Nessa data querida…

Na quarta, 17, Volta Redonda completou 65 anos e para comemorar, além do tradicional corte do bolo de aniversário, que atraiu mais de duas mil pessoas à Praça Brasil, na Vila, a festa foi marcada por um fato inédito. É que o prefeito Samuca Silva deve ter sido, até prova em contrário, o primeiro chefe do Poder Executivo a homenagear os filhos de Volta Redonda que deixaram a cidade do aço e ocupam ou ocuparam lugar de destaque nacional e até mesmo internacional. Entre eles, o jornalista José Carlos Tedesco, um dos fundadores do antigo Opção, hoje jornal aQui.

 

Tedesco, como é conhecido, trabalhou em vários jornais da capital, na CSN e já chefiou a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça do Estado do Rio. Além dele, Henrique de Almeida Ávila, Luís Antônio dos Santos, os ex-jogadores Cláudio Adão, Felipe Melo e André Vital da Silva (o Dedé, do Cruzeiro), também foram homenageados, sendo que apenas o primeiro esteve presente na festa dos 65 anos de Volta Redonda. Os outros dois foram representados, pois teriam que defender seus clubes à noite, em Porto Alegre e Belo Horizonte, respectivamente. A jornalista Thatiana Brasil e o ex-presidente do Voltaço, Ysnaldo dos Santos Gonçalves (in memorian), irmão do ex-prefeito Nelson Gonçalves, também foram lembrados.

 

Samuca homenageou ainda diversas personalidades, como Dedé Pederneiras, Robson Caetano, Erica Paes e alguns empresários locais que fizeram e fazem história na cidade do aço, como Mauro de Oliveira Pereira (‘seu Mauro’); Osmar Fernandes de Souza, Abílio Ferreira Marques, Eduardo Abrantes, Jerônimo Pereira dos Santos e Keysabro Chokyu. “Nós temos valores que estão no mundo inteiro. Hoje é dia de homenagear as pessoas que saíram daqui para representar nossa cidade, assim como eu. Aproveitamos para homenagear também brasileiros que são destaque em diversas áreas e que nos motivam a ser melhor a cada dia”, justificou Samuca.

 

Com um discurso meio longo, porém emocionado, Samuca ressaltou que seu governo é feito para e com a participação da população. “Não podemos perder o respeito pelas pessoas, acreditar no bem. Eu acredito no ser humano, que é possível fazer uma política do bem, transformadora, e que levante as pessoas para a participação social, sem cor de partido político. Se tem uma coisa que ninguém pode negar é que esse governo está levantando essa cidade, com a participação popular. Se estamos nas redes sociais respondendo a cada crítica, ouvindo cada cidadão, quer dizer que estamos preocupados com o que nós seremos no futuro. E eu sei o que eu quero para nossa cidade no futuro. Quero Volta Redonda gigante. Que nossas famílias não sejam desmanchadas por falta de oportunidades de emprego, que a população tenha um atendimento digno na saúde e que cada pessoa tenha educação de qualidade”, pontuou.

 

Os eventos em comemoração aos 65 anos de Volta Redonda vão até o dia 31. Confira os próximos eventos:

Dia 20 – 8 horas – Mutirão de Graffiti, no Eucaliptal; 15 horas –  Lançamento do Curso de Cultura e História Afro Brasileira – Os Brasis que a história não conta – Memorial Zumbi     

Dia 21 – 10 horas – Graffiti no escadão do Laranjal, no Laranjal; 17 horas – Roda Cultural, na Praça Centenária da Chaminé       

Dia 26 – 12 horas – Virada Cultural no Teatro Gacemss 2 e Galeria de Arte

Dia 27 – 12 horas – Virada Cultural, no Teatro Gacemss 1 e 2 e Galeria de Arte; 15 horas – Toque de Dandara, no Centro Cultural da FCSN

Dia 28 – 8 horas – ArtZoo, no ZooVR        

Dia 31 – 15 horas – Abertura da exposição ‘Mulheres na Arte Popular’, no Centro Cultural da FCSN

Deixe uma resposta