sexta-feira, novembro 26, 2021
HomeEditoriasEsporteBate bola - Sergio Luiz

Bate bola – Sergio Luiz

A foto é do time do Siderantim, campeão estadual da 3ª divisão em 1982. Colaborou o jornalista Luiz Eduardo.

Em pé da esquerda para a direita: Calixto, Ricardo, Celso, Manú, Birrinha, Gerônimo e João de Deus. Agachados: Escovinha, Expedito, Neivaldo, Giovani e Ramiro.

Solidariedade, nota 10  

A bola parou de rolar nos campos de todo o país, mas na cidade do aço, o Voltaço continua atuando fora do gramado do Raulino de Oliveira e aderiu à luta contra a pandemia do coronavírus. Num gesto de solidariedade, a diretoria do clube ofereceu espaço no uniforme da manga da camisa, no backdrop e das faixas no Centro de Treinamento, para um supermercado que, em troca, dará cestas básicas que serão doadas para trabalhadores autônomos de Volta Redonda.

Segundo o presidente do Voltaço, Flávio Horta, esta foi a maneira que a diretoria do tricolor de aço encontrou para ajudar os voltarredondenses, uma vez que o clube também será afetado financeiramente com o adiamento dos campeonatos oficiais, e não teria como contribuir com doações em dinheiro. 

Quem estiver interessado em fazer novas doações deve enviar e-mail para  [email protected]ço.com.br. Vale lembrar que, ao término da crise, o Volta Redonda terá jogos, com transmissão pela TV, um deles será contra o Fluminense, no Maracanã. E ainda toda a série C do brasileiro. Bela atitude da diretoria.  Tenho dito.

Administrador –

O prefeito Samuca Silva confirmou a informação divulgada pela coluna com exclusividade, de que Flávio Fubá será o novo administrador do Estádio Raulino de Oliveira. Fubá, que já ocupou o cargo no governo Benevenuto, ainda não assumiu a função. Ele terá um grande desafio que é o de manter limpas as cadeiras, enfrentando a poluição da CSN e a manutenção do gramado, que, certamente, será afetado com a construção emergencial de um hospital de campanha.

Parceria

A boca pequena corre a informação de que pode pintar uma parceria entre o Voltaço e o Aero Clube, que cederia o campo de futebol soçaite, a quadra e o campo de areia para que o tricolor de aço possa realizar seus treinamentos. Em contrapartida, o Volta Redonda ficaria responsável pela manutenção destas áreas. Mais tarde, o Aero Clube cederia a piscina e a sauna para que os jogadores possam fazer seus exercícios. As negociações estariam bem avançadas.

História

 Mais uma do meu amigo e radialista Paulo César Alves. Ao transmitirmos um jogo no Maracanã, pela Rádio Sul Fluminense, estávamos caminhando ao lado do Estádio Célio de Barros. De repente, vimos o PC com o olhar perdido em direção à pista de atletismo. Encostei e perguntei o que estava rolando. Com os olhos lacrimejando, nosso herói, emocionado, respondeu: “É, amigo. Aqui nesta pista eu vivi grandes momentos no atletismo brasileiro”. Surpreso, afinal não sabia que ele praticara o atletismo, perguntei: “Como assim, PC? Você foi fundista?” Na lata e sem pestanejar, ele devolveu: “Foi aqui que eu consegui bater o recorde sul americano dos 1.500 metros e os 100 metros com barreira, obtendo índice para disputar os jogos olímpicos de Montreal em 1976”. Desconfiado, retruquei: “Mas você foi a Montreal?”.  Escorregadio, PC mandou essa: “Não, não fui. Uma contusão no músculo lombar vertebral (?) me tirou dos jogos. É por isso que estou chorando”. Cascata pura. É mentira, Terta?

Barra Mansa

Outra parceria que poderá acontecer será entre o Barra Mansa e um grupo de empresários do Paraná, que estaria disposto a assumir o futebol do clube. Até mesmo uma entrevista coletiva, marcada para o dia 18 de março, seria dada, mas foi adiada “sine die” por causa do conoravirus. Vale lembrar que o Barra Mansa vai disputar a série B2, terceira divisão do estado e a Copa Rio.

Bola fora

Para o coronavírus, que atingiu a jugular do esporte mundial, provocando o adiamento de competições importantes, como as Olimpíadas do Japão. No Brasil, em 1918, a famosa gripe espanhola chegou a interromper jogos em estádios, lotados, prestes a acontecer.

Bola dentro

Para as entidades envolvidas na realização das Olimpíadas do Japão. O bom senso falou mais alto e adiaram a competição para setembro de 2021.  Com certeza será brilhante. Valeu!

ARTIGOS RELACIONADOS

Bate bola – Sergio Luiz

Bate bola – Sergio Luiz

Bate Bola – Sérgio Luiz

LEIA MAIS

COMENTÁRIOS RECENTES

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp