Grampos

Boates (I) – Os moradores do Jardim Amália – bairro onde mora o cidadão mais ilustre de Volta Redonda, o prefeito Neto – estão comendo, desde julho de 2020, o pão que o diabo amassou com o funcionamento de uma boate. No período, segundo revela um deles, vários moradores teriam procurado a prefeitura para reclamar em razão dos shows ao vivo que a casa promove. Tem até pista de dança para os pés de valsa.

Boates (II) – Pelo que o morador conta, a fiscalização já chegou a visitar a boate diante de tantas reclamações que teria recebido. Só que nada foi feito. “Quando a fiscalização chega, a boate diminui o volume do som e muitos clientes vão (se esconder, grifo nosso) ao banheiro justamente quando os fiscais passam”, ironizou, garantindo que, logo a seguir, tudo volta ‘ao normal’.

Boates (III) – Em contato com a redação, o morador lembra que o funcionamento das boates está proibido há muito tempo por conta da Covid-19. “Nós, os moradores, temos dezenas de provas (documentos, fotos, vídeos e áudios) para tudo isso”, comentou, referindo-se ao funcionamento da boate. “Quando a Pullse (outra boate) fechou, os moradores fizeram um abaixo-assinado e entregaram na prefeitura e na Câmara, ao vereador Edson Quinto, pedindo para que não licenciassem mais qualquer tipo de boate em ruas residenciais, como a do Jardim Amália, por causa dos transtornos, que vão desde a perturbação do sossego até violação ao direito à saúde e ao meio ambiente saudável”, pontuou, pedindo que seu nome não fosse revelado.

Boates (IV) – Para ilustrar a reclamação, o leitor encaminhou uma foto da entrada da boate, tirada na noite de quinta, 29. “A boate pode funcionar como ela está funcionando?”, questiona, deixando um comentário que mostra o sentimento que começa a prevalecer no bairro. “Apesar do prefeito Neto morar no Jardim Amália, ele não fez e não faz absolutamente nada para proporcionar melhor qualidade de vida para os cidadãos que moram no bairro”, desabafou.

Excelente – A CSN superou as expectativas do mercado ao anunciar um lucro líquido de R$ 5,5 bilhões, referente ao segundo trimestre de 2021 (abril a junho), revertendo o prejuízo de R$ 865 milhões no mesmo período de 2020. Já na comparação com o primeiro trimestre de 2021, o salto foi quase 12 vezes maior, com destaque para mineração, que registrou lucro de R$ 494 milhões.

Vendas – Boa parte do lucro da CSN foi conquistada pelo crescimento nas vendas de aço (28%) e minério de ferro (18%), com o preço deste último a US$ 200 a tonelada.

Dívida – O bom resultado da CSN no segundo trimestre de 2021 trouxe ainda outra boa notícia para a empresa, para os investidores e também para os credores: a desalavancagem. Isto significa que a dívida líquida da CSN caiu 35% na comparação com o trimestre anterior. Vale lembrar que o resultado foi impactado pela venda de ações da Usiminas em poder da CSN.

Há vagas – A CSN está contratando médico do trabalho para atuar na unidade de Resende (Prada). Interessados podem acessar o link https://www.vagas.com.br/empregos/csn

Bombando – O vereador Duré está sendo bombardeado nas redes sociais. É que ele foi filmado em um açougue no Aterrado. Até aí, tudo bem. O problema é que o parlamentar estaria utilizando um carro cedido pela Câmara, que deveria servir exclusivamente para compromissos oficiais. Até o fechamento desta edição, o vereador não havia se manifestado.

Aquecendo (I) – A prefeitura de Volta Redonda iniciou na quarta, 28, a campanha “Aquece o próximo como a ti mesmo”, de arrecadação de agasalhos, cobertores e mantas, que serão doados às pessoas em situação de rua. Há três pontos de coleta: na entrada do Estádio Raulino de Oliveira, na entrada do Palácio 17 de Julho e na sede da subprefeitura, no Retiro, todas funcionando das 8 às 18 horas.

Aquecendo (II) – As pessoas que não puderem ir até os pontos de coleta podem fazer contato pelos telefones: (24) 3339-9055 ou 3339-9056 e informar o endereço para que alguém busque os materiais.

Bicho pegou (I) – Agentes da Guarda Municipal e fiscais da secretaria de Fazenda de Volta Redonda estavam cheios de boa intenção quando foram, em missão, até a Vila para ‘orientar’ os ambulantes que ocupam as calçadas da área mais nobre da cidade do aço para expor e vender seus produtos, a maioria feita de forma artesanal. O problema é que os ambulantes não cadastrados eram ‘convidados a se retirarem’. E muitos reagiram, com apoio de populares.

Bicho pegou (II) – De acordo com dados da secretaria de Fazenda, Volta Redonda conta com mais de 200 vendedores ambulantes regularizados. E, segundo a GM, a maioria dos que estão em situação irregular seria de outros municípios. Pena que o comandante da GM, João Batista dos Reis, não apresente provas do que diz.

Bicho pegou (III) – Se age com rigor contra os ambulantes de fora, a GM não faz o mesmo com os flanelinhas que atuam na Vila. Nas proximidades do Pontual Shopping, por exemplo, segundo denúncias, três deles chegam a ameaçar quem tenta parar nas vagas do estacionamento rotativo, que eles entendem ‘serem deles’. Se o motorista estaciona e se recusa a pagar para que eles lavem o veículo, é ameaçado de toda sorte. Isso quando não tem o carro danificado ou sujo. Um famoso radialista local passou pelo dissabor de enfrentá-los. Antes não o fizesse.

Bicho pegou (IV) – Depois de ser ameaçado por ter se recusado a dar uns trocados a três flanelinhas raivosos, o radialista chegou a chamar um GM para que se tomasse alguma providência. Foi aconselhado a deixar o caso pra lá. E aí, João Batista?

Lata velha (I) – Por falar na Guarda Municipal, a corporação até que tem atuado bem em localizar e retirar os veículos que são abandonados pelas ruas da cidade do aço. De janeiro até agora, já foram recolhidas (para o depósito da prefeitura) 56 latas velhas em estado de abandono.

Lata velha (II) – Os proprietários dos veículos recolhidos para o depósito municipal devem fazer, se quiserem recuperar o veículo, o pagamento de taxas e diárias. Detalhe: a taxa de remoção fica em R$ 63,11 e a diária custa R$ 37,82. Se no prazo de 60 dias não houver o resgate, a lata velha vai a leilão público.


Lata velha (III) – O comandante da GM, João Batista dos Reis, deveria mandar rebocar a lata velha da corporação que é abandonada diariamente no Viaduto Heitor Leite Franco (ver foto) para assustar os motoristas que gostam de aprontar quando sobem a Gustavo Lira e teimam em virar à esquerda no sentido Aterrado. Ou que passam pelo viaduto em direção à Dutra. A estratégia já é manjada. E todo mundo sabe que dentro da lata velha da GM nunca tem um agente da lei.

GM – Mais uma da Guarda Municipal: é furada a história de que o trailer da corporação na Amaral Peixoto funciona 24 horas por dia. Abre diariamente, mas por volta das 6 horas. Ou seja, à noite, nem sempre os GMs estão por lá.

Garantia estendida – Nos últimos cinco meses, segundo a direção do Procon-VR, houve um aumento da ordem de 30% no número de reclamações sobre garantia estendida de produtos. João Silveira Neto, que comanda a unidade, alerta que, em alguns casos, o valor cobrado para a garantia estendida pode ultrapassar o preço do próprio produto. Parece sacanagem. E é.

Misturando as coisas – Munir, irmão do prefeito Neto e titular da Smac (secretaria de Ação Comunitária), a mais poderosa do governo, teria até contratado um especialista para lhe assessorar nas redes sociais. Isso por só pensar naquilo: 2022. No Instagram, entretanto, Munir anda bobeando e mistura postagens como secretário e dono de loja na Amaral Peixoto. Está misturando as coisas. Tem mais. No IG, Munir tem apenas 1.719 seguidores. É pouco para quem só pensa em 2022.

Força-tarefa – O final de semana quase não rendeu em termos de fiscalização das regras de prevenção à Covid-19 em Volta Redonda. Ao todo, conforme nota à imprensa, 56 locais foram visitados pela força-tarefa do Palácio 17 de Julho, gerando quatro notificações e uma autuação – de um bar no Monte Castelo, que funcionava sem licença para música ao vivo.

Colina – No ponto boêmio de Volta Redonda, a pracinha da Colina, a GM voltou a interditar o acesso dos carros à praça. Ou seja, interdita quando bem entende. Devia escolher entre fechar todo final de semana, ou deixar a gosto do freguês.

Acabou – A prefeitura de Volta Redonda interrompeu o processo de vacinação contra a Covid-19 na cidade ontem, sexta, 30, por falta de vacinas. Segundo o comunicado, no início do dia apenas 185 doses estavam disponíveis na cidade, que seriam insuficientes para manter a imunização durante o dia. O município informou que aguarda a chegada de novas doses para dar continuidade à vacinação.

Apoio – Os cargos comissionados e RPAs do governo Samuca ganharam um parceiro na luta para receber seus salários de novembro, dezembro e o 13º. Trata-se do deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL), que enviou um ofício ao atual prefeito Neto solicitando providências. “Este gabinete solicita que sejam adotadas providências urgentes no sentido de informar se a denúncia recebida neste procede, e caso seja procedente, que seja informado o motivo do atraso e efetuada a imediata regularização dos pagamentos dos valores devidos, posto que possuem natureza alimentar”, diz o deputado.

Segue o baile – A prefeitura de Barra Mansa e os empresários locais parecem não se preocupar com a suspensão dos efeitos da Lei do Aço, que permitiria a aplicação de um regime diferenciado de tributação para empresas do setor metalmecânico no estado do Rio. Sabendo ou não que o Tribunal de Justiça tornou a normativa inconstitucional, representantes das secretarias de Desenvolvimento Econômico e do Meio Ambiente se reuniram na quarta, 28, com um grupo de empresários para tratar das ações que farão em conjunto para atrair novas empresas e fomentar as atividades do setor em Barra Mansa.


Dia dos Avós – Os associados e visitantes que estiveram no Centro Integrado da Associação dos Aposentados e Pensionistas de Volta Redonda na segunda, 26, tiveram um dia especial. Como era Dia dos Avós, os idosos foram recebidos com música ao vivo, ao som do violino de Márcio Silva Rodrigues, tecladista do Coral Alvorada da AAP-VR. Também participaram de sorteios, ganharam brindes e se divertiram muito. “O amor e a sabedoria dos avós são bênçãos que tornam nossas vidas melhores! E, para nós, da AAPVR, é um dia mais do que especial. Por isso, fizemos questão de retribuir um pouco aos avós o amor que conforta, o sorriso que acalma e o carinho que embala o coração de todos”, afirmou o presidente Ubirajara Vaz.

Volta ao normal – Além do prefeito Neto que aposta na volta à vida normal, Centro Cultural Fcsn também segue pelo mesmo caminho. No sábado, 24, pelas redes sociais, por exemplo, chamava os internautas para um grande evento que iria promover, das 10 às 18 horas, no Memorial Zumbi, na Vila: “É o grande dia da volta da Feira das Mina Preta! O evento vai acontecer no Memorial Zumbi de forma presencial”, alertava, indo além. Além das diversas marcas de moda afro, make, tranças, acessórios e artesanato, a programação conta ainda com a Roda de Capoeira com a Mestra Arara, DJ Anderson Smith, As Sublimes e DJ Lais Conti. IMPERDÍVEL”, dizia.

Maior oferta – A prefeitura de Volta Redonda vai vender uma área de 58.324,83 m2 na Avenida Paulo Erley, 2.500, no Distrito Industrial de Três Poços. Será às 9 horas do 23 de agosto. Leva quem der o maior lance.

Folha – Já a licitação da folha de pagamento que o Palácio 17 de Julho pretende fazer para encher de grana os cores da prefeitura foi remarcada para o próximo dia 4 de agosto, às 9 horas. Quem der mais fica com o pagamento da folha do mês, mais alguns serviços bancários, tipo empréstimos a servidores, cartões de crédito etc.

Plantação – O ex-vereador Carlinhos Santana anda divulgando que poderá ser candidato a deputado federal em 2022. Para isso, deixaria o PROS para se filiar ao PDT de Ciro Gomes. Tem mais. Santana promete apoiar Célia Jordão, a primeira dama de Angra dos Reis, para a Alerj. Faz sentido. É que Jordão abrigou parte do grupo de Santana embaixo de seu guarda-chuva. E olha que em Angra chove quase todo dia.

Cabelo – Quem está de visual novo é o vereador Fábio Buchecha (PSC). Ele fez um implante capilar. Não é fofo?

Reforma – Caiu como uma bomba a informação divulgada pelo aQui dando conta que a prefeitura de Volta Redonda vai reformar os campos do Aero Clube por R$ 380 mil. A notícia, inclusive, irritou ocupantes de cargos comissionados e RPAs do governo Samuca, que estão sem receber metade do salário de novembro, o mês de dezembro e o 13º. Vários deles anexaram aos seus processos judiciais a informação para mostrar para a Justiça que ‘dinheiro tem…’.

Pagamento – Por falar em salários, a prefeitura de Volta Redonda pagou ontem, sexta, 30, os salários de julho.

De volta – O ex-vereador Paulinho do Raio-X, aquele que foi cassado pela Câmara após ter sido preso em flagrante por suspeita de tentar extorquir o ex-prefeito Samuca, postou uma foto com o voltarredondense Edilson Silva, apresentador da Band e ex-subsecretário do governo Sérgio Cabral. A foto foi tirada na sede da Smac.

Ataque – Os servidores internos da secretaria de Saúde de Volta Redonda sofreram um ataque de hackers na terça, 27, e na quarta, 28. Por sorte, nenhum arquivo foi perdido.

Café – O Gabinete de Estratégia Governamental de Volta Redonda, comandada por Carlos Macedo, deve ser um lugar onde se bebe muito café. É que a pasta abriu uma licitação para comprar xícaras de café com pires. Detalhe: de porcelana. Serão compradas 96 unidades, com valor total da ordem de R$ 1,4 mil.

Recesso – A Câmara de Volta Redonda retorna às atividades na segunda, 2.

Emprego – O ex-deputado estadual Nelson Gonçalves virou assessor do deputado federal Hugo Leal, ambos filiados ao PSD. Na quarta, 28, Leal visitou Volta Redonda e foi ciceroneado por Nelsinho até a sede do Sindicato dos Metalúrgicos e depois visitou a Associação dos Aposentados e Pensionistas de Volta Redonda.

Bebuns (I) – Se a quantidade de motoristas dirigindo sob efeito de álcool fosse uma das competições das Olimpíadas, Barra Mansa ganharia a medalha de ouro e Volta Redonda ficaria com a de prata. Pelo menos foi o resultado do último final de semana, quando as cidades lideraram o ranking da Operação Lei Seca no estado do Rio.

Bebuns (II) – De sexta, 23, a domingo, 25, os agentes da lei retiraram 372 motoristas embriagados das ruas nas 22 ações de fiscalização realizadas. No sábado, 24, em Barra Mansa, dos 59 veículos abordados, 52 motoristas estavam sob efeito de álcool. Ou seja, 88% das pessoas. Já no domingo, 25, uma ação em Volta Redonda alcançou 45,71% de casos de alcoolemia: dos 70 motoristas abordados, 32 estavam embriagados. Detalhe: no domingo foi celebrado o Dia do Motorista.

Antenado – Em menos de uma semana, a secretaria de Infraestrutura resolveu o problema do escorregador da praça do Jardim Normandia, que estava sem poder ser usado pelas crianças do bairro. Nota 10 pela rapidez e boa vontade em atender à criançada.

Deixe uma resposta