Bate bola – Sergio Luiz

Este é o time da A.A. Barbará campeão do Torneio Otávio Pinto Guimarães de 1970. A foto pertence ao Marinheiro o maior acervo esportivo de Barra Mansa

Este é o time da A.A. Barbará campeão do Torneio Otávio Pinto Guimarães de 1970. A foto pertence ao Marinheiro o maior acervo esportivo de Barra Mansa

Em pé: Wilson, Jota, Nena, Tiola, Geter, Luiz Carlos e Fernando (massagista). Agachados:Calazans, Luisinho, Miltão, Otávio e Paulo César.

Difícil mas não impossível

O jogo de amanhã, domingo, 24, contra o Tombense em Tombos, será mais uma decisão para Voltaço. Um confronto direto, haja vista que o Volta Redonda está na 5ª posição com 14 pontos ao lado do Ituano e o Tombense aparece na 7ª colocação com 13 pontos. É a oportunidade que o tricolor de aço terá para recuperar-se dentro da competição. Uma tarefa difícil, mas não impossível. Porém, o que time vem apresentando, não dá para que nenhum torcedor, aposte no favoritismo do time comandado, ainda, pelo técnico Luisinho Vieira. Afinal o time não vence há sete jogos
Será um jogo de vida ou morte e que faz lembrar a frase memorável do ex-presidente do Fluminense, Francisco Horta (nada a haver com o Hortas daqui), que diria: “é ganhar ou ganhar”. Se ganhar, tem chance de voltar a brigar por uma vaga no G4. Porém, se perder, dará um grande passo para o rebaixamento. Isso porque o Ituano, o adversário de amanhã é quem abre a zona de rebaixamento com 13 pontos, seguido do São José-RS com 12. A responsabilidade do time é grande, e mais uma derrota poderá determinar a queda do técnico Luisinho Vieira. Que por sinal, tem um padrinho forte, pois já deveria ter saído, tendo em vista que é visível que já não tem o grupo \nas mãos. Mas a diretoria ainda aposta suas fichas nele.
Por outro lado, por enquanto ele é o treinador e, é bom que jogadores, comissão técnica e diretoria, se entendam, lavem a roupa suja e se unam para voltarem a jogar e repetir as atuações, que levou o time a liderança do grupo. Quem viver, verá!

Adversários
Após a partida de amanhã, domingo, 17 horas, contra o Tombense, em Tombos, o Volta Redonda terá pela frente; São José-RS, dia 1º /11, domingo, às 15 horas e dia 7/11, sábado, 15 horas, pega o Criciúma, ambos em “casa” (Ilha do Governador). Dia 14/11, domingo, 16h30 minutos, vai Erechim enfrentar o Ypiranga-RS. Depois joga em “casa”com o São Bento dia 21, às 16h30 minutos. Dia 30, segunda-feira, 21 horas, irá a Santa Catarina jogar contra o Brusque. Encerra sua participação no returno no dia 6/12 recebendo o Londrina, quem sabe, já no Raulino de Oliveira.

Raulino
Continua o processo de desmanche do Hospital de Campanha instalado no Estádio Raulino de Oliveira. Porém, ainda não se tem previsão para que o gramado seja recuperado e entregue ao Volta Redonda. Pelo pique da remada o tricolor de aço só voltará atuar no Raulino, se conseguir a classificação para a segunda fase. Alguns torcedores creditam à falta do estádio, uma das razões da queda de rendimento do time. Será?

História
Essa foi de um dirigente do Voltaço, que após um daqueles grandes jogos contra o Flamengo, resolveu conferir a renda na sala de arrecadação do Raulino de Oliveira. Para variar o jabá dos ingressos corria solto. O representante da Federação responsável pela renda, irritado com a evasão de renda, perdeu a linha com o dirigente, gritou: “- Olha seu diretor, passaram cem convites e eu vou ter que botar no seu borderô”. Enfurecido, o orelhudo diretor devolveu: “Vai botar no borderô da sua mãe”. É mole

Bastidores
Um passarinho me contou que o clima no Voltaço não anda nada bem. Jogadores reclamam que os salários de agosto foram pagos em setembro com bastante com atraso e os de setembro ainda não foram quitados. Que a diretoria prometeu e não pagou R$ 100 mil de bicho do estadual e R$ 100 mil da Copa do Brasil, cujo total seria rateado entre eles. Além disso, reclamam da má conservação da sede/concentração .Segundo uma fonte, a caixa de areia não existe mais e um dos ônibus do clube (o da cor branca) estaria em péssimas condições. Sauna e a piscina não funcionam. É mole?

Barra Mansa
O técnico Luiz Juresco está preparando o time para a estreia na série B2 contra o Sete de Abril, no dia 5 de novembro, na Baixada Fluminense. Ele conta no elenco com 9 jogadores da Futtalents, empresa que administra o futebol do clube, e dos que passaram nos testes feitos pelo Leão. O presidente Genivaldo Silva disse que vai inscrever todos os jogadores, inclusive os da base, para a disputa do campeonato, aproveitando a abertura que a Federação Carioca deu aos clubes, que poderão inscrever até 50 jogadores. Tudo por causa da pandemia.

Liberação
Com o estádio Leão do Sul todo reformado, a diretoria parte agora para finalizar a sua liberação para voltar a mandar seus jogos. Falta somente ao laudo da Vigilância Sanitária. Dia 13 haverá reunião para eleição do Conselho Deliberativo e do novo presidente do Conselho Deliberativo.

Bola fora
Para o time do Vasco que está igual ao Voltaço, entrou em queda livre e se não der um jeito, será um sério candidato ao rebaixamento, pela quarta vez. Vamos ver se o portuga Ricardo Sá Pinto consegue fazer o milagre de recuperar o gigante da colina, que não merece passar por isso.

Bola dentro
Para o time sub 20 do Voltaço que obteve uma excelente vitória sobre o Vasco. Goleou impiedosamente os garotos da Colina por 4 a 1, em jogo válido pelo returno do estadual da categoria. A garotada está melhor do que os profissionais. Sem falar nas dificuldades que enfrentam em termos de condições de trabalho. Não reclamam e superam as adversidades com garra e vontade de vencer.

Deixe uma resposta