Ele chegou

Na tarde de quarta, 22, os integrantes do Conselho Comunitário de Segurança de Barra Mansa se reuniram com o novo comandante da 2ª Cia da Polícia Militar, Ricardo Cunha. O encontro aconteceu em uma das salas da Aciap-BM e sepultou de vez, como o aQui previu, o sonho de boa parte da classe empresarial – política também – que defendia a volta do capitão Videira para o comanda da PM em Barra Mansa. O evento contou com a presença de representantes do gabinete da vice-prefeita Fátima Lima, da Guarda Municipal, das secretarias de Ordem Pública, Assistência Social e Desenvolvimento Econômico, e ainda do major Flávio Alves, que representava o coronel André Souza, comandante do 28º BPM, sediado em Volta Redonda.
Na sua fala inicial, o tenente Ricardo Cunha ressaltou a troca de ideias com a comunidade. “Vou estar à frente da 2ª Cia e, como cheguei agora, preciso conhecer melhor a cidade, os pontos fracos e fortes, para que possamos trabalhar da melhor forma possível, distribuindo o policiamento de forma a trazer uma sensação de segurança para o munícipe. Vamos trabalhar sempre em conjunto com a prefeitura, com a Câmara e com a Guarda. Esse convívio vai nos ajudar a diminuir a criminalidade cada vez mais”, declarou, mandando uma mensagem de otimismo para os políticos locais.
Ele foi além. Entende que os crimes em Barra Mansa estariam em queda. “No meu ponto de vista, pelo que eu já comecei a ver, tem acontecido fatos isolados e os crimes estão reduzidos. A principal situação de qualquer comandante em qualquer companhia é procurar fechar as saídas da cidade para que possíveis criminosos de outras regiões não venham atuar aqui. Então, dentro desses fatos isolados, vamos tentar melhorar o policiamento. O conjunto da obra é que é importante”, ressaltou.

Deixe um comentário