Grampos

Conselho (I) – Antes de promover eventos do tipo ‘arrancadas’ na Avenida Getúlio Vargas, ou de lazer na Radial Leste, a prefeitura de Volta Redonda deveria mandar seus advogados consultarem o que anda ocorrendo em Brasília, especialmente no tocante às leis que alteram o Código de Trânsito Brasileiro. Nem que seja para dar bons exemplos. Na Câmara, por exemplo, existe um PLV (Projeto de Lei de Conversão) que define como infração gravíssima a conduta de usar veículo para interromper, restringir ou perturbar deliberadamente a circulação em vias públicas. A mesma punição será aplicada também a pedestres que fizerem o bloqueio das vias.

 

Conselho (II) – De acordo com o PLV, o infrator será punido com multa de R$ 3.830,80 (20 vezes o valor de uma infração gravíssima) e suspensão do direito de dirigir por 12 meses. Em caso de reincidência no período de 12 meses, a multa será aplicada em dobro. Como medida administrativa, no caso de interrupções causadas por veículos, o texto estabelece a remoção do automóvel da via. O PLV estabelece ainda a punição dos organizadores da interrupção com multa de R$ 11.492,40 (60 vezes o valor de uma infração gravíssima).

 

Conselho (III) – Na exposição de motivos enviada ao Congresso, o Palácio do Planalto informa que o objetivo é “coibir a prática intencional de ações que ocasionem prejuízos a estados, municípios ou às relações comerciais que envolvam o transporte de bens pelas vias terrestres”. No caso de Volta Redonda, por exemplo, o que fez a prefeitura local? Simplesmente impediu a circulação de veículos em duas grandes importantes vias de acesso, a Radial Leste (o que faz toda semana) e a BR-393, hoje municipalizada. Se a regra vale para todos, deveria valer também para o Poder Público, não é mesmo?

 

Arrancadas (I) – Por falar no fechamento da Avenida Getúlio Vagas, a medida provocou um caos no trânsito desde a noite de sábado, 14. Congestionamentos foram verificados nas imediações da Rodoviária Francisco Torres, nas avenidas Getúlio Vargas, Amaral Peixoto, Trabalhadores e até de ruas próximas à Igreja Assembleia de Deus, cuja via também estava fechada, para uma festa dos evangélicos. Como não havia GMs nas ruas, e como não houve planejamento por parte das autoridades, o bicho pegou. Tinha carro atravessando o canteiro que separa a BR -393 da Avenida dos Trabalhadores para fugir do caos.

 

Arrancadas (II) – A nota acima gera a tradicional pergunta: por que a prefeitura não promoveu o evento  na Radial Leste, no Aero Clube, ou ainda na Ilha São João? Pelo menos uma vez na vida a Radial Leste ficaria cheia de gente…  E não haveria caos na Vila e no Centro.

 

Arrancadas (III) – A falta de planejamento do evento ficou mais do que evidente pela localização escolhida para os motoristas mostrarem que são bons de derrapadas, arrancadas, e outras loucuras: quase ao lado de dois hospitais, o HC e o dos Idosos. Os pacientes devem estar sem dormir até hoje… 

 

Arrancadas (IV) – Será que Maurício Ruiz, secretário de Meio Ambiente, gostou de ver os pilotos ‘queimando pneus’ na cidade do aço? 

 

Agressão – O presidente Jair Bolsonaro sancionou um projeto que altera a Lei Maria da Penha. A mudança consiste em tornar obrigatório que o agressor custeie as despesas do atendimento à vítima de violência doméstica pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

O PL aprovado na Câmara dos Deputados é de autoria dos deputados Rafael Motta (PSB-RN) e Mariana Carvalho (PSDB/RO) e contou com a relatoria do deputado federal Luiz Lima (PSL-RJ). De acordo com o Planalto, o objetivo é responsabilizar o agressor também pelos danos materiais do delito. O novo texto foi publicado na quarta, 18, e passa a valer 45 dias depois da publicação.

 

Dia da árvore (I) – Ontem, sexta, 20, a CSN comemorou na sede da ETPC, com uma extensa programação, o Dia da Árvore, celebrado anualmente em 21 de setembro (amanhã). No evento, palestras de conscientização para os alunos da escola técnica e do projeto Garoto Cidadão, da Fundação CSN, além de um plantio de árvores na dependência da escola e da praça da ETPC.

 

Dia da árvore (II) – Durante o encontro, a CSN apresentou algumas iniciativas de reflorestamento que estão sendo realizadas na UPV e na cidade do aço, em parceria com a prefeitura de Volta Redonda. 

 

Dia da árvore (III) – Para glória de Maurício Ruiz, secretário de Meio Ambiente do Palácio 17 de Julho, ele pôde ser o pai de uma das árvores plantadas no evento da ETPC. Participou até de um ‘abraço simbólico’ à Praça da ETPC. Não é fofo?

 

Dia da árvore (IV) – Para quem não se lembra, Maurício Ruiz, que não é de Volta Redonda, bem há pouco tempo se alinhou aos inimigos da CSN e chegou a defender o fechamento da Usina Presidente Vargas. 

 

Revitalização (I) – Mudando o assunto do verde para o cinza, a prefeitura de Volta Redonda está revitalizando os oito viadutos e pontes, além de passarelas de pedestres existentes na cidade do aço. A ação começou pelo Viaduto Prefeito Sávio Gama, que liga o Jardim Amália à Avenida Amaral Peixoto, no Centro. “Estamos fazendo a recuperação do emboço para cobertura de ferragens expostas; pintura da estrutura e guarda-corpo, além da sinalização horizontal; implantação de nova iluminação; limpeza geral da estrutura; e tratamento paisagístico sob o viaduto”, enumerou Toninho Oreste, secretário de Infraestrutura.

 

Revitalização (II) – Após o Viaduto Prefeito Sávio Gama, os mesmos serviços serão realizados no Viaduto João Ravache, na Vila.

 

Audiência – Na próxima quarta, 25, a partir das 19 horas, a Câmara de Volta Redonda vai debater o tema “Setembro Amarelo – mês de prevenção ao suicídio”, conforme proposta apresentada pelo vereador Rodrigo Furtado.

 

Debate – O problema do suicídio também será debatido neste sábado, 21, a partir das 16 horas, na Avenida dos Mineiros, 175, no Belmonte, em Volta Redonda. A roda de conversa, organizada pela 4ª IPB do Belmonte, vai esclarecer e orientar as pessoas sobre suicídio e depressão, com profissionais que atuam na área. Uma boa.

 

Pezão (I) – O boato de que o ex-governador Luiz Fernando Pezão, preso em Bangu 8, estaria prestes a deixar a prisão correu solto nas redes sociais na tarde de quarta, 19. Começou quando vizinhos da casa de Pezão, em Piraí, começaram a ver que a residência estava sendo limpa, arejada e preparada a toque de caixa para, possivelmente, receber o ex-governador. O boato era furado.

 

Pezão (II) – A casa de Piraí, na verdade, estaria passando por uma faxina geral para receber o jovem voltarredondense Marcelo Santos Amorim, o Marcelinho, casado com uma sobrinha de Pezão. Ele foi solto, por determinação do STJ, na segunda, 16, junto com Luiz Carlos Vidal Barroso, o Luizinho. E o casal estaria se mudando para Piraí.

 

Idosos – Na tarde de quinta, 19, durante a ‘Festa da Roça’, que reuniu os grupos de convivência de diversas secretarias, além dos alunos da Academia da Vida, o prefeito Samuca Silva deu uma notícia que interessa aos velhinhos e velhinhas de Volta Redonda: “A viagem da terceira idade será para o Hotel Fazenda Ribeirão, em Barra do Piraí, e vai acontecer ainda este ano”, prometeu.

 

Saindo – São cada vez mais fortes os boatos de que o engenheiro Márcio Lins já estaria arrumando as gavetas de sua mesa como presidente do IPPU-VR.

 

Assumiu – Na tarde de quinta, 19, o empresário Rogério Loureiro deixou de ser sub e virou, de fato e de direito, secretário de Desenvolvimento Econômico do governo Samuca. Sorte das entidades beneficentes da cidade, que terão direito a um bolo maior, já que Loureiro prometeu doar seus salários a uma entidade filantrópica diferente por mês.

 

Excelsior – Uma das primeiras ações de Loureiro à frente da pasta será tornar público que as obras da futura sede própria da Transporte Excelsior, empresa da sua família, na Rodovia dos Metalúrgicos, foram iniciadas antes mesmo do namoro com o governo Samuca. O investimento é da ordem de R$ 2,5 milhões e vai gerar 60 empregos diretos. Uma boa.    

 

Itaipava – O novo secretário de Desenvolvimento Econômico também deverá anunciar, em breve, o início das obras de um grande centro de distribuição da Cerveja Itaipava, em área oferecida pela prefeitura, na região da Rodovia dos Metalúrgicos. Deverá ser inaugurada em julho de 2020.

Ameaças – Leitores ligando para a redação para ironizar a postagem de Joselito Magalhães, ex-secretário de Desenvolvimento de Volta Redonda, se solidarizando com o prefeito Samuca por conta das ameaças que o chefe do Executivo estaria recebendo nas redes sociais. Realmente é pra rir. Afinal, recentemente, Joselito se envolveu em um quiproquó sem tamanho ao disparar ameaças contra um dos seus concorrentes da área de venda de gás de cozinha. 

 

Mais um – O vereador Dinho, que já chegou a ser assediado pelo delegado-deputado Antônio Furtado para ser candidato a prefeito com o apoio dele e do PSL, está encabeçando todas as listas de pré-candidatos do Patriotas às prefeituras fluminenses. Prova que a legenda lançará mesmo um nome à sucessão de Samuca.         

 

PT (I) – Cida Diogo, ex-vice-prefeita e ex-deputada estadual do PT, assumiu, como o aQui previu, a direção da legenda na cidade do aço. Voltou dizendo que pode sair como candidata a prefeita em 2020.  

 

PT (II) – A ex-prefeita de Barra Mansa e também ex-deputada estadual Inês Pandeló também ressurgiu das cinzas. Mas, ao contrário de Cida, só quer disputar uma cadeira na Câmara de Vereadores.

 

Educação (I) – Fontes garantem que Samuca Silva deixou de forma abrupta uma reunião com representantes do Sepe na tarde de quarta, 18. Motivo: não teria gostado das pautas apresentadas e, pior, da ausência, injustificada, da secretária de Educação, Rita de Cássia.   

 

Educação (II) – A ausência, diz uma fonte, seria por conta da infestação de piolhos na Escola Municipal Paulo VI, no Açude. O caso teria sido negligenciado pela secretária, que teria ignorado os pedidos de dedetização por parte da direção da escola. A SME não confirmou a negligência, mas os alunos ficaram quase uma semana sem aula por conta dos malditos piolhos.

 

Educação (III) – Mais uma de Rita: estaria interferindo nas eleições internas das escolas da rede municipal para os cargos de diretor geral e adjunto. A estratégia passa por inviabilizar chapas de oposição a ela. Não deve ser verdade, mas onde há fumaça há fogo, não é?

 

Vazio – A filiação do ex-prefeito Neto ao DEM de Rodrigo Maia, no sábado, 14, no Clube Comercial reuniu pouco mais de 100 pessoas. Nada próximo ao que foi na época em que Neto comandava Volta Redonda. Apesar dos fogos de artifício e oba-oba, o fracasso do evento foi celebrado no Palácio 17 Julho.

 

Apoio – Apenas três vereadores de Volta Redonda estiveram presentes à filiação de Neto ao DEM: Neném, Tigrão e Paulinho do Raio-X.

 

Briga – Depois da briga, divulgada pelo aQui com exclusividade na edição passada, entre os vereadores Granato (PTC) e José Augusto (PDT), os dois parlamentares ainda não se encontraram. É que Granato não compareceu às duas sessões da semana. E, em uma sessão solene, realizada na terça, 17, quem faltou foi José Augusto.

 

Apoio – Por falar em José Augusto, após ter sido chamado de “vagabundo” por Granato, o parlamentar recebeu apoio de Paulo Conrado (PRTB), outro experiente parlamentar. “Tenho que fazer um elogio público ao Zé: não há nessa Casa alguém que conheça tanto a saúde pública, a gestão em saúde, como o senhor. O senhor é um orgulho para a Câmara de Vereadores”, completou Conrado.

 

Tucanos – O prefeito Samuca Silva se reuniu na quinta, 19, com os diretórios do PSDB das cidades da região. O objetivo foi organizar o 1º Encontro do Novo PSDB-RJ, que acontecerá no próximo sábado, 28, com a presença do governador de São Paulo, João Dória. Samuca quer levar cerca de 200 tucanos só da cidade do aço.

 

Antigos (I) – Na ânsia de criticar o governo Samuca Silva, o MBL (Movimento Brasil Livre) de Volta Redonda, crítico da velha política, anda elogiando prefeitos de cidades vizinhas. Pior. Está se ligando a políticos e sindicalistas tanto do MDB quanto da esquerda festiva. Uma feijoada completa!

 

Antigos (II) – Por falar em ataques, aliados de Samuca teriam identificado um importante político da região que está ajudando o MBL. É o mesmo que ‘banca’ um jornal de oposição ao governo Samuca.

 

DEM (I) – No sábado, 14, o ex-prefeito Neto mudou-se de mala e cuia para o DEM de Rodrigo Maia. Os dois, inclusive, e mais alguns pesos pesados da política local, almoçaram na casa de Neto. Deve ter sido a primeira ‘festa política’ sem a presença de D. Munira, mãe de Neto, que a todos recebia com seus quitutes árabes.

 

DEM (II) – Em entrevista a jornais da região, Maia não deixou por menos. Prometeu trabalhar, em Brasília, para que seu novo afilhado seja candidato a prefeito em 2020. “Não há (houve) dolo nas ações do Neto em qualquer de suas funções e por isso ele será candidato”, aposta, adotando o mesmo discurso do ex-prefeito que teve contas rejeitadas pela Câmara de Volta Redonda. Segundo ele, as contas, tecnicamente, poderiam estar erradas, tanto que foram reprovadas. “Mas sem má fé”, argumenta. A decisão, é claro, será definida, posteriormente, em Brasília, onde Neto agora tem um ‘senhor amigo’.

 

DEM (III) – Para quem não sabe, no dia seguinte à filiação, em Brasília, Rodrigo Maia mostrou que tem poder, e muito. É que o ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no STF, aceitou o pedido da Procuradora Geral da República, Raquel Dodge, e mandou arquivar os trechos da delação premiada do ex-presidente da construtora OAS, Leo Pinheiro, que citavam Rodrigo Maia e o irmão do presidente do STF, Dias Toffoli.

 

DEM (IV) – Raquel Dodge, que encerrou seu mandato à frente do MPF na terça, 17, havia solicitado o arquivamento de quatro anexos do documento de delação considerando que as provas contidas neles, contra Maia, eram insuficientes e não justificavam abertura de investigação. É mole?

 

Isolado – A filiação de Neto ao DEM mostrou que o prefeito Samuca Silva está meio que abandonado pelos seus colegas prefeitos da região. Tanto que Rodrigo Drable (Barra Mansa), José Osmar (Rio Claro), Dr. Luizinho (Piraí), Ailton Marques (Porto Real), Fernando Jordão (Angra dos Reis), Diogo Balieiro (Resende) estavam lá no Comercial para ‘prestigiar’ o evento. Não é à toa que Rodrigo Drable, sempre que pode, dispara umas alfinetadas contra Samuca, dizendo que Gotardo, ex-prefeito, é o melhor líder regional hoje em dia.   

 

PSL (I) – Os deputados estaduais do PSL de Bolsonaro estão sendo obrigados a romper com o governador Wilson Witzel. Até aí, morreu Nero. Mas e os deputados federais da legenda, como Antônio Furtado, vão ter que romper com Witzel?

 

PSL (II) – Se Furtado, como bom delegado, tiver que acatar as ordens do capitão, o seu sonho de contar com o apoio de Witzel na caminhada rumo ao Palácio 17 de Julho pode ir para as cucuias. 

A conferir – Há quem garanta que Furtado não estaria disposto ao sacrifício de se lançar à sucessão de Samuca. Mas pode estar costurando um acordo para sair como vice de Neto (se este for candidato). Caso a chapa vença, Furtado abriria mão do cargo de vice-prefeito e ficaria em Brasília, com portas abertas no Palácio 17 de Julho.  

 

Caçambas – A coisa tá feia no serviço de caçambas da prefeitura de Volta Redonda. Apesar do sucesso, pouca gente está sendo atendida, por um pequeno grande detalhe: os caminhões que fazem as entregas estão quebrados. Tem mais. Os pedidos só podem ser feitos às segundas-feiras, em horário super restrito. Como as caçambas disponíveis são poucas, o prazo se esgota em poucos minutos.

Da série perguntar… – Quando é que a prefeitura de Volta Redonda vai cumprir a promessa feita por Samuca Silva de criar uma alça decente para os pedestres atravessarem o Viaduto Heitor Leite Franco (ver foto)? A promessa foi feita ao aQui na edição nº 1137 e até hoje nada, nadica de nada.

Deixe uma resposta