segunda-feira, janeiro 17, 2022
CasaEditoriasEspecialBalão de ensaio

Balão de ensaio

Samuca nega conversas para ser candidato a governador; Podemos quer palanque próprio no Rio

Mateus Gusmão

A notícia caiu como uma bomba no meio político regional: Samuca Silva, ex-prefeito de Volta Redonda, estaria pensando em se candidatar a governador do Estado. A informação saiu em O Globo, foi replicada por jornais e satirizada em programas de rádio. Para muitos, seria a piada do ano. Samuca, a princípio, não iria se pronunciar acerca da intenção do Podemos, partido a qual ele é filiado, de ter uma candidatura própria para ajudar a viabilizar o nome do ex-juiz Sérgio Moro como candidato da legenda à presidência da República.
A informação sobre a importância de uma candidatura do Podemos ao governo do Rio foi dada por uma das principais lideranças da legenda, o senador Álvaro Dias. Mas, em entrevista exclusiva ao aQui, Samuca negou que esteja tendo conversas para sair candidato. “Não respondo pela direção do partido, não sou da Executiva e não dei nenhuma declaração a respeito disso (ser candidato)”, disparou Samuca, ressaltando que apenas está filiado ao Podemos. “Alguém falou de mim ou por admirar minha gestão ou para me perseguir. Mas é algo que penso para o futuro”, acrescentou.
Samuca ainda destacou que, em algum momento no passado, pode ter tido conversas no sentido de uma pré-candidatura em 2022. “Talvez em algum momento possa ter falado sobre o tema, mas faz tempo. Não agora. O que falei recentemente é que não faz sentido algum um partido com candidatura a presidente e que está em terceiro lugar nas pesquisas não ter um palanque no Rio”, completou, ressaltando que comunga da mesma opinião do senador Álvaro Dias.
Sobre se o partido terá candidatura própria contra Cláudio Castro (PL), Samuca desconversou. “A decisão sobre qualquer candidatura será no momento certo, isto se meus adversários deixarem e não me perseguirem, como estão fazendo. Sempre fiz o bem, sempre ajudei todos que me procuravam”, disse, dando uma cutucada nos seus inimigos políticos de Volta Redonda. “O passado é o fiador do futuro, já sabemos quem traiu, quem foi o traidor e quem sempre ajudou. Como sempre digo: não podemos ter ansiedade, temos que aguardar”, filosofou.
Questionado sobre o motivo de ter se retirado das redes sociais e não estar respondendo aos ataques de seus adversários – como o prefeito Neto –, Samuca disse estar focado em sua carreira profissional. “A minha vida profissional me consome demais, o que impossibilita uma atuação ativa que deve ser feita nas redes. Não tenho tempo para blá-blá-blá, meus projetos me consomem demais. De verdade: tenho vários amigos lá no governo, pessoas que trabalharam comigo e que continua-ram na prefeitura. Vários projetos idealizados pela equipe séria, honesta e que continuaram. Então estou na torcida para que tudo dê certo, pois já sabia que ia ser difícil o pós-Covid”, afirmou o ex-prefeito.
Provocado a revelar como avalia o cenário das eleições para governador no ano que vem, Samuca acredita que Cláudio Castro estará no segundo turno. “O governador tem feito alianças para governabilidade e investimentos com recursos da Cedae. Quem ganha são os municípios e os prefeitos. Deve ir ao segundo turno com o Freixo. Rodrigo Neves é um baita gestor, mas não sei se conseguirá segurar o efeito Lula em Marcelo Freixo”, analisou, dizendo que em nível nacional, Sérgio Moro tem chances de ir ao segundo turno. “Em nível nacional a questão é quem irá com Lula ao segundo turno e se haverá uma terceira via que já se encaixa em Sérgio Moro. A meu ver, antes da candidatura de Moro havia chances reais de decisão em primeiro turno”, acrescentou.
Líder do Podemos em nível nacional, o senador Álvaro Dias – em entrevista ao O Globo – também colocou como opções da legenda no Rio de Janeiro o General Carlos Alberto dos Santos Cruz, ex-ministro da secretaria Geral da Presidência de Bolsonaro, e o economista Paulo Rabello de Castro, que foi candidato a vice-presidente na chapa encabeçada por Álvaro Dias em 2018.

Artigo anteriorPra desestressar
Artigo seguintePressão total
ARTIGOS RELACIONADOS

“Não enganei ninguém”

Luto sem fim

Balanço de 2021

LEIA MAIS

“Não enganei ninguém”

Luto sem fim

Grampos

Grampos Barra Mansa

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp