‘Capital do interior’

A prefeitura de Volta Redonda vai participar de quinta, 22, a domingo, 25, do Salão do Turismo, no Píer Mauá, zona portuária do Rio de Janeiro. O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Joselito Magalhães, explicou que Volta Redonda vai tentar vender o seu peixe. “Temos uma infraestrutura de boa qualidade de hospedagem, eventos, gastronomia e queremos também atrair novos negócios para o município, assim como turistas”, ponderou, anunciando que na área dos quiosques, a equipe da SMDET receberá o público para compartilhar informações sobre a cidade do aço. “A ideia é a gente vender o município como uma capital do interior, um destino de referência com boa hospedagem, boa infraestrutura de eventos, boa infraestrutura de gastronomia, com áreas naturais que estão se consolidando. É muito importante valorizar as áreas naturais e a nossa participação na rota Caminho Cervejeiro do Sul Fluminense”, explicou a diretora de Turismo, Débora Cândido.
No Salão do Turismo, além de produtos artesanais, a prefeitura de Volta Redonda vai promover apresentações do Bloco da Vida, que também irá interagir com o público. Para o prefeito Samuca Silva, o Salão do Turismo poderá levar o turista a visitar o município. “É uma ótima oportunidade de fazer negócio, um evento muito estratégico. São estas oportunidades que colocam Volta Redonda como um centro de desenvolvimento do interior. Nossa cidade, através do ‘Turismo em Volta’, tem a possibilidade de receber turistas que vão visitar a região, que é histórica e muito rica de belezas naturais”, justificou.
Outras atrações culturais que poderão ser vistas, de 22 a 25 de agosto, no Armazém 2 do Píer Mauá, são: a bateria da Beija Flor, representando Nilópolis; Forró Pé de Serra, de Miguel Pereira; Orquestra de jazz, de Barra Mansa; Canarinhos de Petrópolis; Capoeira de Valença, Jongo de Mangaratiba; e a dança alemã de Nova Friburgo. Elas se apresentarão no palco em dias e horários determinados. Até o fechamento desta edição, 64 municípios já confirmaram presença no encontro.

Deixe um comentário