Graças à vacina

Prefeitura prevê retorno das cirurgias eletivas no Hospital São João Batista para final de julho

Mateus Gusmão

Desde março de 2020, quando foi detectado o primeiro caso da Covid-19 no Brasil, e seguindo orientação do Ministério da Saúde, as cidades começaram a se preparar para o pior. Entre as medidas tomadas, foram suspensas as cirurgias eletivas, aquelas que não são de emergência, nas unidades públicas de saúde, para evitar a ocupação dos leitos hospitalares. Foi o caso de Volta Redonda, que chegou a ter quase 100% dos leitos ocupados com a Covid-19. Mas isso está perto de terminar.
É que a ocupação de leitos de UTI e de enfermaria está diminuindo. Segundo a Vigilância em Saúde, a taxa de ocupação em UTI está em 30% na rede pública desde o fim de maio. Na rede particular, a taxa registra um pouco mais de 20% de ocupação. O anúncio do retorno das cirurgias foi feito em live transmitida pelas redes sociais do prefeito Neto. “Eu gostaria de reafirmar que no final deste mês nós vamos retomar com as cirurgias eletivas”, tendo ao lado o diretor do Hospital São João Batista, Sebastião Faria, que também é o vice-prefeito.
“Nós estamos reorganizando o Hospital São João Batista para voltar a ter o layout anterior à pandemia. Nós estamos tomando as providências, comprando insumos, anestésicos, para a gente retomar, ainda no final deste mês, as cirurgias eletivas”, garantiu Faria, ressaltando que isso só será possível pela drástica redução de internações de Covid-19 na unidade.
Faria ainda lembrou que o HSJB é um hospital referência em traumatologia e que recebe pacientes de diversas cidades da região. “É um hospital de portas abertas. E agora estamos organizando o hospital para o que era antes da pandemia, e voltar a fazer as cirurgias”, disse, anunciando que os casos de internação por Covid-19 serão concentrados no Hospital do Retiro.
O Hospital do Retiro, por sua vez, já está retomando as cirurgias. Segundo Márcia Cury, diretora-geral da unidade, no último final de semana já foram realizadas 40 intervenções. “Fizemos cirurgias de vesícula e de hérnia, entre outras. O hospital está voltando ao seu fluxo normal”, disse, acrescentando a importância da abertura de novos leitos no anexo da unidade, que fica em um prédio da FOA, como o aQui divulgou na edição passada.
“Nós estamos recebendo através da regulação do município os pacientes de Covid-19. Hoje (terça, 6) temos nove pacientes internados, porque estamos recebendo os pacientes da rede. Estamos tendo uma diminuição significativa nas internações”, completou Márcia, dizendo que chegou a ter 49 pacientes com coronavírus internados no Hospital do Retiro. “Hoje estamos centralizando pacientes de Covid-19 no anexo da FOA e no hospital ficamos com a clínica médica geral e conseguimos abrir novamente a UTI geral”, disse Márcia.

 

Deixe um comentário