Grampos

Bem na foto (I) – Pessoas próximas ao ex-deputado estadual Edson Albertassi garantem que ele ficou bem feliz com dados recentes de pesquisas realizadas em Volta Redonda e Barra Mansa. É que ele esperava – e a maioria das pessoas imaginava – que sua imagem estivesse bem negativa devido aos acontecimentos que o levaram a ser afastado da Alerj e do mundo político. Mas o resultado foi bem diferente. Na cidade do aço, por exemplo, a avaliação positiva ao nome de Albertassi chegou a 41%. Na cidade de Rodrigo Drable, o resultado foi ainda mais animador: 49,3% dos que responderam à pesquisa o avaliaram de forma positiva.

Bem na foto (II) – Mas que seus adversários não se preocupem. Albertassi não quer saber de política. Só quer saber de trabalhar para o crescimento da Rádio 88 FM e cuidar dos pequenos: seu filho de 8 anos e seu netinho que completa um ano em setembro.

Bem na foto (III) – Dois fatos, entretanto, podem fazer Albertassi mudar de opinião: o primeiro tem a ver com o convite do prefeito Neto para o ex-deputado compor o primeiro escalão do governo municipal, e o segundo é a quase certa eleição do seu pupilo Betinho Albertassi para deputado estadual.

13º – Uma boa notícia para quem trabalha no Saae-VR. Neto teria autorizado PC, executivo da autarquia, a pagar a primeira parcela do 13º salário. “Está autorizado”, disparou.

Vacinas (I) – Enquanto a prefeitura de Volta Redonda tentava mobilizar as redes sociais para protestar contra a ‘falta de vacinas’, a secretaria estadual de Saúde informava que tinha entregado 714.440 doses de vacinas contra a Covid-19 aos 92 municípios do estado. Distribuiu 174 mil doses de Oxford/AstraZeneca para a primeira dose e 135.440 para a segunda aplicação. Já da Pfizer foram 252.720 para primeira dose e 57.330 para segunda dose, além de 7.700 da Janssen (aplicação única). Ou seja, existe algum ruído na comunicação entre os dois palácios.

Vacinas (II) – Detalhe: as vacinas, segundo a SES, foram enviadas pelo Ministério da Saúde na noite de sexta, 6, quando os internautas de Volta Redonda, acreditando nos informes do Palácio 17 de Julho, batiam sem dó tanto no governo do Estado quanto no Ministério da Saúde. Parece sacanagem.

Vacinas (III) – No sábado, 7, a prefeitura de Barra Mansa confirmou a chegada de 8.082 doses de vacinas, sendo que recebeu 4.200 doses da AstraZeneca e 3.882 da Pfizer. Volta Redonda, curiosamente, não divulgou quantas teria recebido. Deve ter priorizado a campanha contra o governo.

Vacinas (IV) – Tem mais. Na segunda, 9, a prefeitura de Volta Redonda gabou-se de ter vacinado mais de 11 mil pessoas contra a Covid-19 na Ilha São João. Fica a pergunta: tinha ou não tinha vacina?

Caçamba (I) – Em tempos de internet não dá para acreditar que a prefeitura de Volta Redonda não consiga organizar os pedidos de fornecimento de caçambas – que não são gratuitos, custam R$ 32,00. Quem precisa de uma caçamba tem que fazer o pedido sempre às segundas-feiras, só nesse dia, e às 8 horas em ponto. Um absurdo. Que se programem para receber os pedidos não importando a hora nem o dia. E que atendam as solicitações por ordem cronológica. Simples assim…

Caçamba (II) – A reclamação acima foi feita por um leitor que quis alugar uma caçamba na manhã de quarta, 11, acessando o link http://www.voltaredonda.rj.gov.br/smsp/mod/cacamba/mod/agendamento. Nem no ar ele estava.

Preju – A secretaria de Administração da prefeitura de Volta Redonda teve que pagar quase R$ 100 mil (R$ 98.365,48) de indenização por prejuízos causados no imóvel à Rua José Hermito de Sá, nº 25, no Aterrado, onde funcionava o IPPU, que ocupava os três andares do prédio. Hoje, o IPPU ocupa um prédio do governo do Estado (Rua 566, nº 31), onde funcionava a secretaria de Saúde, também no Aterrado. Pertinho da 93ª DP.

Ioga – Na segunda, 15, a prefeitura de Volta Redonda vai abrir mais turmas de aulas de ioga no Santa Cruz, São Geraldo (nos ginásios poliesportivos), em Três Poços (no CRAS); no Siderópolis (na quadra poliesportiva); e na Arena do Aterrado. As inscrições devem ser feitas nos locais citados.

Médicos – A prefeitura de Volta Redonda pretende contratar médicos generalistas (clínicos-gerais) para atuar na Atenção Primária na Rede Pública de Saúde, nas Unidades (UBS e UBSF), dos bairros Açude II, Candelária, Conforto, Roma I e II, Santa Rita do Zarur, e Vila Americana. Oferece três opções de salários: de R$ 12 mil brutos para 40 horas, mais 20% por qualificação e desempenho; R$ 9 mil por 30 horas semanais; ou R$ 6 mil por plantões de 20 horas semanais com extras. Os interessados devem encaminhar currículos para o e-mail: [email protected]

Arrumando a casa – A prefeitura de Volta Redonda lançará na próxima quarta, 18, o projeto “Arrumando a Casa”, que tem como objetivo recuperar móveis e eletrodomésticos da administração que estão inutilizados. A ideia é restaurar o patrimônio público e promover economia aos cofres públicos. Uma varredura será feita nas secretarias para recolher os materiais que precisam de reparos. “Vamos recolher cadeiras, mesas, ares-condicionados, bebedouros, geladeiras, freezers, ventiladores, microondas, enfim, tudo o que estiver em condições de ser reformado para ser recuperado”, afirmou o coordenador do projeto, Gésio Reis Candido.

Memorial Zumbi dos Palmares – A galeria de Artes do Memorial Zumbi dos Palmares, na Vila, foi reaberta ao público na manhã de quarta, 11. A galeria, inclusive, recebeu novas obras, doadas por artistas de diferentes partes do Brasil. As visitas podem ser feitas de segunda a sexta, das 8 às 17 horas, com entrada gratuita.

Dinheiro na conta – Uma boa notícia para os cargos comissionados do governo Samuca: a segunda parcela do mês de novembro de 2021 foi paga e deve ter sido liberada para uso ontem, sexta, 13. A informação foi dada pelo secretário de Fazenda, Erick Higino, através de um vídeo pelas redes sociais. “Após um esforço concentrado do prefeito Neto em conjunto com a secretaria de Fazenda e a secretaria de Administração, nós conseguimos realizar o pagamento dos nossos colaboradores que recebiam as menores remunerações. O dinheiro vai estar disponível para eles na sexta-feira”, comentou, indo além: “Nós seguimos trabalhando por Volta Redonda, e vamos honrar todos os nossos compromissos, de forma séria e responsável”, prometeu.

Férias – A engenheira Poliana Aparecida Moreira Gama está respondendo pela secretaria de Infraestrutura da prefeitura de Volta Redonda. Ela fica no cargo até o dia 31, para que o engenheiro José Jerônimo Teles, titular da pasta, curta merecidas férias.

Estranho (I) – Muito estranha a ligação entre o Palácio 17 de Julho e a direção do UGB. A entidade estaria com nome na dívida ativa do município e, mesmo assim, tem feito parcerias com o Poder Público, como o recente caso das vagas que ofereceu para a secretaria da Pessoa com Deficiência, comandada pelo vereador licenciado, pastor Washington Uchôa. Procurados para falar a respeito, os dois lados adotaram táticas diferentes.

Estranho (II) – O Palácio 17 de Julho, por exemplo, não respondeu às perguntas do aQui, mas soltou um release destacando que não será gasto um tostão dos cofres públicos, como o prefeito Neto chegou a dar a entender quando anunciou que um grupo de pessoas com deficiência auditiva poderiam ingressar no curso superior de Administração do Centro Universitário Geraldo Di Biasi (UGB).
Estranho (III) – Já a direção do UGB preferiu ficar em silêncio e não respondeu às perguntas do aQui. O jornal queria saber, por exemplo, se era verdade que a Fundação Rosemar Pimentel, mantenedora do UGB, estaria inscrita na Dívida Ativa Municipal. Em caso positivo, qual seria o valor da dívida?

Estranho (IV) – A direção do UGB também não quis esclarecer a demissão de 8 professores do curso de Administração, justamente aquele para qual Neto está dando a maior força. E mais. Perdeu a chance de desmentir o boato de que o UGB de Nova Iguaçu estaria fechando.

Deixe uma resposta