Grampos

Contorno – Na quinta, 22, o ex-prefeito Paulo Baltazar estava saudoso e publicou uma foto (ver reprodução) para revelar que ele foi quem iniciou a obra da Rodovia do Contorno. “Aqui começa a Rodovia do Contorno. Foi com esses dizeres que fizemos história. Esse foi um dos dias mais importantes do nosso governo, pois eu sabia que a chegada dos primeiros trabalhadores e dos tratores representava o início da realização de um sonho tão importante para nossa cidade. Terminei meu mandato de prefeito deixando cerca de 70% da obra pronta e os que vieram depois de mim levaram quase trinta anos pra conseguir que o Governo do Estado a concluísse”, escreveu. Há controvérsias. Uma testemunha ocular do evento garante que Baltazar inaugurou apenas 100 metros de asfalto nesse dia histórico que não sai da memória de Baltazar. Maldade pura.

No caminhão (I) – O ex-prefeito Neto passou os últimos dias com os nervos à flor da pele. Nem sonhou… só teve pesadelos. Tudo por conta do fim do prazo do julgamento da sua candidatura, que terminaria ontem, sexta, 23. Dependendo da Justiça, Neto passa o final de semana feliz da vida ou, como é mais provável, em reunião com seus advogados para recorrer da impugnação da sua candidatura em instâncias superiores.

 

No caminhão (II) – A presença constante do vereador Tigrão no caminhão que Neto utiliza para se deslocar e fazer campanhas pelas ruas da cidade do aço já levantou a seguinte tese: o plano ‘B’ de Neto, caso não possa concorrer, será lançar a dupla Faria & Tigrão para tentar derrotar Samuca & Cia.

Verba (I) – Até terça, 20, apenas a petista Cida Diogo teria recebido ajuda financeira do diretório do partido para investir em sua campanha à prefeitura de Volta Redonda. O valor, entretanto, segundo uma fonte, seria irrisório: R$ 70 mil. Não dá pra nada, nadica de nada!

 

Verba (II) – A falta de recursos para a campanha está fazendo com que os candidatos a prefeito deem verdadeiros pitis quando são procurados por candidatos à Câmara. “Estão sem dinheiro e vão ficar sem votos”, é a análise feita por quem entende do assunto.

 

Piti – O prefeito Samuca Silva, segundo uma influente fonte do meio político local, teria dado um super piti no Palácio 17 de Julho quando soube que não estaria indo bem nas pesquisas informais. Teria ficado em órbita e ‘p da vida’.

 

Multa (I) – Samuca também estaria atacado por conta da multa de R$ 5.500 que recebeu da Justiça Eleitoral por estar se fazendo de motorista de Uber para ouvir os eleitores de Volta Redon-da sobre os problemas da cidade. A multa, aliás, não caiu bem, afinal, até agora foi a única novidade em termos de marketing apresentados pelos candidatos. Procurado, o prefeito anunciou que vai recorrer da multa que lhe foi aplicada pelo juiz Marcelo Dias da Silva.

 

Multa (II) – Nas redes sociais, Samuca falou mais sobre a multa que lhe foi aplicada, e se justificou. “Todo mundo sabe que na hora do meu almoço eu venho conversando com as pessoas para tentar construir uma cidade melhor. Mesmo com 87% do nosso Plano de Governo, mesmo com obras que nós não prometemos e inauguramos, como o Restaurante Popular, Rodovia do Contorno, Hospital Regional, Clínica Diálise, Tarifa Comercial Zero, tanta coisa boa pra nossa cidade, a velha política entrou na justiça pra tentar brecar meu direito de ouvir as pessoas. Vamos recorrer”, disparou.

 

Multa (III) – Para Samuca, a sua estratégia de marketing está correta. “Achamos que o Uber é uma forma de aplicativo e não uma concessão de transporte. Ninguém entra no meu carro se não for autorizado e tenho certeza que as instâncias superiores vão autorizar a continuidade da nossa busca para ouvir as pessoas. A mesma busca que queremos, por exemplo, com transporte público de qualidade’, comparou. “Olha, pessoal, desde 2017 estão todos contra o Samuca. Estamos fazendo uma campanha baseada em propostas, reconhecendo que nós não fizemos tudo, mas com uma vontade imensa de construir tudo o que ainda queremos. Dia 15 de novembro é 20. Grande abraço!”, postou.

 

Compensação – Samuca só ficou um pouco mais feliz quando soube que a Justiça Eleitoral teria impedido o ex-prefeito Neto de usar o radialista Dário de Paula como ‘garoto-propaganda’. É que Dário esteve participando das carreatas do ex-prefeito e atuando como locutor para chamar atenção dos eleitores. “Usar artista não pode”, foi mais ou menos a definição da Justiça para tirar Dário do alto do caminhão de som de Neto.

 

No dial – Na manhã de terça, 20, Dário comentou o caso e usou o site ‘Foco Regional’ para criticar, indiretamente, a Justiça Eleitoral. Disse que outros radialistas estariam acompanhando outros candidatos e não teriam sido ‘tirados do ar’. Citou Uiara Araújo, que acompanha Samuca por todos os cantos. E ainda Rafael Moura e Carlos Estevam, que atuam como ‘garotos-propaganda’ de Dayse Penna e Granato, respectivamente. Tudo artista, na visão de Dário. Faz sentido.

 

Concorrência – Caso se sinta insatisfeito com a remuneração oferecida pela Uber, o prefeito Samuca Silva poderá trocar de camisa e passar a defender as cores da SITY Inc, o primeiro aplicativo de mobilidade urbana 100% nacional que já passou a operar em Volta Redonda.

Concorrente da Uber e da 99, a SITY oferece, diz, as melhores taxas para os motoristas e preços mais competitivos para os usuários. O app já conta com mais de 130 mil passageiros no aplicativo, que está disponível tanto para iOS quanto para Android.

 

Uniformes (I) – A prefeitura de Volta Redonda comprou cerca de 40 mil conjuntos de uniformes para 2021. O investimento foi da ordem de R$ 4 milhões e a previsão é de que a encomenda chegue em dezembro. Serão oferecidos três tipos de kits para os alunos desde a Educação Infantil e Educação Especial até os Anos Finais e para a Educação de  Jovens e Adultos (EJA).

 

Uniformes (II) – Para a Educação Infantil e Educação Especial, cada aluno receberá um conjunto (calça e jaqueta) de helanca, duas bermudas, duas camisetas de meia-malha com manga curta e uma camiseta regata. Os alunos do ensino fundamental (1º ao 5º ano) irão receber uma bermuda de helanca, três camisas de meia-malha manga curta e uma camiseta regata (para educação física), confeccionada em tecido meia-malha. Já os alunos do 6º ao 9ª ano do ensino fundamental e EJA receberão três camisas manga curta (para uso escolar) e uma camiseta regata (para educação física), em tecido meia-malha.

 

Vestibular – Estão abertas as inscrições para o Vestibular 2021 da Faculdade Canção Nova (FCN), em Cachoeira Paulista (SP). Detalhe: a instituição está com ofertas de Bolsas de estudo 100% integral. Informações em (www.fcn.edu.br/ingresso-2/). A FCN oferece cursos de Jornalismo (50 vagas), Rádio/TV (50 vagas), Administração (50 vagas), Filosofia (40 vagas) e Teologia (40 vagas).

O Processo Seletivo será presencial, em 21 de novembro, das 8 às 12 horas, mas poderá ser alterado para prova on-line, se houver prévia determinação do Ministério da Educação, em decorrência da pandemia. A inscrição deve ser feita exclusivamente pelo site www.fcn.edu.br até o dia 15 de novembro. O valor da taxa é de R$ 40 e o pagamento deve ser realizado via boleto bancário. Tem mais. O candidato poderá optar por substituir a nota da prova do processo seletivo pela nota do Enem de 2017, 2018 ou 2019.

 

Enchentes – Para tentar evitar os alagamentos e enchentes por conta das chuvas, a prefeitura de Volta Redonda está iniciando o serviço de desobstrução de bueiros e galerias de água pluvial.

 

Roma – A prefeitura de Volta Redonda está construindo um novo acesso ao Roma. Com um total de 120  metros, vai ligar a estrada da Casa de Custódia ao polo industrial do Roma, onde também fica localizado o Degase. O secretário de Infraestrutura, Vinicius Ramos, lembra que a obra inclui a duplicação da passagem de água para o bairro e a construção da nova Roma x Getulândia, que o governo do Estado está licitando.

 

Morreu – O senador Arolde de Oliveira morreu na noite de quarta, 21, vítima da Covid-19. Deixou diversos órfãos em Volta Redonda, como o ex-prefeito Baltazar, do PSD, e ainda o vereador Granato (SDD), com quem o ex-senador mantinha relacionamento. Baltazar, por exemplo, só conseguiu se lançar candidato a prefeito por interferência de Arolde.

 

Covid-19 (I) – O governador em exercício, Cláudio Castro, prorrogou algumas medidas restritivas de prevenção e enfrentamento à propagação da Covid-19 no estado até o dia 5 de novembro.

 

Covid-19 (II) – Por falar na pandemia, a semana começou bem. Ótima até. É que na segunda. 19, segundo dados da prefeitura de Volta Redonda, nenhum paciente estava internado na rede de UTI da rede municipal de Saúde. O número de óbitos estava em 234.

 

Covid-19 (III) – A Prefeitura de Volta Redonda atualizou ontem, sexta-feira, 23, os dados sobre o coronavírus na cidade. São 6.760 casos confirmados e 23.035 notificados como suspeitos. Não foram registrados novos óbitos e o número se mantém em 236. Há 5.810 curados e 12.242 exames deram negativo. Houve um aumento de 0,48% dos casos suspeitos, 2,94% dos leitos de UTI da rede municipal estão ocupados e a ocupação do Hospital do Idoso está em 0%.

 

Kit alimentação – A prefeitura de Volta Redonda voltou a distribuir kits de alimentação para as famílias dos alunos da rede municipal de Educação que realizavam refeições nas unidades escolares. O fornecimento começou na última semana e até ontem, sexta, 23, cerca de 19 mil kits tinham sido entregues. Apesar dos pedidos, houve aglomeração em várias escolas.

 

Em movimento (I) – A secretaria de  Esporte e Lazer da prefeitura de Volta Redonda, a Smel, está retomando o atendimento do programa ‘Volta Redonda em Movimento’, que funcionava na maioria dos núcleos antes do início da pandemia, tendo como público-alvo crianças, adolescentes, jovens, adultos e idosos dos projetos ‘Jovens e Adultos em Movimento (JAM)’, ‘Melhor Idade em Movimento (MIM)’, ‘Crescer em Movimento’ e ‘Projeto de Iniciação Desportiva’. As aulas estão sendo realizadas próximo aos ginásios dos bairros.

 

Em movimento (II) – Se o bom senso prevalecer, a Smel não deverá voltar a fechar a Radial Leste para que poucos, pouquíssimos voltarredondenses voltem a se exercitar pelos lados dos campos de pelada do Aero Clube.

 

Processo – A Câmara de Barra Mansa publicou um edital de intimação no jornal ‘A Voz da Cidade’ para que o prefeito Rodrigo Drable compareça à audiência de instrução, marcada para a próxima quinta, 29, às 9 horas, onde deverá prestar esclarecimentos sobre a polêmica denúncia feita contra ele pelo vereador Gilmar Lelis.

 

Isoporzinho (I) – A prefeitura de Volta Redonda, em vez de agir de surpresa para que o flagra fosse maior, anunciou que iria ontem, sexta, 23, com sua força-tarefa, fiscalizar a Praça da Colina. A ideia era coibir os ‘isoporzinhos’, que tomam de assalto, principalmente a partir da meia-noite, o ponto mais boêmio da cidade do aço. A intervenção contaria com equipes da Guarda Municipal, com apoio da Polícia Militar, além dos fiscais da secretaria de Fazenda.

No aviso geral, a prefeitura anunciou que a força-tarefa iria permanecer no local das 22 às 6 horas para evitar a ‘zona’ no bairro.

 

Isoporzinho (II) – A noite de sexta-feira, inclusive, já ganhou apelido dos moradores e comerciantes. É a ‘sexta maldita’. Na última sexta, 17, a zona só terminou às 5 horas, quando três equipes da PM fecharam a pracinha da Colina. Ninguém entrava, só podia sair. E a GM? Bem, nesse horário, os guardas do município deviam estar dormindo…

 

Isoporzinho (III) – Para resolver de vez o problema da venda ilegal de bebidas – até para menores de idade –, um dos moradores enviou uma sugestão ao aQui para que apresentasse ao prefeito Samuca: liberar o funcionamento dos bares, como a capital já fez. “Se os boêmios tiverem onde comprar as bebidas (nos bares), os isoporzinhos somem daqui”, acredita. “Com tudo fechado, eles compram em um depósito que funciona a noite toda, e ficam na pracinha sem serem importunados. Até drogas vendem”, desabafou.

 

Plano B (I) – Se Jair Nogueira não conseguir reverter a sua impugnação como candidato a vice-prefeito, Hermiton já está tocando um plano B. Passa por lançar um novo nome a vice.

Nomes que ele mesmo ventilou em release aos jornais. São eles: Irani Martins, Júnior Barreiros e Rosimere Soares. Correndo por fora, Hermiton anunciou o  nome de Fábio Rezende, “aluno de Medicina Veterinária e Economia, filho de pai e mãe professores, e que vem despontando na campanha para vereador”, disse.

 

Plano B (II) – Apesar de encher a bola do universitário, Hermiton acabou queimando-o. “Embora Fábio Rezende tenha o vigor da juventude ideal para renovar o parlamento municipal, é considerado ainda muito jovem para o cargo de vice-prefeito”, justificou. É mole?

 

Retiro – O ex-prefeito Paulo Baltazar (PSD) criticou durante a semana a Saúde de Volta Redonda. Disse até que está um caos. Foi o bastante para um internauta o interpelar no Facebook. “Baltazar, como vc fala isso sendo que há dois meses era diretor da OS do Hospital do Retiro?”, questionou. Faz sentido.

 

Covid-19 – O ex-secretário de Transporte, Maurício Batista, recebeu recentemente o diagnóstico positivo para Covid-19 e está internado em recuperação no Hospital São João Batista. “Gostaria de agradecer imensamente pelas mensagens de recuperação dos amigos e também a todos os profissionais do São João Batista pela atenção e cuidados. Desde o momento em que fui atendido, até internar, todos foram muito atenciosos e extremamente profissionais”, disse. Saúde! Que volte logo à campanha.

 

Fundão – Candidatos à prefeitura de Volta Redonda começaram a receber recursos de seus partidos através do Fundo Partidário. O ex-prefeito Neto recebeu R$ 150 mil do DEM. Cida Diogo, do PT, recebeu R$ 70 mil. Juliana, do nanico PSol, já ganhou R$ 21 mil. Baltazar, do PSD, recebeu R$ 61 mil.

Rotativo – A celeuma sobre o estacionamento rotativo no Retiro tem tudo pra entrar em banho-maria pelos próximos meses. É que o prefeito Samuca afirmou que as discussões sobre a implantação e os valores cobrados serão feitas apenas em 2021, após a pandemia da Covid-19.

Advogado – Candidato a vereador pelo Podemos, Gabriel Maia é um jovem militante do MBL e crítico ferrenho do prefeito Samuca Silva. Por fazer propaganda irregular na internet atacando o prefeito, foi multado em mais de R$ 5 mil. Até aí, tudo bem. Mas um mistério foi desvendado nos últimos dias. Sempre houve o questionamento do motivo do MBL não criticar vereadores de oposição a Samuca. A advogada do rapaz é Grazi Granato, filha do candidato a prefeito, e ainda vereador, Granato.

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta