segunda-feira, janeiro 17, 2022
CasaGERALSIM, SIM

SIM, SIM

5º CPA volta a conquistar primeiro lugar no cumprimento de metas pela segunda vez consecutiva

Roberto Marinho

O 5º Comando de Policiamento de Área (CPA), responsável por quatro batalhões da Polícia Militar no Sul Fluminense – 28° (Volta Redonda), 10° (Barra do Piraí), 37° (Resende), 33° (Angra dos Reis), e ainda a 2ª Companhia Independente da PM, em Paraty – alcançou, pela segunda vez consecutiva, no primeiro e no segundo semestres de 2020, a primeira colocação em todo o estado do Rio, dentro do Sistema Integrado de Metas (SIM), que compara a redução dos índices de criminalidade em cada região do estado.
“No tempo que estou no comando da Região Sul Fluminense, alcançamos por duas vezes consecutivas o primeiro lugar de redução dos indicadores de criminalidade. Com a notícia de que o 5° CPA atingiu todas as metas estipuladas e conquistou a primeira colocação em todo o estado, temos a certeza de que estamos no caminho certo”, afirmou o comandante do 5o CPA, coronel Marcelo Moreira Malheiros.
O comandante também destacou o primeiro lugar alcançado pelo 33o BPM (Angra dos Reis), entre todos os batalhões do estado, no cumprimento das metas. A cidade vivia uma situação de segurança problemática, com uma guerra entre facções criminosas.
“Assim como no município de Angra dos Reis, cabe ressaltar que a tropa atuante em toda a região certamente foi parte fundamental desta conquista. São oficiais e praças comprometidos com o serviço, extremamente técnicos e profissionais, que se revezam dia e noite para garantir a paz e a ordem à população das cidades atendidas pelo 5° CPA. É um trabalho em equipe que comprovadamente tem rendido excelentes resultados”, acredita Malheiros.
Ele afirmou ainda que desde que assumiu o 5o CPA tem buscado se reunir periodicamente com os comandantes dos batalhões para ouvir suas demandas e sempre procura o Comando Geral da PM para implementar melhorias. “Algumas destas solicitações já foram conquistadas ao longo do ano de 2021, como a reativação de DPOs (Destacamento de Policiamento Ostensivo), o aumento de efetivo policial e o retorno de modalidades de policiamento”, apontou.

Artigo anteriorAno de desafios
Artigo seguinteBate bola – Sergio Luiz
ARTIGOS RELACIONADOS

“Não enganei ninguém”

Tendências de futuro

Não é de ninguém

LEIA MAIS

“Não enganei ninguém”

Luto sem fim

Grampos

Grampos Barra Mansa

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp