Recuperação florestal

A recomposição florestal do entorno da Ilha São João acaba de ser concluída pela prefeitura de Volta Redonda, graças à atuação da secretaria de Meio Ambiente do município. No total, foi feita a recuperação de uma área de 15 mil metros quadrados, com o plantio de mais de mil mudas de espécies nativas da Mata Atlântica. A ação, no futuro, vai beneficiar o leito do Rio Paraíba, além da fauna e da flora da região.

A recuperação contou com raspagem do solo e remoção de vestígios e sementes de espécies invasoras. Em seguida, foram introduzidas 57 espécies diferentes e nativas da região, como: Ipê-Amarelo; Chichá; Jequitibá; Sapucaia; Araribá-Rosa; Tipuana; Cebolão; Pau-Formiga; Canafístula; Peroba-Rosa; Uvaia; Cambucá; Ipê-Roxo; Fedegoso; Figueira; Ipê-Branco; Pau-Rei; Angico-Vermelho; Jacarandá; Ipê-Tabaco; Mamão-Jaracatiá.

Além da recuperação florestal, a pasta do Meio Ambiente, finalmente em boas mãos, vai criar uma área de compostagem com cerca de 3,5 mil metros quadrados, onde os resíduos das árvores retiradas vão passar por um triturador e o material será transformado em um composto para matéria orgânica a ser usado no plantio das flores, de outras mudas, na arborização urbana de outros pontos da cidade do aço, evitando o desperdício de partes da planta.

Deixe uma resposta