Tá de brincadeira!

Denúncias de ‘fura-filas’ começam a pipocar e mostram desorganização da secretaria de Saúde de Volta Redonda

Nos últimos dias a redação do aQui passou a receber uma série de denúncias dando conta que várias pessoas estariam furando a fila na vacinação contra a Covid-19 em Volta Redonda. Envolveriam profissionais de Saúde, como veterinários e dentistas, entre outros, de todas as idades, que trabalham na rede privada e estariam sendo vacinados, enquanto médicos dos postos de Saúde ainda não teriam sido vacinados. “Até donos de clínicas particulares foram vacinados”, denunciou uma fonte. Outra foi além. Contou que pessoas que não seriam da área da saúde receberam a vacina. Tem mais. Que vacinas estariam sendo oferecidas nos postinhos por até R$ 150.
Procurada, a prefeitura de Volta Redonda informou, por meio da Secom, que desconhece, formalmente, as acusações. “Toda acusação ou queixa que for formalizada será averiguada”, garantiu. “A prefeitura tem todo o interesse que nada errado ocorra, nem ‘fura-fila’, nem desorganização”, completou, aproveitando para disponibilizar um número de telefone para quem quiser denunciar os ‘fura-filas’: 3339-9638, que é da secretaria de Saúde.
Na nota ao aQui, a Secom lembra que a secretaria de Saúde local recebeu do Ministério da Saúde mais 5 mil doses da vacina e que existem cerca de 10 mil profissionais nas redes pública e privada da cidade do aço. “Alguns ainda não foram alcançados pela campanha de imunização”, ponderou, garantindo, no entanto, que todos os profissionais serão imunizados, de acordo com a chegada de novas remessas da vacina.

Pela internet
Nas redes sociais existem denúncias de ‘fura-filas’ até nos canais da própria prefeitura de Volta Redonda. Uma internauta, identificada como “Heloisa”, revelou uma delas. “Essa cidade precisa de transparência!!! Estou sabendo de pessoas que estão sendo vacinadas que nem trabalham mais em VR e não são profissionais da linha de frente! Enquanto isso, os idosos estão lotando as UTIs. Vale uma denúncia ao Ministério Público”, escreveu.
Outra tentou justificar o fato. “Essa vacina tem que sobrar, pois a maioria dos funcionários trabalha em 2 a 3 lugares, o restante das doses vai pra onde?”, indagou a internauta, que se identificou como “Flávia”. Tem mais. “Nanda”, que seria médica, fez a seguinte postagem: “Precisamos de clareza até para podermos nos cadastrar. Sou médica do trabalho e clínica particular, procurei o posto e se recusaram a me cadastrar dizendo que só profissionais do SUS serão vacinados. Inacreditável o que está acontecendo em Volta Redonda” desabafou. As três, é claro, ficaram sem respostas da secretaria de Saúde de Volta Redonda.
Aliás, em release enviado ao aQui, a pasta chegou a informar que os médicos dos postos de Saúde poderiam se cadastrar pelo site oferecido pela secretaria. Os interessados deveriam preencher o cadastro com seus dados pessoais, podendo escolher dia, unidade e hora para ser vacinado. Tudo lorota. “Me cadastrei na segunda (1) e até hoje não fui chamado”, disse um médico que tentou seguir as orientações da Saúde. “Tudo muito desorganizado. Na minha frente já vacinaram dentistas e veterinários da rede privada”, desabafou.

Deixe uma resposta