sexta-feira, novembro 26, 2021
HomeGERALSubstituindo o poliuretano

Substituindo o poliuretano

foa-mestrando

Ex-aluno do curso de Ciências Biológicas e mestrando do Memat (Mestrado em Matérias) do UniFOA, Wagner Martins (ver foto) criou uma solução com produtos 100% naturais para retirar petróleo e derivados derramados em meios aquáticos e terrestres. O material, segundo ele, substitui o tradicional poliuretano, utilizado atualmente, e o que é melhor: tem eficácia 3,6 vezes maior.

“O Biosolvit não causa impacto no meio ambiente e colabora para a eficiência e rapidez do processo de despoluição. Hoje em dia, 9 litros de petróleo demoram 30 minutos para serem adsorvidos. Com a nova solução, 15 litros de óleo serão absorvidos em 15 minutos”, descreveu Wagner.

O trabalho de pesquisa começou nos laboratórios do UniFOA e o produto, garante, entra no mercado a partir de 2017. E os benefícios não param por aí. É que, segundo o biólogo, no modelo tradicional, o petróleo retirado com poliuretano é incinerado, transferindo a poluição, que era na água, para a atmosfera e com o absorvedor Biosolvit, 95% do petróleo será devolvido para refino.

“As primeiras análises foram feitas nos laboratórios do UniFOA, ainda em minha graduação. Hoje temos o resultado de tanta dedicação e auxílio da professora Daniela Mulinari. Preciso enfatizar o apoio que a instituição concede às pesquisas e também os laços que tem com as empresas da região, que me abriram grandes portas”, finalizou Wagner.

Previous articleCarta aberta
Next articleConsumismo: O mercado da morte
ARTIGOS RELACIONADOS

LEIA MAIS

COMENTÁRIOS RECENTES

Seja bem vindo!
Enviar via WhatsApp