso da maioria dos médicos da prefeitura de Volta Redonda.

 

Cantata – O Sider Shopping promove na quinta, 13, já com a presença do Papai Noel, uma apresentação do Coral Alvorada, da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Volta Redonda, como parte da sua edição de Cantata de Natal. Será às 19 horas, no 3º piso do shopping. Na sexta, 21, a apresentação será do Coral da Primeira Igreja Batista do Retiro.  

 

Direitos Humanos (I) – Na segunda, 10, em comemoração aos  70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, a prefeitura de Volta Redonda promove uma exposição de desenhos de alunos das escolas municipais, exposição dos artigos da Declaração e dança afro com Roda de Jongo, às 10 horas, no Centro Cultural Fundação CSN, na Vila. Outras atividades acontecerão no Memorial Zumbi dos Palmares, a partir das 18 horas.

 

Direitos Humanos (II) – No pátio em frente ao Centro Cultural Zélia Arbex, a partir das 14 horas, será feita a montagem de painéis reproduzindo os 30 artigos da Declaração. Estes painéis ficarão expostos, na Rua 23-A, até o dia 10 de janeiro.

 

Exposição – A secretaria de Políticas para Mulheres, Idosos e Direitos Humanos de Volta Redonda, com as secretarias de Esporte e Lazer e Educação, em parceria com a Fundação CSN, fará a abertura da exposição de desenhos “Direito de Ser, Cuide do que é seu”, e premiação com medalhas aos alunos das escolas públicas de ensino integral, Amazonas e Maria Carraro, autores dos desenhos.

 

GM – Os interessados em fazer parte da Guarda Municipal de Volta Redonda já podem se inscrever para o concurso aberto que será feito pelo governo Samuca no site www.portalvr.com. São 10 vagas para quem concluiu o ensino médio e tem CNH (Carteira Nacional de Habilitação). As inscrições, apenas pela internet, vão até o dia 17, às 15 horas.

 

Roça – A Associação dos Aposentados e Pensionistas de Volta Redonda promove neste sábado, hoje, e amanhã, domingo, 9, das 10 às 23 horas, na sua sede campestre de Pinheiral, a tradicional Feira da Roça. O show desta noite, ás 20 horas, será com a dupla Amorim & Amaral e os irmãos Vieira. O Festival de Prêmios será amanhã às 14 horas, com renda revertida para a APAE-VR. Às 20 horas, o grupo ‘Os Danados’, tomará conta do palco apresentando grandes sucessos da música brasileira da atualidade.

 

Carnaval – O carnaval de 2019 ainda está muito longe, mas isso não quer dizer que a ‘coisa’ já começou a rolar. Pelo Facebook, por exemplo, dá para descobrir que o ‘Bloco do Lençol’ já está se preparando para invadir as ruas do Aterrado no dia 23 de fevereiro, com direito a desfile e tudo. 

 

Boa notícia – Em Volta Redonda, por exemplo, existem diversos casos de nomes repetidos – de ex-políticos e ex-prefeitos – em vários de diferentes bairros da cidade. Ou seja, um só, segundo o PL aprovado, já seria suficiente para que o nome do homenageado nunca seja esquecido.   

 

Jacaré – Aos amigos e inimigos, as listas dos ‘Jacaré do bem’ e do ‘Jacaré do Mal’ já estão indo pro forno. E não é o da CSN…

 

Mico – A lista dos micos de 2018 também está sendo discutida na redação do aQui. Pista: os de alguns políticos que tentaram se eleger nas últimas eleições e entraram em uma tremenda fria, de transformar água de chuva em gelo, já foram selecionados…

 

A conferir – Pelo menos uns 20 voltarredondenses já estariam sem dormir à espera das 6 horas do próximo dia 18, que vai cair em uma terça-feira.

 

Nova bomba – O ano de 2018 pode terminar com novos políticos sendo chamados a depor na Policia Federal por continuarem recebendo recursos de verbas carimbadas envolvendo a União, o Estado e duas prefeituras fluminenses. Os evangélicos vão ficar em polvorosa.

 

Escritório Central (I) – Na terça, 4, como o aQui noticiou o prefeito As,uca Silva esteve em São Paulo para mais uma reunião com Benjamin Steinbruch para tratar da novela ‘Escritório  Central’. Voltou de mãos vazias e nem quis falar a respeito.

 

Escritório Central (II) – Mas o aQui apurou que o presidente da CSN decidiu estender a novela, que deverá ter longos capítulos pela frente. Para começar, o gerente de negócios imobiliários da empresa, Egberto Bastos, foi designado por Benjamin para analisar a proposta de negócios que Samuca Silva está fazendo. “Essa proposta é complexa”, justificou, segundo informação fornecida por uma fonte. “A proposta prevê a cessão de andares gratuitos para a prefeitura e exploração comercial dos demais”, detalhou. Assim, (a negociação) andou, mas com passos lentos”, disparou a fonte.

Deixe uma resposta