Dinheiro na mão

A direção da FOA (Fundação Oswaldo Aranha) anunciou na terça, 30, uma boa notícia para os seus professores: vai adiantar a primeira parcela do 13° salário de 2019. Segundo José Ivo de Souza, superintendente Geral da instituição, a decisão não é inédita, já vem sendo tomada há alguns anos. “Foi um pedido feito pelo Sindicato dos Professores e acatado pela direção da FOA. O pagamento (a ser feito na quarta, 31) gira em torno de R$ 1,3 milhão”, destacou o executivo.
Com uma infraestrutura praticamente completa, inclusive com estações próprias de tratamento de esgotos e um auditório com capacidade para 800 pessoas, o foco dos investimentos em 2019 tem sido na área acadêmica, seja em atualização tecnológica e modernização dos laboratórios, como na capacitação do corpo docente. “A FOA/UniFOA não vai entrar em uma ‘guerra de descontos’, porque as diretrizes do Conselho Curador da FOA, presidido pelo Dauro Aragão, prezam pela qualidade do ensino, e não queremos oferecer um ensino genérico ou pela metade, pois ‘não existe almoço grátis’, ao contrário: a diretriz é a melhoria contínua da qualidade, visando principalmente a empregabilidade dos seus formandos. Temos uma política permanente de descontos, com destaque para Bolsa Faac (Fundo de Amparo ao Aluno Carente) com possibilidade de desconto de até 50%, conforme edital específico a cada semestre; temos, ainda, diversos outros tipos de bolsas e descontos como monitoria, iniciação científica, entre outros. Ainda na área acadêmica, estamos estudando diversa medidas para oferecer mais benefícios aos alunos, como serviços de assistência médica, odontológicos e de assistência jurídica”, completou José Ivo.
O Centro Universitário de Volta Redonda conta hoje com mais de 400 professores, com mestres e doutores, e oferece 21 cursos de graduação, 25 de especialização e dois mestrados profissionais. Na última avaliação in loco realizada pelo Ministério da Educação, a instituição foi recredenciada com nota 4, em uma escala que varia de 1 a 5, resultado de 51 anos de dedicação e investimento no Ensino Superior da região.

Deixe uma resposta