‘Os sem-vacina’

Prefeitura de Volta Redonda quer encontrar idosos que ainda não se vacinaram contra a Covid-19

A secretaria de Esporte e Lazer (Smel) e a secretaria de Ação Comunitária (Smac) vão tentar ajudar a pasta da Saúde para encontrar idosos acima de 60 anos que ainda não constam como imunizados ou mesmo que não tenham recebido a primeira dose. Parece mentira, mas não é. Segundo Rose Vilela, da Smel, apenas cerca de 50% dos idosos que fazem parte dos programas da secretaria já foram imunizados.
Tem mais. Rose diz que a Smel vai iniciar a atualização dos exames médicos dos idosos do programa “Viva a Vida, Melhor Idade” existentes nos 23 bairros onde acontecem as atividades. Com isso, pretende ter em mãos um panorama completo da situação vacinal e de saúde dos assistidos à Secretaria de Saúde.
“Nossa equipe de professores está ajudando no levantamento de dados com os participantes dos programas da Smel. Na terça e quarta (dias 8 e 9), estaremos iniciando a atualização dos exames médicos dos idosos do bairro Açude, e na sequência iremos atualizar nas demais áreas de atuação, o que vai contribuir ainda mais para essa busca ativa das pessoas acima de 60 anos ainda não imunizadas contra o novo coronavírus”, explicou.
Já a Smac estaria cuidando da atualização dos dados cadastrais dos idosos dos Grupos de Convivência. E pretende colaborar na busca ativa dos que ainda receberam a segunda dose da vacina contra a Covid-19 e também para achar pessoas com mais de 60 anos que não tenham recebido ainda a primeira dose. “Iremos retornar com os grupos de convivência quando os idosos já estiverem totalmente imunizados contra a Covid-19. A volta dos grupos só será possível graças à imunização e a abertura dos Centro de Referência de Assistência Social (Cras) que estão passando por reformas”, comentou.
Incoerência
As declarações acima não batem com os dados que teriam sido divulgados pela prefeitura de Volta Redonda dando conta que a cidade do aço é uma das que mais vacinou contra a Covid-19 até o momento. Conforme relatório da secretaria de Saúde o índice de pessoas imunizadas por cada faixa etária dos grupos prioritários seria bem diferente. Exemplos: entre pessoas de 80 anos e mais, o município já teria vacinado 93,1% e não 50% como destacou Rose Vilela.
Tem mais. De acordo com a Saúde, o percentual de idosos, de 75 a 79 anos, vacinados, já estaria em 98,7%; de 70 a 74 anos em 98,7%; de 65 a 69 anos em 93,6%; de 60 a 64 anos em 89,8%, e de 50 a 59 anos em 32,6%, seguido pelos de 40 a 49 anos em 23,8%, de 30 a 39 anos em 19,1%, de 20 a 29 anos em 15,1% e menor de 20 anos em 0,9%.

Deixe uma resposta