quarta-feira, janeiro 19, 2022
CasaGERALDiga-me o seu, e eu vou mantê-lo

Diga-me o seu, e eu vou mantê-lo

A criatura é movida pela raiva e perseguida por um repórter investigativo. A criatura é procurada por um assassinato que não cometeu. Acredita-se que David Banner esteja morto, e ele deve deixar o mundo pensar que ele está morto, até encontrar uma maneira de controlar o espírito furioso que habita dentro dele.

ARTIGOS RELACIONADOS

Tendências de futuro

Não é de ninguém

Geral 1285

LEIA MAIS

“Não enganei ninguém”

Luto sem fim

Grampos

Grampos Barra Mansa

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp