terça-feira, julho 16, 2024
CasaGERALDepende dos vereadores

Depende dos vereadores

Município trabalha na construção do Plano Municipal de Direitos Humanos

O prefeito Antônio Francisco
Neto já recebeu as propostas para
o Plano Municipal de Direitos
Humanos de Volta Redonda. O
documento, com 60 páginas, foi
entregue pela secretária de Políticas
para Mulheres e Direitos
Humanos, Glória Amorim, e foi
elaborado por representantes da
sociedade civil, lideranças de
movimentos e pastorais sociais
que compõem a comissão de elaboração do plano, construído em nove meses de trabalho. Agora, as propostas precisam da aprovação dos vereadores da cidade do aço. “Vamos encaminhar o Plano Municipal de Direitos Humanos para a Câmara com a recomendação de que é importante agilizar essa votação. Com a aprovação do documento, vamos avançar ainda mais em políticas públicas”, afirmou Neto. “Eu recebi pessoas do governo Estadual aqui no município, que elogiaram muito a competência, a dedicação e o trabalho que a equipe da Secretaria da Mulher e Direitos Humanos vem fazendo em Volta Redonda”, acrescentou.
Segundo Glória Amorim, as propostas do plano foram elaboradas através da realização de plenária e conferência municipal, abertas ao público, e de escutas qualificadas com as instituições, presenciais e on-line, que contou com a participação de estudantes universitários. “Este documento é o resultado de um trabalho comunitário realizado ouvindo instituições, lideranças nas comunidades, a população e contou com a escuta qualificada feita pelos universitários da UFF (Universidade Federal Fluminense) e UniFOA (Centro Universitário de Volta Redonda)”, disse. “Demos um passo muito importante para ampliar a implementação de políticas públicas no município. Com a aprovação do plano, podemos reivindicar verbas junto ao governo Federal, que vem investindo em direitos humanos, igualdade racial, diversidade de gênero, mulheres e em programas sociais. Esperamos ter o apoio do Poder Legislativo para a aprovação e poder colocá-lo em prática o mais breve possível”, completou.

Artigo anterior
Artigo seguinte
ARTIGOS RELACIONADOS

LEIA MAIS

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp