Curtas 1259

AAP-VR volta a pressionar senadores pelo 14º salário dos aposentados
O presidente da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Volta Redonda, Ubirajara Vaz, e a presidente da Federação das Associações dos Aposentados e Pensionistas de Volta Redonda, Yedda Gaspar (ver foto), voltaram a pressionar os senadores pela aprovação do Projeto de Lei 3.657/2020, do senador Paulo Paim, que concede um 14º salário emergencial aos beneficiários do INSS durante a pandemia. Em Moção de Apoio ao projeto, encaminhada ao presidente do Senado, Rodrigo Otávio Soares Pacheco, eles afirmam que o 14º salário injetaria R$ 42 bilhões na economia.
“Isso representa dinheiro novo no comércio local de cada município, por meio de geração de impostos, fortalecendo empregos e colaborando para a retomada do crescimento econômico do país. Essa é uma ação de caráter humanitário, que proporcionará amparo para categorias vulneráveis da nossa sociedade num período de grave crise sanitária”, escrevem os líderes dos aposentados na Moção.
Se transformada em lei, a matéria beneficiará os que recebem auxílio-doença, auxílio-acidente, aposentadoria, pensão por morte e auxílio-reclusão.

 

Sindicato dos Metalúrgicos prorroga prazo para pesquisa do novo residencial da CSN
Os trabalhadores da CSN que ainda não participaram da pesquisa do novo residencial que será construído com o apoio da empresa ainda têm tempo de participar. É que o Sindicato prorrogou até quarta, 14, o prazo para que os interessados possam responder ao questionário sobre o assunto. A participação pode ser feita no site https://www.heapup.com.br/opinionboxV9Q9uPfpUY. O trabalhador poderá acessar uma única vez e responder perguntas sobre o tipo de imóvel (casa ou apartamento), renda familiar, tempo de empresa, número de filhos, etc.
Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos, a pesquisa foi aberta no início de julho e até ontem, dia 8, cerca de 2.500 metalúrgicos já tinham participado da consulta. A novidade é que essa semana a CSN apresentou um novo terreno que poderá abrigar o residencial. A área, de propriedade da própria Siderúrgica, fica na Rodovia do Contorno, entre os condomínios Jardim Mariana e Alphaville, bem próximo do trevo de acesso ao Vila Rica/Tiradentes. O projeto de construção do novo residencial é acompanhado de perto por Victoria Steinbruch, filha mais velha de Benjamin Steinbruch, primeira na linha sucessória do pai nos negócios da empresa. Atualmente Victoria ocupa o cargo de assessora especial da presidência.

Mecânico – A CSN deu início a um processo seletivo para contratar mecânico de manutenção, solda e andaime. Podem se inscrever candidatos de ambos os sexos e pessoas com necessidades especiais (PcDs). As vagas são limitadas, e os interessados devem acessar o site: www.csn.com.br/oportunidades e cadastrar o seu currículo. Ter o ensino médio concluído é pré-requisito para todas as oportunidades.

Cimentos (I) – A CSN planeja para ainda esse ano o lançamento da oferta pública de ações da CSN Cimentos. O objetivo da empresa é captar até R$ 3 bilhões na bolsa. Em janeiro, a CSN fez o mesmo com a Mineração e captou algo em torno de R$ 5,2 bilhões

Cimentos (II) – A CSN concluiu as negociações para a aquisição da Elizabeth Cimentos e Elizabeth Mineração – duas empresas que atuam no Nordeste (Paraíba e Pernambuco). O negócio foi avaliado em R$ 1,08 bilhão.

Bom negócio – Benjamin Steinbruch parece ter feito um ótimo negócio ao adquirir as empresas Elizabeth, do Grupo Farallon. É que o credor trocou dívidas das empresas pela participação no capital da CSN Cimentos, depois da IPO, claro.

Óbitos – O portal da transparência cartorária registrava até ontem, sexta, 9, 1.696 mortes por Covid-19 em Volta Redonda. O número é 61,37% maior do que as estatísticas oficiais da prefeitura.

Partido (I) – O PSL tem um novo presidente no estado do Rio. Trata-se de Waguinho, prefeito de Belford Roxo. Caberá a ele montar a chapa de candidatos para a eleição de 2022.

Partido (II) – Quem pode migrar para o PSL é o ex-vereador Washington Granato. É que ele é fiel aliado de Waguinho, tendo apoiado a esposa do prefeito, Daniela do Waguinho, para a Câmara em 2020.

Flexibilização – O prefeito Neto atendeu a mais um pedido dos donos de bares e restaurantes da cidade do aço: o aumento de clientes nos estabelecimentos para 60% da capacidade de cada um. Fica a pergunta: quem vai fiscalizar?

Emprego – Quem arrumou um cargo no Palácio 17 de Julho foi Guilherme Sipe. O rapaz chegou a assumir como vereador quando Hálison Vitorino deixou a Câmara para trabalhar no Hospital São João Batista. Sipe, após o retorno de Vitorino, ameaçou entrar na Justiça para não perder a cadeira. Desistiu. Preferiu ganhar um cargo na prefeitura. Detalhe: Sipe votou a favor da criação da taxa de iluminação.

Emprego – O vereador Temponi está com cartaz no Palácio 17 de Julho. É que Valério e Thayná. Ambos com sobrenome Temponi, teriam sido contratados para trabalhar na prefeitura de Volta Redonda. Engraçado é que os dados ainda não aparecem no sistema.

Bailão – O ‘After dos Crias’, bailão dos jovens, continua desafiando as autoridades e para mostrar que confiam na impunidade, deixaram de realizar eventos com milhares de jovens aglo-merados na Califórnia, em Barra do Piraí, para agora desafiar o 28 BPM e a força tarefa da prefeitura de Volta Redonda. No sábado, 3, foram todos para o bailão do Retiro, reali-zado próximo da sede da Fundação Beatriz Gama. Como sempre, para driblar a fiscalização, os produtores só liberaram a localização da festa antes do início da mesma. Só as autoridades é que não sabem disso…

Deixe um comentário