Grampos

Porcalhões (I) – Uma área de servidão, próxima ao Hospital Unimed, na Rodovia dos Metalúrgicos, virou ‘estacionamento’ para quem não quer pagar por uma das vagas disponibilizadas pela empresa que explora o rotativo na unidade. Pena que um bando de porcalhões anda usando o lugar para despejar todo tipo de lixo: restos de móveis, entulho de obras, pneus, e até fraldas sujas, como as que aparecem em primeiro plano na foto.

 

Porcalhões (II) – Um flagrante do tipo já foi publicado pelo aQui há alguns meses, e a prefeitura, na época, providenciou a limpeza deixada pelos ‘sugismundos’. Mas, para azar de todos, os porcalhões são persistentes. A foto desta edição foi feita na segunda, 25.

 

Às cegas (I) – Aliás, a Rodovia dos Metalúrgicos está precisando de uma atenção maior da prefeitura. No trecho depois do Portal da Saudade, em direção ao Jardim Belvedere, há pelo menos seis postes apagados.

 

Às cegas (II) – Na subida do Laranjal, bairro do m2 mais caro da cidade do aço, também há postes apagados. Pelo menos oito, em sequência. Um perigo.

 

Piso – Como os ilustres deputados fluminenses recebem gordos salários e não têm com que se preocupar, de uma canetada só eles aprovaram um reajuste de 3,75% no piso regional de mais de 170 categorias de empregados da iniciativa privada. A medida será retroativa a janeiro deste ano e valerá somente para 2019. Com isso, os valores das seis faixas salariais do estado passam a variar entre R$ 1.238,11 e R$ 3.158,96. A proposta segue para o governador Wilson Witzel, que tem até 15 dias úteis para sancionar ou vetar.

Sem solução (I) – Os passageiros dos ônibus das linhas municipais que operam em Volta Redonda estão sem pai nem mãe, principalmente quando utilizam os veículos da Viação Sul Fluminense, que é a maior da cidade do aço. Em crise financeira e às voltas com uma ‘guerra de liminares judiciais de intervenção’, a manutenção da frota, pelo visto, já deixou de ser prioridade da empresa. Sem contar as reclamações diárias de atraso, e dos ônibus que enguiçam pelo trajeto, na segunda, 25, um caso ‘suis generis’ aconteceu no Aterrado. E bombou nas redes sociais. Mostra os passageiros tendo que usar um banquinho, providencialmente arranjado pelo motorista, para descer do ônibus, cujo elevador tinha ‘quebrado’. E ninguém faz nada!

 

Sem solução (II) – Confira o drama dos passageiros da Sul Fluminense em http://bit.ly/2XupLve.

 

Inter – Não é só nas linhas municipais que a Sul Fluminense anda pisando na bola, não. Na terça, 26, a empresa teve um ônibus recolhido pelo Departamento de Transportes Rodoviários (Detro) por estar rodando com selo vencido em uma das linhas intermunicipais que passam por Barra Mansa.          

Inspeção (I) – Na segunda, 25, técnicos do IPPU-VR e da secretaria de Infraestrutura estiveram vistoriando a Ponte Dr. Murilo Cesar dos Santos, que liga os bairros do Aterrado e Niterói. Na inspeção, conforme release oficial, foi avaliada a ‘integralidade’ do sistema de sustentação e a drenagem que, segundo o presidente do órgão, Márcio Lins, seria uma grande causa de deterioração das pontes. “Quando não cuida bem da drenagem e das juntas de dilatação, a redistribuição da água mal direcionada vai atacando os elementos da estrutura”, ressaltou. Entenderam?

 

Inspeção (II) – Márcio Lins anunciou que vai preparar um relatório que será entregue a Toninho Oreste, da secretaria de Infraestrutura, para ‘montar a sistemática de inspeção rotineira, regular”, justificou. Vai querer falar chique assim lá na ponte que caiu… 

 

Inspeção (III) – Pior fez Toninho Oreste que, segundo release, anunciou que sua pasta poderá entrar em operação ‘se for necessário’. “Se for detectada uma necessidade urgente, estamos prontos para atuar nos reparos. Esse trabalho vai colaborar para melhorar a distribuição de equipes para as manutenções regulares”, justificou, evitando abordar a questão da falta de segurança do Viaduto Heitor Leite Franco. Só para lembrar: para o prefeito Samuca Silva, a questão das passarelas é prioritária.

Radial Leste – O prefeito Samuca Silva agora vive a pedir aos internautas que não postem mais ‘fakes news’. “Tá chato pra caramba”, justifica, acrescentando: “Vamos deixar as mentiras pra outra hora, pro plano eleitoral”, sugeriu. Pegando carona no pedido, nós do aQui acrescentamos: “Prefeito, desista do projeto da Rua de Lazer na Radial Leste”. Quer saber por quê? Veja a foto que a própria prefeitura enviou aos jornais para dizer (não seria uma fake news?) que o último evento, realizado no domingo, 24, foi um sucesso. Não foi, não.

 

Cerca Inteligente (I) – A prefeitura de Volta Redonda implantou, há cerca de 10 dias, o projeto Cerca Inteligente em dez pontos da cidade do aço para fiscalizar, em 40 ângulos diferentes, todas as entradas e saídas do município. Na segunda, 25, dois veículos foram localizados e recuperados, um deles em menos de uma hora.

 

Cerca inteligente (II) – De acordo com a Guarda Municipal, um dos veículos foi furtado na Vila e, imediatamente, o Gm colocou as informações no sistema, acrescentando que o veículo teria ido para Barra Mansa. Além de recuperar o carro, o suposto ladrão foi conduzido para a delegacia. 

 

Cerca inteligente (III) – O sistema de monitoramento permite criar um banco de dados de todos os veículos que entram e saem de Volta Redonda. Ficam registrados o percurso, horário, dia e mês, placa do carro, foto e vídeo. Além disso, no que as autoridades chamam de ‘lista negra’ constam todos os veículos roubados ou furtados em Volta Redonda durante o ano de 2018. A “lista negra” será atualizada com a ajuda (avisos de furto) dos motoristas. “A localização é feita em tempo real, pois as câmeras instaladas em Volta Redonda possuem tecnologia que reconhecem caracteres – as placas, sem necessidade de outro equipamento acoplado”, destaca o prefeito Samuca Silva. 

Quase – No domingo, 24, vendo a movimen-tação de funcionários da Light e da prefeitura de Volta Redonda, a equipe do aQui postou no Instagram do jornal que a empresa de energia elétrica estaria finalmente promovendo a retirada de alguns postes da Rodovia dos Metalúrgicos. Foi uma ‘meia boa notícia’: os postes, até o fechamento desta edição, ainda estão lá, intocáveis. Eita serviço porco, não é mesmo?

 

OS – No momento em que o prefeito Samuca Silva passou a falar em entregar o Hospital São João Batista para as mãos de uma OS (Organização Social), caiu como uma ducha de água fria a notícia de que a OS Pró-Saúde, ligada à Igreja Católica, estaria envolvida em esquemas de corrupção no governo Sérgio Cabral. A OS nega, é claro. Mas que (a notícia) sujou, isso ninguém pode negar. E ao sujar, colocou todas as OSs na parede, não é mesmo?

 

Hospital do Retiro (I) – Coincidência ou não, o prefeito Samuca Silva decidiu auditar os serviços da OS Mahatma Gandhi no Hospital do Retiro, cuja administração assumiu na segunda quinzena de dezembro do ano passado. Há quem garanta, entretanto, que a auditoria estaria ligada ao boato de que a OS estaria atrasando o pagamento dos salários dos médicos que trabalham na unidade. 

Hospital do Retiro (II) – De acordo com o secretário de Saúde, Alfredo Peixoto, a auditoria é para checar se a OS está cumprindo as metas estabelecidas em contrato. “Os resultados atingidos pela administração do hospital serão analisados, periodicamente, pela comissão de avaliação, que vai emitir um relatório. Com base nisso, poderemos verificar se o atendimento à população está conforme as normas e na qualidade que o cidadão merece”, justificou.

 

Hospital do Retiro (III) – Samuca foi além. “É (a auditoria) o que a sociedade espera de nós. A escolha da OS foi feita através de um processo sério e cada vez mais vamos fortalecer a questão da fiscalização, da auditoria. É assim que vamos garantir para toda a sociedade, a transparência fundamental quando se administra os recursos públicos”, frisou.

 

 

Contas – Nos bastidores da política local, a infor-mação que corre é que o ex-prefeito Neto terá problemas, ainda em 2019, com relação à aprovação ou não das suas contas referentes aos anos de 2015 e 2016. A primeira até deve passar, revela uma fonte. A segunda, entre-tanto, deverá ser rejeitada.

 

O primeiro… – O deputado federal Antônio Furtado (PSL) apresentou o seu primeiro projeto de lei. E, óbvio, postou a novidade nas redes sociais. “Hoje tive a satisfação de protocolar o meu pri-meiro Projeto de Lei, número 1078/2019, sobre a destinação dos bens de criminosos apreendidos pela Polícia: defendo o seu uso imediato pelas forças de segurança”, escreveu. “Vamos fazer com que carros e armas de mar-ginais sejam usados rapidamente pela Polícia para proteger a popula-ção”, justificou. “Aí o bandido prova do próprio veneno”, ironizou.

 

Licença – Por falar em Furtado, para matar a curiosidade dos eleitores, o parlamentar disse ao aQui que pediu licença dos quadros da Polícia Civil para assumir seu mandato em Brasília. A arma que usava em serviço foi devolvida. Já o distintivo de delegado, o parla-mentar, pela legislação, pode mantê-lo.

 

Brincadeira – Quando chegou à Câmara, Furtado disse que chegou a ser recebido com descon-fiança por alguns parla-mentares. ‘Deviam estar com medo”, brincou, referindo-se, por tabela, à Lava-Jato. Hoje, o distintivo o faz ser reconhecido de longe.

 

LGBT – O prefeito Samuca Silva provou que é meio ‘maluquinho’ (numa boa, é claro). No domin-go, depois de receber uma chuva de reclamações contra o bloco LGBT, que ocupava a Avenida Amaral Peixoto, ele teria ido para o meio da multidão para tentar dispersar os foliões. Chegou a chamar a tropa de choque da GM para espalhar a multidão. Acabou concordando com os ‘bombeiros’ e deixou a rapaziada se ‘divertir’ até às 22 horas. 

 

Tragédia anunciada… – A previsão é de um leitor do aQui: “O muro do Aero Clube, na Avenida Ministro Salgado Filho com a Avenida Beira Rio, está prestes a cair”, alertou em e-mail enviado ao aQui. Segundo ele, o muro está cheio de rachaduras, principal-mente com as chuvas e ventos que andam castigando a cidade do aço. “É um local com passagem de estudantes, moradores e pessoas que frequentam o clube”, acrescentou. Tem mais. Ele diz que já denunciou o clube na Defesa Civil, mas até agora nada foi feito. “Estão esperando cair pra fazer algo…”, ironizou. Ele está certo!

 

Detran – As unidades do Detran só serão reabertas na quinta, 7, após o Carnaval.

 

Tô nem aí – O aQui adorou a sugestão de um dos seus assinantes para tentar sensibilizar a direção do Park Sul a reconstruir a pista de caminhada que destruiu nas obras de construção do shopping. Por ele, o aQui deveria dar uma assinatura anual para quem acertar o mês e o ano da inauguração da nova pista. A sugestão foi acatada. Quem quiser concorrer, pode enviar seus palpites para [email protected]

Ponte Alta – A secretaria de Transporte e Mo-bilidade Urbana de Volta Redonda realizou na madrugada de terça, 26, uma revitalização na ‘rodoviária’ (ponto final dos ônibus) existente embaixo do Viaduto Castelo Branco, na Ponte Alta. Deveria acabar com ela, isso sim. Como? Cortando o número de linhas – deficitárias, segundo os empresários – que fazem ponto no local. 

 

MAN – Os trabalhadores da MAN aprovaram a proposta da empresa para a renovação do acordo coletivo 2019/2020. Dos 1611 votantes, 936 disseram sim ao reajuste salarial pelo INPC a partir de maio, cartão-alimen-tação de R$ 385,00, PLR de R$ 8.190,00 (já com os 5% de absenteísmo), com primeira parcela de R$ 5 mil até dia 15 de março e a segunda em janeiro de 2020.

Terceirizadas – O Sindicato dos Metalúrgicos vai começar a negociar a campanha salarial com as terceirizadas da MAN depois do carnaval

 

Campanha – O Sindicato dos Metalúrgicos está ajudando na campanha de solidariedade em favor do filho do trabalhador Anderson Borges Fortu-nato, da Kroschu. A criança, Natã Fortunato, foi diagnosticada com leucemia e está internada no Hospital Quinta D’Or, no Rio. O Sindicato doou uma TV de 32 polegadas (Philco), que já está sendo rifada na empresa e fora dela. Quem quiser e puder ajudar no tratamento de Natã pode procurar por Ceará e André Beiço, na própria Kroschu.

 

Zerado – O deputado estadual Gustavo Tutuca, que mora em Volta Redonda, ficou a ver navios na formação das principais comissões existentes na Assembleia Legislativa. Ele queria presidir a poderosa Comissão de Orçamento, que em passado recente não saía das mãos de Edson Albertassi. Não colou.  

 

No páreo – E por falar em Edson Albertassi, o radialista Betinho, da Rádio 88, já admite se lançar na carreira política. “Que venha 2020”, brinca, falando sério.

 

Jiu-Jitsu – A Liga de Desportos de Volta Redonda está oferecendo aulas gratuitas de Jiu-Jitsu para crianças de 8 a 12 anos. São 60 vagas, distribuídas em duas turmas, nos períodos da manhã e tarde, com orientação de Fabrine Souza, faixa preta diplomado pela Fede-ração do Estado do Rio. As inscrições podem ser feitas na sede da Liga, na Rua 318, nº 94, na Sessenta, de 11 a 30 de março, de segunda a sexta, das 9 às 17 horas.

Mais informações pelo telefone (24) 3348-0505.

 

Atletismo – Já a secretaria de Esporte e Lazer de Volta Redonda abriu inscrições para atletismo e para-atletismo na Arena Esportiva. Os interessados devem pro-curar a unidade esportiva, localizada à Avenida Nossa Senhora do Amparo, na Voldac, de segunda a sexta, das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas. Mais informações em 3339-2105.

 

Água Limpa – Apesar da presença constante da PM em ronda pelo bairro, os moradores da Água Limpa continuam con-vivendo com a ban-didagem. Durante a semana, por exemplo, a guerra pelos pontos de drogas deixou alguns feridos.

 

A conferir – Em contato com a redação, um morador do bairro garante que os PMs que fazem a ronda noturna pela Água Limpa estariam mais preocupados em usar o WattsApp do que correr atrás dos bandidos.     

 

Deixe uma resposta